Promova sua imagem da forma correta


E aí, tem cuidado da sua imagem pessoal? Muitos ainda não se deram conta, mas a forma como somos vistos, seja no ambiente profissional, acadêmico ou na vizinhança, é muito importante, podendo influenciar de forma decisiva no nosso progresso como cidadão. Num mundo competitivo como o nosso é necessário ter objetivos definidos e utilizar de estratégias para alcança-los.

O Marketing Pessoal pode nos ajudar bastante nessa tarefa delicada. Ele é uma ferramenta usada para a promoção pessoal de modo a alcançar êxito. Uma estratégia usada para “vender” a imagem, e influenciar a forma como as pessoas olham para quem a utiliza.

Que tal melhorar ainda mais a visão que as pessoas têm de você? Separamos algumas dicas que podem ser muito úteis, fazendo a diferença ao seu favor:

Sua forma de falar – procure não usar gírias, busque o equilíbrio entre uma linguagem formal e a coloquial. Tente sempre pensar um pouco antes de se manifestar para que possa ser entendido da maneira correta, evitando assim mal entendidos ou ruídos na comunicação;

Sua apresentação pessoal – muitas vezes somos julgados pela roupa que estamos usando. Portanto, tenha atenção redobrada nesse quesito.  Procure vestir-se de forma adequada ao local que você frequenta ou irá visitar;

marketing pessoal

Sua relação com colegas e superiores – procure ser sempre cordial e atencioso, evitando se envolver em fofocas e diz que diz que. Lembre-se: uma pessoa que fala mal de outra pelas costas, pode falar em breve de você também;

Tenha humildade – o humilde sabe admitir seus erros e tem a consciência de que dos fracassos podemos adquirir conhecimentos úteis para a vida;

Seja positivo (a) – quanto maior o otimismo, mais motivação haverá para batalhar e atingir seus objetivos. Portanto, aprenda a cultivar o positivismo em você.

Não se exponha nas redes sociais de forma desnecessária– Facebook, Twitter, Instagran e demais mídias sociais chegaram para ficar. Elas fazem parte da nossa realidade sendo uma importante ferramenta de integração e divulgação. Mas tudo isso pode ser uma faca de dois gumes. Por isso, cuidado para não se expor demais nas redes. Algumas empresas, inclusive, costumam visitar perfis de candidatos a vagas que as mesmas estão oferecendo, para ter uma noção de como é o perfil do futuro colaborador. Conheço pessoas que já perderam ótimas oportunidades profissionais por esse motivo.

Lembre-se nosso nome é uma espécie de marca que deve ser implementada e bem promovida e esse trabalho quem deve realizar é você. Portanto, invista em você, estude, trabalhe estabeleça metas claras e conquiste seu valor.

 

Aprenda a lidar com a inveja


Emoção muito presente nos dias de hoje, a inveja pode causar a ruína tanto de quem a possui como para quem dela é o alvo

Marcos Wellington Stocler

Um dos sentimentos mais desagradável é a inveja. No ambiente de trabalho, ela pode ser ainda mais devastadora. Mas não se iluda, pois quem ganha destaque e leva vantagem no âmbito profissional é suscetível a se tornar alvo da inveja. Ser respeitado pelos colegas, promovido rapidamente, ganhar moral com o chefe, ou até possuir um computador melhor podem ser motivos que despertam o invejoso.  O desejo de ser como o outro é, ou ter o que o outro tem, é mais comum nas empresas e instituições públicas do que imaginamos.

Um estudo recente realizado por pesquisadores das Universidades de Valência (Espanha), Groningen (Holanda) e Palermo (Argentina) sugere que, nas organizações, essas questões envolvem algumas diferenças de gênero. A pesquisa concluiu que as mulheres são mais afetadas pela competição sexual do que os homens. Já as habilidades sociais dos colegas podem provocar inveja profissional igualmente em ambos os sexos. A inveja foi considerada uma resposta ao sucesso, qualidades ou habilidades de outra pessoa – e envolve que você se compare com ela e deseje ter os seus atributos.

