Mais de mil escolas são ocupadas em reprovação a PEC 241


escolainvadida
Foto: Bruno Santos

A União Brasileira de Estudantes Secundaristas informou, nesta terça-feira (26/10), que mais de mil escolas em todo o país estão ocupadas por estudantes contrários à PEC 241, que pretende limitar investimentos sociais pelos próximos 20 anos, e criticam a polêmica proposta de reforma do Ensino Médio, enviada ao Congresso por meio de Medida Provisória.

De acordo com a Ubes, são 1022 escolas e institutos federais ocupados, além de 82 campus universitários, três núcleos regionais de Educação e a Câmara Municipal de Guarulhos. Ao todo, portanto, 1.108 espaços estariam ocupados.

Não existe, contudo, um balanço nacional oficial, e há divergência quanto aos números. O que se sabe é que o Paraná é o estado com mais registros de ocupações: 847, na versão dos estudantes, e 792, na do governo.

As ocupações preocupam o Ministério da Educação (MEC) por causa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que ocorre nos dias 5 e 6 de novembro. Segundo o ministério, 182 locais de prova estavam ocupados até semana passada.

Caso as escolas não sejam desocupadas até dia 31, o MEC vai cancelar o exame nesses locais. A Advocacia-Geral da União defende que seja cobrado dos manifestantes o custo da aplicação das provas (R$ 90) para os alunos prejudicados.