Autor de homicídio no restaurante Paraíso Tropical é apresentado


Fabilson Nascimento Silva foi apresentado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na manhã desta quarta-feira (2). ‘Barriga’, como é mais conhecido, é autor confesso da morte de Guilherme dos Santos Pereira da Silva, 17. O crime ocorreu numa área do restaurante Paraíso Tropical, no bairro do Cabula, no dia 17 de abril deste ano.

1 (3)
Fotos: Alberto Maraux

O coordenador da 2ª Delegacia de Homicídios, Guilherme Machado, explicou que Fabilson foi capturado na cidade pernambucana de Serra Talhada, na casa de parentes. “Parabenizo todos os policiais envolvidos nesta investigação. As ações de inteligência nos permitiram chegar ao foragido e efetuarmos a prisão”, destacou o delegado.

A delegada Jussara Andrade, que trabalhou na apuração dos fatos, acrescentou que o inquérito ainda não está concluído e que é possível o indiciamento de outras pessoas. O acusado pela morte do adolescente foi indiciado por homicídio e ocultação de cadáver.

3 (5)
Fabilson Nascimento ‘Barriga’

 

Domésticos estrangeiros são mantidos em situação análoga à escravidão


O Ministério Público do Trabalho em São Paulo (MPT-SP) investiga um esquema de agenciamento de homens e mulheres imigrantes (vindos das Filipinas, do Chipre, de Hong Kong, de Dubai, de Cingapura e do Nepal) para trabalho doméstico em residências de classe alta no Brasil.

Segundo o MPT, 180 pessoas foram trazidas para o país por intermédio das agências estrangeiras Global Talent e SDI. Essas empresas não foram localizadas pela reportagem para falar sobre o assunto. No Brasil, os imigrantes eram conduzidos, sem contrato formal de trabalho ou garantia de direitos, às famílias, que pagavam mais de R$ 10 mil às agências.

As investigações, iniciadas em 2014, mostram que os domésticos pagavam taxas superiores a US$ 2,50 mil  (R$ 7 mil) às agências, com a promessa de trabalho no Brasil, recebimento de salário de R$ 2,2 mil, benefícios como décimo terceiro e bônus de horas extras. Os valores, no entanto, não eram pagos.

Além disso, as condições de trabalho eram análogas à escravidão, com maus-tratos e jornadas exaustivas, das 6h às 20h todos os dias. Alguns trabalhadores tinham de ficar à disposição 24 horas por dia. As vítimas também permaneciam no Brasil sem documentos de identificação e de imigração.

Imagem ilustrativa Foto: Flávio Cannalonga
Imagem ilustrativa Foto: Flávio Cannalonga

Denúncia

A agência Global Talent, cujo nome anterior era Domésticas Internacionais CMIS Brasil, foi denunciada em 2014 por ligação anônima do Disque 100. Pela denúncia, o MPT descobriu que uma mulher vinda das Filipinas recebia valor bem abaixo da remuneração prometida e teve seus documentos retidos, além de ser ameaçada de deportação caso tentasse denunciar.

Na época, a Global Talent firmou termo de ajuste de conduta (TAC) comprometendo-se a formalizar o contrato de trabalho de estrangeiros cuja mão de obra tivessem intermediado e a regularizar documentos dos trabalhadores, com obtenção de concessão de autorização de trabalho fornecida pelo Conselho Nacional de Imigração. Os domésticos teriam de receber o visto temporário ou permanente do Ministério das Relações Exteriores.

Passados três anos, porém, a fiscalização do Ministério do Trabalho flagrou as mesmas irregularidades e as investigações foram reabertas. Três filipinas que fugiram das casas onde trabalhavam recorreram à Missão Paz, instituição que é referência na capital paulista em atendimento a refugiados, e formalizaram denúncia.

Fonte: Agência Brasil

País consome mais energia no semestre


O consumo de energia elétrica no país totalizou 233.221 gigawatts-hora (GWh) no primeiro semestre do ano, um crescimento de 0,4% na comparação com o mesmo período de 2016. Os dados constam da Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica, divulgada hoje (1º) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Segundo a empresa, o aumento de 0,4% indica uma estabilidade.

Ligada ao Ministério de Minas e Energia, a EPE é responsável pelo planejamento energético do país. Em junho, o consumo de energia chegou a 37.816 Gwh, com expansão de 1,1% em relação ao mesmo mês do ano passado.

