Ilhéus: mais de 80 crianças atendidas no Dia C


Moradores do bairro Novo Ilhéus, localizado na zona norte do município, aproveitaram o Dia de Cooperar, realizado no último sábado (1º), para aferir a pressão, realizar testes de glicemia e diversas atividades desenvolvidas durante o dia. As ações de saúde foram oferecidas pela cooperativa Uniodonto, no Instituto Nossa Senhora da Aurora.

Voluntários, entre dentistas cooperados, enfermeiros e estudantes, atenderam não apenas adultos, mas também as 80 crianças que compareceram ao local, que receberam uma atenção especial pra saúde da boca e se divertiram no parque montado.

Existem doenças silenciosas que podem se tornar muito graves se não forem detectadas no início. Durante o evento, a população da comunidade, marcada pela extrema carência de serviços públicos, recebeu, entre outros atendimentos, a aferição da pressão arterial, da glicose e do índice de massa corpórea, importantes para detectar diabetes e hipertensão. 

Dia de Cooperar em Ilheus (3) (1)

“Dedicar um tempo da sua vida para apoiar o próximo é de extrema importância, pois me sinto feliz ao compartilhar um pouco do que eu sei com as pessoas que precisam’’, afirma o odontólogo Bolívar Landi, voluntário da Uniodonto no Dia de Cooperar em Ilhéus. Essa é a segunda vez que participa do evento, onde palestrou para as crianças sobre cuidados com a saúde bucal.Dia de Cooperar em Ilheus - Madre Eveline, responsável pelo Instituto

Já a Madre Eveline, que fundou e dirige há dois anos o Instituto Nossa Senhora da Aurora, conta que ficou feliz com o evento, especialmente por ver a alegria das crianças que participaram. ”Ver a alegria dessas crianças hoje foi contagiante. Como o lema do próprio programa diz, são essas atitudes simples que verdadeiramente movem o mundo. Estou maravilhada e espero que não termine por aqui. Nossas crianças precisam muito do apoio de todos e nós contamos com as cooperativas para isso”, ressaltou a Madre.

A celebração do Dia de Cooperar aconteceu em todos os outros 26 estados brasileiros também neste sábado, 1º de julho. Com serviços que variaram entre cuidados com a saúde e recreação para criança, as cooperativas puderam provar ao país que, de acordo com o lema, as atitudes simples realmente movem o mundo.

É necessário cautela ao realizar uma tatuagem


Você já pensou em fazer uma tatuagem? Não. Tudo bem, há quem não goste e há os que amam esses desenhos corporais. Tanto que esse mercado cresceu 30%, indo na contra mão da crise econômica que o Brasil vive.

Podemos dizer que por aqui, tudo começou com o dinamarquês Knud Harald Lucky Gegersen. Ele é o pioneiro da tatuagem moderna no Brasil, tanto que os tatuadores atribuem a ele a popularização da arte. Mr. Tattoo ou Lucky, como era conhecido, chegou em Santos (SP) em 1959, mantendo-se financeiramente utilizando seu talento e suas técnicas de escola

Com o passar de tempo o interesse das pessoas pelos tatoo foi aumentando. E aos poucos a arte foi que sofria preconceito foi conquistando o seu espaço. Um estudo elaborado, recentemente, pela Revista Superinteressante, revelou que mulheres, jovens e com alta escolaridade são os que mais se tatuam. A recepcionista maranhense, Pamela Carvalho, é um bom exemplo disso. Ela acredita que as tatuagens definem um estilo. “Sempre achei legal e através delas vou criar uma imagem em mim”, acredita.

Pamela já possui três desenhos pelo corpo e confessa ter sentido medo ao se submeter ao processo pela primeira vez. “A partir da segunda, me senti mais segura por confiar no tatuador”, revela a jovem, que pretende fazer mais tattoos.

