Ilhéus: fiscalização orienta comerciantes da Praia do Cristo


Fiscalização ocorreu na praia do cristo, em Ilheus. Foto Sedic Ilheus (1)
Fiscalização ocorreu na praia do cristo. Foto Sedic Ilheus

 

Uma força tarefa composta por funcionários do Serviço de Vigilância Sanitária da secretaria de Saúde (Sesau), da Fiscalização de Posturas da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Sema), acompanhada pelo secretário municipal de Indústria e Comércio, Roberto Garcia, realizou vistorias em pontos de vendas de alimentos e bebidas disponibilizados na Praia do Cristo, região central de Ilhéus. Segundo Garcia, o trabalho, realizado no último domingo, 6 de fevereiro, faz parte dos esforços para capacitar os comerciantes que atuam na orla do município.

O secretário informou que, dessa vez, não foi realizada apreensão ou aplicada multa aos comerciantes que tiveram problemas com armazenagem ou manipulação verificados naquela vistoria. “A nossa intenção, desde o ano passado, tem sido de orientar, capacitar, justamente para estimular a adequação desses trabalhadores e evitar penalizações”.

Durante a fiscalização, os agentes verificaram as condições em que alimentos e bebidas estavam armazenados e o modo de como os comerciantes manipulavam os alimentos, principalmente aqueles frescos, como pescados e frutos do mar. O secretário de Indústria e Comércio, Roberto Garcia, aalerta que está proibida, à beira mar, a comercialização de espetos para churrasco, assim como de bebidas em garrafas de vidro.

Reconhecimento – Esse trabalho de orientação prévia e fiscalização aos ambulantes têm sido realizado desde o ano passado, cujo projeto motivou a indicação do prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, à classificação para fase final do 9º Prêmio Prefeito Empreendedor, promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae).

Roberto Garcia acrescenta que, nesse contexto de estímulo ao empreendedorismo, soma-se o esforço da administração municipal em formalizar essa categoria de trabalhadores. Até o ano passado, mais de 5 mil pequenos comerciantes já possuíam CNPJ no município.

Ilhéus: novo PA amplia atendimento


Novo PA pode atender ate 300 pessoas ao dia em Ilheus - Foto Alfredo Filho Secom Ilheus (4)
Novo PA pode atender ate 300 pessoas ao dia em Ilheus – Foto Alfredo Filho Secom

 

A secretaria municipal de Saúde de Ilhéus instalou, no centro da cidade, mais um Pronto Atendimento (PA) específico para pacientes com sintomas de doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti. Aberto na última quinta-feira, dia 3, o novo PA funciona no antigo prédio da Clínica Sacro, na Avenida Vereador Marcus Paiva (antiga Avenida Bahia), com capacidade para atender 300 pessoas por dia. O espaço possui 30 leitos para medicação e aplicação de soro, com salas climatizadas, e equipe formada por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Atualmente, a população de Ilhéus conta com duas unidades de Pronto-Atendimento (PA). O primeiro, aberto em fevereiro, funciona na travessa Santa Isabel, próximo ao Centro de Convenções, cuja equipe conta com supervisor, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, além de salas de coleta de sorologia e de reidratação. Nesse PA, a média de atendimento diária é de 215 pessoas. As duas unidades funcionam de segunda a sábado,  das 7 às 17 horas, com ambulância de plantão.

Notificações – Segundo informação do diretor de Vigilância à Saúde da Secretaria de Saúde, Antônio Firmo, até o dia 29 de fevereiro, Ilhéus notificou 1.537 casos de dengue, 1.437 de zica e 703 de chikungunya. Porém, ele ressalta que as notificações estão sob investigação laboratorial. “As amostras de sangue seguem para o Laboratório Central de Saúde Pública professor Gonçalo Moniz (LACEN-BA), em Salvador, e como a demanda tem sido grande, o tempo de espera para confirmar os casos varia muito”. Mesmo assim, Firmo afirma que os bairros que demonstram um número maior de casos notificados das três doenças são a Conquista, Esperança, Malhado e alguns pontos da zona sul.

