Nosso judô é bi de Copa Internacional de forma invicta


A Seleção Brasileira conquistou o bicampeonato da Copa Internacional de Seleções, ao vencer a Rússia por 5 a 2 na final, disputada  nesta quinta-feira, 15, no Centro Pan-americano de Judô (CPJ), em Lauro de Freitas. Itália e Holanda ficaram com a medalha de bronze, depois de vencerem a Grã-bretanha e a França, respectivamente.

O Brasil abriu o placar com um wazari de Kainan Pires (60kg) contra Ivan Dolgikh. Em seguida, o estreante Michael Marcelino (66kg) conseguiu o golpe perfeito contra Arsen Abduev, e ampliou a vantagem brasileira para dois a zero.

No terceiro combate, David Lima (73kg) forçou uma punição ao russo Vladislav Nakpaev no golden score e marcou o terceiro ponto brasileiro no duelo. A Rússia reagiu na quarta luta, quando Aleksei Fetisov (81kg) venceu Tiago Pinho no golden score forçando uma punição ao brasileiro. No quinto combate, Daniel Andrade (90kg) foi desclassificado por hansokumake na luta contra Ekubzhon Nazirov e a Rússia diminuiu a desvantagem para três a dois. Na sexta luta, Gabriel Souza (100kg) fez confronto equilibrado com Denis Bakanov e venceu com um wazari no golden score, garantindo o quarto e decisivo ponto para o Brasil.

judocampeao2017

Renan Nunes (+100kg), no último combate, venceu por ippon e fechou o placar em cinco a dois para os anfitriões. “A experiência dos nossos atletas neste tipo de competição fez a diferença. O grupo é muito bom e unido, assimila bem as instruções, por isso, alcançamos esse resultado”, avaliou Marcelo Theotônio, gestor das categorias de base da Confederação Brasileira de Judô.

O Brasil chegou à final da competição superando primeiro a França, por 6 a 1 nas quartas-de-final. Em seguida venceu a Itália, na semifinal, desta vez em duelo muito equilibrado encerrado em 4 a 3 para os anfitriões.

Fonte: A Tarde