O resultado nos primeiros seis meses deste ano reflete o crescimento, principalmente, do setor residencial, cuja expansão de janeiro a junho foi de 1,2%. A indústria fechou com alta de apenas 0,1%, e o comércio, com queda de 0,7%.

Regionalmente, o avanço de 0,4% no primeiro semestre foi puxado pela demanda do Sul do país, que cresceu 2,2% no período. O Centro-Oeste registrou expansão de 0,6%. No Sudeste, maior centro consumidor do país e que responde por mais de 60% de toda a demanda, houve alta de apenas 0,3%.

Na outra ponta, nas regiões Norte e Nordeste, o consumo fechou em queda 0,5% e 1%, respectivamente.

Consumo industrial

O resultado do setor industrial no primeiro semestre deste ano (alta de 0,1%) é mais favorável do que nos anos anteriores. No primeiro semestre do ano passado, o consumo de eletricidade nas indústrias havia fechado em queda de 5%, depois de já ter registrado retração de 4,5% em igual período de 2015.

A expansão da demanda por energia elétrica, desta forma, reflete um pouco do comportamento da indústria nacional. Números divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que a indústria fechou os primeiros seis meses do ano com expansão de 0,5%, o melhor resultado desde 2013.

Segundo a EPE, o resultado da demanda industrial nacional, que totalizou 81.322 GWh de janeiro a junho, reflete, principalmente, o avanço expressivo da Região Sul do país, que fechou o período com alta acumulada de 4,3%; mas também as taxas negativas mais suaves do Sudeste e do Nordeste, respectivamente -0,1% e -4,9%.

Os segmentos têxteis (4,9%) e automotivo (4,4%) lideraram os avanços no consumo industrial de energia no primeiro semestre do ano. Enquanto no ramo têxtil se destacaram os estados de Santa Catarina (8,3%), São Paulo (3,6%) e Ceará (9,8 %), no automobilístico o aumento na demanda foi mais relevante em São Paulo (4,1 %), maior polo do país no setor.

Junho 2017/junho 2016

No que diz respeito à expansão de 1,1% (37.816 GWh) na demanda por energia elétrica na rede em junho deste ano, comparativamente a junho do ano passado, o crescimento reflete resultados positivos em três das quatro regiões do país, mas principalmente no Centro-Oeste, cuja alta foi 4,2%.

Na Região Norte, houve crescimento de 2,3% e no Sul, de 1,6%. A única região do país a fechar junho com resultado negativo na comparação com igual mês do ano passado foi o Nordeste, onde a queda do consumo chegou a 1,6%.

Usuários da Cracolândia (SP) mudam de lugar


A Guarda Civil Metropolitana (GCM) realizou uma ação na tarde desta terça-feira para mover os dependentes químicos da Cracolândia para o ponto onde se encontravam até ontem, na Alameda Cleveland em frente à estação Julio Prestes do trem, no centro de São Paulo. Após uma operação de limpeza na região, realizada na noite de segunda, o fluxo havia se deslocado para a esquina entre as ruas Helvétia e Barão de Piracicaba, a apenas um quarteirão de distância da concentração original.

Alguns dos dependentes retornaram voluntariamente para a Alameda Cleveland, mas aqueles que se recusaram a deixar a Barão de Piracicaba foram levados à força pela GCM. A operação, no entanto, não utilizou bombas de efeito moral ou gás lacrimogêneo. O maior contingente policial deixou o local após a operação.

Na noite da última segunda-feira, os guardas-civis realizaram um serviço de limpeza na região. A remoção de algumas barracas revoltou os usuários, que atearam fogo em colchões e outros objetos. Em nota, a Prefeitura afirmou se tratar de uma operação rotineira: “De acordo com informações preliminares, a GCM apoiava uma ação de zeladoria de rotina e, no momento em que foi solicitada a retirada de barracas das calçadas, algumas pessoas que estavam no local colocaram fogo nos materiais”. Apesar do confronto, a administração garante que as ações sociais “de acolhimento, saúde e segurança” serão mantidas.

A mudança de endereço, ainda que temporária, é comum após ações policiais no fluxo. Oliveira afirmou que, nesta manhã, os usuários estavam calmos e que o comércio local não sofreu outros problemas. Ao passar pelo local onde a concentração havia se instalado, reparou no aumento das forças policiais, que já planejavam a ação desta tarde.