O secretário de Saúde de Ilhéus, Antônio Ocké, afirma que, embora o governo municipal se esforce no sentido de reduzir os casos de dengue no município, por meio de sua equipe de endemias, e agora oferecendo dois locais para atendimento à população com sintomas de dengue, zika vírus e chikungunya, “é extremamente importante que a comunidade faça a sua parte e promova, de forma rotineira, faxina nos quintais de suas casas, com o objetivo de acabar com focos de infestação no município”.

Pará Caribe abre inscrições com novas oficinas na programação


Estão abertas as inscrições presenciais para as oficinas do projeto Pará Caribe, na Casa das Artes (antigo IAP), incluindo três novas oficinas: baixo, guitarra e sopro. As aulas iniciam no dia 14 de março e seguem, aproximadamente, até o dia 15 de abril. A taxa de inscrição é única (R$ 20), com gratuidade para estudantes de escolas e universidades públicas. A partir de amanhã (9/3) as inscrições também poderão ser feitas através de formulário no site da Fundação Cultural do Pará (www.fcp.pa.gov.br). Mais informações: 4006-2900.

Foto: Ascom Pará
Foto: Ascom Pará

Ilhéus lança programa de fortalecimento do turismo


Foi lançado em Ilhéus na última sexta-feira, 4, o programa Lidera Turismo, iniciativa do Sebrae que conta com parceria entre instituições públicas e privadas, e busca impulsionar a competitividade turística dos destinos por meio de atividades de aprimoramento, consultorias eworkshops. Participaram da solenidade, realizada em um hotel da orla sul da cidade, o vice-prefeito Carlos Machado (Cacá), que representou o prefeito Jabes Ribeiro, o secretário municipal de Turismo e Esporte, Josenaldo Cerqueira, além da prefeita de Una, Diane Russioleli e empresários do ramo turístico regional.

Para o vice-prefeito, o programa do Sebrae em parceria com a Prefeitura terá importância fundamental na Costa do Cacau, “principalmente pela experiência de sucesso em outros estados do Brasil, considerando principalmente que que será um grande treinamento para todos tendo como maior beneficiado o turista”.

Lidera Turismo foi lançado em Ilhéus - Foto Alfredo Filho Secom Ilheus
Lidera Turismo foi lançado em Ilhéus – Foto Alfredo Filho Secom Ilheus

 

O lançamento do Lidera Turismo contou com a palestra do consultor da Barcelona Media, o espanhol Pere Munhoz, que falou um pouco da sua experiência com o turismo na cidade de Maiorca (Espanha), e de como intensificar a atividade turística nas cidades.

Para o secretário Josenaldo Cerqueira, as ações que o município já vem desempenhando no sentido de atrair cada vez mais visitantes “só tem a ser somado com as novas experiências que essa iniciativa do Sebrae nos trará, aprimorando nossa vocação para o turismo, seja o de praia, rural, de negócios”.

Ilhéus tem novo PA para casos de dengue, chikungunya e zika


O segundo Pronto Atendimento (P.A) em Ilhéus será aberto nesta quinta-feira, 3. A unidade, montada especialmente pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) para atender casos suspeitos de dengue, zika vírus e chikungunya, está localizada à Avenida Bahia, 367, bairro Cidade Nova, onde funcionou a clínica médica Sacro. O local terá capacidade para atender até 300 pessoas diariamente, das 7h às 17h.

O primeiro PA, localizado nas imediações do Centro de Convenções, continuará funcionando e já atendeu, de 11 a 29 de fevereiro, cerca de 3300 pessoas. A descentralização do atendimento foi uma determinação do prefeito Jabes Ribeiro, visando dar melhor atenção à população que tem sido vítima das doenças causadas pelo aedes aegypti.

 

Novo PA vai está no espaço da antiga clinica SacroFoto: Street View
Novo PA vai está no espaço da antiga clinica Sacro Foto: Street View

 

“Com esse novo equipamento, ampliaremos o número de pacientes atendidos, podendo chegar a mais de 500 a cada dia”, salientou o prefeito. A superintendente técnica da Secretaria de Saúde, Gleiciane Birschner, informou que a nova unidade irá funcionar de segunda a sexta-feira, com equipe formada por três enfermeiros por dia, dois médicos, além de quatro técnicos de enfermagem.

