Flávio Campello


Ele é o atual campeão do Carnaval Paulista, pela Acadêmicos do Tatuapé. Em março, último, mudou-se para a Acadêmicos do Tucuruvi. Flávio foi reverenciado com o prêmio do troféu nota 10 do ‘Diário de SP’ como o melhor carnavalesco do ano. Ele possui vasta experiência em carnavais das cidades do Rio de Janeiro, Vitória, Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo. Para 2018, o carnavalesco prepara o enredo “Uma noite no museu” e garante “o enredo é uma aposta, um sonho de uns 5 anos, e a Tucuruvi me deu a chance de transformar em realidade”. Flávio recebeu gentilmente a reportagem do Blog Carvalho News e falou sobre carnaval, a profissão de carnavalesco, seu dia a dia e muito mais! Que tal conhecer melhor esse grande vencedor?

IMG-20170525-WA0004
Flávio Campello Fotos: divulgação
Blog Carvalho News – Como iniciou a sua relação com o carnaval?
Flávio Campello – Tudo começou ainda na infância, quando eu acompanhava meus pais na quadra e barracão da Imperatriz, pois ambos sempre foram fascinados pelo carnaval e pelo desfile das escolas de samba, e eram envolvidos no carnaval. Eram foliões natos… verdadeiros apaixonados pelo carnaval.
Blog Carvalho News – Há alguma diferença entre o carnaval do Rio de Janeiro e o de São Paulo?
Flávio Campello – Hoje não consigo enxergar uma diferença… ambos apresentam belíssimos espetáculos…
CN – Qual a sua formação acadêmica?
Flávio Campelo – Sou formado em artes cênicas, e história. Duas paixões realizadas.
CN – O que é necessário para se tornar um carnavalesco de sucesso?
Flávio Campelo – Sem dúvidas, ser um apaixonado pelo carnaval, viver o carnaval o ano inteiro, sempre buscando inspirações em todas as manifestações de arte. Precisa amar o que faz…
CN – Qual a sua inspiração para a criação de um enredo?
Flávio Campelo – As inspirações surgem assistindo um filme, documentário, lendo algum livro, revistas, jornais, às vezes até ouvindo uma música. Tudo em nossa vida pode ser carnavalizado…
flaviodivulgação
CN – Qual a função de um carnavalesco numa escola de samba?
Flávio Campelo – Hoje a maior função de um carnavalesco é a de um diretor e produtor de espetáculo. Precisamos ter noção do roteiro, criação, execução e produção e coordenação de equipes que fazem parte da produção desse espetáculo… Considero o carnavalesco um diretor geral e produtor dessa maior festa popular do mundo…
CN – O que mudou em sua vida, após a conquista do Carnaval de São Paulo de 2017?
Flávio Campelo – O título é a maior de todas as realizações. Pois todos nós trabalhamos o ano inteiro em busca do resultado, da perfeição… o titulo coroa o nosso trabalho e nos inspira a continuar.
CN – Como é o dia a dia de um carnavalesco?
Flávio Campelo – Acordar e dormir pensando no projeto, no barracão, no atelier… pois essa é a missão! Vivemos 24 horas por dia em prol desse sonho, e buscando maneiras de realizarmos esse sonho…
CN – Quais os profissionais que influenciaram seu trabalho ao longo dos anos?
Flávio Campelo – Sem dúvidas, a professora Rosa Magalhães. Lembro do desfile do Salgueiro, de 1990, e achei aquele desfile lindo. E a partir desse desfile eu passei a acompanhar o trabalho da Rosa, e ficava torcendo para um dia vê-la na Imperatriz, e não demorou muito, em 1992, aconteceu. Desde então, passei a me inspirar no trabalho da mestra. Além da Rosa, temos tantas outras referências… Renato Lage, Max Lopes, Joaozinho 30, Ney Ayan, Fernando Pinto, Viriato Ferreira… na atualidade, Alex de Souza, Paulo Menezes, Paulo Barros, Alexandre Louzada…Todos profissionais que merecem o nosso respeito!
IMG-20170525-WA0001
CNPode adiantar algo sobre a Acadêmicos do Tucuruvi em 2018?
Flávio Campelo -Pra começar, a realização de um sonho… o enredo é uma aposta, um sonho de uns 5 anos, e a Tucuruvi me deu a chance de transformar em realidade.
Já estamos a todo vapor no barracão das alegorias e no atelier das fantasias… tudo está fluindo de uma forma feliz e natural. Acredito num desfile imponente, pois é um enredo muito rico em possibilidades. E isso me fascina! Estou numa fase muito feliz…
CN – O que costuma fazer nos períodos de folga?
Flávio Campelo – Gosto muito de ir ao cinema, teatro, museus… nas férias, uma boa viagem para renovar as energias e voltar 100%….