WhatsApp Image 2017-07-03 at 12.22.42
Renan Montezano: talento artístico Foto: divulgação

Tatuar não é uma mera brincadeira. É necessário aprimoramento, dedicação e uma boa dose de talento artístico. “Para abraçar essa carreira é necessário ter noções de desenho, criatividade, conhecimentos em assepsia além de ética profissional”, alerta o tatuador Renan Montezano, exerce a profissão desde 2009. Montezano, que também é youtuber (Canal Montezando), comemora o fato de nunca ter tido problemas com clientes insatisfeitos. “Sempre fui até onde eu sabia que conseguiria. Nunca peguei um trabalho se me sentia inseguro em relação ao resultado final”, afirma.

Pamela
Pamela: mais tatuagens no futuro Foto: arquivo pessoal

Entretanto, há os que se arrependem e desejam retirar alguma tatuagem do corpo. Uma recente pesquisa realizada pela IBISWorld aponta aumento acelerado do procedimento para remover a tatuagem em 440% nos Esta-dos Unidos.

A modernidade trouxe recursos tecnológicos que são capazes de retirar esses desenhos: o laser, por exemplo. De acordo com o dermatologista, Sérgio Medeiros (GO), os lasers não causam danos ao tecido da pele. “É natural ficar uma cicatriz bem leve, que sai no mesmo dia”, o especialista também acrescenta que é necessário evitar o contato com o sol durante o tratamento. “Para realizar esse procedimento é preciso consultar um dermatologista de sua confiança”, aconselha.

 Anote algumas dicas úteis para quem pretende tatuar o corpo
Observe:

– Se o local está limpo e organizado;
– Se há aviso por escrito quanto aos riscos causados pelo material e/ou substâncias;
– Se o profissional lava as mãos com água e sabão, seguido de aplicação de álcool a 70%;
– Se é realizada a limpeza da pele do cliente com água potável e sabão líquido, seguida de aplicação de antisséptico (álcool a       70%, PVPI), entre outros;
– Se o profissional utiliza luvas descartáveis e máscara no momento da realização do serviço.

Obs: Tatuagem e colocação de piercing somente poderão ser feitos em menores de idade com autorização dos pais

Materiais a serem utilizados :
– As agulhas para colocação do piercing ou aplicação da tinta de tatuagem, lâminas ou aparelhos para raspagem de pêlos devem ser descartáveis
– Outros materiais que não são descartáveis deverão estar limpos e desinfetados com álcool 70%
– A tinta utilizada na tatuagem não pode ser tóxica e deve ser registrada na Anvisa
– Os materiais utilizados devem estar guardados em local limpo, organizado, fechado e sem umidade

Antes de fazer a tatuagem peça ao seu médico testes de :
– Aids
– Hepatites B e C
– Tétano
– Sífilis

Não devem fazer tatuagens pessoas que têm:

– Sangramentos intensos (hemorragias)
– Infecções graves
– Comprometimento das vias aéreas superiores (dificultando a respiração e a fala)
– Fratura dental com traumas na mucosa, gengiva e céu da boca
– Inflamações crônicas e queloides.

Fonte: Anvisa e Ministério da Justiça.

Lívia Andrade


livia-andrade
Lívia Andrade Foto: divulgação

Ela é linda, espirituosa, alegre, franca e talentosa. Lívia Regina Sorgia de Andrade, ou Lívia Andrade é uma daquelas artistas que agrada de crianças a idosos. Ela também é sinônimo de carnaval talvez por sua longa passagem à frente da bateria da escola de Gaviões da Fiel de São Paulo. Lívia também é presença certa no quadro dominical “O Jogo dos Pontinhos”, no Programa Sílvio Santos (SBT), geralmente dando respostas muito engraçadas. Difícil imaginar que, quando jovem, a atriz era inibida. “Na época da escola eu era muito tímida”, revela. Entre um compromisso e outro, Lívia recebeu gentilmente a reportagem do Blog Carvalho News para falar da carreira, inveja no meio artístico, planos e muito mais. Quer saber mais? Então leia a entrevista a seguir.

Blog Carvalho News – Você iniciou sua carreira aos 13 anos, como modelo, realizando algumas campanhas publicitárias. Naquela época quais eram os seus planos?

Lívia Andrade – Naquela época eu só queria começar a trabalhar para ter minha independência financeira e começar a ser alguém na vida, o meio da moda e o meio artístico meio que entraram na minha, e como entrava uma grana legal, achei interessante, afinal eu queria ganhar meu dinheiro.

