Masp (SP) recebe a exposição Djanira: a memória de seu povo


O Museu de Arte de São Paulo (Masp) recebe, a partir de hoje (1º), a exposição Djanira: a memória de seu povo, que traz trabalhos de toda a trajetória da artista, do início dos anos 1940 ao final dos anos 1970. A mostra faz parte de um esforço para reposicionar Djanira da Motta e Silva no cenário artístico brasileiro do século 20, além de marcar 40 anos de sua morte.Djanira

Com pouco estudo formal em artes e um desenvolvimento principalmente autodidata, Djanira trouxe diversas influências para suas obras. “Ela vai buscar uma série de referências plásticas tanto em uma tradição mais ocidental da história da pintura, quanto na própria visualidade popular brasileira. Aí está essa fricção, essa dificuldade de reduzir Djanira a um lugar só”, explica um dos curadores da exposição, Rodrigo Moura.

Mulheres

A exposição abre o ciclo Histórias das mulheres, histórias feministas, que trará a produção de várias artistas para a programação do museu ao longo de 2019. Em abril, serão abertas mostras dedicadas à modernista Tarsila do Amaral e à arquiteta Lina Bo Bardi, responsável pelo projeto do Masp.

A exposição Djanira de fica em cartaz no Masp, na Avenida Paulista, região central da capital, até o dia 19 de maio.

Mais agrotóxicos são liberados pelo governo Bolsonaro


Em seus primeiros 47 dias de existência, o atual governo liberou a utilização de 54 novos agrotóxicos. Isso dá uma média superior a um novo produto licenciado por dia. O Ministério da Agricultura alega que todos os ingredientes já eram comercializados no Brasil, e que a novidade seria a aplicação desses produtos em novas culturas, o sinal verde para que novos fabricantes possam comercializá-los, e que novas combinações químicas entre eles sejam permitidas.

Ilhéus promove segunda edição do Projeto Educar


A Praia do Jardim Atlântico (Posto 3), na zona sul de Ilhéus, recebe a segunda edição do projeto ‘Educar para não afogar’, no próximo sábado (2), a partir das 8 horas, com a finalidade de conscientizar os banhistas sobre os riscos de afogamento durante o banho de mar. Durante o dia, o projeto vai aborda temas como a cadeia de sobrevivência do afogamento, suporte básico de vida, técnicas de salvamento e emergência aquática.

O verão de Ilhéus reúne altas temperaturas e um maior número de banhistas que desejam curtir um belo dia de sol na praia. Só no município, na estação mais quente do ano, o fluxo de pessoas à beira-mar chega a aumentar pelo menos 50%, segundo estimativa do setor de Salva-vidas da Prefeitura Municipal, o que aumenta os riscos de afogamentos. Por isso, toda atenção é pouco para quem pretende se divertir no litoral nesse período.

Salvar vidas – O idealizador da iniciativa, Domingos Madureira, explica que o projeto presta um serviço essencial para os banhistas. “Explicamos com teoria e prática, medidas preventivas, educacionais, de orientação e salvamento em ambientes aquáticos. Uma dica importante que deixo ao banhista. Vá em praias monitoradas por salva-vidas, que são treinados e estão aptos a indicar os melhores pontos de banho, onde há corrente, buracos e outros perigos”, recomenda.

Itabuna: Sesau conscientiza população sobre LER


Com o objetivo de identificar e auxiliar trabalhadores atingidos por estas doenças, a Prefeitura de Ilhéus, por meio do Núcleo Saúde do Trabalhador da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), realizou uma manhã de conscientização ativa e orientações de prevenção das doenças relacionadas ao esforço repetitivo no trabalho, nesta quinta- feira (28). A ação contou com a parceria da Faculdade Madre Thais, cujos alunos do curso de Fisioterapia realizaram atividades laborativas para detecção precoce das Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT).

De acordo com o diretor municipal da Vigilância da Saúde, Gleidson Santana. A Sesau montou uma estrutura na sua sede e recebeu profissionais de diversas áreas. “Idealizamos essas atividades para marcar o Dia D de combate à LER/DORT em Ilhéus, proporcionando atenção especial aos participantes, que encontraram aqui orientações de prevenção e serviços de massagem, entre outros”, acrescentou.