Segundo a psicóloga Maria da Penha Dutra, a inveja pode ser classificada como produtiva ou destrutiva, dependendo de como a pessoa se posiciona diante deste sentimento. “Podemos ter a inveja ‘do bem’, que é aquela que surge a partir de uma admiração por outra pessoa. Porém podemos ter também a inveja ‘do mal’, que mobiliza sentimentos destrutivos. Neste caso a pessoa se ressente pelo que o outro é, pelo brilho que ele tem, pelos afetos que provoca e pelas coisas que possui”, comenta.

inveja-de-uol-comportamento

Prejuízos da inveja no trabalho

A alta competividade do mercado deve ser interpretada como algo sadio, pois quanto maior a concorrência, mais o profissional deve se preocupar em evoluir para se destacar perante seus pares. Muitos não seguem esta regra, e veem com maus olhos o sucesso dos colegas. A insegurança interna é um dos principais fatores que despertam inveja no ambiente de trabalho.

“O invejoso está sempre olhando para seu alvo, diminuindo seu foco e produção do dia a dia. Apesar de ser o propulsor do sentimento, esta pessoa também sofre e fica desmotivada. Dependendo do nível de inveja, a pessoa deverá procurar ajuda psicológica para saber quais são seus conflitos internos. É tudo uma questão de autoconhecimento e segurança”, explica Maria da Penha.

inveja no trabalho

Dicas para lidar com a inveja

  • Se seu colega é muito bom no que faz, e isso de certa forma te incomoda, busque se aprimorar em suas atividades, e tente não invejar o sucesso alheio;
  • Se você é alvo da inveja, tente ignorar tudo isto, e focar em seu trabalho, fazendo disto uma motivação para melhorar suas habilidades;
  • Lembre-se, ninguém está livre da inveja, e quanto mais exposto estamos ou mais nos destacamos, maior também a probabilidade de despertar esse sentimento nos outros;
  • Por isso, esteja preparado (a) para este tipo de situação.

Marcos Wellington Stocler é graduado em Administração com Pós-graduado em Gestão de Pessoal.

O real valor de uma amizade


Mais do que um sentimento, a amizade pode ser um dos alicerces para o crescimento dos seres humanos

Carla Adriana

A amizade, sentimento fiel de ternura, apreço, carinho, afeto ou estima entre pessoas, é um dos bens mais preciosos que uma pessoa pode ter. Um (a) amigo (a) pode se revelar nos momentos mais improváveis possíveis. O problema que nem sempre sabemos reconhecer esses seres maravilhosos. Há, por exemplo, quem acredita que ser amigo é concordar com tudo que o outro diz ou faz, mesmo quando este não age de maneira correta ou prudente. Também há os que, por carência ou ingenuidade, confundem colegas com amigos sinceros, e o resultado você pode imaginar qual é não é mesmo?

Cada um de nós tem em mente quais seriam as características necessárias para uma pessoa ser considerada amiga. Claro que algumas “matérias primas” são essenciais como a fidelidade, o amor, o companheirismo e principalmente o respeito. Epa! Estamos falando de amizade ou romance? Você pode perguntar. Calma, estamos falando de amizade. Mas, alguns “pré-requisitos” são similares.

amizade2017

Para algumas pessoas conquistar amigos é tarefa simples, mas manter é complicado. As causas disso sinceramente podem ser inúmeras. Contudo, devemos tentar a todo preserva-los, mas ao mesmo tempo não sufoca-los dando a eles espaço para que possam também viver suas vidas.

Dicas para manter uma amizade

  • Trate seus amigos com o máximo de respeito possível;
  • Evite mentir para seus amigos, lembre-se que confiança é à base de qualquer relacionamento;
  • Lembre-se que ninguém é perfeito e seus amigos podem fazer algo que desagrade a você e vice versa. Por isso, procure praticar a tolerância;
  • Saiba ouvir. Há pessoas que só gostam de falar e não gostam de ouvir e isso é no mínimo indelicado;
  • Tenha bom senso e evite fazer ou ouvir fofocas, principalmente se for entre amigos. Essa “brincadeira” pode acabar com qualquer relação de amizade;
  • Procure sempre manter contato com seus amigos nem que seja para dar um oi e saber se tudo está bem.

