Mais um crítico a Zumbi na Fundação Palmares


O novo coordenador de articulação e apoio às comunidades remanescentes dos quilombos é Victor Hugo Diogo Barboza, 33 anos. Barboza é aluno do curso online de “filosofia” de Olavo de Carvalho e sendo nomeado pelo Ministério de Turismo. A publicação saiu hoje no Diário Oficial.

Victor Barboza (E) e Sérgio Camargo. Foto: reprodução do Instagram
Victor Barboza (D) e Sérgio Camargo. Foto: reprodução do Instagram

Indicado por Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, o novo coordenador é formado em Direito e Biomedicina e trabalhou por sete anos como assessor de acompanhamento de projetos na liderança do MDB na CCJ e na CAE do Senado.

Em seu currículo, Barboza não inclui, nenhum curso ou especialização sobre causas negras e, no documento enviado à Fundação, ele revela não possuir qualquer experiência profissional ou títulos de especialização relacionados ao cargo que ocupará. Ele também é um crítico a Zumbi dos Palmares.

Campeonato Brasileiro ao vivo e grátis pela web


O futebol é a nossa paixão nacional! E o melhor deste maravilhoso esporte você vai encontrar no Transmissão Esportiva. A atração vai ao ar aos domingos, a partir das 15h30min, pela rádio Estação Sat FM 102,5 (RJ). Se você é de outros estados não tem problema. É possível acompanhar a transmissão pela internet com toda comodidade de qualquer local do mundo.

O Furacão Carioca, Cristiano Mello. Foto: divulgação.
O Furacão Carioca, Cristiano Mello. Foto: divulgação.

No próximo domingo, 16, teremos Vasco da Gama e São Paulo, direto do Estádio de São Januário, pelo Campeonato Brasileiro. A narração deste empolgante clássico ficará por conta do Furacão Carioca, Cristiano Mello, comentários de Ely Penteado e as reportagens de Gabriel Andresso.

Futebol na Sat FM 102,5 tem muito mais emoção!

Participe pelo zap:(21) 97451-0959.

Para acompanhar os jogos, basta acessar o site: http://www.radiosatweb.com.br/ .

Relatório do Coaf confirma que Natália Queiroz transferiu para o pai quase 80% de seus salários quando trabalhava no gabinete de Bolsonaro na Câmara


A personal trainer Nathália Queiroz repassou a maior parte de seu salário para o pai, Fabrício Queiroz, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, quando ainda trabalhava no gabinete do presidente Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

Segundo dados apurados através da quebra do sigilo de Nathália, obtidos pelo jornal Folha de S. Paulo  vão ao encontro das informações contidas em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que apontou transferências bancárias de 80% de seus vencimentos para Queiroz quando trabalhava para Bolsonaro.

De acordo com a reportagem, Nathália transferiu R$ 150,5 mil para a conta do pai no período em que esteve lotada no gabinete de Bolsonaro, de janeiro de 2017 a setembro de 2018 — o equivalente a 77% do que recebeu na Câmara dos Deputados.

O nome de Nathália veio à tona pela primeira vez quando um relatório do Coaf apontou que seu pai movimentou R$ 1,2 milhão de entre 2016 e 2017. O documento identificou que ela fez repasses a Queiroz em um total de R$ 97,6 mil ao longo do ano de 2016, quando ainda era assessora de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

De acordo com a Folha, com a quebra de sigilo, os promotores  identificaram repasses de Nathália de ao menos 82% de seus vencimentos para Queiroz quando ela trabalhava no gabinete de Flávio,  na Alerj, de dezembro de 2007 a dezembro de 2016. Nesse período, foi da liderança do PP, do setor de notas taquigráficas e, a partir de 2011, passou a trabalhar com Flávio.

O relatório do Coaf classificou a movimentação financeira de Nathália no período  como  “aparentemente incompatível com a capacidade financeira da cliente”. Além disso, o órgão apontou como ocorrência ainda o “uso do dinheiro em espécie” para “inviabilizar a identificação da origem e real destino dos recursos”. Nesse período, ela efetuou 23 saques em dinheiro no total de R$ 11.950.