O secretário de Saúde, Antonio Ocké, informou que após a abertura do segundo P.A no centro da cidade, será iniciada a preparação para funcionamento de unidades em bairros, como o Nelson Costa, na zona sul, e Teotônio Vilela, na zona oeste, “dando continuidade ao processo de descentralização do atendimento”.

Ilhéus tem atividades físicas para idosos e hipertensos


Projeto De bem com a vida reúne idosos, hipertensos e diabéticos em Ilhéus para a prática de atividades físicas. Foto Isabele Massaranduba Secom Ilheus
Projeto De bem com a vida      Foto: Isabele Massaranduba

 

O projeto “De bem com a vida”, iniciativa do Centro de Atenção ao Diabético e Hipertenso de Ilhéus (Cadhi) com o apoio da Secretaria Municipal de Turismo e Esporte (Setur), busca proporcionar atividades que melhorem a qualidade de vida de idosos, hipertensos e diabéticos através da prática regular e assistida de atividades físicas.

Com mais de 20 anos existência, o projeto acontece todas às terças e quintas-feiras, das 7h30min as 9h, no Ginásio de Esportes Herval Soledade, no centro de Ilhéus. O grupo se reúne para aulas com atividades como alongamento, relaxamento, caminhadas, oficinas lúdicas e esportes. Além disso, os integrantes do projeto participam de passeios em datas comemorativas.

Dona Albertina Pain dos Santos tem 86 anos e está no grupo desde que começaram as atividades. Ela conta que se sente muito feliz em participar e que as ações melhoram a sua saúde. Jogar bola é o que Dona Albertina mais gosta, além dos passeios. Já Dona Ilda Carvalho, de 82 anos, está no grupo há nove anos, onde ela considera se sentir bastante querida e ativa, na companhia das professoras e colegas.

Acompanhamento – O grupo ainda conta com o acompanhamento de médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogo, educadores físicos e assistentes sociais. Nágila Pinheiro, educadora física que coordenas as atividades no ginásio de esportes, explica que para participar do grupo é preciso estar cadastrado no Cadhi, onde é feita u triagem e em seguida é encaminhado por profissionais para o grupo.

Belém: Cineclube Alexandrino terá “O Importante é Amar”


O Importante é Amar (1)
Fotos: divulgação

 

Sem programa para próxima segunda-feira? Temos uma ótima sugestão! No dia 7, a partir das 19h, o Cineclube Alexandrino Moreira apresenta o clássico “O Importante é   Amar”, do diretor Andrzej Zulawski. O longa-metragem conta a história de Nadine Chevalier uma talentosa   atriz com a carreira em decadência, que só consegue papéis em filmes de baixo orçamento e vive um triângulo amoroso com seu marido Jacques e o fotógrafo Servais Mont.

“O Importante é Amar” foi o primeiro filme francês de Zulawski e marcou o seu encontro com a atriz Romy Schneider, que estava no auge de sua carreira. Com uma atuação brilhantee totalmente entregue ao   papel de uma atriz decadente e deprimida, sua performance é fascinante e a fez merecer o Prêmio César, em 1976, de Melhor Atriz.

É um filme dentro de outro e demonstra uma faceta conhecida do amor: a dor. O diretor conduz com elegância e eficiência a conturbada história desse dramático triângulo amoroso.

Sinopse – Uma linda e talentosa atriz está em decadência. Um fotógrafo de cena, impressionado com a     sua beleza triste, apaixona-se à primeira vista e fará de tudo para dar a ela a grande chance de sua carreira.

Serviço: Cineclube Alexandrino Moreira exibe “O Importante é Amar”, segunda-feira, 7, às 19h, na Casa das Artes (Praça Justo Chermont, 236, Nazaré). Entrada franca.

Informações: (91) 4006-2924/2904.

O Importante é Amar1

Homenagem surgiu nos EUA


Voce até pode não saber, mas o Dia da Mulher tem origem nas manifestações de grupos femininos russos, que lutavam por melhores condições de vida e trabalho. Também tinham uma postura contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início da Revolução de 1917. Porém, a ideia de reservar um dia da mulher já havia aparecido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, em meio às lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto.download

Se você ainda não entendeu como surgiu o Dia Internacional da Mulher – história, então saiba que a data na verdade é uma grande homenagem a um fato que aconteceu nos Estados Unidos.

