Arigato gozaimasu Japão


Nissei, sansei, suchi, miojo, sachimi. Você já parou para pensar como somos influenciados pela cultura japonesa diariamente? Nosso país abriga a maior comunidade nipônica fora da “terra do sol nascente”: são mais de 1,6 milhão de japoneses e descendentes. Essas informações são da Central Intelligence Agency (CIA). Os japoneses começaram a deixar sua terra natal em busca de uma vida melhor para suas famílias. Grande parte desta imigração aconteceu a partir de 1868, com picos em 1912 e em 1946 no Pós-Segunda Guerra Mundial.

Foi em 18 de junho de 1908, que chegou ao Porto de Santos o “Kasato Maru”, navio que trouxe 165 famílias de japoneses. Porém, com a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, ao lado dos aliados, declarando guerra aos países do Eixo (Alemanha, Itália e Japão), a imigração foi temporariamente interrompida no decorrer do conflito (1939-1945).

18-de-junho-em-1908-aporta-em-santos-o-navio-kasato-maru-trazendo-os-primeiros-imigrantes-japoneses-ao-brasil1
Primeiros imigrantes japoneses do Brasil           Foto: acervo histórico
mariana oliveira
Historiadora Mariana Oliveira

De acordo com a historiadora, graduada pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Mariana Oliveira, no começo do século XX, o Brasil buscava mão de obra para as lavouras de café, enquanto o Japão passava por um crescimento demográfico e não possuía empregos suficientes. “Foi a união do útil ao agradável. As nações selaram um acordo imigratório denominado “Tratado de Amizade”, iniciando assim, a chegada maciça dos Japoneses ao Brasil”, explica a especialista.

A pesquisadora também revela, que durante os anos da guerra a imigração de japoneses para o Brasil foi proibida e vários atos do governo brasileiro os prejudicaram e a seus descendentes. A maioria dos japoneses trabalhou em plantações de café no interior de São Paulo e posteriormente no norte do Paraná, explicando o grande número de comunidades em Sampa. “Um bom exemplo é o bairro da Liberdade que reuni culinária, música, religião e festividades da cultura japonesa, unindo milhares nikkeis (cidadãos brasileiros com descendência japonesa), atraindo turistas do mundo inteiro”, lembra Mariana. Clique aqui e saiba mais sobre a influência japonesa no Brasil