Irmã de Prince deve herdar fortuna de mais de 1,2 bilhão de reais


O cantor Prince, encontrado morto em sua casa na última quinta-feira, deixou para trás bens orçados em mais de 300 milhões de euros (o equivalente a 1,2 bilhão de reais). Até o momento, não foram encontrados registros ou testamento que indicassem quem deveria herdar a fortuna. Especulações de sites e agência internacionais como a “Reuters” apontam que a irmã do cantor, Tyka Nelson, de 55 anos, é a mais provável beneficiária.
De acordo com o advogado de Prince, que morreu aos 57 anos, há esperanças de que o cantor tenha deixado registros de quem assumiria seus bens.

“Esperamos que Prince tenha indicado tanto quem o seu beneficiário seria quanto como ele gostaria que suas propriedade fossem administradas. Prince era uma pessoa incrivelmente inteligente e teve grande representação legal. Então, eu suspeito que alguém ao longo do caminho tenha dito: ‘Olha, nós precisamos deixar isso registrado em domcumentos’”, disse Dan Streisand em entrevista à “Reuters”.

Tykanelson

Tyka Nelson, que foi identificada ao chegar a Paisley Parque usando um cabelo roxo na última sexta-feira, conversou com alguns fãs no local.

“Eu o amava”, disse ela às centenas de admiradores reunidos na cerca que rodeava a propriedade.

Se for constatado que Prince realmente não fez um testamento, a herança será determinada por um tribunal de sucessões. Sob a lei de Minnesota, no Centro-Oeste dos Estados Unidos, os bens são transferidos primeiramente aos netos, depois aos pais e aos irmãos. Na ausência desses primeiros sucessores, já que Prince era órfão e não tinha filhos ou netos, a fortuna será transferida à única irmã do artista.