Por meio de nota enviada à “Folha”, a defesa de Queiroz afirmo que os repasses seguiam a lógica de “centralização das despesas familiares na figura do pai”.  A Presidência da República não quis comentar o caso.

Queiroz é investigado pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) sobre a prática de “rachadinhas” na Alerj — quando servidores devolvem parte dos salários aos deputados que os nomearam. Ele foi preso em junho deste ano , mas teve prisão domiciliar concedida  pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha.

Investigação sobre explosão no Líbano chega a 16 pessoas


As autoridades libanesas prenderam 16 indivíduos em uma investigação sobre a explosão de um armazém portuário em Beirute, que abalou a capital, informou a agência de notícias estatal NNA nesta quinta-feira.

Segundo a agência, o juiz Fadi Akiki, representante do governo na corte militar, afirmou que até o momento as autoridades questionaram mais de 18 autoridades portuárias e aduaneiras e indivíduos responsáveis ou envolvidos em trabalhos de manutenção no armazém, que abrigava material altamente inflamável que explodiu.

“Dezesseis pessoas foram presas como parte da investigação”, afirmou Akiki, segundo a NNA, sem identificar os indivíduos. Ele disse que a investigação continua.

Desemprego no Brasil atinge a maior taxa em 3 anos no 2º trimestre


De acordo com reportagem da Agência Reuters, o Brasil encerrou o segundo trimestre deste ano com a maior taxa de desemprego em três anos, além de redução recorde no número de pessoas ocupadas, como consequência das medidas de contenção da pandemia de coronavírus, que deixou 12,8 milhões de desempregados no período.

Entre abril e junho, a taxa de desemprego chegou a 13,3%, de 12,2% no primeiro trimestre. O resultado da Pnad Contínua divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) igualou a taxa do trimestre encerrado em maio de 2017 e mostrou ainda forte piora em relação aos 12,0% de desemprego no segundo trimestre de 2019.

Entre abril e junho, houve queda recorde de 9,6% no número de pessoas ocupadas na comparação com os três primeiros meses do ano, o que representa 8,876 milhões. Em relação ao mesmo período de 2019 o recuo foi de 10,7%.

Já o número de desempregados no Brasil chegou a 12,791 milhões, um recuo de 0,5% em relação ao primeiro trimestre e alta de 0,2% sobre o mesmo período do ano passado.

A pesquisa mostrou ainda que os empregados no setor privado sem carteira de trabalho assinada somavam 8,639 milhões no segundo trimestre, de 11,023 milhões nos três meses imediatamente anteriores.

Já os que tinham carteira assinada no setor privado no trimestre até junho eram 30,154 milhões, de 33,096 milhões no primeiro trimestre, chegando ao menor patamar da série histórica iniciada em 2012.

De acordo com a pesquisa Focus mais recente divulgada pelo Banco Central, A expectativa do mercado é de que a economia vai contrair 5,66% este ano, registrando um crescimento de 3,50% em 2021.

 

Auxílio negado poderá ser contestado via Dataprev


O governo abriu mais um canal de comunicação para quem quiser contestar a análise do pedido de recebimento do auxílio emergencial de R$ 600, concedido para enfrentamento da crise financeira decorrente da pandemia do covid-19. Aqueles que tiveram o pedido negado podem contestar pelo site da Dataprev

Esse canal, no entanto, é indicado para casos específicos, referentes a atualização de dados cadastrais. Ele pode ser usado quando uma pessoa era menor de idade e completou 18 anos recentemente; para cidadãos que eram servidores públicos ou militares, mas perderam esse vínculo com o Estado; e para pessoas que perderam o emprego e não têm direito a auxílio-desemprego ou não recebem o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda.

Nesses três casos não é possível fazer a contestação pelos canais da Caixa. Esse foi o motivo da Dataprev abrir o canal. Outros canais já disponíveis, mas para contestações de outras ordens, são o site da Caixa Econômica Federal, o aplicativo Caixa – Auxílio Emergencial e a solicitação via Defensoria Pública da União (DPU).

