Ameba rara e letal é descoberta


Uma infecção cerebral rara e altamente  letal, batizada de  meningoencefalite amebiana primária, fez com que muitos países ligassem suas sirenes de alerta. No mês passado, um surfista morreu após contrair a infecção, decorrente de uma ameba (um tipo de organismo unicelular), em uma piscina de ondas no Texas, Estados Unidos. Na Argentina, este ano, um menino de oito anos contraiu a ameba e perdeu a vida depois de ter nadado em uma lagoa.

Também no início deste ano, uma menina de dez anos sobreviveu à infecção do parasita após contraí-la em uma piscina municipal da Espanha – neste caso, uma rara ocasião em que a vítima resiste, já que 97% dos casos de meningoencefalite amebiana primária são letais.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), a ameba Naegleria fowleri é um microrganismo que vive em ambientes úmidos, como solos mais encharcados e fontes de água fresca, doce e morna – como rios e lagoas. Em casos de menor incidência, esses microrganismos podem ser encontrados também em piscinas com tratamento de cloro inadequado ou na água de torneira aquecida.

Segundo o CDC, a presença dessa ameba em ambientes aquáticos doces é comum, mas as infecções são raras – não há ainda métodos e métricas satisfatórias para quantificar a incidência da meningoencefalite amebiana primária no material líquido e a ligação disso com a contaminação em humanos.

É desta forma que o parasita chega ao cérebro e ataca o tecido cerebral. Daí o nome pelo qual esse organismo é conhecido: “a ameba que come cérebros”. A alimentação basal delas, porém, conta com bactérias encontradas nos sedimentos de regiões alagadas.

Os sintomas iniciais se parecem com os de uma meningite bacteriana, como dor de cabeça, febre e náusea; com a piora, podem surgir torcicolo, perda de equilíbrio e convulsões.

Segundo o CDC, estão descartadas infecções por meio da ingestão pela boca de água contaminada ou do contato entre pessoas.

De acordo com o CDC, apenas 143 pessoas contraíram essa infecção nos Estados Unidos entre 1962 e 2017. No entanto, somente quatro sobreviveram.

“Houve 34 registros de infecções nos Estados Unidos nos 10 anos entre 2008 e 2017, apesar das milhões de exposições à água em atividades recreacionais a cada ano. Como comparação, nos 10 anos entre 2011 e 2010, houve mais de 34 mil mortes por afogamento no país”, diz o site do órgão.

No Brasil, estudos da década de 80 indicaram registros de cinco casos da infecção no país. Mas, segundo o parasitologista Danilo Ciccone Miguel, os dados disponíveis não permitem afirmar com convicção que eles foram decorrentes da Naegleria fowleri. Apenas um destes casos foi submetido a uma análise mais precisa.ameba rara

Miguel, professor e pesquisador do Instituto de Biologia da Unicamp, conta que, no país, amostras coletadas em piscinas e lagos artificiais em locais como Porto Alegre e Rio de Janeiro já detectaram a presença de diferentes amebas que podem causar outras doenças no homem. É o caso das acantamebas, que podem gerar ceratite (inflamação da córnea), encefalite (levando à inflamação e inchaço do cérebro) e infecções na pele.

Para tratar a meningoencefalite amebiana primária, costuma-se usar uma droga antiparasitária chamada miltefosina. Em 2013, essa medicação salvou duas vidas.

Neste ano, a menina de dez anos que sobreviveu à ameba na Espanha também foi tratada com antiparasitários, já que antibióticos não funcionam nesses casos.

Por aspectos culturais, a infecção exige uma maior atenção em países como o Paquistão, em que rituais de ablução (purificação na água) aumentam a probabilidade do contato do nariz com a água contaminada.

Quando se trata da prevenção, o recomendado é que se mantenha a água distante do nariz ao nadar e mergulhar em água doce, seja cobrindo o nariz com a mão, deixando-os fora da água ou usando itens para cobrir os orifícios.

Enem 2018: cartões já estão disponíveis


A hora da verdade para os estudantes está chegando. Os inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 já podem acessar os cartões de confirmação da inscrição. Para consultar o documento, é necessário acessar a página do participante, onde deve ser colocado o CPF e senha ou baixar em seu celular o aplicativo Enem 2018. A primeira etapa do exame será aplicada no domingo, dia 4 de novembro.

