Emasa põe em prática sua Operação Anti-Fraude


A  Operação Anti-Fraude da Emasa já está em vigor e quem está irregular com a empresa deve ficar atento e regularizar a sua situação. A companhia resolveu intensificar a fiscalização dos famosos “gatos” que são realizados na rede de abastecimento de água. Com a iniciativa, a Emasa pretende localizar, coibir e denunciar judicialmente aqueles que usam ilegalmente a água tratada fornecida pela empresa.

Desde que assumiu a nova gestão administrativa da Emasa, o Presidente Jader Guedes, junto com sua diretoria, está trabalhando em várias frentes para o crescimento da empresa e melhoria dos serviços à comunidade.

Tudo  isto passa pela compra de novos equipamentos, combate ao desperdício de água, melhores condições de trabalho e valorização dos seus funcionários entre outros, e neste momento está sendo intensificado o combate rigoroso as fraudes no uso da água, o famoso  “gato”, que é um crime previsto em lei federal.

tubulação clandestina
Emasa entrará na justiça contra quem utilizar ilegalmente a água fornecida pela empresa

Para esta operação a Emasa buscou o apoio do setor jurídico da empresa, e está denunciando à policia todo o uso ilegal da água, independente da denúncia na justiça, para ressarcimento dos prejuízos causados pelos “gatos”.

Os “gatos” fazem com que o preço da água aumente e todos paguem mais pela água consumida, e prejudicam o investimento na melhoria do abastecimento daqueles que pagam. Ao não receber pela água tratada, a Emasa fica impossibilitada de investir no esgotamento sanitário.

Conheça a Caravana de Economia Solidária


O Centro Público de Economia Solidária (Cesol) – Território Portal do Sertão, no município de Serrinha, lançou, na última quinta-feira (09), a I Caravana de Economia Solidária da região.

A ação consiste em comercializar, por meio de feiras, os produtos dos empreendimentos solidários apoiados pelo Cesol, além de promover oficinas e palestras ligadas ao tema.

 “Vamos percorrer todos os municípios da região onde o Centro Público atua. É a possibilidade de levar os produtos em cada uma dessas 29 cidades e consolidar a economia solidária nesses locais”, afirmou o coordenador Cesol, Osvaldo Júnior.

CesoldeSerrinha_090317_CreditoMarceloReis_02
Cesol de Serrinha Fotos: Marcelo Reis

 O artesanato da Associação Mãos que Criam de Feira de Santana levou seu produto à primeira edição da Caravana. “É mais uma oportunidade de comercializar a nossa produção”, comemora Luzine Oliveira, uma das 22 mulheres que compõem o grupo.

 Apoiada há quase dois anos pelo Cesol de Serrinha, a associação Mãos que Criam está em processo final de formalização. “Depois do apoio do Centro Público, fortalecemos a associação, trazendo mais artesãs para o nosso grupo e buscando a melhora no acabamento dos nossos produtos”, explicou Luzine.

 Presente no evento, a secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, reforçou a prioridade que o Governo do Estado tem dado ao segmento. “A economia solidária é uma alternativa concreta de geração de trabalho e renda, principalmente, para as mulheres, e tem sido fortalecida pelo governo, com investimentos como os Centros Públicos”, destacou.

 Também estiveram presentes: o secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Antonio Correia de Almeida; a superintendente Regional do Trabalho e Emprego na Bahia, Gerta Schultz Fahel, o superintendente de Economia Solidária e Cooperativismo da Setre, Milton Barbosa; e lideranças locais.

CesoldeSerrinha_090317_CreditoMarceloReis_06

 Cesol

Sob responsabilidade da Organização Social Central da Cidadania, o Cesol Portal do Sertão, funciona na estrutura do Armazém da Agricultura Familiar, às margens da BR 116, na entrada de Serrinha.

 No total, são 11 centros públicos em funcionamento, distribuídos por toda a Bahia. Neles, os empreendimentos solidários recebem assistência técnica, contábil e jurídica, além de contarem com o Espaço Solidário para comercialização dos seus produtos.

PCT do Sul da Bahia e CIC serão inaugurados hoje


Será realizado hoje (10/03), a partir das 14h, o lançamento do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia (PCTSul). A solenidade, que será realizada no Auditório Governador Paulo Souto, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), marca também a inauguração do Centro de Inovação do Cacau (CIC), instalado no campus da Uesc, por meio do Programa de Incubação da Broto Incubadora de Biotecnologia – BROTO, iniciativa bi-institucional da UESC e UEFS, e que busca agregar conhecimento tecnológico à cadeia produtiva do cacau e chocolate na região.