Segundo dados da Previdência Social, algumas das categorias profissionais mais atingidas são os bancários e trabalhadores dos setores de comércio e serviços, principalmente os caixas de supermercados e de bancos, metalúrgicos, jornalistas e todos aqueles que trabalham com esforços repetitivos. Alguns profissionais chegam a ignorar os sintomas da doença que é considerada silenciosa.

Hipertensos e diabéticos são maiores alvos das doenças renais


O Dia Mundial do Rim é celebrado na data de hoje, 14/3, servindo de alerta para a importância de manter a saúde deste órgão responsável por filtrar substâncias tóxicas no organismo. De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), um em cada dez adultos sofre com problemas renais crônicos.

O nefrologista Mario Ernesto Rodrigues, membro do comitê de Diálise Peritoneal da Sociedade Brasileira de Nefrologia esclarece “os rins são compostos por vários glomérulos, que são pequenos filtros. Nas doenças renais, os pacientes perdem essas estruturas e, consequentemente, a funcionalidade do rim é prejudicada.

Segundo Rodrigues, a doença renal crônica possui cinco fases. A quinta e mais grave é a que faz com que o paciente necessite de diálise e transplante. Pessoas com diabetes ou hipertensão apresentam mais chances de desenvolver doença renal e por isso precisam, obrigatoriamente, acompanhar o funcionamento dos rins, já que a doença só apresenta sintomas quando está na fase mais grave.

“Quem possui casos de doenças renais graves na família também devem ficar atentas. Indicamos sempre a realização dos exames, que são simples. Com eles, é possível descobrir a doença no começo — orienta Ana Beatriz Barra, nefrologista e gerente médica da Fresenius Medical Care.

Segurança de supermercado não será preso


O delegado Antonio Ricardo Lima Nunes, diretor da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que não vê motivos para prender o segurança Davi Ricardo Moreira Amâncio, que sufocou o jovem Pedro Henrique Gonzaga, de 25 anos, na filial do supermercados Extra, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.  O crime ocorreu na última sexta-feira (15).

Segundo o delegado, Amâncio se apresentou espontaneamente, não está coagindo testemunhas, nem destruindo provas, além de ter emprego fixo e endereço residencial conhecido.

seguranca-davi-que-matou-pedro-no-supermercado-extra
Davi Ricardo Amâncio Foto: divulgação

O delegado também considerou que só poderá mudar,  se for o caso, o qualificador de homicídio culposo, sem intenção de matar, para doloso, quando há a intenção, ao final do inquérito, que espera concluir em menos de um mês. “O dolo é intencional e a culpa é não intencional. Está se apurando se houve esta intenção, ou não. Nós vamos concluir. E no final é que se vai dizer, se foi culposo ou doloso”, disse Nunes.

O segurança Amâncio chegou à DH às 16h25 desta quarta-feira (20), na companhia de outro segurança, e tentou entrar por uma porta lateral, que estava fechada, e acabou correndo em volta do prédio, para fugir da imprensa, até conseguir entrar pela porta principal.

Pela manhã, dois funcionários do supermercado prestaram depoimento na DH. Os outros seguranças irão responder por omissão de socorro, mas eles também podem responder pelo crime de homicídio doloso se ao final das investigações o qualificador do crime mudar.

Itabuna: Projeto Empreender deverá capacitar 700 pessoas


As aulas da segunda etapa do Projeto Empreender iníciaram na semana passada a, que destina cursos profissionalizantes às pessoas inscritas no Cadastro Único, principalmente os beneficiários do Bolsa Família e demais programas sociais executados pela Prefeitura de Itabuna, através da Secretaria Municipal de Assistência Social. As aulas que são ministradas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) acontecem na Unidade Móvel da instituição de ensino, instalada na praça Camacan, centro da cidade.

