Itabuna: ambulantes se cadastram para o Carnaval Antecipado de Itabuna


Representantes da Secretaria de Indústria, Comércio e Sustentabilidade Econômica e da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) se reuniram na manhã desta terça-feira (19), com os vendedores ambulantes. O encontro na Usemi, serviu para orientar e informar aos presentes a cerca de locais, número de vagas disponíveis e também para esclarecer dúvidas daqueles que vão trabalhar no Carnaval Antecipado de Itabuna, que acontece entre os dias 18 a 21 de janeiro do próximo.

O encontro também deu início ao cadastramento dos barraqueiros que deverá ser feito por etapa, para evitar filas e tumultos, conforme justificou o diretor do Departamento da Indústria e Comércio da secretaria, Tarcíso Soares. Ele adiantou que a prefeitura disponibilizará espaço para 300 vendedores com isopor, 100 barracas para coquetéis e 30 toldos.

Os vendedores deverão se instalar no mesmo espaço definido pela prefeitura, na festa do início deste ano, numa extensão que se inicia nas imediações do Shopping Jequitibá até a Câmara de Vereadores. Os trabalhadores ambulantes também receberão crachá com fotos, segundo o diretor.

O presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes, Cleones de Sandes Andrade, declarou que o cadastro que está sendo feito pela Prefeitura com um mês de antecedência, foi uma iniciativa louvável porque evitará tumultos e vai priorizar os vendedores residentes em Itabuna, que já mantém tradição de comercializarem bebidas e comidas no período do Carnaval Antecipado no município. “Essa iniciativa mostra organização e a preocupação com o bem estar da categoria”.

vendedor-ambulante-salvador-bahia-carnaval-2016
Foto: divulgação

Cleones informou que no carnaval do ano passado foram cadastrados cerca de 400 ambulantes, e acredita que este ano o número aumente em função da grande demanda. Ele assegura, entretanto, que com organização bem elaborada pela prefeitura, há espaço para aqueles que desejam trabalhar e faturar uma renda extra, num período em que muitas famílias estão desempregadas.

A vendedora Cristina Nascimento, foi outra que também saiu satisfeita do encontro ao comentar que uma festa bem organizada tem tudo para dar certo, porque permite que os vendedores se preparem melhor e atendam exigências importantes e necessárias para os que vão trabalhar durante a festa.