A abertura do evento contará com palestra do Dr. Guilherme Ary Plonski, que abordara o tema “O papel de um parque científico e tecnológico para o desenvolvimento regional”. O Secretário Geral do PCTSul e Diretor Científico do CIC, Cristiano Villela Dias, explica que essa é uma iniciativa do Comitê de Instituições Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação do estado da Bahia, formado em 2013, por cinco entidades: UFSB, UESC, CEPLAC, IFBA e IFBaiano e que conta com o apoio de empresas privadas que viabilizaram esse iniciativa.

Fotos: divulgação
Fotos: divulgação

“O CIC será um elo estratégico para a cadeia de cacau e chocolate no Brasil. Ao iniciar suas atividades no Sul da Bahia, tem como meta promover o desenvolvimento do nicho cacau e chocolate na região, ao passo que se propõe a trazer inovação e abrir mercado. Isso por meio da atração de trades e compradores que valorizam mercado justo e a qualidade com rastreabilidade”, argumenta Villela.

Inicialmente, o PCTSul dará suporte às demandas de cacauicultores, indústria e pesquisadores da região, por meio de colaboração técnica, da oferta de serviços laboratoriais em análise de qualidade, genética e de assessoria e consultoria técnico-científica. Além de contar com apoio de pesquisadores das instituições parceiras, nos cinco primeiros anos de atividade, 13 profissionais passarão a compor o quadro de servidores. Desses, cinco já atuam, como farmacêutico, biomédica, biólogos e Tecnólogos em alimentos.

Espaço do CIC está localizado no campus da Uesc, na rodovia Jorge Amado (3)

 Gourmet – A inauguração do CIC vem em um momento de redescoberta do chocolate, feito quase que de forma artesanal na região sul da Bahia e caracterizado pelo alto teor de cacau. Dessa forma, acredita-se que o Centro de Inovação terá um papel fundamental na construção de uma nova identidade do cacau no sul da Bahia, ao marcar a transição da exploração simples da amêndoa para a produção e comércio de seu produto mais valioso.

Segundo o secretário do PCTSul, Cristiano Villela, está previsto um volume de investimento inicial de R$ 2,6 milhões de reais, captados da iniciativa privada, que serão distribuídos em três fases de implementação das ações. Entre os apoiadores estão o Instituto Arapyaú, Funbio e a contribuição pessoal do empresário do ramo de chocolate industrial, Ernesto Neugebauer.

Programação – Além da palestra inicial e da inauguração do Centro de Inovação do Cacau e do lançamento do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia, a programação inclui apresentações que vão abordar os desafios e as áreas de atuação do PCTSul e acerca do próprio CIC. Após, o espaço será aberto para falas de produtores da região já selecionados, pronunciamento das autoridades e visita às instalações do CIC encerra o evento.

Jane Fonda foi estuprada durante a infância


A atriz Jane Fonda, de 79 anos, decidiu abrir uma parte delicada de sua história e revelou em entrevista publicada nesta quinta na revista ‘The Edit’ que foi abusada sexualmente quando era pequena. “Fui estuprada e abusada sexualmente quando era criança. Também já fui demitida por não querer dormir com o meu chefe. Sempre pensei que tudo isso fosse minha culpa, que isso aconteceu porque eu não tinha falado ou feito a coisa certa”, afirmou. “Isso ilustra bem o peso de uma sociedade patriarcal em cima das mulheres.” Jane não deu mais detalhes das duas situações.

As declarações foram feitas em uma conversa com Brie Larsson, que no ano passado ganhou o Oscar de melhor atriz pelo filme ‘O Quarto de Jack’, sobre uma mulher sequestrada por um homem que abusa sexualmente dela.jane fonda

Jane Fonda, uma grande ativista dos direitos das mulheres, fundou em 2001 o Centro de Saúde Reprodutiva para Adolescentes, que ajuda a prevenir a gravidez na adolescência. Ela também faz parte do movimento global V-Day, que trabalha para acabar com a violência machista. Na entrevista, ela reafirmou o compromisso de tocar as causas até o resto de sua vida.