 

Carla Adriana é aluna do 3º do Ensino Médio do Colégio Comunitário Alzair Martins Silva (BA)

Os assustadores dragões de komodo


dragao de komodo3

Eles são literalmente assustadores. Os dragões de komodo, também conhecidos como crocodilos da terra habitam em algumas ilhas da Indonésia (Ásia). Esta espécie de lagarto é a maior conhecida, chegando a atingir 40 cm de altura, entre dois e três metros de comprimento e 110 kg de peso, podendo viver até 50 anos. Estima-se que existem mais de 3 mil dragões de komodo.

Esses animais foram descobertos por cientistas ocidentais em 1910. Eles estão protegidos pela lei da Indonésia, tanto que um parque nacional (Parque Nacional de Komodo) foi fundado para ajudar os esforços de proteção.

A dieta dos dragões de komodo é composta, principalmente, de carniça. Entretanto, eles também caçam e fazem emboscadas a presas como, por exemplo, javalis, macacos.búfalos, cavalos, insetos e até seres humanos. Com seu faro, podem localizar uma carcaça de animal a quilômetros de distância, sendo capaz de devorá-la por completo.dragao de komodo2

A saliva dessas criaturas merece destaque, pois nela há bactérias letais que provocam infecções. Para se alimentar de animais vivos, o dragão derruba a sua vítima com a  cauda e depois corta-o em pedaços com os dentes. Se o animal for grande, como um búfalo, por exemplo, ele o ataca sorrateiramente com uma mordida e espera que este morra pela infecção produzida pelas bactérias. O lagarto segue a vítima durante algum tempo até que a infecção se encarrega de prostrá-la, quando é então calmamente devorada. Costuma comer primeiro a língua e as entranhas, suas partes preferidas.

Não há nenhum antídoto específico para as mordeduras de dragões. Todavia, é normal sobreviver, se a área afetada for higienizada e o paciente tratado com antibióticos. Caso o atendimento médico não ocorra de forma imediata, pode ocorrer a gangrena em volta do local ferido, podendo levar a amputação.

Como estes lagartos parecem ser imunes aos seus próprios micróbios, muita pesquisa tem sido feita à procura da molécula antibacteriana na esperança que seja útil para a medicina humana. Em março de 2009, um pescador morreu ao ser atacado por um dragão e dois anos antes uma criança de nove anos morreu em circunstâncias similares. (Fonte: Discovery Channel/Fotos: divulgação)

 

Aprenda a proteger-se dos raios


Cristo foi atingido por raio na noite desta quinta-feira
Cristo Redentor (RJ) atingido por um raio              Foto: divulgação

Eles são fenômenos naturais fantásticos, mas podem causar mortes, prejuízos e um grande terror em parte da população. Adivinhou o que é? Estamos falando sobre os raios que são um espetáculo grandioso.

São 3,15 bilhões de raios que caem durante um ano no mundo. O Brasil ocupa a primeira colocação, entre os países com maior incidência desses fenômenos, com 57,8 milhões de descargas. As demais nações da lista são República Democrática do Congo com 43,2 milhões, Estados Unidos com 35 milhões, Austrália com 31,2 milhões e China com 28 milhões, respectivamente.

Entre os estados brasileiros, o Amazonas é o recordista de descargas elétricas, com 11 milhões por ano. Em seguida vem o Pará com 7,38, Mato Grosso com 6,81 milhões, Rio Grande do Sul com 5,18 milhões e Mato Grosso do Sul com 4,24 milhões. Os raios podem ser positivos ou negativos. As primeiras são mais destruidoras e perigosas, pois possuem o dobro das consideradas negativas.

O que os diferencia uma da outra é o local da nuvem onde se originam. Os negativos saem da parte baixa da nuvem, onde se concentra a essa energia. Já os positivos saem do topo da nuvem, onde ficam as partículas carregadas positivamente. No Brasil as descargas são positivas.