Marinha do Brasil abre concurso


A Marinha abre, nesta terça-feira, as inscrições do Concurso Público para Ingresso no Corpo Auxiliar de Praças (CPA-CAP). São 90 vagas para candidatos de ambos os sexos, que tenham concluído curso técnico de nível médio. É necessário ter entre 18 e 25 anos de idade, no dia 1º de janeiro de 2018. As inscrições ficarão abertas até 31 de agosto, pelo site da Marinha. A taxa de participação custa R$ 60.

As chances são para jovens com curso técnico em contabilidade, desenho de arquitetura, estatística, eletrônica, enfermagem, estruturas navais, gráfica, geodésia e cartografia, marcenaria, metalurgia, meteorologia, motores, processamento de dados e química.Marinha_do_Brasil_07102016120822

O processo seletivo terá prova de conhecimentos profissionais, redação, inspeção de saúde, teste de aptidão física e Verificação de Dados Biográficos. O candidato será matriculado no curso de formação como Praça Especial, no grau hierárquico de Grumete, e ao ser aprovado no curso, que terá a duração de até 17 semanas, será nomeado Cabo do CAP. O soldo dos grumetes é de R$ 936 e de cabo engajado de R$ 2.243.

Temer tem 5% de aprovação


A situação do nosso presidente não está nada boa. A aprovação do governo Michel Temer (PMDB) caiu de 10% para 5% entre março e julho deste ano, segundo pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta quinta-feira, 27.seta

Já a avaliação negativa do governo aumentou para 70%. No levantamento anterior, divulgado há cerca de quatro meses, o porcentual dos que avaliavam o governo como ruim ou péssimo era de 55%.

A parcela que considera o governo regular caiu para 21% em julho, ante 31% na última pesquisa. Os que não souberam ou não responderam sobre a avaliação do governo representaram 3% dos entrevistados.

PIS/Pasep começa a ser pago na quinta


A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil começam, na quinta-feira, o pagamento do Abono Salarial calendário 2017/2018 do PIS/Pasep , ano-base 2016. Os pagamentos do benefício do PIS são realizados de acordo com o mês de nascimento do trabalhador, começando com os que nasceram em julho.

O valor do abono varia de R$ 78 a R$ 937, dependendo do tempo em que a pessoa trabalhou em 2016. Os profissionais da iniciativa privada poderão sacar o dinheiro na Caixa Econômica Federal, o os servidores públicos devem procurar o Banco do Brasil.

O trabalhador que possui Cartão Cidadão e senha cadastrada pode sacar em uma casa lotérica, a um ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento. Caso não tenha o Cartão Cidadão, o valor pode ser retirado em qualquer agência da Caixa, apresentando o documento de identificação.

pis-pasep

Reabertura do último calendário

Quem tem direito e ainda não sacou o abono salarial referente aos meses trabalhados em 2015 terá uma segunda chance. O benefício é para quem trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias naquele ano. Mais de 1,38 milhão de trabalhadores, o que corresponde a 6,42% do total de pessoas com direito ao recurso, ainda não sacaram o abono em todo o país. O valor ainda disponível chega a R$ 695 milhões. No Estado do Rio, 167.047 trabalhadores, 7% do total, ainda precisam sacar cerca de R$ 87 milhões “esquecidos”.

Uma resolução de 28 de junho do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (CODEFAT) permite que os beneficiários realizem o saque, que seria encerrado em 30 de junho, também no período de 27 de julho a 28 de dezembro deste ano.

Mais de 1,57 milhão de trabalhadores, o que corresponde a 6,49% do total de pessoas com direito ao recurso, ainda não sacaram o abono. O valor ainda disponível chega a R$ 1,97 bilhão.

A consulta sobre quem tem direito pode ser feita no site abonosalarial.mte.gov.br. Na página, basta informar o CPF ou número do PIS/Pasep e a data de nascimento. Os recursos que não são sacados retornam para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

tabela pis 2017

Itabuna: governo reinaugura Espaço Solidário


O Espaço Solidário do Centro Público de Economia Solidária (Cesol) – Litoral Sul, no município de Itabuna, será reinaugurado amanhã, dia 27, às 10h30.

A closeup cropped shot of diverse hands stacked on top of each other

Localizado na Praça Olinto Leone, no Centro da cidade, o equipamento comercializa produtos de empreendimentos apoiados pelo Cesol. A secretária Olívia Santana participará da solenidade.