O cartão contém os dados do estudante, o endereço do local, a data e hora da aplicação da prova, além das informações sobre a língua estrangeira escolhida e recursos de acessibilidade, se tiverem sido solicitados. Caso tenha problema com as informações do cartão ou dificuldade de acesso ao documento, o estudante pode entrar em contato com o MEC pelo telefone 0800616161 ou pelo link Fale Conosco, no site do Enem.

Com a entrada em vigor do horário de verão no mesmo dia da primeira etapa do Exame, em 4 de novembro, o Ministério da Educação recomenda que os inscritos fiquem atentos aos horários de abertura e fechamento dos portões dos locais de prova em cada estado.

Confira os horários do fechamento dos portões

No Distrito Federal e nos estados do Espírito Santo, de Goiás, Minas Gerais, do Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e São Paulo, os portões abrem às 12h e fecham às 13h.

Nos estados de Alagoas, do Amapá, da Bahia, do Ceará, Maranhão, de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, da Paraíba, de Pernambuco, do Piauí, Rio Grande do Norte, de Sergipe, do Tocantins, os portões abrem às 11h e fecham às 12h.

No Amazonas, em Rondônia e Roraima, os portões abrem às 10h e fecham às 11h. No Acre, os portões abrem às 9h e fecham às 10h, no horário local.

Bolsonaro dá entrevista


Durante entrevista exclusiva à TV Band, veiculada nas redes sociais, Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República, pretende apresentar uma série de medidas que devem ser negociadas com os parlamentares. Caso seja eleito. “Não vamos apresentar nada sem conversar com os parlamentares. Para ter certeza que essas reformas serão aprovadas de forma racional pelo Parlamento.”

Bolsonaro rebateu as acusações de envolvimento no esquema supostamente financiado por empresários para disseminar fake news anti-PT. Segundo ele, sua campanha é feita por simpatizantes e ele, pessoalmente, não tem amizade com empresários. “São milhões e milhões de pessoas que trabalham pela minha candidatura. São robôs do bem.”

Segundo Bolsonaro, na relação do “pacotão de medidas” estão propostas que se referem à segurança jurídica para o campo. “Não pode o fazendeiro hoje ouvir uma notícia que a terra dele vai ser demarcada.” Ele disse que o setor produtivo precisa ter garantias quando houver demarcação de terras ou reintegração de posse de terras.

Também examina a possibilidade de tipificar como “terrorismo” eventuais ocupações do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). “Nós vivemos em paz e harmonia. Invasão de terra não pode continuar acontecendo no Brasil.”

Candidato Jair Bolsonaro Foto: divulgação
Candidato Jair Bolsonaro Foto: divulgação

O candidato reiterou os nomes que devem compor seu futuro ministério: o general Augusto Heleno para Defesa, o deputado federal Onix Lorenzoni (DEM-RS) para Casa Civil, o astronauta Marcos Pontes para Ciência e Tecnologia, e Paulo Guedes para Economia. Ele confirmou que pretende unir os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente.

Segurança

O candidato negou que pretenda atenuar punições para militares que matam em serviço. Mas confirmou que vai se empenhar para mudar a legislação atual, de acordo com as circunstâncias específicas. Ele disse que hoje há uma guerra devido à violência e que é impossível negar essa avaliação.

“Estamos em guerra, ninguém nega isso, e se estamos em guerra devemos nos comportar como soldados em combate. O militar entrando em operação, o lado do inimigo, aqueles que portam arma de guerra, caso venham a ser abatidos, o nosso soldado deve ser condecorado e não processado”, disse. “Não quero dar carta branca para as Forças Armadas nem de segurança de matar”

Bolsonaro confirmou que pretende buscar amparo jurídico para colocar as Forças Armadas no patrulhamento de rotina nas cidades. Segundo ele, a negociação deverá ser feita entre o Ministério da Defesa e o governador do estado onde está localizada a cidade que precisa de segurança federal.

Protestos marcaram o fim de semana


O último sábado, 20, foi marcado por protestos contra o fascismo e a favor da democracia em várias cidades do país. Os  manifestantes também se posicionaram a favor da democracia, pelos direitos humanos e em defesa da liberdade de expressão. O ato foi organizado por movimentos de mulheres de distintos segmentos, entre eles Mulheres Unidas contra Bolsonaro.

São Paulo

Em São Paulo, a manifestação lotou o vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp). A multidão chegou a extrapolar a área da praça e ocupou totalmente os dois sentidos da Avenida Paulista, na região central da capital. Ao som de tambores, centenas de pessoas gritavam “Ele não!”, “Ele Nunca!” e “Ele Jamais”, em referência ao candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro.