Blog Carvalho News – De que forma essa rotina de trabalho impactou sua vida?

Lívia Andrade – Mais jovem eu tinha muita disposição para trabalhar e não queria perder nada, porém dependia da ajuda da minha mãe ou tio pra me levar e acompanhar, é um meio perigoso cheio de gente querendo tirar proveito e eu já sabia que deveria tomar alguns cuidados como não ir sozinha pra lugar nenhum, acho que atrapalhei a vida deles um pouco (risos). Eu estudava nessa época e sempre fui boa aluna, nunca repeti ou fiquei de recuperação. A única coisa chata e que me atrapalhava as vezes eram os outros alunos, como eu aparecia na TV ou em alguma campanha ficava ouvindo gracinhas e provocações o tempo todo. Isso me dava preguiça e tinha dias que eu não queria ir pra escola para não ter que passar por isso, era muito tímida na época.

livia andrade 53535
Lívia: “A música sempre me perseguiu” Foto: divulgação

Blog Carvalho News – Você já gravou dois álbuns nos estilos Pop e Funk Carioca, além da música “Sou Corinthiana”. Quando percebeu que possuía talento musical? E por que não investiu nessa área?

Lívia Andrade – .A música sempre me perseguiu, fiz até umas aulas de canto porque cantar era uma maneira de ganhar dinheiro, ter o que vender no caso, no Programa Fantasia a gente já fazia shows pelo Brasil cantando e dançando, depois veio o grupo Mallandrinhas e a gente se apresentava cantando também. Na época eu não gostava de cantar, ficava bem nervosa e irritada dentro do estúdio pra colocar voz. Já quiseram investir nisso no passado, eu iria gravar o álbum no Japão e lançar aqui mas não quis ir… cantei em Carrossel, tem música minha em dois CDS e fiz muitos shows de Carrossel pelo Brasil todo. Cantei o tema de final de ano do SBT. Já fiz parceria com outros grupos e já tive músicas tocando em rádios pelo Brasil todo ficando entre as mais pedidas. Mas sempre vou pra onde a vida me leva, pra onde está rendendo mais (risos) não dou murro em ponta de faca, sou ansiosa e imediatista. Como artista acho que tenho que fazer um pouco de tudo e que mais me encanta são os shows, toda produção para uma apresentação e acho que meu talento musical é limitado perto de tantos talentos que temos por aí.

livia e silvio
Lívia e o apresentador Sílvio Santos. Reprodução do Instagran

Blog Carvalho News – “Você já atuou na peça “Aconteceu com Shirley Taylor”, no filme “Simplesmente Natasha”, bem como nas novelas “Corações Feridos” , “Carrossel” e “Vende-se Um Véu de Noiva” Como se preparou para interpretar esses personagens?

Lívia Andrade – Estudei teatro por um tempo, trabalhei com grandes talentos e aprendi muitas coisas na prática com grandes artistas dos quais tive o prazer de trabalhar, fiz parte do elenco da Praça é Nossa por uns anos e acho que tenho uma certa facilidade para me transformar. Sempre quis fazer parte do elenco de uma novela, fiz muitos testes até chegar a minha vez e conseguir um papel… comecei fazendo figuração, depois participações , até conseguir um papel. O primeiro foi Janaina em Corações Feridos, depois veio Suzana em Carrossel e Barbara em Chiquititas.

Blog Carvalho News – Suas características mais evidentes são a espontaneidade e a coragem para dizer o que pensa. O que dá medo em você?

Lívia Andrade – Aprendi a ter coragem pra enfrentar a vida de frente, não ter medo! O que me assusta são as pessoas cada vez mais superficiais, sem personalidade, sem voz ativa! Acabam perdendo a essência e a individualidade, vivem fazendo média e política, tentando se enquadrar ou seguindo padrões  Como não faço média e nem política perco muitas oportunidades, mas mesmo assim não tenho medo é preciso aceitar o sistema e ir até onde eu posso e suporto pois preciso ter paz para ser feliz. No dia que perder minha essência ou mudar meu jeito de ser perco a paz e aí pra mim não serve!