Nos Centros Públicos de Economia Solidária, vinculados à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), são oferecidos estudo de viabilidade econômica, assistência técnica gerencial, orientação de acesso ao crédito, assistência técnica em comercialização e marketing, capacitação em áreas afins e assessoria para organização de feiras e exposições. 

Narciso Santiago o Cowboy Apaixonado


Ele é considerado a nova revelação do Arrocha Sertanejo. Narciso Santiago, o Cowboy Apaixonado, natural de Nova Canaã (BA) é um cantor que encanta pela simplicidade, talento. Seu hit “Joia Falsa”, sua atual música de trabalho vem cativando pessoas de norte a sul do Brasil. O artista recebeu a reportagem do Blog Carvalho News para falar de carreira, projetos, frustrações e muitos mais. Quer conhecer melhor esse Cowboy? Então não perca mais tempo e leia essa entrevista.

Narciso
Narciso Santiago, o Cowboy Apaixonado                Fotos: divulgação

Blog Carvalho News – De onde surgiu o nome Cowboy Apaixonado?

Narciso Santiago – Quando eu sai da Banda Love Sertanejo, para fazer carreira solo, precisava de uma identidade, ai lembrei do cantor que sou fã da nossa região que usa o nome de Netinho do Forró, o Vaqueiro Cantador, e, como sempre curti o estilo romântico, decidi em uma pesquisa que havia feito usar o nome de Narciso Santiago o cowboy apaixonado, que por sua vez foi bem aceito pelos meus fãs e amigos e pelo publico em geral.

CN – Quando você descobriu que possuía talento musical?

Narciso – Comecei ainda muito cedo, aos 11 anos. Iniciei fazendo participações especiais na igreja e em seguida, devido ao meu desempenho e técnicas vocais que estava adquirindo com certa facilidade, logo fui convidado a participar do coral masculino na igreja e logo após comecei a fazer parte do coral principal.

CN – Você foi vocalista da dupla sertaneja Santana & Santiago e integrante da Banda Love Sertanejo. De lá para cá, o que mudou em sua vida?

Narciso – Bom posso dizer que mudou tudo e radicalmente, pois sempre dividi o palco com outras pessoas, e de repente me vi fazendo carreira solo e tendo que encarar os palcos sozinho, então com isso aumentou a minha responsabilidade e vontade de cada vez mais dar o melhor de mim.

CN – Você é natural de Nova Canaã (BA). Qual sua relação com sua cidade e suas origens?

Narciso – Sim,  nasci e me criei em Nova Canaã e também minha família são todos de lá, e a relação minha e a cidade é de uma insatisfação muito grande da minha parte, pois a 12 anos cantando profissionalmente, nunca pude me apresentar em minha cidade, ou seja os gestores e administradores de Nova Canaã nunca me deram oportunidade e me contratou pra fazer um show para meu povo minha gente, posso dizer que no Brasil ou no mundo eu Narciso Santiago, sou o único artista cantor que nunca se apresentou na própria cidade de origem e nascimento (terra natal) a população me abraçou e está ansiosa para ver um show meu ao vivo. Mas, infelizmente ainda não aconteceu, e para amenizar um pouco cheguei a distribuir gratuitamente para a população mil CDs, através de amigos e da rádio Canaã FM. No meu entender e pelos acontecimentos, na cabeça de alguns não é viável valorizar os artistas da terra.

 

CN – Você parece ser muito apegado à família. O que ela significa para você?

Narciso – Família é a base de tudo, e comigo não é diferente, fui educado dessa forma valorizar sempre uma das obras primas de Deus que é a família.

Narciso2a

CN – O cenário musical mudou bastante nos últimos tempos. Você acredita que atualmente está mais complicado se tornar um artista de sucesso?

Narciso – Não acredito nisso não, sabemos que realmente é difícil porem quem insiste e persiste acaba conseguindo fazer sucesso com certeza. O incrível disso tudo é que chega uma hora que ninguém mais acredita em você e nos teus sonhos. E é ai que a pessoa não pode parar ou desistir. Eu penso assim tipo, (a verdadeira condição para um milagre, são as dificuldades, e a verdadeira condição para um super milagre, é a impossibilidade e é ai que Deus atua).

CN – Quem o Cowboy Apaixonado costuma ouvir?