“Conheço meninas que foram estupradas e não sabiam nem mesmo no que consistia um estupro. Elas pensam: ‘Deve ser porque eu disse não de um jeito errado.’ Uma das melhores coisas que o movimento das mulheres alcançou foi percebermos que estupro e abusos não são nossa culpa”, disse.

Em 2014, a atriz revelou que a mãe, Frances Ford Seymour, também foi abusada e se matou quando ela tinha 12 anos. Jane Fonda descobriu o caso quando escrevia sua biografia e encontrou o histórico médico da mãe.

“No momento em que li aquilo, tudo desmoronou para mim. Soube então as razões de sua promiscuidade, suas incontáveis cirurgias plásticas, sua culpa, sua incapacidade de amar ou falar de intimidades. Finalmente pude perdoá-la e me perdoar”, manifestou.

Na conversa, Brie também falou de empoderamento. “Aprendi que o único poder que eu tinha na minha carreira era dizer ‘não’. Não pude escolher os papéis que me deram, mas tive como recusar trabalhos que não eram legais para mim”, contou. No que Jane respondeu: “Demorei 60 anos para aprender a fazer isso. Eu cresci nos anos 50 e custei a adotar o feminismo. Os homens da minha vida eram maravilhosos, mas vítimas de um sistema patriarcal. Eu me senti menor”, concluiu Jane.

Espancamento de menor por segurança do Habib’s teve testemunha


A Polícia Civil de São Paulo investiga a morte do adolescente João Victor Souza de Carvalho, de 13 anos. Segundo informações da catadora de material reciclado, Silvia Helena Troti, de 59 anos, o menor foi agredido por um funcionário do Habib’s, desmaiando em seguida. A testemunha afirmou que viu o homem segurar o garoto pela gola da camisa e dar um soco na cabeça dele. O fato ocorreu à Avenida Itaberaba, na Vila Nova Cachoeirinha, Zona Norte de São Paulo.

Silvia também afirmou que se ofereceu para prestar depoimento na delegacia no dia dos fatos. Porém, segundo ela, os policiais militares que atenderam a ocorrência não quiseram ouvi-la, por achar que ela era “nóia”. Hoje, durante o depoimento, ela foi acompanhada pelo advogado Ariel de Castro Alves, do Conselho Estadual de Defesa da Pessoa Humana (Condepe), que vai acompanhar as investigações. “Se os PMs estivessem dado crédito à testemunha, os autores desse crime bárbaro poderiam estar presos”, afirmou Castro. Os pais de João Victor também prestaram depoimento na delegacia.

segurança habibs
Família de vítima exige justiça Foto: reprodução de internet

Relembre o caso

João Victor morreu na noite de domingo depois de fugir de seguranças do Habib’s, da unidade localizada na Avenida Itaberaba. Segundo a família dele, o garoto costumava pedir esmolas aos clientes, mesmo contra a vontade dos pais.

Na versão do gerente e do supervisor da unidade, o garoto estava “importunando os clientes, inclusive com um pedaço de madeira”. “O adolescente ameaçava quebrar o vidro da loja e chegou a jogar pedras contra carros e um dos funcionários”. Ainda segundo os representantes, um gerente e um supervisor, quando os funcionários foram repreendê-lo, o garoto “saiu correndo e, neste instante, teve um mal súbito”. O menino caiu no meio da rua, de acordo com esta versão. Os seguranças envolvidos não foram ouvidos pelo delegado Julio Siqueira Gomes, do 13º DP (Casa Verde), onde o caso foi registrado. Em nota, o Habib’s informou que lamenta o caso e que vai colaborar com as investigações.

Fonte: O Estado de São Paulo

Carnaval do Recife apresenta número de testes positivos para HIV superior a média nacional


A notícia não é nada agradável. Segundo informações da Secretaria de Saúde do Recife com base em exames realizados até a última segunda-feira (27/02) os números parciais revelam que a quantidade de pessoas diagnosticadas com o vírus HIV é o triplo da média nacional. De acordo com o chefe do setor de DST/Aids, Alberto Oliveira, 1,9% dos testes realizados durante o carnaval deram positivo para o vírus que causa a Aids. A média nacional, de acordo com ele, varia entre 0,6% e 0,7%.