Raios são extremamente perigosos. Para se ter uma ideia, o estudo do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) revelou que 111 pessoas morrem por ano no Brasil, atingidos por esses fenômenos naturais. São Paulo está no topo da lista com 26 mortes nesse quesito.

Abaixo seguem algumas dicas que irão auxiliar na sua segurança, quando houver tempestades elétricas.

Fora de casa

  • Evite contato com cercas de arame, grades, tubos metálicos, linhas telefônicas, de energia elétrica ou estruturas metálicas.
  • Afaste-se de tratores e máquinas agrícolas, motocicletas, bicicletas e carroças; se estiver num carro com chapas metálicas, fique dentro dele com as janelas fechadas.
  • Afaste-se de campos abertos, pastos, campos de futebol, piscinas, lagos, praias, árvores isoladas, postes e lugares altos.

Dentro de casa

  • Evite tomar banho, usar chuveiro ou torneira elétrica.
  • Afaste-se de fogões, geladeiras e canos.
  • Evite ligar aparelhos e motores elétricos, pois eles podem queimar.
  • Afaste-se de tomadas e não use o telefone.
  • Desligue da tomada os aparelhos eletrônicos como som, computador e televisão. Para os aparelhos de televisão existem dispositivos protetores que são instalados nas tomadas e podem ser encontrados nas casas de material elétrico. Fax, computadores e secretárias eletrônicas requerem proteção especial. Basta consultar as lojas especializadas em eletroeletrônicos.
  • Por fim, aguente firme, pois o sufoco, geralmente, não dura mais de dez minutos.

Orientação vocacional: aliada na escolha da carreira


joanna oliveira
Psicóloga Joanna Oliveira   Foto: divulgação

A prática profissional pode ser considerada como uma das atividades de maior importância na vida de um indivíduo jovem, sendo que é na adolescência a fase na qual surgem os interesses profissionais e se intensificam as dúvidas a respeito do futuro.

Nesse processo de escolha profissional, questões como identificação, aptidões, situações  familiares e perspectivas para o futuro são  importantes elementos de investigação. Sob essa perspectiva, a Psicologia oferece seus instrumentos, visando proporcionar reflexão e autoconhecimento por meio da Orientação Profissional (OP).

O conceito orientação profissional, na perspectiva psicológica significa a ajuda prestada a uma pessoa com vistas à solução de problemas relativos à escolha de uma profissão. Assim, o objetivo da OP seria  levar o sujeito a se conhecer, no sentido de possibilitar uma escolha mais   lucidas  e de acordo com as  suas habilidades .

De certo que para um conjunto de habilidades que um indivíduo possui, existe um conjunto de opções profissionais em que ele poderia se dar muito bem e por isso a importância de se considerar os valores, aspirações, nível socioeconômico e estilo de vida que o indivíduo deseja ter.

Por fim, os interesses não determinam necessariamente a escolha de uma carreira, uma vez que outros fatores como os sociais, físicos, educativos e financeiros podem interferir nesse processo. Os pais também têm um papel importante para essa escolha. É fundamental que eles compartilhem suas experiências com a profissão, como foi a sua entrada no mercado de trabalho, as habilidades que identificam em seus filhos, mas sem impor a sua vontade.

orientação

O que podemos extrair disso tudo é que a orientação profissional é todo o processo de orientação para as tomadas de decisões, que abrange desde estudos sobre mercado de trabalho e oportunidades de emprego, até uma orientação individual sobre interesses de carreira.

Para ajudar   os jovens indecisos  no momento de escolher a profissão, surgem os testes vocacionais. Os referidos testes,  consistem em questionário cujo objetivo é medir características psicológicas dos indivíduos, interesses e aptidões, delimitando a área de atuação mais favorável ao seu perfil.