Narciso – Eu ouço de tudo um pouco, sou bem eclético, porem curto bastante além do meu estilo que é o arrocha sertanejo, o sertanejo raiz e a musica gospel.

CN – Jóia Falsa é a sua atual música de trabalho. Ela possui alguma história?

Narciso – Verdade, essa musica conta a história de um homem que tinha a sua mulher e vivia dando umas puladinhas de cercas e entre uma pulada e outra, se iludiu com uma mulher que não tinha só ele como parceiro ou melhor, como homem. E ela vivia ficando com mais de uma pessoa nas noitadas, e ele se apaixonou e iria deixar a mulher com a qual já vivia há um tempo para ficar com a que estaria apaixonado. Foi ai que ele acordou e abriu os olhos, conseguindo enxergar na verdadeira mulher dele um amor que ele achava não mais existir e acabou ficando com a mulher que verdadeiramente o amava.

CN – Como você escolhe o seu repertório?

Narciso – Meu repertorio é escolhido sempre com muito carinho pois eu preso em dar o melhor pra meus fãs e amigos, devido a ser de uma família tradicional e de maioria evangélica, eu busco sempre musicas com letras que não fazem nem um tipo de apologias errôneas ou letras epicenas e que não tem nem um tipo de agressividade.

Narciso3

CN – Quais as parcerias musicais que gostaria de formar?

Narciso – Tenho sonhos como todo mundo e dois deles é um dia poder dividir o palco com Leonardo e Chitãozinho e Xororó.

CN – Quais os seus projetos?

Narciso – Tenho alguns, por exemplo: continuar cantando sempre, e criar em minha cidade um (centro de recuperação de idoso, um lugar onde os idosos terão estímulos e cuidados necessários). E também um que é muito importante pra minha cidade, criar uma praçaoteca é uma espécie de biblioteca em todas as praças, para estimular a pratica de leituras para as crianças, adolescentes, jovens e adultos, dizem os sábios que quem ler mais, são mais inteligentes.

CN – Já passou por alguma situação engraçada envolvendo fãs?

Narciso – Já, engraçada não sei, talvez constrangedora, uma vez realizando um show teve um pequeno intervalo pra ir ao banheiro desci do palco e caminhei sentido ao banheiro e ao me aproximar me deparei com uma mulher que estava curtindo o show com o marido ou companheiro dela, deu pra ver que ela estava usando aliança e ai ela queria me agarrar e me beijar a força, perguntei mas você não esta acompanhada ela me disse que sim, mas falou com ele (companheiro) que também iria ao banheiro pra ele não levantar suspeita e que ela queria de qualquer forma me beijar porque ela disse que sentia atrações por homens de barba ai dei risadas e pedir logo ajudas a um dos produtores do evento, foi que o rapaz veio e me ajudou a me livrar daquela situação.

CN – Qual a mensagem que gostaria de deixar para seus fãs?

Narciso – Quero dizer a todos os meus amigos, fãs, simpatizantes do nosso trabalho em geral que: por mais difícil que seja o seu problema nunca desista de lutar, eu, você ou melhor nós somos uma das obras primas de Deus. Ele sendo Deus nunca desistiu de nós então não devemos desistir nunca dos nossos sonhos e objetivos. A melhor forma de conseguir vencer qualquer batalha e obstáculos, é dobrando e jogando os joelhos no chão, orar e conversar com Deus. Quero agradecer a todos que de alguma forma contribuíram para que tudo isso viessem acontecer, grato a Deus sempre.

 

Concurso global de redação da ONU tem sete brasileiros entre os vencedores


Sete estudantes brasileiros estão entre os 60 jovens de 27 países vencedores do concurso de redação Muitas Línguas, Um Mundo, realizado em parceria com a escola global de idiomas ELS (English Language School) e a agência Impacto Acadêmico das Nações Unidas (Unai, na sigla em inglês). A informação [e da ONU News

A cerimônia de premiação será realizada no hall da Assembleia Geral da ONU, em Nova York. Os vencedores – de países como Brasil, Cazaquistão, China, Índia, Líbano, Marrocos e Zimbábue, entre outros – viajaram para as cidades de Boston e Nova York para participar do Fórum Global da Juventude, que termina nesta sexta-feira (21).

Na oportunidade, os jovens apresentarão planos de ação para implementar a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Mais de 6 mil participantes de 170 países, vindos de 1.950 universidades espalhadas pelo mundo, se inscreveram na fase inicial da competição.

redação2017