Ônibus escolar para transporte de drogas


Geraldino Macedo da Silva Neto, o ‘Dinho’, Ana Lúcia da Silva Oliveira e Leandro Souza da Silva foram capturados, na última terça-feira (8), no assentamento de Mucambo, município de Andaraí, região da Chapada Diamantina, após utilizarem um ônibus escolar para realizar o transporte de drogas.

Os policiais chegaram ao veículo, que era dirigido por Dinho, após receberem uma denúncia anônima. Preso em flagrante, o traficante revelou a localização dos comparsas e todo o esquema de distribuição dos entorpecentes.

Com os criminosos foram encontrados 11 papelotes de maconha e uma garruncha, de calibre.32, adquirida recentemente por Dinho. De acordo com o comandante da Cipe Chapada, major PM Ricardo Passos, o trio e todo material ilícito foram levados para a Delegacia Territorial (DT/Andaraí)

O oficial relembrou a importância da participação popular para melhorar o trabalho policial. “Toda vez que a sociedade participa conseguimos conquistar resultados positivos”, revelou. Caso o cidadão reconheça algum criminoso ou perceba indícios de ações delituosas pode entrar contato através do 3532-0000 (Salvador) e 181 (Interior).

Rio São Francisco recebe operações do Cipe Semiárido


1e2ae304-7cdd-4c74-95f6-4989e3a54f04
Cipe em operação no Rio São Francisco Fotos: Alberto Maraux

Duas embarcações da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Semiárido ampliam o combate às práticas criminosas nas ilhas da região, do Rio São Francisco, entre as cidades baianas de Xique-Xique e Barra ganhou um parceiro especial nos últimos 547 dias.

Em um ano e meio foram oito criminosos presos em flagrante, quatro mortos em confronto, oito armas de fogo apreendidas, dois veículos roubados recuperados e oito ocorrências com localização de drogas.340198c9-b151-4fe9-8ca3-f7e45565b5c2

O comandante da Cipe Semiárido, major PM Carlos Maltez, contou que 10 policiais fizeram o curso de condutor de embarcações com a Marinha do Brasil. “Temos uma parceria importante no que diz respeito a treinamento e ações ostensivas”, destacou o oficial.

Lembrou que nas primeiras rondas ostensivas os moradores das ilhas ficaram surpresos. “Eles agradeceram e relataram que pela primeira vez a polícia colocava os pés, de maneira preventiva, nas localidades. Isso encheu a nossa tropa de orgulho, pois mostra a evolução da PM baiana”, enfatizou.

Munição que matou Marielle foi roubada da PF na Paraíba


O ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, confirmou que as munições utilizadas no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Pedro Gomes, na última quarta-feira (14), foram roubadas de um carregamento da Polícia Federal. Segundo o ministro, informações que chegaram a ele dão conta de que a munição foi subtraída da sede dos Correios na Paraíba “anos atrás”.

“A Polícia Federal já abriu mais de 50 inquéritos por conta dessa munição desviada. Então eu acredito que essas cápsulas encontradas na cena do crime foram efetivamente roubadas. Também tem a ver com a chacina de Osasco, já se sabe”, disse, referindo-se à morte de 17 pessoas pela Polícia Militar de São Paulo, ocorrida em 2015.

De acordo com Jungmann, o carregamento das balas foi dividido em três partes: uma parte ficou em Brasília, a segunda foi roubada dos Correios no estado nordestino e outra, segundo informações preliminares, teria sido desviada por um escrivão da Superintendência da PF no Rio de Janeiro.

O ministro disse que a corporação destacou “o melhor especialista em impressões digitais e DNA” para avaliar o material das cápsulas encontradas no local onde Marielle e o motorista do carro em que ela estava foram mortos.

Sem adiantar detalhes das investigações, ele informou que, além da colaboração da PF na identificação de quem manuseou as munições, o restante do inquérito sobre o crime está sendo conduzido pela Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Mulher presa com 1.091 porções de droga


Uma mulher com 1.091 porções de drogas foi presa em flagrante (28/2) pelos Motociclistas do Pelotão Especial Tático Ostensivo (Peto) da 65ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Feira de Santana). A traficante Maria Telma Oliveira dos Santos foi localizada, após operação realizada no Conjunto Feira IV.

Os militares faziam abordagens a veículos e transeuntes, no bairro, quando a criminosa tentou passar com algumas sacolas. Durante revista foram encontrados 966 trouxas de maconha, 118 pinos de cocaína e sete pedras grandes de cocaína. Maria e todos os entorpecentes foram apresentados na Central de Flagrantes, localizada no bairro Sobradinho.

“Sabemos da movimentação de traficantes nesta região e estamos ampliando as ações de abordagem, patrulhamento ostensivo e preventivo”, informou o comandante do Policiamento na Região Leste, coronel Luziel Andrade.

