Polícia Militar apreende 3.300 explosivos no município de Ibitiara


 

2

Quatro guarnições da 29ª Companhia Independente da Polícia Militar da cidade de Seabra, após denúncia anônima, apreenderam no povoado de Aguada, no município de Ibitiara, 3.300 artefatos explosivos. As “bananas de dinamite” foram encontradas na residência de Lildenir Vieira de Macedo da Silva, 42 anos. Durante depoimento, a mulher indicou que o material pertence a seu irmão José Vieira de Macedo, mais conhecido com “Zé Baiano” e a um homem de prenome Rogério. Ambos não estavam na residência na hora da ação policial.

A grande quantidade de explosivos estavam divididos em 81 sacos com artefatos granulados, 47 sacos emulsificados (cada um contendo mais ou menos 70 explosivos), além de 11 rolos de cordel (utilizado como estopim) e uma caixa com 1.000 espoletas de detonação. Lildenir e todo o material foram apresentados na 13ª Coordenadoria de Polícia do Interior (13ª Coorpin), com sede em Seabra.

“Agradecemos a população pela confiança na polícia, através da denúncia anônima. A questão da segurança pública é um dever de todos. Investigamos diuturnamente as quadrilhas especializadas na prática de roubos a bancos e chegaremos ao verdadeiros donos desses explosivos”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

O Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) auxiliará a 13ª Coorpin nas investigações, juntamente com a Superintendência de Inteligência da SSP. Outras informações podem ser transmitidas através do Disque-Denúncia (3235-0000).

 

Manutenção de blindados e helicópteros não está garantida para as Olimpíadas


Faltando pouco mais de quatro meses para as Olimpíadas, o uso de helicópteros e dos mais modernos blindados da Polícia Civil ainda não está garantido durante a realização dos Jogos, em agosto. Por conta da crise financeira do estado, a corporação ainda não sabe como vai pagar a manutenção das duas aeronaves usadas pelo Serviço Aeropolicial (Saer) após o fim do contrato atual, custeado pela Casa Civil. Já os dois caveirões Maverick, comprados pela Secretaria de Segurança em 2013 para os grandes eventos que o Rio iria sediar, terão a garantia expirada também até o fim do semestre. A Polícia Civil ainda não encontrou mecânicos capacitados para fazer a manutenção dos veículos, de fabricação sul-africana.

No último dia 10, o governador Luiz Fernando Pezão publicou, no Diário Oficial, um despacho transferindo da Casa Civil para a polícia a “responsabilidade pela execução da manutenção de todas as aeronaves que integram a sua frota”. Entretanto, segundo Rodrigo Oliveira, delegado da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) — à qual o Saer é subordinado — a Polícia Civil não tem condições financeiras de manter o contrato.

carro2
Contrato de manutenção de aeronaves vai passar a ser custeado pela Polícia Civil Foto: Fernando Quevedo / Agencia O Globo

— Sem manutenção, as aeronaves não voam. Até o fim do semestre, com o contrato atual, os voos estão garantidos. Depois disso, será a Polícia Civil que vai ter que arcar as despesas, mas não temos verba — afirma Oliveira.

Já a manutenção dos blindados é feita por mecânicos sul-africanos, que vão morar no Rio até acabar o prazo da garantia. Depois, voltam para seu país. Enquanto a corporação não encontra uma saída, os blindados, que são os mais modernos da polícia, seguem na garagem, enquanto os mais antigos são usados.
A Polícia Civil possui dois helicópteros operacionais: um Huey ll blindado e outro do modelo Esquilo. Segundo agentes ouvidos pelo EXTRA, as aeronaves são as únicas no estado que fazem voos baixos, fundamentais em grandes operações. “Sem os helicópteros, vamos cancelar 90% das nossas operações. Não vou colocar meus homens em risco”, afirma o delegado Ronaldo Oliveira, diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada.
Já os caveirões Maverick custaram R$ 6,65 milhões, ou R$ 831 mil por unidade, à Secretaria de Segurança. Ao todo, oito foram comprados em 2013: quatro para o Batalhão de Operações Especiais (Bope), dois para o Batalhão de Choque (BPChq) — com torre com jato de água, para controle de distúrbios — e dois para a Core. É capaz de transportar 12 homens e resiste a disparos de metralhadoras calibre ponto 30 e fuzis 7.62 mm.