Além de considerar questões racionais, o teste vocacional leva em conta aquilo que o individuo  gosta de fazer, o tipo de atividade que trará realização pessoal e profissional. Por isso, ele é tão importante. Vocação é uma palavra latina que significa chamar para exercer uma determinada profissão ou um talento (aptidão natural) para executar algo.

Os testes vocacionais on lines  são ótimas ferramentas para auxiliar na escolha da sua carreira, mas se você busca uma análise mais profunda do seu perfil profissional, é interessante pensar em fazer um teste vocacional pessoalmente com um psicólogo. Esse profissional vai de fato analisar seu perfil, suas preferências e te sugerir opções com maior precisão, além de te aconselhar na escolha da carreira

E necessário ressaltar que também que o teste vocacional não é exato, mas sim um indicativo, uma sugestão, baseada nas respostas que o individuo dá a perguntas pré-selecionadas. O teste pode ajudar a descobrir qual área tem a ver com os seus interesses, pois vai associar os seus gostos aos cursos e profissões. Porém, não se deve  encarar como um veredito definitivo sobre o seu futuro, é apenas uma orientação.

Joanna Oliveira é formada em Psicologia e Pós- Graduada em Psicopedagogia. Contato: [email protected]

Pele negra também requer atenção especial


Quem possui pele negra ganhou uma ajudinha da genética, já que esse tipo de cútis apresenta um alto nível de melanina e colágeno, deixando-a mais resistente ao sol e ao envelhecimento. No entanto, essa pele merece atenção especial para que não sofra com problemas como manchas no rosto, excesso de oleosidade e foliculite. O Blog Carvalho News conversou com a dermatologista Suzy Sheyla Oliveira, especialista no assunto, do Rio de Janeiro. A profissional deu dicas e falou da importância do uso do filtro solar.

atores-negros-mais-lindos-do-cinema-06

Quais as características da pele negra?

Segundo Dra. Suzy, a pele negra possui um nível alto de melanina, o que promove uma proteção natural ao sol. Além disso, possui mais colágeno que as outras cútis, deixando-a mais elástica e resistente aos efeitos do tempo, como rugas e linhas de expressão. E, por ser mais espessa e firme, demora mais a ficar flácida e, dificilmente, apresenta celulite. “No entanto, o diferencial da pele negra pode ser, também, o seu maior mal. Devido a hiperpigmentação, há mais propensão à manchas de pele, como melasma. Já o alto nível de colágeno, por exemplo, pode resultar em queloides”, explicou.

A pele negra é, necessariamente, oleosa?

De acordo com a médica, a pele negra pode apresentar todos os tipos: normal, mista, seca e oleosa. No entanto, a oleosa é a mais comum, já que a secreção das glândulas sudoríparas é maior nesse tipo de pele, tornando-a assim por natureza. Sendo assim, favorece o surgimento de acne e foliculite.

Proteção solar é essencial para a pele negra

Apesar de ser mais resistente ao sol, apresentando um fator de proteção natural de 13.4, a médica recomenda o uso do filtro solardiariamente, inclusive em dias nublados ou em ambientes fechados. “Normalmente, indico sabonete específico para a pele do paciente e o filtro solar com FPS 15, no mínimo, com reaplicação a cada três horas”, recomendou. Outros produtos, como anti-idade, serum antioxidante e tônicos faciais, também podem ser indicados pelo dermatologista.

Manchas: um problema comum em peles negras. Descubra o motivo

A abundância de melanina pode acelerar o surgimento de manchas, pois durante a cicatrização a pigmentação é ativada. “Qualquer processo inflamatório ou que cause irritação pode gerar o escurecimento da pele”, comentou a Dra. Suzy, usando como exemplo as marcas causadas pela acne.

Como evitar as manchas na pele negra?

Para evitar as manchas, o paciente deve buscar tratamento preventivo. “Primeiro, é preciso evitar que a pessoa tenha a alteração cutânea e, consequentemente, uma inflamação que pode causar o escurecimento”, comentou. Para os pacientes que já possuem espinhas, as substâncias clareadoras e antiacne são aliadas ao tratamento. Além do protetor solar, a médica recomenda produtos compostas por vitamina C, kojico, ácido fítico e alfa-hidroxiácidos para a prevenção de manchinhas. Já para o tratamento na clínica dermatológica, uma das escolhas da médica é o laser fracionado.