A articulação do ato na capital paulista é dos mesmos coletivos de mulheres que organizaram o protesto do último dia 29 no Largo da Batata, zona oeste paulistana, contra o candidato.

Faixas de diversas cores e tamanhos se posicionavam contra as declarações do presidenciável consideradas ofensivas às mulheres, aos homossexuais e negros. Também podiam ser vistas bandeiras de centrais sindicais e partidos políticos em meio à multidão.

O protesto, que seguiu em direção à Praça da Sé, contou com público diverso: pais com filhos no colo, adolescentes, casais de idosos e artistas.

Rio de Janeiro

No Rio, os manifestantes se reuniram na Cinelândia. Com bandeiras de vários partidos de esquerda, jovens, idosos e crianças gritavam “Ele não!”.

Durante toda a manifestação os participantes entoavam cantos como “A nossa luta, é todo dia, somos mulheres na democracia”, ou ainda “Pisa ligeiro, quem não pode com as mulheres não atiça o formigueiro”.

Na Candelária, os manifestantes homenagearam com uma dança o mestre Moa do Katendê, assassinado a facadas na noite do primeiro turno da eleição após declarar voto ao PT, em Salvador (BA). Da Candelária, os manifestantes seguiram em passeata até a Lapa.

Brasília

Na capital federal, os manifestantes começaram a se agrupar na Rodoviária e às 16h ocupavam três faixas do eixo monumental. Eles seguiram em direção à Funarte, na região central da cidade. De acordo com a organização, 10 mil pessoas participaram do protesto. A Polícia Militar não estimou o número de participantes. Como nas outras capitais, o ato contou com mulheres, adolescentes, jovens, casais de idosos e muitas famílias acompanhadas dos filhos. Com cartazes e ao som de tambores, as pessoas subiram a avenida gritando “Ele não!”, “Ele Nunca!” e “Ele Jamais”.

Críticas às declarações do presidenciável consideradas ofensivas às mulheres, aos homossexuais e negros estavam presentes em faixas de diversas cores e tamanhos: “A gente quer um país para todas e todos”, “Mais amor e menos ódio”, “Mulheres contra o machismo, o racismo e a homofobia” e “Marielle, presente”, uma referência à vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco assassinada em 14 de março, podiam ser vistas na manifestação.

Motoristas que passavam pelo local buzinaram, saudando os manifestantes. Um espaço para acolher as crianças e para a confecção de cartazes foi montado na Funarte por um grupo de mães presente no ato. Entre os manifestantes, um clima de tranquilidade e solidariedade.

Suspeita de corrupção na Câmara de Vereadores de Itapé


Vereadores suplentes serão convocados para substituir titulares

Cinco dos nove vereadores da Câmara de Itapé foram afastados de suas atividades por suspeita de corrupção. Segundo o Ministério Público, acredita-se que esses parlamentares desviaram mais de 50 mil reais.

Entre os investigados, está o presidente do órgão, Nilton Rosa Pinto, que já estava afastado por 120 dias. Também foram destituídos dos cargos, o primeiro secretário – Klebson de Jesus Santos (Dagalinha), o segundo secretário – Cledson Gomes Alves (Pocado), Agnaldo Santos Filho e Eduardo Coelho dos Santos (Eduardo de Badalo).

Segundo informações do promotor de Justiça, Inocêncio de Carvalho, todos esses vereadores são investigados há quase três meses pelo Ministério Público do Estado da Bahia por suspeita de desvio de dinheiro da Câmara.  “Só de cheques emitidos foram quase R$30 mil, para pagamento de empréstimo e materiais para construção”, conta.inocencioCom o apoio da Polícia Militar, a equipe do MP ficou por cerca de quatro horas na Câmara recolhendo documentos, como por exemplo, contra cheques de vereadores, processos de pagamento e de licitações. Tudo para reunir provas de suspeita de desvio de valores para investigação que iniciou a partir de uma denúncia feita em julho deste ano de falsidade de assinaturas em cheques do segundo secretário Cledson Gomes Alves. Segundo Carvalho, o MP pedirá a 27ª Zona eleitoral, responsável por Itapé, a posse dos vereadores suplentes.