 

Polícia reduz roubos a bancos em 2016


hqdefault
Imagem de Internet

O trabalho integrado das polícias Militar e Civil, juntamente com o suporte da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e o monitoramento das câmeras através do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), resultou na diminuição em 63% dos roubos a bancos (explosões de caixas eletrônicos, arrombamentos, dentre outras modalidades) em 2016 na Bahia, numa comparação com o mesmo período do ano passado.

Os dados foram anunciados na reunião de avaliação semanal, realizada na tarde desta segunda-feira (14), na sede da SSP, coordenada pelo secretário Maurício Teles Barbosa. Foram 17 casos registrados em janeiro e fevereiro deste ano, enquanto em 2015, no mesmo período, tinham sido computadas 46 ações criminosas contra estabelecimentos financeiros. A utilização de explosivos nos roubos também teve diminuição: no ano passado foram 35 casos, ao passo que, em 2016, as quadrilhas usaram deste tipo de artefato em 13 ocasiões.

“Reúno a cúpula da polícia baiana toda semana para analisarmos os índices criminais no estado e hoje estamos também comemorando a atuação das unidades especializadas no combate ao crime organizado. As ações integradas de inteligência e a parceria com o Exército na fiscalização da venda de explosivos nos renderam esse excelente começo de ano”, ressaltou Barbosa.

Ele acrescentou que os encontros com representantes dos bancos também resultaram em atitudes para ampliação dos sistemas de seguranças das instituições financeiras. “Estamos com novos efetivos capacitados nas academias das polícias Militar e Civil e colocaremos alguns desses servidores para reforçar o interior”, informou o secretário.

Polícia aumenta em 558% apreensão de artefatos explosivos


A redução de 63% de roubos a bancos nos dois primeiros meses de 2016, comparado ao mesmo período do ano passado, é reflexo das operações policiais, alicerçadas no trabalho de inteligência, iniciadas desde o final de 2014. Em 2015, foram apreendidas 224 bananas de dinamite, índice 558% maior do que no ano anterior, quando foram retirados das mãos de quadrilhas especializadas nesses ataques 34 artefatos explosivos.

A produtividade policial, em relação ao combate aos roubos contra instituições financeiras, teve também um crescimento de 31,4% no item prisão de assaltantes. Foram 180 bandidos capturados no ano passado contra 137 em 2014. Além disso, 49 assaltantes morreram em confronto. “Desarticulamos 19 organizações criminosas, que atuavam na Bahia e em outros estados. O trabalho integrado das forças de segurança federal e estadual nos permitiu desmantelar bandos que invadiam pequenas cidades baianas”, ressaltou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Com essas quadrilhas foram apreendidas 118 armas, número 25,5% maior do que no ano de 2014 (94 armamentos). “Avançamos muito com a implantação do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), das unidades especializadas da Polícia Militar no interior baiano e com o trabalho de inteligência”, enfatizou.

Operação no Oeste

Em mais uma ação que ratificou a integração e o trabalho de inteligência realizado no combate aos roubos a bancos, a polícia desarticulou, na quarta-feira da semana passada (9), uma quadrilha que agia na região Oeste da Bahia. Dez pessoas foram presas, sendo sete nas cidades de Luís Eduardo Magalhães e Barreiras, uma em Jacobina e duas no estado de Tocantins.