A origem do Dia Internacional da Mulher

A proposta do Dia Internacional da Mulher foi iniciada na virada do século XX, durante o processo de industrialização e expansão econômica, que levou a grandes protestos sobre as condições de trabalho. As mulheres empregadas em fábricas de vestuário têxtil foram protagonistas de um desses protestos em 08 de março de 1857 em Nova Iorque. O protesto requeria melhores condições de trabalho e salários mais altos.

No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no começo do século, até a década de 1920. Na antiga União Soviética, durante o stalinismo, a data tornou-se elemento de propaganda partidária. Nos países ocidentais, a comemoração caiu no esquecimento por um longo período e foi somente recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960. Na atualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial. Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas do público feminino. (Fotos: divulgação)

 

Ilhéus: mureta no Alto do Amparo será recuperada


A Operação Ilhéus em Ação iniciou, na última semana, a recuperação da mureta de proteção da ladeira que dá acesso ao Alto do Amparo, na zona norte. O local, um mirante com vista para o mar, foi danificado após um acidente automobilístico e começou a ser reparado por funcionários da Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra), por determinação do prefeito Jabes Ribeiro.

Foto: Alfredo-Filho
Foto: Alfredo-Filho

O trabalho deve seguir por mais 20 dias e consiste na recuperação do trecho danificado, além de uma revisão completa daquela estrutura, visando dar mais segurança aos que por ali transitam e apreciam a vista, afirma o secretário Isaac Albagli. Após esse serviço, será realizada roçagem nas imediações da ladeira, para retirar o mato alto, sob responsabilidade da Secretaria de Serviços Urbanos (Secsurb).

Acordo garante reparação integral para tragédia de Mariana


O acordo assinado com a mineradora Samarco, suas acionistas e o Poder Público para a recuperação da Bacia do Rio Doce envolve a reparação “integral” dos danos sociais, econômicos e ambientais pela tragédia em Mariana (MG), segundo o Ministério do Meio Ambiente.

A negociação foi fechada na tarde desta quarta-feira (2) com o objetivo de reparar os danos do rompimento, em novembro de 2015, de uma barragem da mineradora no município de Mariana (MG), que causou o maior desastre ambiental da história do país.

As principais ações reparatórias envolvem a recuperação da biodiversidade, o manejo e a dragagem dos rejeitos, o tratamento dos rios e a consolidação de unidades de conservação, por meio da criação de uma Área de Proteção Ambiental da Foz do Rio Doce. De acordo com a pasta, dentre os 18 programas socioambientais, nove serão reparatórios e nove compensatórios.

Equipe de resgate em área tomada pela lama de barragens da Samarco que romperam. 08/11/2015 REUTERS/Ricardo Moraes
Equipe de resgate em área tomada pela lama de barragens da Samarco que romperam.   Foto: REUTERS/Ricardo Moraes

 

Durante 15 anos, uma fundação privada vai gerir cerca de R$ 20 bilhões de recursos para as reparações e investir mais R$ 4,1 bilhões em ações compensatórias. A partir de hoje, começa a contar o prazo inicial de três anos, até 2018, para depósito dos primeiros R$ 4,4 bilhões que serão utilizados em 38 programas socioeconômicos e socioambientais.

Os 39 municípios e localidades afetadas receberão R$ 500 milhões para reabilitar ações de coleta e tratamento de esgoto, erradicar lixões e implantar aterros sanitários. Na reparação ambiental, está prevista a recuperação de 5 mil nascentes, sendo 500 por ano, pelo período de uma década.

Quanto às áreas diretamente afetadas, haverá a recuperação de 2 mil hectares, envolvendo a regularização de margens de rios, o reflorestamento, a recuperação da biodiversidade e o controle de processos erosivos.

Ao todo, serão recuperados 47 mil hectares, sendo no mínimo 40 mil hectares de áreas de proteção permanente degradadas na bacia do Rio Doce. O projeto prevê que, caso o valor desse programa custe menos de R$ 1,1 bilhão, poderão ser solicitados outras ações de “reflorestamento e/ou regeneração”.

Fonte: Agência Brasil