Concurso oferece 3,6 mil vagas para professores e educadores na Bahia


As inscrições para 3.096 vagas de professor e 664 vagas de coordenador pedagógico da rede estadual de ensino serão abertas a partir das 10h de terça-feira (14). O edital foi publicado na edição do Diário Oficial do Estado desta sexta- feira (10). O concurso será regionalizado, como forma de fidelizar os professores na região escolhida na inscrição. Ou seja, o candidato terá que, ao se inscrever,  informar em qual cidade quer trabalhar sem possibilidade de transferências (confira abaixo o número de vagas por cidade).

De acordo com o edital, do total de vagas que vierem a ser oferecidas durante o prazo de validade do Concurso Público, 30%  serão reservadas aos candidatos negros. Às pessoas com deficiência é assegurado o percentual de 5%  das vagas.  A inscrição poderá ser feita até as 14h do dia 12 de dezembro.

A seleção para os cargos de professor e coordenador pedagógico será composta por três etapas: provas objetivas (etapa habilitatória e classificatória), prova discursiva (etapa habilitatória e classificatória realizada juntamente com as provas objetivas) e prova de títulos para os candidatos habilitados na prova discursiva.

Para o cargo de professor, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação de Estímulo às Atividades de classe, no percentual de 31,18% incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 668,92 num total de R$ 2.814,28. A carga horária semanal é de 40 horas.

Para o cargo de coordenador pedagógico, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação por Condições Especiais de Trabalho, no percentual de 34,75%, incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 745,51, num total de R$ 2.890,87. A carga horária semanal é de também 40 horas.

550x289xgovernador-rui-costa

A aplicação da 1ª etapa (provas objetivas) e da 2ª etapa (prova discursiva) para todos os cargos está prevista para o dia 25 de fevereiro de 2018 e será realizada nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista.

O resultado final do concurso deve ser divulgado em 12 de junho de 2018. As inscrições, no valor de R$ 100 para ambos os cargos, serão feitas exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela aplicação das provas (www.concursosfcc.com.br).

Encceja: locais das provas podem ser conhecidos a partir de hoje


Os candidatos que vão fazer o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) poderão consultar o local de prova a partir das 14h de hoje, na página do participante. O exame será aplicado no dia 19 de novembro.

Neste ano, 1,5 milhão de pessoas se inscreveram para fazer o Encceja, que é direcionado aos jovens e adultos que não concluíram os estudos em idade própria. Dessas, 301 mil farão provas para o ensino fundamental e 1,2 milhão para o ensino médio. O exame será aplicado em 564 municípios em todos os estados.

Os participantes precisam ter, no mínimo, 15 anos completos na data de realização do exame, para quem busca a certificação do ensino fundamental. Quem busca a certificação do ensino médio tem que ter, no mínimo, 18 anos completos na data de realização do exame.

As provas serão aplicadas pela manhã e à tarde. No turno matutino, os portões abrem às 8h e fecham às 8h45 e as provas serão realizadas das 9h às 13h. No turno vespertino, a abertura dos portões será às 14h30, com fechamento às 15h15 e prova das 15h30 às 20h30.

imagem-alunos-fazendo-prova-2

Os alunos do ensino fundamental vão fazer provas de ciências naturais, história e geografia pela manhã e de língua portuguesa, língua estrangeira, artes, matemática, educação física e redação à tarde. Candidatos do ensino médio vão fazer provas de ciências da natureza e ciências humanas pela manhã e de linguagens e códigos, redação e matemática à tarde.

A partir deste ano, a certificação de conclusão do ensino médio só poderá ser feita por meio do Encceja. Até o ano passado, os estudantes com mais de 18 anos poderiam usar o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para receber o diploma do ensino médio.

O Encceja para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa (Encceja PPL) será aplicado nos dias 21 e 22 de novembro.

Ilhéus: município terá show da Caravana da Música Africania


africania
Africânia Foto: divulgação

Ilhéus será palco este mês do projeto Caravana da Música que faz apresentação única no dia 19 deste mês, a partir das 19 horas, na praça Castro Alves, situada em frente ao prédio onde funciona a Biblioteca Pública Municipal Adonias Filho. Mesclado do instrumental baiano ao som dos atabaques, indo ao som dos trompetes para os atabaques, o grupo Africania faz mais uma parada na região.

O projeto promete contribuir para a difusão da produção artística da Bahia, permitindo o deslocamento e interiorização dos artistas, chegando a praças em que nunca se apresentaram. A chamada pública contou com a participação de 250 bandas e músicos que foram avaliados por curadoria formada pelo jornalista Luciano Matos, os produtores culturais Luizão Pereira e Ivanna Souto.

