Ilhéus: projeto de cirurgia plástica em mulheres com câncer de mama


Secretario de Saude de Ilheus, José Antônio Ocké - foto - Gidelzo Silva-Secom Ilhéus
Secretario de Saude de Ilheus, José Antônio Ocké – foto – Gidelzo Silva

Em abril, o município de Ilhéus inicia o programa de cirurgias de reconstituição de mama em mulheres que tiveram seus seios retirados de forma total ou parcial (mastectomia) por motivo de câncer. Na última quarta-feira, 9, o secretário de Saúde, Antonio Ocké, se reuniu com representantes do Hospital São José e os técnicos Fernanda Ludgero, da Alta e Média Complexidades, e Bruno Vasconcelos, do setor de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), para discutir estratégias visando aprimorar o atendimento às pessoas acometidas com a doença.

Na oportunidade, foram discutidas questões relacionadas às consultas, biópsias, quimioterapia, cirurgias, além da reconstituição da mama em mulheres que foram ou terão indicação de mastectomia. “Será por meio de cirurgia plástica, que é implantação de prótese de silicone. Avançamos na proposta que é o atendimento via ambulatorial por mastologista para 80 mulheres por mês via pacientes do Sistema Único de Saúde (Sus), que é considerado atualmente um dos melhores da Bahia, devido ao número e qualidade de atendimentos realizados”.

De acordo com Antonio Ocké, o enfrentamento ao câncer de mama é uma das prioridades da atual gestão. Ressaltou que “a importância de realizar esta cirurgia está além do que podemos perceber. Uma mulher que tem uma ou as duas mamas retiradas pode sofrer vários transtornos psicológicos. Assim, a cirurgia plástica dará a ela força para continuar lutando, sem se sentir diferente ou inferior às demais”.

O secretário de Saúde lembrou ainda que seguindo orientação do prefeito Jabes Ribeiro, foi triplicado o número de atendimentos, com a contratação de mais cirurgiões oncológicos. “Ampliamos o leque de cirurgias sempre em parceria com a Santa Casa de Misericórdia. Essas cirurgias hoje pactuadas para reconstruir as mamas serão financiadas com recursos do município. Com isso, Ilhéus sai mais uma vez na frente, pois na Bahia será o primeiro Unacon a realizar cirurgias plásticas em pacientes com câncer”.

Por sua vez, José Slaibe Filho, médico responsável por esta área de cirurgias da Santa Casa de Misericórdia, observou que a reconstituição de mama pode ser realizada imediatamente após a retirada do seio doente, ou de forma tardia, tempos depois da primeira cirurgia para a remoção do tumor.

 

Secretaria de Comunicação Social – Secom.