Blog Carvalho News – Quais as melhores lembranças que você guarda na memória?

Lívia Andrade – São muitas… muitos momentos de total felicidade, coisas estranhas que aconteceram também, momentos de risco e perigo dos quais passei e superei. Da pra escrever um livro (risos) memórias boas ou ruins todas foram importantes e fizeram de mim quem sou hoje.

Livia new 2
Lívia é presença marcante no carnaval Foto: Léo Franco Ag. News

Blog Carvalho News – Muitos afirmam que o ambiente televisivo é cruel, em virtude da grande concorrência, vaidade, fofoca e inveja. Como você se protege desses sentimentos e de pessoas negativas quando as identifica?

Lívia Andrade – Em todo lugar tem..  mas o meio artístico é realmente premiado (risos) além de ter muita fé, rezar bastante eu me afasto, evito contato e quando tenho que conviver trabalhando, quando  chego em casa tomo um belo banho de sal grosso ou ervas pra descarregar as energias negativas.

Blog Carvalho News – Ser uma pessoa pública tem um lado bom e outro ruim. Qual sua estratégia para manter sua vida pessoal preservada?

Lívia Andrade – Não usar coisas da vida pessoal ou pessoas para se promover… o que devemos divulgar é o nosso trabalho apenas. Se não tenho nada de interessante, fico quietinha na minha. A partir do momento que você abre sua vida pessoal vai ser cobrada para sempre. Não gosto de expor as pessoas e nunca precisei usar alguém ou um relacionamento para aparecer ou me promover, então nunca tive esse tipo de problema.

Blog Carvalho News – Quais são seus projetos?

Lívia Andrade – Não faço projetos. Não lido bem com as mudanças de planos do meio do caminho, prefiro me surpreender sempre do que me frustrar com algo que pode não dar certo! Deixo a vida me levar…

Blog Carvalho News – Qual a mensagem que gostaria de deixar para os leitores do blog?

Lívia Andrade – Estejam preparados para receber as oportunidades que a vida dá… nem sempre o que está reservado pra gente é o que queremos. Sonhem mas mantenham os pés no chão. O nosso destino e os planos de Deus com certeza são melhores e maiores do que a nossa vontade própria.

 

Itabuna: Forro do Povo terá grandes atrações


A Prefeitura de Itabuna (BA) promoverá, entre 29 de junho e 01º de julho, o Forró do Povo 2017. O evento será realizado na Alameda da Juventude e contará com um forte esquema de segurança com o apoio das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, além da Guarda Civil Municipal. Entre as atrações estão as bandas Cacau com Leite e Aviões do Forró.

Veja a programação:
29 de Junho a partir das 17 horas – Guiga Reis, Larissa Gomes, Genard, Raneychas, Daniel Vieira, Aviões do Forró e Adelmário Coelho.
30 de Junhoa partir das 17 horas – Urubu Fogoso, Ely Marques, Boteco das Amigas, Lordão, Aduilio Mendes (Ex-Mastruz com Leite), Dorgival Dantas.
1º de Julho a partir das 17 horas – Bom Q’Xote, Forró do Karoá, Cacau com Leite, Vera Cruz, Estakazero, Marcos e Pablo.

forró do povo

Ilhéus: Dia de Cooperar leva serviços de saúde, educação e cidadania


As cooperativas baianas estão mobilizadas para realizar o programa Dia de Cooperar – também conhecido como Dia C. No primeiro sábado de julho (dia 1/7), voluntários da Cooperativa Uniodonto Ilhéus celebrarão o Dia C no Instituto Nossa Senhora da Aurora, no Bairro Novo Ilhéus, no município de Ilhéus, das 9h às 13h, com a promoção de serviços de saúde, educação, cidadania, entre outros.

O grande desafio do Dia C é estimular o desenvolvimento de projetos contínuos que possam gerar benefícios constantes para as localidades onde as cooperativas estão inseridas. Para isto, o programa busca abraçar integralmente os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU), no intuito de alcançar as 169 metas e, assim, tornar o mundo um lugar mais justo e menos desigual, até 2030.