Operação Verão terá 24 mil policiais


Reforços nas áreas litorâneas, nos pontos turísticos, eventos e nas ações preventivas em Salvador e outros cinquenta municípios e localidades estão garantidos com o lançamento da Operação Verão, ocorrida nesta quarta-feira (6), na Praça Osório Villas Boas (antigo clube do Bahia), Boca do Rio. Mais de 24 mil plantões policiais serão disponibilizados pelo Governo do Estado no período, que tem início em dezembro e vai até o final do mês de fevereiro.

A estrutura disponível para a operação, que pagará mais de R$ 3,5 milhões em postos extras de trabalho, foi apresentada pelo secretário da Segurança Pública em exercício, Ary Pereira de Oliveira. “Nosso policiamento ordinário permanece inalterado. Com a Operação Verão, o Governo do Estado disponibiliza, por meio de escalas extras, recursos para que nós possamos atuar de forma ainda mais intensa nas localidades onde há aumento do fluxo de pessoas”, explicou durante a apresentação da operação verão, que tem a participação das polícias Militar, Civil, e Técnica, além do Corpo de Bombeiros.

2 (8)
Fotos: Alberto Maraux

Também participaram do lançamento o comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão, a delegada-geral adjunta da Polícia Civil, Heloísa Campos Brito, o comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Francisco Telles de Macêdo, e o diretor do Departamento de Polícia Técnica, Élson Jeffesson Neves, participaram

Na ocasião, um caminhão baú foi entregue ao CBM, adquirido com recursos do Fundo estadual do Corpo de Bombeiros da Bahia (Funebom). O Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) também recebeu 17 novas viaturas padronizadas, além uma unidade móvel da Escola Pública de Trânsito, para a promoção de ações educativas em simuladores de direção. No total, mais de R$ 1 milhão foi investido pelo Governo do Estado na aquisição desses veículos. O Detran também participará da Operação Verão, aumentando o número de blitze da Lei Seca com o objetivo de reduzir os acidentes nos principais destinos turísticos do estado.

PM apreende 60 kg de maconha no Ferry Boat (BA)


2 (1)
Tiago Carvajal foto: SSPBA

Equipes da Operação Apolo da Polícia Militar e da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) da Polícia Civil, junto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagraram, na manhã desta quinta-feira (28), Tiago Tadeu Santana Fazzio Carvajal transportando 60 quilos de maconha, na saída do Ferry Boat, em Água de Meninos.

Apreensão aconteceu durante abordagens que fazem parte do treinamento da PRF, onde estão participando policiais da DRFRV e da Apolo. A capacitação teve início na segunda-feira com aulas teóricas sobre possíveis fraudes no sistema de identificação de veículos.

Segundo o comandante da Operação Apolo, major PM André Pereira Borges, hoje foi iniciada a primeira aula prática. “Durante o procedimento, onde as equipes estavam conhecendo melhor sobre identificação de veículos adulterados, ocorreu o flagrante”, afirmou. O delgado titular da DRFRV, Marcelo Tânus, informou ainda que as ações continuarão durante a tarde em diversos pontos da cidade.

Tiago Tadeu Santana Fazzio e o material apreendido foram encaminhados para a DRFRV, localizada na região do Shopping da Bahia. O criminoso foi atuado por tráfico de drogas.

Autor de homicídio em Lauro de Freitas (BA) é preso


HomicídioLauro
Genivaldo é acusado de homicídio Foto: SSPBA

Alertado por populares, guarnições da 52a Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) prenderam, na manhã de terça-feira (12), Genivaldo Silva dos Santos, 26 anos, após ele matar um homem, ainda com identidade ignorada. Os policiais alcançaram o criminoso, quando ele tentava fugir, logo após cometer o delito, na rua Noêmia Paranhos, bairro de Pitangueiras, em Lauro de Freitas.

De acordo com o major Fabrício Oliveira, comandante da 52a CIPM, Genivaldo cometeu o crime a pauladas por conta de um desentendimento com a vítima. “Assim que fomos demandados, acionamos imediatamente nossos homens e conseguimos efetuar a prisão e tirar mais um criminoso das ruas, com muita agilidade”, explicou Oliveira. O flagrante foi lavrado na 23a Delegacia Territorial de Lauro de Freitas.

DTE/Conquista prende no mesmo dia três traficantes universitários


Os estudantes Joel de Moraes Brandão Neto, 25 anos, Vinícius de Souza Aguiar, 29, e Elias Edson da Silva Júnior, 26, foram presos ontem (22), pela Operação Festival Sem Drogas, da Delegacia Especial de Repressão a Tóxicos e Entorpecentes (DTE) da 10ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior de Vitória da Conquista. Neste final de semana a cidade recebe o Festival de Inverno, evento que reúne centenas de turistas, e também uma circulação maior de drogas.

Com os estudantes de engenharia Joel e Vinícius foram encontrados grande quantidade de maconha pronta para comercialização, balanças para pesar droga, embalagens e dinheiro. Eles foram encontrados no bairro de Candeias, em um apartamento numa rua bastante movimentada por bares e restaurantes em Conquista.