“Isso significa que, em um universo de cerca de 500 pessoas testadas, 10 foram diagnosticadas com o vírus”, explicou, ressaltando que o balanço final só deve ser divulgado na próxima quinta-feira (2) e que, até lá, o percentual poderá ser alterado. Os números levam em consideração as testagens feitas nos dois postos montados pela Prefeitura do Recife: um na Praça do Arsenal, no Recife Antigo, e outro no bairro do Ibura.

Jpeg

“É um percentual alto quando se compara com uma média nacional que varia de 0,6% a 0,7%”, disse, ponderando que as diferenças regionais podem não estar presentes no índice global. “Pode ser que o percentual de 1,9% seja esperado para o estado de Pernambuco, mas não temos esse dado e o único parâmetro que temos é o nacional”, acrescentou. Alberto salientou também a importância do uso do preservativo, principalmente pelos mais jovens. “Eles estão esquecendo que essa é a principal forma de prevenção”, alertou.

Fonte: Diário de Pernambuco

Feridos em acidentes com carros alegóricos no Rio de Janeiro continuam internados


O desfile das escolas de samba no Rio de Janeiro deste ano foi marcado por dois acontecimentos terríveis que ofuscaram o brilho das agremiações. Cinco vítimas dos acidentes com carros alegóricos durante desfiles do Paraíso do Tuiuti e da Unidos da Tijuca, escolas do Grupo Especial, permanecem internadas em hospitais do Rio. Uma delas está em estado grave.

Duas vítimas do acidente com carro da Unidos da Tijuca, que desabou durante o desfile, na madrugada desta terça-feira, apresentam quadro de saúde estável. A vítima com suspeita de traumatismo craniano foi levada para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro. A outra, com suspeita de traumatismo abdominal, foi encaminhada ao Hospital municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

A Secretaria municipal de Saúde não informou o nome das vítimas, mas disse que elas estão em observação. Ao todo, dos dez pacientes que ainda estavam nas unidades do município, na manhã desta terça-feira, quatro foram liberados do Hospital municipal Miguel Couto, três deixaram o Souza Aguiar e outra recebeu alta do Lourenço Jorge.

acidente no carnaval2017
Acidentes na Sapucaí deixou cinco internados      Fotos: divulgação

A parte de cima do carro alegórico que representava a cidade americana de Nova Orleans desabou durante o desfile deixando 12 pessoas feridas. O carro ficou parado na pista e as alas tiveram que passar ao lado, o que prejudicou a evolução da escola. O tempo para atravessar a Avenida estourou e a agremiação vai perder 0,1 ponto.

As causas do acidente serão investigadas. Segundo a Secretaria municipal de Saúde, foram feitos 20 atendimentos médicos por causa do acidente. Oito pessoas receberam assistência devido à ansiedade e ao nervosismo provocados pelo estresse em função do acidente.

Tudo começou com o acidente envolvendo o Paraíso do Tuiuti

Três vítimas do acidente com o carro alegórico da Paraíso do Tuiuti permanecem internadas em unidades hospitalares da rede municipal. O caso mais grave é o de Maria de Lurdes Maura Ferreira, de 58 anos. Ela está internada no CTI do Hospital Souza Aguiar e respira por aparelhos.

Na mesma unidade encontra-se Elisabeth Ferreira Jofre, de 55 anos. Embora ela tenha um quadro considerado estável, foi transferida para o Centro de Terapia Intensiva (CTI).

No Hospital Miguel Couto, Lucia Regina de Mello Freitas, de 56 anos, está lúcida e orientada. Ela tem quadro estável e também está no CTI.

9.º Festival Brasileiro de Cerveja será realizado em março


Cervejeiros e sommeliers têm um compromisso importante. Trata-se do 9.º Festival Brasileiro de Cerveja, que será realizado a partir de 8 de março, em Blumenau, Santa Catarina. O evento é o maior da América Latina sobre o tema, com 125 cervejarias expondo durante os quatro dias de evento. Paralelamente ao festival haverá o 5.º Concurso Brasileiro das Cervejas (de 4 a 6 de março) e a segunda edição da feira de negócios (de 8 a 10 de março). O Festival Brasileiro de Cerveja vai até sábado, 11 de março, com venda de ingressos on-line ou na bilheteria do Parque Vila Germânica, no Bairro da Velha, em Blumenau. Para o evento, os ingressos custam entre R$ 12 e R$ 36.

