Manobrista é atropelado após cobrar R$6


Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook

O manobrista Marcílio Cardoso, 28 anos, foi atropelado por uma cliente que se recusou a pagar o estacionamento do Hospital Cárdio Pulmonar na avenida Garibaldi, na noite desta sexta-feira, 11. O serviço de estacionamento do hospital é administrado pela Well Park.

O atropelamento aconteceu após Marcilio informar a cliente que ela havia ultrapassado o limite de 15 minutos de tolerância do estacionamento, tendo de pagar a diferença de R$ 6. A mulher se negou a pagar, alegando que excedeu o tempo por causa de um outro cliente, que demorou de efetuar o pagamento. Quando ultrapassou a cancela, atingiu o funcionário com o veículo.

Os primeiros atendimentos à vítima foram prestados por uma equipe do hospital. Segundo o gerente de operações do estacionamento Well Park, André Siqueira, a mulher não teria demonstrado arrependimento. “Em todo momento que estive ao lado da mulher, ela esteve fria o tempo todo”.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado por uma testemunha, que encaminhou o manobrista ao Hospital São Jorge (Pan de Roma). Marcílio já teve alta e está em casa.

A cliente prestou depoimento na delegacia e foi liberada. O caso está sendo investigado pela 7ª Delegacia, no Rio Vermelho.