Confira dicas para evitar a foliculite após a depilação

Outra dica da dermatologista é hidratar a pele após a depilação com cera ou lâmina de barbear, já que, assim, ela fica mais protegido contra agressões ambientais e a foliculite. A escolha de um sabonete esfoliante também contribui para o desaparecimento dos pelos encravados. Caso o problema persista, a depilação a laser pode resolver, definitivamente, o problema.

Por que algumas despedidas doem tanto?


Deveria existir uma forma menos dolorosa de dizer adeus

Hoje a gatinha de um casal amigo faleceu! A bichinha era idosa, estava debilitada em virtude da operação a qual foi submetida, mas vinha lutando como uma guerreira pela vida. Seus donos não pouparam esforços para ajudá-la nesse período. Entretanto, não houve jeito. Após idas e vindas ao veterinário, a Kit (vou chamá-la assim) se foi. Eles ficaram tão tristes, arrasados mesmo. Deu dó vê-los daquele jeito.

Seus amigos mais chegados também sentiram o abalo. Todos gostavam muito daquela bolinha de pelos amarela e branca, e sabiam da sua importância para o casal e sua filha. Tenho certeza que a Kit foi para o céu dos gatinhos. Ah sim! Acredito que Deus em sua infinita bondade reservou um lugarzinho especial para eles despois que cumprem sua missão aqui na Terra. Afinal, também são filhos do Pai!

349572-Gato+Amarelo+e+Branco+no+Sofa

Esse fato me fez pensar em uma coisa: não estamos preparados para algumas despedidas. A morte é algo que vamos enfrentar querendo ou não. Ela tem ou deve ter a sua função, mas na maioria das vezes é tão dolorosa, cruel, implacável e, por isso, quase nunca é vista como uma amiga.

Você pode até pensar que estou exagerando, pois essa reflexão iniciou a partir do falecimento de um animal de estimação. Tudo bem, não vou censurá-lo por isso. Entretanto, poderia ter acontecido com um pai, um irmão, uma avó, uma mãe, filho… Não importa. O sofrimento iria existir e seria complicado digeri-lo.

Por isso, é tão importante dar o carinho e o valor merecido a quem amamos enquanto temos essa possibilidade. De nada adianta chorar, se descabelar e culpar a sorte depois que aquela pessoa partiu. Faça hoje, agora, diga você é muito importante para mim ou eu te amo. Valorize que é importante em sua vida. Assim ambos terão um incentivo a mais para serem mais felizes.

Marcelo Carvalho é jornalista profissional especializado em Marketing Empresarial e Comunicação Corporativa.

A missão de combater o núcleo jurídico das organizações criminosas


Polícias Judiciárias
A missão de combater o núcleo jurídico das organizações criminosas

Claudio Marques Rolin e Silva

 

No ano de 1988, o Ministério Público brasileiro conquistou grande parcela de poderes, alegando que exerceria uma rigorosa fiscalização dos atos do  poder público para combater a corrupção. Quase 30 anos depois, a corrupção tornou-se endêmica e como um ‘câncer em fase de metástase’,  corroendo   a esperança de toda uma nação. O Ministério Público não só falhou em sua missão, mas desavergonhadamente juntou-se aos que promoviam verdadeiras farras com verbas públicas. De um lado, políticos sem escrúpulos se enriqueciam com os “pixulecos” e de outro, os “fiscais da lei” se enriqueciam com os “penduricalhos”,  tornando-se uma espécie de “fiscal do pudor com as nádegas de fora” . O Conselho Nacional do Ministério Público como órgão de controle é uma verdadeira piada. Pune um procurador de justiça que pronunciou a palavra “merda” em uma palestra e arquiva denúncias graves de corrupção, desvios de verbas públicas e homicídios, tais como a Operação Derrama no Espírito Santo, a CPI do Ministério Público de Santa Catarina e o caso João Marcos, no Paraná.

