Governo Municipal autoriza reajuste salarial para professores da rede


Na manhã desta quinta-feira, 10, representantes do Governo Municipal se reuniram com o Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (Simmp) para a última rodada de negociações da campanha salarial de 2016. Durante o encontro, foram apresentados os percentuais de aumento de 11,36% para nível I (magistério) e de 11,85% para nível II (licenciatura) – valores acima da inflação de 2015 (10,67%). Também houve reajuste no interstício entre nível I e II, que aumentou para 13,25%, e no auxílio-alimentação, de 8,11%.

Ainda durante a reunião, os representantes do Governo Municipal discutiram e apresentaram ao Simmp nova proposta de reformulação do plano de carreira, para apreciação durante assembleia da categoria.

SC2_6326-copy-768x512

As negociações da campanha salarial de 2016 foram realizadas de forma respeitosa e alinhadas à Lei de Responsabilidade Fiscal. “Em Vitória da Conquista, desde 2009, a Administração Municipal garante aos professores o pagamento do piso nacional, antes mesmo da sua obrigatoriedade. O Governo demonstra, com esses espaços de diálogo e de participação, o seu compromisso com a valorização do servidor público municipal e o seu reconhecimento a esses profissionais”, destaca o prefeito Guilherme.

Mais valorização – Nos últimos anos, a Prefeitura de Vitória da Conquista tem desenvolvido ações integradas para beneficiar os professores da rede municipal de ensino, principalmente, com relação à valorização e qualificação profissional. São garantias dos educadores da rede municipal: incentivo à qualificação profissional; estímulo para professores que possuem alunos com necessidades especiais ou atuam na educação infantil; vantagens pessoais por tempo de serviço; incentivos para os que atuam na zona rural do município e licenças maternidade, paternidade e monográfica ampliadas.

Em janeiro desse ano, o Governo Municipal também autorizou o aumento do piso salarial da categoria, antecipando-o à determinação do Ministério da Educação, que prevê o reajuste para o mês de maio.