De acordo com a SAS, os primeiros cursos a iniciarem as aulas foram Confeitaria Básica (matutino) e Panificação Básica (vespertino). Ao informar que cada curso terá uma carga horária de 60 horas e que cada turma contempla até 20 alunos, a secretária Sandra Neilma comemorou o início das aulas e destacou a importância do projeto que visa gerar oportunidades de emprego e renda, promovendo a autonomia dos beneficiários dos Programas Sociais, a exemplo do Bolsa Família.

O Projeto Empreender deverá capacitar em torno de 250 pessoas neste primeiro momento e mais de 700 pessoas até o fim de 2019, deixando-as aptas para o mercado de trabalho ou para abrirem seus próprios negócios. Além das turmas já iniciadas, o projeto ainda formará profissionais aptos à produção de Pães Especiais: massa doce, Pães Especiais: massa salgada, Auxiliar na fabricação de pizzas, Produção de Salgados e Folhados, Produção de Sequilhos e Petit four.

De acordo com a diretora do Departamento de Combate à Pobreza, Carol Suzart, a carreta instalada na praça Camacan seguirá para outras localidades após a finalização de cada ciclo de 3 meses. Ela informa que ainda há vagas para algumas turmas que ainda não tiveram início. As inscrições podem ser realizadas apenas pela internet, através do link: https://www.even3.com.br/empreender_bolsa_familia_itabuna, até o dia 10 de maio. Os inscritos terão que entregar xerox (RG, CPF, NIS, Comprovantes de Residência e Escolaridade) no 1º dia do curso.

MEC vai rever texto da base de formação de professores


O Ministério da Educação (MEC) decidiu rever o texto da Base Nacional Comum da Formação de Professores da Educação Básica, elaborado na gestão do ex-presidente Michel Temer, encaminhado em dezembro do ano passado para o Conselho Nacional de Educação (CNE).

Em nota, o MEC informou que “quer ter ciência e participar ativamente do processo de formulação da Base”, acrescentando que somente após analisar o texto decidirá se fará ou não alterações.

O documento orientará a formação de professores em licenciaturas e cursos de pedagogia em todas as faculdades, universidades e instituições públicas e particulares de ensino do país. O texto apresentando no ano passado, entre outras questões, estabelece que essa formação deverá ser mais voltada para a prática e orientada por competências.

De acordo com o texto enviado ao conselho, desde o primeiro semestre do curso de graduação os futuros professores deverão ter atividades práticas em uma escola, pelo menos uma vez por semana. Cada faculdade ou instituição de ensino deverá ser associada a uma ou mais escolas de educação básica. A base traz sugestões de modificação do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), para que seja anual e sirva como habilitação à docência.

Idade para se aposentar pode aumentar de acordo com expectativa de vida


Se tudo der certo, a idade mínima para a aposentadoria poderá subir em 2024 e depois disso, a cada quatro anos, de acordo com a expectativa de vida dos brasileiros. Se a expectativa de vida após os 65 anos para homens e 62 para mulheres subir, haverá ajuste na idade mínima na proporção de 75% sobre os meses de aumento. Por exemplo, se a expectativa de vida subir em 12 meses, a idade mínima sobe em 9 meses.

A proposta de reforma da Previdência enviada hoje (20) ao Congresso Nacional estabelece idade mínima de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, com contribuição mínima de 20 anos. Nessa proposta, não haverá mais aposentadoria por tempo de contribuição.

Atualmente, aposentadoria por idade é 60 anos para mulheres e 65 anos para os homens, com contribuição mínima de 15 anos. A aposentadoria por tempo de contribuição é de 30 anos para mulheres e 35 para os homens.

Também houve mudança na aposentadoria rural é de 60 anos tanto para homens quanto para mulheres, com contribuição de 20 anos. A regra atual é 55 anos para mulheres e 60 anos para os homens, com tempo mínimo de atividade rural de 15 anos.

A proposta também estabelece idade de 60 anos para ambos os sexos na aposentadoria de professores, com 30 anos de contribuição. Atualmente, não há idade mínima para professores e o tempo de contribuição é 25 anos para mulheres e 30 anos para os homens.