Na Bahia, as cooperativas, com o trabalho consolidado, possuem a meta de somar voluntários para beneficiar não apenas a capital, mas as comunidades de todo o estado. “As cooperativas estão preocupadas com o legado que vão deixar para as próximas gerações. E, com este programa, podem oferecer voluntariamente sua contribuição para as comunidades em que estão inseridas por meio da promoção de iniciativas que beneficiam milhares de pessoas em todo o país”, afirma CergioTecchio, presidente do Sistema OCEB.

Dia C 2016 Foto: Itavi Albuquerque
Dia C 2016 Foto: Itavi Albuquerque

Dia C em números

Na trajetória do Dia de Cooperar, os últimos anos foram cruciais para transformar o Dia C em um grande programa nacional capaz de promover iniciativas socioambientais e transformar realidades em todo o país.

Os números não nos deixam mentir sobre a efetividade do Dia C. Em 2016, 1278 cooperativas desenvolveram 1.180 projetos com a mobilização de mais de 86 mil voluntários. Essas atividades foram realizadas em 777 cidades espalhadas por todos os estados e no Distrito Federal. Este ano, a meta é beneficiar mais de um milhão de pessoas através dos projetos contínuos. Na Bahia, o Sistema OCEB mobilizou 45 cooperativas, que empreenderam 44 projetos de voluntariado ao envolver 2749 voluntários. Com isso, 20 mil pessoas, em 35 municípios do Estado foram beneficiadas.

Serviço: Dia C na Bahia

Local: Instituto Nossa Senhora da Aurora, Rua da Frente, número 325, Bairro Nova Ilhéus, Ilhéus-BA

Data: 1 de julho

Horário: 9h às 13h

O real valor de uma amizade


Mais do que um sentimento, a amizade pode ser um dos alicerces para o crescimento dos seres humanos

Carla Adriana

A amizade, sentimento fiel de ternura, apreço, carinho, afeto ou estima entre pessoas, é um dos bens mais preciosos que uma pessoa pode ter. Um (a) amigo (a) pode se revelar nos momentos mais improváveis possíveis. O problema que nem sempre sabemos reconhecer esses seres maravilhosos. Há, por exemplo, quem acredita que ser amigo é concordar com tudo que o outro diz ou faz, mesmo quando este não age de maneira correta ou prudente. Também há os que, por carência ou ingenuidade, confundem colegas com amigos sinceros, e o resultado você pode imaginar qual é não é mesmo?

Cada um de nós tem em mente quais seriam as características necessárias para uma pessoa ser considerada amiga. Claro que algumas “matérias primas” são essenciais como a fidelidade, o amor, o companheirismo e principalmente o respeito. Epa! Estamos falando de amizade ou romance? Você pode perguntar. Calma, estamos falando de amizade. Mas, alguns “pré-requisitos” são similares.

amizade2017

Para algumas pessoas conquistar amigos é tarefa simples, mas manter é complicado. As causas disso sinceramente podem ser inúmeras. Contudo, devemos tentar a todo preserva-los, mas ao mesmo tempo não sufoca-los dando a eles espaço para que possam também viver suas vidas.

Dicas para manter uma amizade

  • Trate seus amigos com o máximo de respeito possível;
  • Evite mentir para seus amigos, lembre-se que confiança é à base de qualquer relacionamento;
  • Lembre-se que ninguém é perfeito e seus amigos podem fazer algo que desagrade a você e vice versa. Por isso, procure praticar a tolerância;
  • Saiba ouvir. Há pessoas que só gostam de falar e não gostam de ouvir e isso é no mínimo indelicado;
  • Tenha bom senso e evite fazer ou ouvir fofocas, principalmente se for entre amigos. Essa “brincadeira” pode acabar com qualquer relação de amizade;
  • Procure sempre manter contato com seus amigos nem que seja para dar um oi e saber se tudo está bem.