Em seu segundo ano, o Caravana da Música recebe, além de outros cinco artistas que já passaram nesta edição, Bando Velho Chico, Dão e a Caravana Black, Grupo Botequim, Lucas Santtana e Samba Chula de João do Boi, que circularão por outros cinco municípios. Realizado pela Maré Produções Culturais, o evento conta com o patrocínio da Vivo, através do Programa Fazcultura e das secretarias da Fazenda e de Cultura da Bahia, como o apoio da secretaria municipal de Cultura (Secult).

Itabuna: Hospital de Base recebe melhorias


O Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães entregará à comunidade regional, mais 40 novos leitos distribuídos nas enfermarias “C” e “F” que serão inauguradas no próximo dia 17. Além das camas e mesas de cabeceira de aço inoxidável, as novas unidades também contarão com aparelhos de ar condicionados e demais equipamentos necessários para proporcionar maior conforto aos internos e aos acompanhantes assistidos pelo hospital.

A presidente da Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (FASI), Márcia Rodrigues, que comemora a oferta de novos leitos, explicou que a inauguração das enfermarias só foi possível por causa da sensibilidade da juíza Eloína Machado, da 2ª. Vara do Trabalho de Itabuna que por meio de uma Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público do Trabalho fez, mais uma vez, a doação de verbas destinadas a benfeitorias no Hospital de Base.

Já é a terceira enfermaria reformada este ano, por meio de doação de verbas repassadas pela juíza do Trabalho. No último mês de setembro, o HBLEM entregou aos pacientes a enfermaria “B”, com 38 novos leitos. A unidade havia passado por uma reforma completa, o que incluiu recuperação das redes elétrica e hidráulica, pintura, assentos sanitários, dentre outras melhorias, tudo com recursos do Tribunal Regional do Trabalho.

Hospital-de-Base-inaugura-duas-novas-enfermarias-foto-Waldir-Gomes
Duas novas enfermarias para melhor atender a população Foto: Waldir Gomes

Márcia Rodrigues ressalta a atitude positiva da juíza Eloina Machado, ao afirmar que ela tem uma visão sensível quando se trata da saúde pública em Itabuna. “A juíza Eloina Machado compactua com os mesmos compromissos do prefeito Fernando Gomes, em não medir esforços para garantir uma melhor qualidade de vida para a população não só de Itabuna, como também de outros 168 municípios pactuados”.

O diretor administrativo, Jorge Ribeiro, foi outro que também comentou sobre as novas enfermarias, destacando que os benefícios são enormes para todos. “Cada benfeitoria feita, seja na estrutura física, na aquisição de novos equipamentos ou na ampliação da oferta de serviços, representa maior conforto aos pacientes e acompanhantes como também melhora as condições de trabalho das equipes de médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde que se doam no dia a dia de trabalho”.

Dia 10 tem paralisação


Na próxima sexta-feira, 10 de novembro, haverá paralisação. As Centrais Sindicais estão finalizando os detalhes para o movimento, que será realizado na véspera da entrada em vigor da Lei 13.467, da reforma trabalhista. Os organizadores tentam também agregar ao Protesto Nacional os Servidores Públicos, de diversos segmentos, contra ações do Governo Federal.

O objetivo do Dia Nacional de Luta em Defesa dos Direitos é fazer atos nos locais de trabalho, em todo o País, contra a reforma trabalhista de Temer, a Portaria que facilita o trabalho escravo e ainda a reforma previdenciária.

 

Lembra da ” Arca do Zé Colméia”?


Momento Retrô (2)

Na semana passada fui invadido por um sentimento de nostalgia ao sintonizar a Rede Brasil e me deparar com a “A Arca do Zé Colmeia”. Os simpáticos personagens de Hanna Barbera embalaram a minha infância com suas histórias edificantes e personagens puros. Tudo muito diferente do que vemos nos desenhos de hoje. Nunca vi o início da história, mas o piloto mostra o parque Jellystone sendo ameaçado pelo aumento descontrolado e irresponsável da civilização e da poluição ambiental (bem atual não é?).

O guloso Zé Colmeia e Catatau saem das florestas acompanhados de Dom Pixote, Pepe Legal, Plic e Ploc, Peter Potamus, constroem uma arca voadora, bem parecida com a de Noé, ela que é erguida no ar por um balão.  O motor do veículo era bem interessante: Maguila, o Gorila, que corria sobre uma esteira atrás de bananas.

O grupo vai em busca do mundo perfeito, um paraíso onde eles pudessem chamar de lar, longe da poluição e da violência. Durante a viagem encontram e enfrentam vilões que personificam alguns dos defeitos e vícios humanos mais comuns. É assim que surgem personagens como a Iara-Faz-Sujeira, Gênio Insaciável, ou o Sr. Sujo (Mr. Sloppy) que age fantasiado de Sr. Limpo.