Com informações do BATV

Duas profissões que lidam com gente muito alegre


_DSC0005Eles são presença certas nas melhores festas e baladas do mundo. Suas armas são a criatividade e a coqueteleira. Estamos falando do barman e do bartender. A diferença entre esses profissionais pode até parecer sutil, mas existe. Saiba como identificar. Para saber quais são clique aqui! Junyor Mangia é barman há 15 anos e tem um amor declarado pelo que faz. “Gosto do meu trabalho e não me vejo atuando em outra profissão”, garante. Segundo ele, o que mais o atrai na carreira é a possibilidade de ajudar a promover a alegria entre as pessoas. “Num mundo tão cheio de problemas, poder prestar um bom serviço e ver os outros se divertindo, deixando para trás suas tristezas é mesmo reconfortante”, revela.

mangia
Junyor Mangia, barman Foto: divulgação

De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Bartenders (ABB), Paulo Avelino Jacovos, o profissional Bartender por ter alta qualificação e está sempre presente nos melhores bares, restaurantes, hotéis, navios e discoteques do Brasil tem sofrido um pouco menos com o momento vivido politicamente e econômico tendo sempre oportunidades de trabalhado quando qualificado. “Mas, como todas as categorias também temos altos e baixos nestes momentos de instabilidade que o país atravessa nos últimos cinco anos”, avalia Jacovos.

Segundo Jacovos, nos últimos anos a categoria enfrenta a concorrência de pessoas sem qualificação profissional e que muitas vezes trabalham por valores muito menores que um profissional com Formação no Curso Internacional de Bartenders da ABB e IBA Internacional Bartenders Association.

_DSC0008
Paulo Avelino Jacovos Presidente da ABB Foto: divulgação

Fundada em 1970, a Associação Brasileira de Bartenders (ABB) é uma entidade cuja a principal missão é a formação de bartenders que trabalham em todo o Brasil. Além de organizar eventos e campeonatos de coquetelaria. “Nossa maior luta é tornar a nossa arte reconhecida pelo Brasil e a nossa função Bartender em profissão reconhecida pelo MT”, avalia Jacovos.

Mas, o que é necessário para ser um bartender ou barman? Mangia é direto. “Ser desinibido e gostar de gente”, garante. Jacovos acrescenta paciência à lista. “É uma profissão que exige muitas horas em pé e muita paciência, pois o cliente do bar nem sempre está em sua melhor consciência depois de alguns drinques”, ressalta.  O presidente da ABB ressalta que a missão principal do Bartender é nunca oferecer uma bebida sem um sorriso e sempre entreter o cliente e nunca o embriagar! Transformamos clientes em amigos e não somente amigos em clientes!

Barman, barmaid, barista e bartender


Barman ou barmaid (mulher) é formado no curso de coquetelaria e seguem o perfil da escola europeia. Esse profissional tem curso de coquetelaria (contemporânea e clássica), seguindo como base os coquetéis registrados pela IBA (associação internacional de bartenders) e domina com perfeição a arte de elaborar bons coquetéis. Normalmente são encontrados em hotéis, restaurantes, navios e bares renomados e são facilmente identificados pela vestimenta clássica (terno e gravata), além é claro de seu atendimento diferenciado, buscando conhecer melhor o paladar de seu cliente para oferecer o melhor coquetel da casa. E para se tornar um bom Barman, o profissional além de cursos, tem que estar sempre atualizado sobre o que está acontecendo no mundo, (esportes, política, atualidades e etc..) já que uma de suas funções é ouvir e manter um bom nível de conversa com seus clientes.

Já os bartenders estãos dividido em duas categorias: atendentes – são jovens, trabalham em festas, baladas e eventos em geral. Esse profissional segue o perfil da escola americana, normalmente é jovem de perfil universitário e trabalha com festas, eventos, bares e casas noturnas. Esse profissional, até pela idade e perfil de festas que trabalha, tem um estilo um pouco mais descontraído e proporciona para o seu cliente um atendimento ágil e sem grande complexidade, já que trabalha com coquetéis mais fáceis ou doses. Os drinks não são muito elaborados, porém, isso facilita na agilidade de servir o público, uma ótima opção para lugares cheios e bebidas pré-definidas.

Bartender Free Style ou Performático – também são jovens como os atendentes. Esse profissional além das características mencionadas acima tem como grande diferencial o Entretenimento, ou seja, esse profissional elabora os coquetéis e drinks mais elaborados, fazendo o Work Flair ou Flair (malabares com garrafas e utensílios de bar) divertindo seus clientes e apresentando um novo conceito de se preparar coquetéis, além é claro de mágicas de balcão, apresentações de Pirofagia (arte com fogo) e Flag (Arte com tecidos). Ao contrário do barman, os bartenders se vestem de uma forma mais descontraída e informal.