Com os criminosos a polícia encontrou três pistolas ponto 40, bananas de dinamite, munição, coletes balísticos e quatro veículos adulterados, dentre outros materiais. “Na semana anterior, numa ação integrada, no município de Santa Rita de Cássia, capturamos três bandidos e um morreu em confronto. Eles faziam parte de um bando que também roubava bancos”, explicou o coordenador da 11ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Barreiras), delegado Rivaldo Luz, acrescentando que “o trabalho feito com a Polícia Militar tem sido ponto importante no combate à violência na região”. (Fotos: Asvom/PC)

Redição de crimes violentos é tema de evento


1
Fotos: Jorge Cordeiro

índices criminais foram os principais assuntos da reunião técnica realizada, pela Secretaria da Segurança Pública, na manhã desta sexta-feira (18).

Promovida no auditório do Departamento de Apoio Logístico (DAL) da Polícia Militar, localizado no Centro Administrativo da Bahia, participaram do encontro, além da cúpula da SSP, os responsáveis pelas unidades policiais existentes nos 12 municípios que integram a RMS.

Os CVLIs (homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte) na RMS em 2015 tiveram uma redução de 11,8%, em comparação com o ano anterior. Em números absolutos, 97 vidas foram poupadas por conta das ações preventivas, repressivas e investigativas e do trabalho de inteligência do Sistema Estadual de Segurança Pública. No ano passado, a polícia contabilizou 724 casos, contra 821 em 2014.

“Quero parabenizar vocês, que atuam nas 12 cidades da Região Metropolitana de Salvador. Sei das inúmeras dificuldades que enfrentam, daí esse resultado agora obtido ganhar ainda mais importância”, ressaltou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, acrescentando que os policiais, que vêm sendo capacitados nas academias, serão encaminhados para algumas daquelas unidades, “ampliando e qualificando o serviço ali prestado”.

Manobrista é atropelado após cobrar R$6


Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook

O manobrista Marcílio Cardoso, 28 anos, foi atropelado por uma cliente que se recusou a pagar o estacionamento do Hospital Cárdio Pulmonar na avenida Garibaldi, na noite desta sexta-feira, 11. O serviço de estacionamento do hospital é administrado pela Well Park.

O atropelamento aconteceu após Marcilio informar a cliente que ela havia ultrapassado o limite de 15 minutos de tolerância do estacionamento, tendo de pagar a diferença de R$ 6. A mulher se negou a pagar, alegando que excedeu o tempo por causa de um outro cliente, que demorou de efetuar o pagamento. Quando ultrapassou a cancela, atingiu o funcionário com o veículo.

Os primeiros atendimentos à vítima foram prestados por uma equipe do hospital. Segundo o gerente de operações do estacionamento Well Park, André Siqueira, a mulher não teria demonstrado arrependimento. “Em todo momento que estive ao lado da mulher, ela esteve fria o tempo todo”.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado por uma testemunha, que encaminhou o manobrista ao Hospital São Jorge (Pan de Roma). Marcílio já teve alta e está em casa.

A cliente prestou depoimento na delegacia e foi liberada. O caso está sendo investigado pela 7ª Delegacia, no Rio Vermelho.

Cúpula da SSP reúne forças de segurança do Oeste baiano


Ampliar as ações policiais na região oeste da Bahia foi o principal objetivo da reunião da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Oeste, realizada no município de Barreiras. Coordenado pelo secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, o encontro ocorreu no auditório da Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa).

 “Começamos o ano de 2016 com bons números na região. Estamos aqui para analisar em quais pontos podemos melhorar”, disse Barbosa para os representantes das polícias Militar, Civil, Técnica e Corpo de Bombeiros na abertura da reunião. O secretário  acrescentou que operações serão realizadas na cidade de Bom Jesus da Lapa, pois foi detectada a atuação de uma organização criminosa nessa área.

2 11

Barbosa informou ainda que já fez contato com o Ministério da Justiça, indicando a necessidade da instalação de uma delegacia da Polícia Federal na cidade. “Precisamos somar esforços com outras forças de segurança”, enfatizou.

Também participaram do encontro o subsecretário da SSP, Ary Pereira, o comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão, o delegado-geral, Bernardino Brito, o diretor do Departamento de Polícia Técnica, Élson Jeffesson, entre outras autoridades.