Basta o cidadão entrar no site da Dataprev, inserir informações pessoais como: nome completo, data de nascimento, nome da mãe e CPF. Após essa etapa, aparecerá o botão de “contestação” para fazer o novo pedido.

Os processamentos e cruzamentos de dados seguirão a mesma lógica do programa. Após processamento da Dataprev, os dados são enviados para homologação (validação) dos resultados pelo Ministério da Cidadania – órgão gestor. E, por fim, são encaminhados à Caixa para pagamento. Nos casos de indeferimento, o cidadão poderá obter mais informações no portal de consultas. Essas informações explicarão porque o pedido foi negado e a legislação que embasa essa negativa.

Mais de 108,9 milhões de cadastros já foram processados pela Caixa. Ao todo, mais de 66,9 milhões de pessoas receberam o Auxílio Emergencial do Governo Federal. Segundo dados de segunda-feira (3), da Caixa Econômica Federal, 438,5 mil estão em reanálise.

Fonte: Fábio Massalli – Agência Brasil

Vacina contra covid começa a ser testada no Hospital de Clínicas de Campinas


O Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) iniciou hoje (6) os testes clínicos da vacina contra o novo coronavírus (covid-19). Os trabalhos estão sendo conduzidos pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Além de Campinas, outros cinco centros iniciam nesta semana as testagens da nova vacina. Ao todo, os experimentos serão feitos em 12 locais selecionados em todo o país, seis deles em São Paulo.

No Hospital das Clínicas de Campinas os testes serão feitos com 500 voluntários. Os recrutados receberão duas doses da vacina em um intervalo de 14 dias, sendo que, metade vai receber um placebo (substância semelhante à vacina, mas sem efeito real). A partir da aplicação, eles serão monitorados por um ano pelo centro de pesquisa para avaliar se os que foram imunizados desenvolveram mais proteção contra o vírus do que aqueles que receberam o placebo.

A vacina é inativada, ou seja, contém apenas fragmentos do vírus, inativo. Com a aplicação da dose, o sistema imunológico passaria a produzir anticorpos contra o agente causador da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

O Instituto Butantan deve concluir em outubro ou novembro os testes com cerca de 9 mil voluntários em centros de pesquisas de seis estados: São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. Na China, o produto já foi testado em mil pessoas após ter apresentado bons resultados nos experimentos com macacos.

Chamada de Coronavac, a vacina começou a ser testada no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), na capital paulista, em 21 de julho.

Ilhéus: prefeitura autoriza determinadas práticas esportivas durante pandemia


A Prefeitura de Ilhéus com respaldo na estrutura de saúde do município, em informações epidemiológicas e dados sobre a taxa de contaminação diária de Covid-19 no município, bem como no avanço, de forma consciente, do plano para reabertura gradativa do comércio de Ilhéus, por meio do Decreto nº 56, passa a autorizar a prática de atividades esportivas em ambientes externos, sejam individuais ou em dupla, desde que não haja contato físico entre os participantes.

Entre as modalidades autorizadas, estão permitidas a prática de sinuca, tênis, tênis de mesa, atletismo, beach tennis, futevôlei, surf e badminton, desde que seja atendido o distanciamento mínimo de um metro e meio entre os praticantes, e em ambiente externo. Continuam proibidos esportes coletivos como futebol de campo, futsal, basquete, vôlei, handebol e afins.

Segundo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, aspectos considerados para a liberação de determinadas modalidades, é a saúde física e, inclusive, mental dos praticantes, de tal modo que nas práticas esportivas autorizadas, a consciência deve ser a palavra de ordem.

A fiscalização caberá à Guarda Municipal, Superintendência de Transporte e Trânsito e Superintendência de Meio Ambiente, que poderão, inclusive, contar com o apoio da Polícia Militar do Estado da Bahia.