Barista – o profissional especializado em cafés de alta qualidade (cafés especiais). Também trabalha criando novas bebidas baseadas em café, utilizando-se de licores, cremes, bebidas alcoólicas, entre outros. Deve ser profundo conhecedor de todas as fases da vida do café, desde o cultivo da planta, etapas de processamento e beneficiamento do grão, processos de torra e moagem, além, é claro, dos detalhes processos de extração da bebida, seja em máquinas de expresso ou em outros métodos de preparo.

Temer quer estimular o uso das bicicletas


O presidente Michel Temer sancionou lei para estimular o uso da bicicleta como meio de transporte e integrá-la ao sistema de transporte público coletivo. A Lei 13.724/18, que institui o Programa Bicicleta Brasil (PBB), foi publicado no dia 5 de outubro no Diário Oficial da União, com o objetivo é melhorar as condições de mobilidade urbana no país.

O programa deverá ser implementado em cidades com mais de 20 mil habitantes. Entre outras ações, ele propõe a construção de ciclovias, ciclofaixas e faixas compartilhadas; a implantação de aluguéis de bicicletas a baixo custo em terminais de transporte coletivo, centros comerciais e locais de grande fluxo; a construção de bicicletários nos terminais de transporte; e a instalação de paraciclos ao longo das vias e estacionamentos apropriados.

Nas cidades com mais de 500 mil habitantes, a lei obriga a implantação de ciclovias, conforme exigido pelo Estatuto da Cidade. A lei também prevê a criação de uma cultura favorável ao uso da bicicleta como forma de deslocamento eficiente, econômica, saudável e ambientalmente saudável. Por isso, os órgãos de implementação deverão promover campanhas de divulgação desses benefícios e implantar políticas de educação para o trânsito para promover um bom convívio desse meio de transporte com os demais veículos.

Os recursos para o programa virão da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide-combustíveis). O percentual do tributo federal a ser destinado ainda será definido em regulamento. O programa também poderá contar com repasses dos governos federal, estadual e municipal, de doações de organismos de cooperação internacionais e nacionais, de empresas e até de pessoas físicas.

A lei entrará em vigor 90 dias após a publicação. A coordenação do programa será do Ministério das Cidades, que poderá firmar parcerias com outros órgãos de governo, entidades não governamentais, além de empresas do setor privado.

Ilhéus: festa pública comemora o Dia das Crianças


A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), promoveu uma grande festa para comemorar o Dia das Crianças. O evento foi realizado, na Avenida Soares Lopes, no centro da cidade, na  tarde desta sexta-feira, 12.

Uma mega estrutura foi montada, pela primeira vez, com cerca de 25 a 30 brinquedos no circuito da Avenida Soares Lopes, que recebeu um público aproximado de seis mil pessoas de vários bairros do município. Mais de quatro mil baixinhos e baixinhas  se divertiram com apresentações teatrais e diversos brincadeiras.

“Nosso trabalho é humanizar os serviços oferecidos pela SDS, não é só fazer o que a lei determina, é levar desenvolvimento social para a comunidade. Tratar as pessoas como elas merecem. Hoje é o dia não só das crianças, mas da família, da região cacaueira”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Social de Ilhéus, Rubenilton Santos Silva .

O evento foi totalmente gratuito e mobilizou toda a equipe da secretaria de Desenvolvimento Social, rede do Sistema Único da Assistência Social (Suas), Centros de Referências da Assistência Social (Cras),  Centro de Referência Especializado da Assistência Social  (Creas/Paefi), Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) e Programa Criança Feliz. Foto divulgação

Circuito baiano de Judô 2018 terá etapas em Canavieiras


Aproximadamente 600 judocas de todas as categorias participarão, entre os dias 19 e 21 de outubro, em Canavieiras, da Super Etapa do Circuito Baiano de Judô 2018, no Ginásio de Esportes da cidade.

O evento é organizado pela Federação Baiana de Judô (FEBAJU), conta pontos no ranking oficial da modalidade esportiva e o quadro de arbitragem seguirá o padrão internacional, com sistema de verificação em vídeo.

Na sexta (19), o evento iniciará às 17h, no sábado (20), às 7h, e no domingo (21), às 9h. O prazo de inscrições para os atletas segue até quinta-feira (11), outras informações como programação estão detalhadas no site do FEBAJU – www.febaju.com.br.