Ex-vereador de Itabuna é preso no Costa do Cacau


Acusado de cobrar R$ 1 mil para agilizar a cirurgia de uma paciente, Clóvis Loiola, ex-presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, foi preso na terça-feira, 2, no Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus (a 462 km de Salvador), no sul da Bahia.

De acordo com informações do site Ubaitaba Urgente, no momento da prisão, o político estava com R$ 500,00, o que seria metade do valor cobrado da mulher.

Um mandado de prisão já havia sido aberto por estelionato contra o vereador. Loiola responde a processos por crimes do período que presidiu a Câmara, entre 2009 e 2010.

No período, ele foi acusado de comandar esquema de desvio de dinheiro conhecido como “Loiolagate”, com mais de R$ 2 milhões desviados, segundo a Polícia Federal.

O ex-vereador também foi preso em 2012 no Hospital de Base de Itabuna, após tentar escapar de audiência por meio de atestado médico.