Evandro Alencar já é candidato ao Congresso Nacional pelo PRTB/PE


Evandro Alencar oficializou sua candidatura a deputado federal por Pernambuco, neste sábado (28), na convenção “Avança Pernambuco”. O evento apresentou a coligação dos partidos   PRTB, PHS,  PSL,  PV e PSDC. O prtbista destacou que seu grande desafio é ser o primeiro representante do Araripe no Congresso Nacional e frisou sua principal bandeira como o desenvolvimento do estado através de políticas públicas de engenharia e educação tecnológica.

Evandro também ressaltou a força política da aliança. “Nossa chapa é forte e de real chance”, afirmou. Alencar também pontuou a necessidade de fazer uma nova política por meio da renovação de representantes: “Precisamos de novas formas de fazer política, quem se eleger precisa respeitar quem não conseguiu, pois esses irão ajudar os que estão trabalhando pelo povo, não se faz nada sozinho”, afirmou o candidato. “Há um potencial do litoral ao Sertão e necessitamos abranger todo o Pernambuco”, ratificou a sua proposta de investir no interior do estado. “Os candidatos vão lá apenas para pedir votos, mas depois não fazem muito pela região, estou aqui para mudar”, complementou.

Na ocasião, estavam presentes residentes do bairro da Joana Bezerra, mais conhecido como “Coque”, os quais apóiam a candidatura de Alencar. O prtbista sempre deixou claro sua intenção em olhar pelas regiões menos desfavorecidas, com o foco no Araripe, contudo fez questão de incluir a Região Metropolitana do Recife no seu projeto, pois sua proposta inclui a mobilidade urbana e outras políticas sociais da capital.

Evandro Alencar é candidato pela primeira vez, porém já tem experiência em gestão, considerando que foi Presidente do Conselho de Engenharia de Pernambuco (CREA-PE), sendo reeleito para o mesmo cargo, o qual está licenciado para concorrer a uma vaga na Câmara Federal.  No discurso de oficialização da candidatura, ele expressou não desapontar os eleitores. “Vou honrar a confiança de quem votar em mim e fortalecer os compromissos assumidos”, afirmou.