 

Carla Adriana é aluna do 3º do Ensino Médio do Colégio Comunitário Alzair Martins Silva (BA)

Camada de ozônio volta a ser ameaçada


cielo-ozono
Camada de Ozônio imagem da internet

A camada de ozônio, que protege a Terra dos raios UV, em lenta recuperação desde que o Protocolo de Montreal de 1987, que proibiu produtos químicos que a corroem, pode estar em perigo de novo, alertaram cientistas nesta terça-feira.

Os níveis de diclorometano, um produto químico não coberto pelo pacto de restauração do ozônio, estão aumentando rapidamente na estratosfera e podem retardar a recuperação da camada, afirmaram os cientistas.

Embora “atualmente modesto, o impacto do diclorometano no ozônio aumentou acentuadamente nos últimos anos”, informou uma equipe na revista científica Nature Communications.  “O crescimento sustentado de diclorometano neutralizaria alguns dos ganhos alcançados pelo Protocolo de Montreal, atrasando ainda mais a recuperação da camada de ozônio da Terra”, acrescentou.

A camada fica na estratosfera entre 10 e 50 quilômetros acima da superfície da Terra, onde filtra a luz ultravioleta prejudicial que pode causar câncer e danificar as colheitas. O acordo de Montreal eliminou a produção de clorofluorocarbonetos (CFCs) em geladeiras, aerossóis, ares-condicionados e espumas quando se descobriu que estes compostos eram responsáveis pelo chamado “buraco” na camada de ozônio.

Na década de 1990, os CFCs foram substituídos por hidrofluorocarbonetos (HFCs), que eram seguros para o ozônio mas também altamente eficazes para reter calor na atmosfera, contribuindo para o aquecimento global.

Em outubro de 2016 foi adotada uma emenda ao pacto para eliminar os HFCs. Os cientistas já levantaram preocupações sobre o impacto potencial no ozônio dos produtos químicos artificiais chamados de “substâncias de vida muito curta” (VSLS), como o diclorometano.

O novo estudo procurou quantificar a ameaça do diclorometano, que é usado como solvente em decapantes de tinta e como desengordurante, e também para descafeinar o café.  Os pesquisadores descobriram que os níveis de diclorometano na estratosfera quase duplicaram desde 2004.

Um crescimento adicional poderia retardar a recuperação do ozônio sobre a Antártica, onde a destruição da camada foi mais grave, em mais de uma década.  E os autores observaram que outros VSLS também foram detectados na atmosfera, mas ainda não foram medidos.

Especialistas não envolvidos no estudo saudaram sua contribuição para entender o que está acontecendo com a camada de ozônio. “Nós devemos agir agora para impedir a liberação (do diclorometano) para a atmosfera, a fim de evitar desfazer mais de 30 anos de trabalho exemplar de ciência e políticas que, sem dúvida, salvou muitas vidas”, disse Grant Allen, físico atmosférico da Universidade de Manchester.

Para David Rowley, da University College London, o trabalho mostrou que proteger a camada de ozônio “apresenta um desafio industrial e político muito maior do que se pensava anteriormente”.

Mais idosos no mercado formal de trabalho


O número de pessoas entre 50 e 64 anos no mercado formal de trabalho cresceu cerca de 30% entre 2010 e 2015. Segundo dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), divulgados pelo Ministério do Trabalho, em 2010 havia 5,8 milhões trabalhadores com carteira assinada nessa faixa etária, e o número passou para 7,6 milhões em 2015.

Também foi registrado um aumento na participação de trabalhadores com mais de 65 anos, que passou de 361,3 mil em 2010 para 574,1 mil em 2015, um aumento de 58,8%.idoso-trabalhando

Dados da Rais mostram que o setor de serviço é o que tem mais receptividade aos trabalhadores mais velhos. Quase 2,6 milhões de trabalhadores entre 50 a 64 anos estavam empregados com carteira de trabalho nesse segmento em 2015. Outros 200,4 mil tinham mais de 65 anos. No mesmo ano, a administração pública empregava 2,5 milhões de pessoas entre 50 e 64 anos, seguido da indústria de transformação, com 923 mil empregados nessa faixa etária, e do comércio, com 864 mil trabalhadores.

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mais de 2 milhões de pessoas de 50 a 64 anos e 99,2 mil com mais de 65 anos perderam o emprego nos últimos 12 meses. No mesmo período, houve 931,4 mil contratações de pessoas nas duas faixas etárias.