3
Fotos: Alberto Maraus

2A operação seguiu em busca de mais criminosos, e encontrou no apartamento de Elias, que é universitário do curso de direito, mais uma grande quantidade de maconha, uma balança, celulares, dinheiro e embalagens. A casa onde ele guardava todo material fica localizada no Centro da cidade. Em seguida os policiais seguiram para o bairro Renato Magalhães e efetuou a prisão também por tráfico de drogas de Marcos Santos Cardoso, 32. A polícia apura se ele possui ligação com os universitários.

Informações preliminares direcionam para a participação de Marcos, que tem passagem pela polícia por tráfico de drogas, formação de quadrilha, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores, como distribuidor dos materiais para outros criminosos na região. Com ele a polícia encontrou grande quantidade de cocaína, crack, balança, embalagens, celulares, dinheiro e um veículo modelo Punto. Segundo a investigação, ele integra uma organização criminosa em Conquista, responsável pelo tráfico, roubos e homicídios na cidade.

Segundo o delegado titular da DTE/Vitória da Conquista, Neuberto Costa Souza, os criminosos, a princípio, não tinham ligações um com o outro. “Após apuração chegamos nos quatro criminosos, cada um em sua localidade. Nesse período de festa eles se preparam pois aumenta a procura por drogas”, ressaltou. Ele também informou que as ações de inteligência continuarão sendo realizadas até o final do festival.

Autor de homicídio no restaurante Paraíso Tropical é apresentado


Fabilson Nascimento Silva foi apresentado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na manhã desta quarta-feira (2). ‘Barriga’, como é mais conhecido, é autor confesso da morte de Guilherme dos Santos Pereira da Silva, 17. O crime ocorreu numa área do restaurante Paraíso Tropical, no bairro do Cabula, no dia 17 de abril deste ano.

1 (3)
Fotos: Alberto Maraux

O coordenador da 2ª Delegacia de Homicídios, Guilherme Machado, explicou que Fabilson foi capturado na cidade pernambucana de Serra Talhada, na casa de parentes. “Parabenizo todos os policiais envolvidos nesta investigação. As ações de inteligência nos permitiram chegar ao foragido e efetuarmos a prisão”, destacou o delegado.

A delegada Jussara Andrade, que trabalhou na apuração dos fatos, acrescentou que o inquérito ainda não está concluído e que é possível o indiciamento de outras pessoas. O acusado pela morte do adolescente foi indiciado por homicídio e ocultação de cadáver.

3 (5)
Fabilson Nascimento ‘Barriga’

 

Desafio Baleia Azul pode ter ligações com rede de pedofilia


O “desafio” Baleia Azul pode ser ainda mais letal do que imaginamos. De acordo com a delegada Fernanda Fernandes, da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio de Janeiro (DRCI) e uma das responsáveis pela investigação que culminou na operação Aquarius, realizada no dia 18 último, em nove estados do país para cumprir 24 mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária de trinta dias, os administradores das páginas que aliciam jovens para participar do jogo podem estar ligados a uma rede de pedofilia.

Um dos acusados de ser aliciador no esquema, identificado como Matheus Moura da Silva, de 23 anos, foi preso em casa, em Nova Iguaçu. No imóvel do suspeito, que seria curador do desafio (administrador da página que recruta os participantes), foram apreendidos celulares e computadores, que podem revelar novas vítimas e suspeitos de atuarem no grupo. Um adolescente acusado de pertencer ao esquema de aliciamento foi detido em São Paulo. Em seu depoimento, o acusado teria dito que existem pelo menos outros cinco criminosos agindo no Rio.

Mateus suspeito
Mateus seria um dos curadores do Baleia Azul Foto: divulgação

A polícia já teria pedido a prisão dos suspeitos, mas os nomes não foram divulgados e a informação sobre os mandados de prisão não foi confirmada pela corporação. Segundo a delegada Fernanda Fernandes, Matheus confessou ter aliciado pelo menos 30 vítimas, com idades entre 9 e 15 anos.

No entanto, a polícia afirma ter provas que 40 jovens participaram do desafio. “Há indícios de que os curadores pedem para as vítimas fotografarem suas partes íntimas para vender o material”, alertou Fernandes. De acordo com a investigação, uma menina chegou a desenhar, com objeto cortante, uma baleia, o símbolo do desafio, em suas partes íntimas.

O trabalho da DRCI começou no início do ano através de buscas feitas em redes sociais para localizar possíveis vítimas e aliciadores. De acordo com o inquérito, para ter acesso aos grupos, as vítimas pediam para entrar em páginas do Facebook relacionadas ao desafio Baleia Azul, e logo em seguida passavam por uma “entrevista” feita por um dos curadores. Os jovens só conseguiam acessar as páginas após fornecer dados pessoais e oferecer garantias de que não abandonariam o desafio sem concluir as 50 etapas.

A delegada alertou que as principais vítimas dos aliciadores são jovens que demonstram fragilidade emocional e que precisam de apoio psicológico. “Se a criança não sofria distúrbios, depois de entrar no jogo certamente vai passar a apresentar sinais de depressão”, afirmou Fernandes.