A série teve apenas 15 episódios mais o telefilme especial “Yogi’s Ark Lark” de 45 min. Sobre esse especial, a Rede Brasil poderia passar. Seria muito legal assistir a mais essa maravilha da Hanna Barbera.

Confira a lista dos servidores estaduais que ficaram fora da folha de outubro


Uma surpresa desagradável ao conferir seu contra cheque. Isso foi o que ocorreu com aproximadamente quatro mil servidores públicos da do Estado da Bahia.  Eles tiveram seus nomes retirados da folha de pagamento do mês de outubro por não realizarem o recadastramento de servidores ativos, ferramenta pela qual o governo do estado valida os dados cadastrais dos funcionários públicos que ainda estão atuando.

Segundo informações da Secretaria de Administração do Estado (Saeb), foram convocados todos os 150 mil servidores da ativa para o recadastramento. A Saeb disponibilizou a relação dos servidores que foram retirados da folha de pagamento.

recadastramento

Apesar da retirada da folha, os servidores ainda podem regularizar o cadastro. Eles devem preencher os formulários de recadastramento que estão nos sites do Portal do Servidor e no Recadastramento 2017 e entregar no setor de recursos humanos da unidade onde trabalha.

O formulário físico de recadastramento deve chegar à Saeb até o dia 6 de novembro, para que o funcionário receba o salário na folha de pagamento complementar, na segunda quinzena de novembro. O recadastramento foi iniciado em 17 de julho deste ano e os servidores tiveram dois meses para atualizar os cadastros através da internet. Para quem perdeu o prazo, o recadastramento passou a ser feito apenas presencialmente, a partir do dia 18 de setembro.

Gilmar Mendes veta transferência de Cabral


Ponto para Cabral. O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu habeas corpus suspendendo a transferência do ex-governador Sérgio Cabral para um presídio federal no Mato Grosso do Sul.

A transferência foi determinada pelo juiz Marcelo Bretas, do Rio, na semana passada. A defesa do ex-governador do Rio entrou com habeas corpus no STF. O caso foi para as mãos de Gilmar, que já atuou em outro caso ligado a Cabral.

gilmar-mendes-20170404-0002
Ministro Gilmar Mendes   Foto: divulgação

Na unidade de Campo Grande estão detidos alguns integrantes do Comando Vermelho no Rio. De acordo com os advogados, Cabral teve participação na transferência desses criminosos: “É dizer: já não só os direitos e garantias processuais do paciente estariam seriamente comprometidos, mas, a partir da malsinada transferência, também a sua integridade física e até a sua vida passariam a correr perigo”.

Eles afirmam que Cabral não tentou obstruir qualquer investigação, que sua permanência no Rio favorece o direito à ampla defesa e que ele tem família no Estado.

O peemedebista está preso desde novembro de 2016 e responde a 16 processos.

Coleção iconográfica brasiliana com 2,5 mil obras é disponibilizada na internet


Duas mil e quinhentas obras iconográficas do acervo da Biblioteca Nacional, do Instituto Moreira Salles (IMS), do Itaú Cultural e da Pinacoteca de São Paulo estão disponíveis gratuitamente na internet no portal Brasiliana Iconográfica .

O acervo é focado em obras que dizem respeito à cultura e história do Brasil a partir do século 16, época em que começam a circular os primeiros mapas e livros sobre a América Portuguesa, com pinturas e estudos científicos sobre a natureza do país. As imagens vão desde a chegada dos portugueses no século 16 até o início do século 20.

O portal dará acesso às imagens em alta definição, com recurso de zoom para que as obras possam ser observadas em detalhes. Também estão disponíveis informações sobre cada peça: origem, temas, histórias e ficha catalográfica.

iconografia

Entre outras obras, a Biblioteca Nacional coloca no site desenhos originais de algumas das principais expedições científicas no território brasileiro, imagens que ilustraram publicações do século 19, e peças de artistas como Michelerie e Franz Keller.

Do acervo do Instituto Moreira Salles destaca-se o desenho Cidade de São Paulo (1825-1826), do artista inglês Charles Landseer, um dos únicos registros da área central da cidade do século 19, assim como a Cena na Rua Direita (atual Rua Primeiro de Março), do dinamarquês Paul Harro-Harring.

Do Itaú Cultural está disponível, entre outras obras, Povoado numa Planície Arborizada, óleo sobre madeira de Frans Post, datado do século 17, a primeira obra da Coleção Brasiliana Itaú. Entre os itens do acervo da Pinacoteca está uma das raras pinturas a óleo de Jean-Batiste Debret, datada de 1816, assim como um conjunto de desenhos em nanquim de Karl von Planitz para o álbum 12 vistas do Rio de Janeiro.

http://www.brasilianaiconografica.art.br/

Fonte: Agência Brasil