O tal Conselho Nacional do Ministério Público, presidido por Rodrigo Janot é tão “respeitado” que, ao proibir o pagamento de auxílio moradia retroativo aos promotores de justiça do Rio de Janeiro (o Procurador Geral de “Justiça”) compensou a perda corrigindo o valor do auxílio transporte. Uma aberração, um abuso contra a sociedade que vive em um estado em que os servidores públicos comuns estão com salários atrasados e sem perspectivas de recebimento, somado ao fato inédito da decretação de estado de calamidade “financeira”. Com fiscais da lei se comportando desta maneira, o mais correto seria o governador ter decretado estado de calamidade moral.

Um juiz de Santa Catarina, ao adotar medidas contra corruptos e denunciar atos de corrupção jurídica no âmbito do Ministério Público, foi afastado por insanidade. Considero insanos os promotores de justiça, fiscais da lei, que alheios ao cenário de crise, recebem salários maiores que o Ministro da Suprema Corte da Suécia e ainda se julgam no direito de receber auxílios moradia, saúde, alimentação, educação, creche e outros. Prova incontestável de insanidade é processar  repórteres pelo simples fato de divulgar salários que constam no portal da transparência. A Ministra Carmem Lúcia afirma taxativamente que os auxílios são “penduricalhos” incompatíveis com a regra dos subsídios que deve ser parcela única. Não basta cessar os pagamentos, tais valores devem ser devolvidos  com incidência de juros e correção monetária, em uma espécie de “Acordo de Devolução  Premiada, pois trata-se de corrupção na modalidade jurídica, conforme narro no livro Operação Sepulcros Caiados I- Desvendando a “face oculta” do Ministério Público Brasileiro. Normalmente as  Polícias investigativas do resto do mundo quando buscam desmantelar organizações criminosas,  procuram  atingir o núcleo operacional, o núcleo econômico e o núcleo ´político.

A corrupção no Brasil atingiu níveis tão alarmantes, que entidades que representam a Polícia Judiciária do Paraná, promoverão um curso avançado de combate às organizações criminosas para desenvolver mecanismos legais e estratégias que possibilitem o desmantelamento do núcleo jurídico da organização criminosa. Um dos primeiros passos será dar efetividade ao princípio constitucional de que todos são iguais perante a lei, buscando acabar com qualquer tipo de foro privilegiado. No  Brasil, o Ministério  Público que detém foro privilegiado vitalício, acumula também o poder de escolher o que investigar, escolher a quem investigar, sustentar a acusação e ainda arquivar procedimentos contra detentores de foros privilegiados, sem nenhum remédio jurídico para contestar o arquivamento. A soma destes “poderes”, além de permitir uma perseguição pessoal, é tão salutar para ampliar a capacidade operacional da corrupção jurídica, que pela primeira vez na história do Brasil os magistrados estão prevendo em sua nova lei orgânica a “simetria” com os membros do Ministério Público.

A nova lei é tão abusiva e exagerada em penduricalhos, que a chamo de “Programa meu Auxílio Minha vida”. O sistema de investigação no Brasil é um dos mais seguros do mundo contra erros judiciários, pois copiado do modelo inglês, foi ainda mais aperfeiçoado ao não permitir que a Polícia Judiciária ofereça a denúncia, separando rigorosamente os profissionais que buscam a verdade e os profissionais que promovem a acusação. Infelizmente, na busca insana por mais penduricalhos e garantia total de impunidade, esta rigorosa divisão de atribuições foi violada, permitindo assim o alastramento da corrupção jurídica. As Polícias Judiciárias do Brasil serão as primeiras polícias investigativas do mundo a propor alterações na legislação e desenvolver técnicas para combater o núcleo jurídico das organizações criminosas. Conforme já citado, dentre estas alterações está o fim do foro privilegiado, que previsto inicialmente nas 10 medidas de combate à corrupção, foi ardilosamente retirada pelo Ministério Público, um dos principais “beneficiados” da corrupção jurídica.

