Muitas opções de festivais em pleno inverno


Veja algumas opções de entretenimento que acontecem em pleno inverno:

Festival Caipira do Vale no Café (RJ)

1

Junho acabou, mas a temporada de festas caipiras não. Ao menos no Vale do Café, no interior do Rio de Janeiro. Fazendo jus a seus maiores atrativos turísticos – antigas fazendas de café do século 19, comidinhas típicas de interior e muita história -, a região terá eventos para dançar, comer bem e curtir o frio até o comecinho de agosto. Nos hotéis Mara Palace e Santa Amália, ambos no Munícipio de Vassouras, a festa ocorre sempre aos sábados. No primeiro, quitutes e um sanfoneiro animam os dias 8 e 15 de julho e 5 de agosto (R$ 50 por pessoa, tudo incluído; para hospedagem de sexta a domingo, com a festa, desde R$ 778 o casal, pensão completa). No segundo, durante todos os sábados de julho, várias barraquinhas se espalham pela área externa, oferecendo comidinhas e brincadeiras típicas – e tem até a hora da quadrilha (R$ 50 por pessoa, com tudo incluído; para hospedagem de sexta a domingo, com a festa, R$ 1.104 o casal, pensão completa). Além disso, duas fazendas organizam suas festas: a Ponte Alta, em Barra do Piraí, com barraquinhas também, fogueira e forró (todos os sábados de julho e agosto; R$ 100 por pessoa, sem bebidas); e a União, em Rio das Flores, que traz o ‘Arraial do Visconde’, com grupo de dança, barraquinhas e recreação para crianças (todos os sábados de julho; R$ 150 por pessoa, sem bebida). Foto: Luís Carlos Lima dos Reis 

18º Festival de Inverno de Bonito (MS)

2

A 18ª edição do Festival Internacional de Bonito comemora os 40 anos de Mato Grosso do Sul com muita cultura e nomes que são do Estado, como Tetê e Alzira Espíndola, Jads & Jadson, Gabriel Sater e a estrela Ney Mato grosso (foto). Das 16 atrações musicais do festival, apenas uma não é de lá: a rapper curitibana Carol Conka (foto). O mesmo ocorre com os 20 espetáculos teatrais, a maioria de grupos locais – entre os três de fora, a companhia Pia Fraus, de São Paulo. Serão 32 oficinas e cursos e 9 estandes, entre eles Estande da Cidadania, formado pelas subsecretarias de Igualdade Racial, Defesa da Mulher, LGBT e Juventude. Haverá ainda cinema itinerante, mostra gastronômica (com direito à escolha dos melhores pratos), música eletrônica e o show ‘Canta Bonito’, com artistas da cidade. O festival ocorre de 27 a 30 de julho e todas as atrações são gratuitas. Foto: FIB

3º Festival Santos Café (SP)

3

Quem vai a Santos (pela primeira vez ao menos) não pode deixar de fora uma passagem pelo Museu do Café, um passeio pelo centro da cidade no bondinho e ao menos a contemplação da praia – para não citar outros museus, a Vila Belmiro, restaurantes… Para quem puder fazer tudo isso nesse fim de semana, dos dias 8 e 9, melhor ainda, já que estará rolando o 3º Festival Santos Café, com uma programação que inclui: shows, oficina de gastronomia, degustação de cafés (inclusive dentro do bonde), walking tours, teatro de marionetes e o Cine Bike Café, que une o cinema e a bebida exibindo, em diferentes formatos (curtas metragens, clipes, grafite digital e realidade virtual), temas da cena urbana e da história do café. A maioria das atrações é gratuita, mas há também as pagas: a visitação monitorada no Museu do Café, seguida de degustação de cafés (R$ 10,00); o curso com a barista Nina Rodrigues, domingo, das 10h às 17h (R$ 300,00); e o Coffee Beer Experience (passeio no Bonde Arte, que é o único bonde-restaurante da América Latina, para degustação de cervejas artesanais à base de café, harmonizadas com pão artesanal de malte e brigadeiro de café + caneca personalizada, a R$ 50,00).  Foto: Bruna Toni/Estadão

11ª Estação Gramado (RS)

4

 Famosa por ter festivais o ano todo, Gramado, no Rio Grande do Sul, não poderia ficar sem uma bela festa de inverno, né? De 8 a 30 de julho, a Estação Gramado, promovida pelo grupo RBS, concentra na Praça das Etnias várias atrações temporárias: oficinas de pães e cucas, feira de artesanato, um lounge com WiFi e – coisa de gaúcho – água quente para você preparar seu próprio mate. Dali também parteo Bus Tour, uma das melhores formas de conhecer os principais pontos turísticos de Gramado e também de Canela, sua vizinha. Para complementar, discotecagens, oficinas (tricô, pintura em couro, mate, biscuit…), pocket shows – como o do Espetáculo Korvatunturi, que fica em cartaz o ano todo na cidade – e feijoada oferecida pelo Hotel Laghetto aos sábados – vouchers disponíveis na própria Estação. De segunda à sexta e aos domingos abre das 10h às 18h; aos sábados, das 10h às 19h. Confira a programação completa no site wp.clicrbs.com.br/estacaogramado. Foto: Gramado

24º Acordes na Serra – Cunha (SP)

5

Música boa é o ponto forte do Acordes na Serra, que chega à sua 24ª edição este ano na Estância Climática de Cunha, interior de São Paulo. E ela se concentrará de quinta a domingo, até o dia 30 de julho, na Praça da Matriz da cidade. Neste sábado, por exemplo, ocorre o Jazz Blues Pocket Festival, com apresentações que, a partir das 15h, percorrerão as ruas de Cunha. Outra atividade é acompanhar a abertura dos fornos dos artistas, de onde eles tiram as cerâmicas que produziram. E como a fome vai bater, há também uma praça de alimentação com pratos feitos à base de ingredientes típicos da região (truta, pinhão, shitake…). Para ver a programação completa, clique aqui. E, se puder, reserve mais tempo para conhecer seus atrativos naturais também. Foto: Marcelo Lima/Cunha

48º Festival Campos do Jordão

DCIM100MEDIADJI_0009.JPG

Recomendar Campos no Jordão no frio é óbvio. Mas saiba que, até o dia 30 de julho, a cidade na Serra da Mantiqueira fica ainda mais turística por causa de seu clássico Festival Campos do Jordão, um dos mais importantes encontros de música clássica da América Latina, na 48ª edição este ano. São 80 concertos espalhados pela cidade, alguns de graça e outros pagos (de R$ 25 a R$ 120), ocorrendo ao ar livre, dentro de capelas e em teatros. Há mais de um por dia e alguns onde o público infantil é muito bem-vindo, como a Sinfonieta Tucca Fortíssima. Um belo jeito de combinar com outros passeios tradicionais por lá, incluindo a parada para o chocolate quente.  Foto: Ramon Lopes

Mais informações sobre festivais