O Ministério do Trabalho está estudando a criação de uma nova divisão para cuidar de questões de discriminação, entre elas contra idosos no mercado de trabalho. A expectativa é dar uma atenção maior ao combate ao preconceito no ambiente de trabalho.

Exame para certificar conclusão de ensino médio será em outubro


O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) será realizado no dia 8 de outubro em todo o país. Neste ano, a prova também será usada pelos alunos para obter o certificado de conclusão do ensino médio.

Até o ano passado, os estudantes com mais de 18 anos poderiam usar o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para receber o diploma do ensino médio. Agora, a certificação será feita exclusivamente pelo Encceja, que atualmente é aplicado no Brasil e no exterior para a certificação de conclusão do ensino fundamental.

A inscrição para o Encceja será gratuita e deverá ser feita entre os dias 7 e 18 de agosto. A prova, que será elaborada e aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), terá 30 questões de múltipla escolha, com quatro alternativas de resposta. O aluno deverá atingir pelo menos 50% de acertos em cada prova, e pelo menos 5 pontos na redação. O custo estimado do Encceja é de R$ 40 por aluno.ENCCEJA-2018

Segundo o Inep, o Encceja é o instrumento mais adequado para avaliar as pessoas que não tiveram oportunidade de concluir os estudos em idade apropriada. “O Enem, na sua estrutura, não é um exame para a certificação do ensino médio. Ele se caracteriza muito mais para o acesso ao ensino superior. O Encceja é preparado para fazer esse tipo de avaliação, das pessoas que não tiveram acesso na idade certa”, disse hoje (26) a presidente do Inep, Maria Inês Fini. Menos de 10% das pessoas que fazem o Enem com o objetivo de certificação conseguem o diploma do ensino médio, informou.

O Encceja pode ser feito por pessoas com pelo menos 15 anos, no caso da certificação do ensino fundamental, e 18 anos para a certificação do ensino médio. O Inep espera que 222 mil alunos do ensino fundamental participem da prova e 815 mil, do ensino médio. O exame também será aplicado para presos e para brasileiros que moram no exterior.

Encceja-2017

Avaliação de escolas

A partir deste ano, o Enem não será mais utilizado como avaliação das escolas. Agora, as escolas serão avaliadas pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). A presidente do Inep, Maria Inês Fini, explicou que o Saeb faz uma avaliação mais ajustada das instituições de ensino médio.

“O desempenho dos alunos é um dado importantíssimo para compor a avaliação das escolas, mas não é o único. Dados contextuais são importantes para caracterizar melhor essa avaliação. Além disso, as provas que compõem esse sistema são bastante detalhadas naquilo que se diz oficialmente que deveria ter sido ensinado. Por isso, muito mais justiça na avaliação se pratica no Saeb”, afirmou.

A estimativa do Inep é que 114,8 mil escolas sejam avaliadas por meio do Saeb neste ano. Agora, todas as escolas públicas e privadas que ofereçam ensino médio serão avaliadas. Até o ano passado, a avaliação da etapa era feita por amostragem.

A adesão das escolas será feita entre 27 de junho e 14 de julho, em sistema on-line, disponibilizado no portal do Inep. A taxa de inscrição varia entre R$ 400 e R$ 4 mil, de acordo com o número de alunos. A aplicação dos testes e questionários em todas as escolas ocorrerá entre 23 de outubro e 3 de novembro. Os resultados devem ser divulgados em agosto do ano que vem.

Enem

O Inep também informou que, até o momento, 6,73 milhões de inscrições foram confirmadas para o Enem de 2017, que será realizado nos dias 5 e 12 de novembro. O número ainda pode aumentar, porque novas inscrições podem ser confirmadas por decisão judicial.

No ano passado, o Enem teve 8,6 milhões de pessoas inscritas. Para o Inep, a diferença pode ser explicada pelo número de estudantes que deixarão de fazer o exame este ano para obter a certificação do ensino médio.