 

 

Foto Marques

 

 

O autor: Claudio Marques Rolin e Silva

Delegado de Polícia do Paraná, professor de Ética, Liderança e Direitos  Humanos da  Escola Superior de Polícia Judiciária. Graduado em Direito e Teologia, Especialista em gestão de segurança pública, pós graduado em  Direito Público .

Autor do livro Operação Sepulcros Caiados I- Desvendando a “face oculta” do Ministério `´Público brasileiro

Lidera uma campanha pelo fim do foro privilegiado e combate à corrupção jurídica.

Apoie a campanha, acesse os sites:

www.operacaosepulcroscaiados.com.br

www.fimdoforoprivilegiado.com.br

O valor de um professor


O valor de um professor

Professora Fernanda Belarmino

O professor é considerado pela sociedade, em muitos casos, como alguém que não conseguiu fazer outra coisa. Esquecem que o mesmo, para exercer tal função, graduou-se em uma área específica e, portanto, possui capacidade para lecionar. A relação entre professor e aluno se encontra comprometida em razão de vários fatores, dentre eles a perda do respeito pelo professor, pois é notável a desvalorização por parte da sociedade e dos alunos. 

Em muitos casos, os próprios alunos não acham importante o trabalho do professor: corrigir centenas ou até milhares de provas, trabalhos  bimestrais e anuais, elaborar diversos planos de aulas, projetos, participar de frequentes reuniões, manter-se  atualizado tanto com o conteúdo quanto  às novas tecnologias e as novas formas de ensinar, tudo faz parte das tarefas da profissão de professor.

Além disso, o professor ainda precisa trabalhar como psicólogo para tratar das diferentes personalidades de seus alunos e de conflitos que influenciam no aprendizado; lidar com crianças,  adolescentes e jovens sem nenhuma ou pouca educação,sem modos , sem limites pois, muitos pais transferem a incumbência de ensinar boas maneiras para a escola. Com isso o professor enfrenta o desafio de ensinar, em muitos casos,  quem não quer ou não se interessa em aprender.

Mesmo com tantas responsabilidades e afazeres o professor não é devidamente  valorizado. Seu trabalho de formador não é reconhecido. O declínio da profissão se deve pelos baixos salários praticados pela maioria das secretarias municipais e estaduais, além das particulares; aliada ao desprovimento de meios de trabalho e  da devida valorização por parte do governo e da sociedade. 
Professor está sempre errado

(Jô Soares)

O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!

Se É jovem, não tem experiência.

Se É velho, está superado.

Se Não tem automóvel, é um pobre coitado.

Se Tem automóvel, chora de “barriga cheia’.

 Se Fala em voz alta, vive gritando.

Se Fala em tom normal, ninguém escuta.

Se Não falta ao colégio, é um ‘caxias’.

Se Precisa faltar, é um ‘turista’.

 Se Conversa com os outros professores, está ‘malhando’ os alunos.

Se Não conversa, é um desligado.

Se Dá muita matéria, não tem dó do aluno.

Se Dá pouca matéria, não prepara os alunos.

Se Brinca com a turma, é metido a engraçado.

Se Não brinca com a turma, é um chato.

Se Chama a atenção, é um grosso.

Se Não chama a atenção, não sabe se impor.

 Se A prova é longa, não dá tempo.

Se A prova é curta, tira as chances do aluno.

Se Escreve muito, não explica.

Se Explica muito, o caderno não tem nada.

 Se Fala corretamente, ninguém entende.

Se Fala a ‘língua’ do aluno, não tem vocabulário.

Se Exige, é rude.

Se Elogia, é debochado.

 Se O aluno é reprovado, é perseguição.

Se O aluno é aprovado, deu ‘mole’.

É …….. o professor está sempre errado, mas se conseguiu ler até aqui,

agradeça a ele!

 IMG-20160726-WA0009

A autora: Fernanda Belarmino é licenciada em Língua Portuguesa e Inglesa.

E ministra aulas de Inglês no Colégio Irmão Lucas (MG).