Itabuna: III Semana da Juventude visa engajar público jovem contra o novo coronavírus


“Conectados contra o coronavírus” – esse é o tema escolhido pela Divisão da Juventude da Secretaria Municipal de Assistência Social para a realização da III Semana da Juventude de Itabuna, que será realizada com programação de 17 a 22 de agosto. Assim como acontece desde 2018, quanto foi realizada a primeira edição, a Semana da Juventude pretende reunir um conjunto de ações e iniciativas das secretarias do governo municipal e entidades públicas e privadas que lidam com a população jovem. Por conta da pandemia, as ações serão de caráter educativo, sem realização de eventos públicos.

Pautando os desafios na conscientização dos jovens durante esse momento sensível da pandemia, o evento vai abordar regras básicas de isolamento social e higiene para o público de 15 a 19 anos. Para a Secretária de Assistência Social, Sandra Neilma, a semana da Juventude é uma oportunidade de reforçar o engajamento social e as medidas preventivas com um público que pode ser vetor do vírus. “Nosso objetivo é reforçar para esse público, a importância de agir com responsabilidade, evitando fazer reuniões entre amigos em casa, e atividades não necessariamente isoladas”, comentou.

Segundo o coordenador da Divisão da Juventude, Diêgo Raniery, os jovens possuem um papel fundamental no combate ao novo coronavírus, pois por acreditarem não serem grupo de risco, podem favorecer a disseminação mais rápida do vírus. A primeira medida é uma campanha de conscientização da necessidade de quarentena e isolamento social voluntário, com o intuito de incentivar o afastamento dos grupos de amigos e a não visitar os avós e demais pessoas idosas.

Na programação, está prevista a realização de uma live no Teatro Candinha Doria, reforçando os 30 anos do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente e o Estatuto da Juventude. Outra ação da Semana da Juventude será a divulgação de cursos e oportunidades disponíveis aos jovens neste período de isolamento social, além de cursos gratuitos online. Também será reforçado o “Desafio Solidário”, iniciativa que estimula os jovens a ajudarem pessoas do grupo de risco, indo às ruas por elas e evitando que saiam de casa.

Além disso, os programas da Secretaria de Assistência Social, por meio dos CRAS, estarão na linha de frente com os jovens dos bairros e comunidades de Itabuna, ajudando nas dicas e orientações sobre como prevenir a transmissão do vírus com hábitos de higiene e de distanciamento social.

Ministério da Saúde promete destinar R$522 milhões para bancar processamento final da vacina contra a Covid-19


O Ministério da Saúde quer garantir R$ 1, 9 bilhão para a produção de 100 milhões de doses da vacina contra Covid-19. De acordo com o órgão, a Medida Provisória para viabilizar o crédito está em estudo no Ministério da Economia. Ontem, em coletiva de imprensa, secretários da pasta explicaram que o valor é necessário para subsidiar as despesas com a vacina. Do total, R$ 1,3 bilhão será destinado ao pagamento do laboratório AstraZeneca, previsto no contrato de encomenda tecnológica feito pelo Ministério da Saúde.

O restante do valor será utilizado para pagar o processamento final da vacina pela Bio-Manguinhos, da Fiocruz ( R$ 522,1 milhões); e para investimentos necessários de absorção da tecnologia de produção pela Fiocruz ( R$ 95,6 milhões).

Na última sexta-feira, a Fiocruz assinou um Memorando de Entendimento com o laboratório AstraZeneca para estabelecer os termos e condições para o contrato de produção da vacina. De acordo com informações do ministério da Saúde, o contrato deve ser assinado até o dia 14 de agosto.

Grupos de risco e profissionais de serviços essenciais terão prioridade quando a vacina contra o novo coronavírus começar a ser aplicada. De acordo com o secretário de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde, Helio Angotti Neto, após comprovada a eficácia da imunização esse cronograma será definido.

O secretário executivo da pasta, Élcio Franco, afirmou que o país tem capacidade para ministrar a vacina sem grandes problemas. “ O Brasil detém o maior programa nacional de imunização do mundo, tem expertise, não só de definir o público-alvo prioritário, como também a logística para chegar a cada um dos municípios as doses das vacinas e acompanhar a cobertura, fazendo a logística dentro de uma gestão tripartite”, declara.