DPVAT: menos indenizações em 2016


O DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) pagou mais de 434 mil indenizações às vítimas de acidentes de trânsito no ano passado, em todo o país, alcançando valor total de R$ 1,7 bilhão. Os dados foram divulgados hoje (27), pela Seguradora Líder-Dpvat, responsável pela operação do seguro. A quantidade de indenizações pagas em 2016, entretanto, foi 33,4% menor que no ano anterior.

A seguradora atribui a redução do número de indenizações às campanhas de conscientização do trânsito, a maior fiscalização da Lei Seca, elevação do valor das multas e o combate à fraude no recebimento do DPVAT. O diretor-presidente da Líder-DPVAT, Ismar Torres, salientou que a meta é reduzir ainda mais esse número, em 2017.

Para isso, o Consórcio DPVAT está trabalhando para uma maior conscientização da população por meio da prevenção e educação do cidadão. No caso dos condutores de motos da Região Nordeste, em especial, tem sido estimulado o uso do capacete, que é um equipamento de segurança ainda não absorvido pela cultura local. “Dirigir descalço ou com chinelo de dedo também não é adequado. Moto não tem para-choque e, se tiver um acidente, a pessoa fica muito vulnerável”, advertiu.

No caso de automóveis, Torres salientou a necessidade de se trabalhar mais no sentido da conscientização do uso do cinto de segurança no banco traseiro. “Hoje, eu diria que a população em geral já tem a cultura de usar o cinto no banco dianteiro. Entretanto, a terceira causa morte de acidente de carro continua sendo o passageiro do banco de trás que não usa cinto de segurança”.

seguro_dpvat

Motociclistas

De acordo com a seguradora, do total de indenizações, 33.547 foram pagas por morte, 346.060 mil por invalidez permanente e 54.639 por reembolso de despesas médicas. A maioria dos acidentes de trânsito com vítima envolve pessoas na faixa etária entre 18 e 44 anos, com prevalência de homens, que respondem por 75% dos sinistros. As indenizações por região brasileira, englobando todos os veículos, ocorreram na seguinte proporção: 29% no Nordeste e Sudeste, cada; 21% no Sul; 12% no Centro-Oeste; e 9% no Norte.

Por tipo de vítima, as indenizações foram pagas a 246.455 motoristas (57% do total), 124.131 pedestres (28%) e a 63.660 passageiros (15%). Do total de motoristas indenizados pelo Dpvat, 217.767, ou o correspondente a 88%, eram motociclistas. Considerando todos os tipos de vítimas (motoristas, pedestres e passageiros), os acidentes envolvendo motocicletas resultaram em 16.009 indenizações por morte (65%) e 275.345 por invalidez (91%).

Ismar Torres, salientou que os acidentes com motocicletas corresponderam a 76% do total. O número é alarmante, segundo ele, tendo em vista que motos correspondem a 27% da frota de veículos automotores em circulação no Brasil. A Região Nordeste se destaca entre os acidentes com motos. “A frota de motos no Nordeste é muito elevada. Em alguns estados, ela representa 50% a 60% dos veículos. Na verdade, o que aconteceu foi que o jegue no Nordeste foi transformado em moto”, disse Torres à Agência Brasil.

O Nordeste detém 17% da frota nacional de veículos automotores. Torres destacou, entretanto, que as indenizações do Nordeste se equivalem às do Sudeste, que responde por 49% da frota. “É da ordem de 29% do total, cada região”, destaca. Em números, os acidentes por tipo de veículo, no ano passado atingiram, em primeiro lugar, as motos, com 330.130 ocorrências (76% do total); os automóveis, com 83.542 (19%); caminhões e picapes, 12.515 (3%), ônibus, micro-ônibus e vans, 7.712 (1,9%); ciclomotores (veículos de duas rodas de até 50 cilindradas), 347 (0,1%).

A seguradora recomenda que o pedido de indenização seja feito diretamente pelo beneficiário da operação, evitando dessa forma a intermediação de terceiros. Beneficiários são as vítimas ou os herdeiros legais dos interessados envolvidos nos acidentes e incluem a esposa ou filhos definidos na legislação. “Nós queremos ter uma relação direta com nossos beneficiários”, afirmou.