Familiares de internas têm atendimento jurídico


Familiares de internas do Conjunto Penal Feminino de Salvador terão atendimento jurídico hoje e sexta-feira (11). A atividade faz parte do projeto “Promoção dos Direitos Humanos das Mulheres na Bahia”, lançado ontem, no auditório da Fundação Luís Eduardo Magalhães, em Salvador.
O principal objetivo do projeto é realizar cursos de capacitação em Direitos Humanos e Cidadania para as internas em unidades prisionais; e cursos de capacitação sobre a temática da violência doméstica, tráfico e exploração de mulheres para organizações da sociedade civil e instituições públicas, que compõem a Rede de Prevenção e Enfrentamento à Violência contra as Mulheres.
O programa é uma iniciativa da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA), em parceria com a Secretaria Nacional de Direitos Humanos (SDH). A etapa que envolve as unidades prisionais do estado baiano conta com parceria da Secretaria de Administração Penal e Ressocialização da Bahia (SEAP).
Além das cidades contempladas com a capacitação para as internas do sistema prisional (Salvador, Teixeira de Freitas e Lauro de Freitas), também receberão a qualificação: instituições públicas da Rede de Prevenção e Enfrentamento à Violência contra as Mulheres de Salvador, Prado, Porto Seguro, Valença e Mata de São João; e mulheres da sociedade civil de Seabra, Teixeira de Freitas, Amargosa, Juazeiro, Feira de Santana e Santa Maria da Vitória.

Ronda Maria da Penha ganha sede em Salvador


Acontecerá amanhã (10), a inauguração da Sede da Ronda Maria da Penha (RMP) em Salvador. A solenidade acontecerá às 10h, no Distrito Integrado de Segurança Pública em Periperi – DISEP.
A ação além de celebrar o mês de Março, dedicado às mulheres, remete à criação da Ronda Maria Penha, que completou um ano no último dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher.
Realizada pelo Comando Geral da Polícia Militar da Bahia, a inauguração conta com o apoio da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA), e faz parte da programação especial de atividades do “Março Mulheres 2016”.
A Secretária Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia, Olívia Santana, marcará presença na solenidade.
A Ronda
A RMP foi criada através de um Termo de Cooperação, de uma ação integrada entre as secretarias de Política para as Mulheres, de Segurança Pública (SSP), a Defensoria Pública, o Ministério Público e o Tribunal de Justiça.

A ronda prevê acompanhamento dos casos nos bairros, realizando trabalho preventivo através de conversas com as famílias e com mulheres que são vítimas de violência doméstica, com intuito de evitar que haja continuidade dos casos.

Traficante ‘Averaldinho’ tem liberdade condicional revogada


Condenado a oito anos e oito meses de prisão por chefiar o tráfico de drogas na região do Calabar,  Averaldo Ferreira da Silva Filho, mais conhecido como “Averaldinho”, volta a ser procurado pela polícia, após descumprir  as condições para a permanência da saída por liberdade condicional. Agora no Baralho do Crime ocupando a carta Rainha de Copas, Averaldinho entra para a lista dos mais procurados do estado após participar do carnaval de Salvador, fora do horário permitido pela Justiça.

Após ter imagens circulando nas redes sociais curtindo a festa momesca, – entre outras condições, uma das proibições impostas pelo juiz responsável pela liberação do condenado referia-se à participação de festas de rua – a Polícia Civil, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), requereu a revogação do livramento condicional de Averaldinho, o que foi aceito pela Justiça.

1 16

Outra mudança na ferramenta, que permite de forma lúdica a memorização dos bandidos mais procurados no estado e já foi responsável pela captura de inúmeros criminosos, é na carta Rei de Paus, que passa a ser ocupada por Ednelson Nascimento da Conceição, o Mágico ou Belo. Foragido da Unidade Especial Disciplinar (UED) desde 2015, Belo é o principal suspeito de assassinar três irmãos em São João do Cabrito, crime ocorrido em fevereiro deste ano.

Mágico também é procurado por cometer outros crimes nas regiões de Plataforma e São Bartolomeu.