A programação do festival inclui também palestras (a partir de R$ 35) organizadas pela Escola Superior de Cerveja e Malte e o Beer Pairing, uma sequência de oficinas interativas de harmonização nos quatro dias de evento (a partir de R$ 70), promovidas pela Science of Beer. Para participar das harmonizações ou palestras é preciso ter adquirido o ingresso para o festival.

cervejas5
O evento reunirá 125 cervejarias de todo o Brasil

9.º Festival Brasileiro de Cerveja

O festival reúne 125 cervejarias de todo o Brasil no parque de exposições de 8 a 11 de março. A programação é das 19 à 1h de quarta a sexta e no sábado das 15 à 1h. À tarde e à noite há palestras leveduras, cevada nacional, tendências e estilos, fermentação, homebrewing e outros temas relacionados ao universo cervejeiro. A inscrição para as palestras partem de R$ 35 e é preciso comprar a entrada do festival separadamente.

5.º Concurso Brasileiro das Cervejas

De 4 a 6 de março, 61 especialistas em cerveja reúnem-se em evento fechado para avaliar os 1.469 rótulos brasileiros inscritos, sendo 135 estilos diferentes. Os jurados vêm de 20 países distintos, um aumento em relação a 2016, quando 49 profissionais de 17 países diferentes participaram da avaliação.

Para este ano, foram incluídas quatro subestilos nas categorias de comercial e experimental: adição de frutas, adição de ervas e especiarias, adição de madeiras e adição de ingredientes brasileiros como lúpulo, malte e levedura. A cerimônia de premiação será no dia 7 de março.

cervejas4

2.ª Feira Brasileira da Cerveja

A segunda edição da feira de negócio será das 14 às 21h entre os dias 8 e 10 de março. Serão 45 expositores em 5 mil metros quadrados, dentre fornecedores e fabricantes de máquinas, representantes e distribuidores de insumos e equipamentos do setor cervejeiro. A entrada é independente do festival e custa R$ 20.

Beer Pairing – Harmonização com cerveja

As oficinas de Beer Pairing são interativas e serão realizadas à noite. Os ingredientes da fabricação da cerveja, como lúpulo e malte, são também usados na preparação dos pratos a serem harmonizados. Para participar das harmonizações é preciso ter comprado ingresso para o festival.

Maiores informações poderão ser obtidas através telefone (47) 3381-7878, e-mail: [email protected] ou pelo site: http://www.festivaldacerveja.com/sistema/.

Graer dá dicas de utilização de drones durante a folia


Último de festa e a saudade já está batendo? Quer registrar tudo da maior festa a céu aberto do planeta? Utilizar um drone é uma boa pedida, mas para operar o equipamento no circuito carnavalesco é necessário que ele obtenha licença das agências acionais de Aviação Civil (Anac) e de Telecomunicações (Anatel) e autorização para voar do Departamento de Controle do Espaço Aéreo da Aeronáutica (Decea).

A advertência é do coronel Renato Lima, comandante do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), ao lembrar que os drones que voam sem certificação dos órgãos fiscalizadores estão colocando a população em risco. “Se encontrarmos um equipamento sem os aparatos técnicos devidos, o condutor será abordado e, a depender das circunstâncias, pode até ser preso em flagrante”, explicou. drone

Ressaltou a necessidade de seguir a legislação. “A Decea é quem define os limites de voo do drone para evitar conflito de espaço e acidentes aéreos. A Polícia Militar atua quando ele coloca em risco a população”.

Mais informações sobre as condições necessárias para operar drones estão disponíveis em https://www.decea.gov.br/

Ilhéus: prefeitura no combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes


A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), realizou, na última quarta-feira, 22, ação educativa de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes nos receptivos dos navios cruzeiros aportados na cidade. A mobilização organizada pela SDS teve a participaçãodo Centro Especializado de Assistência Social – Serviço de Proteção e Atendimento a Famílias e Indivíduos (CREAS/PAEFI) e do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes (CMDCA) e o Conselho Tutelar do Município de Ilhéus.

Durante toda a manhã foram distribuídos folhetos e adesivos (praguinhas) para os cerca de 3.800 turistas que visitavam a cidade. A abordagem também se estendeu a profissionais ligados ao turismo, como taxistas e guias, bem como pessoas que circulavam na região situada entre o Porto do Malhado e a Praça Dom Eduardo, em frente à Catedral de São Sebastião, no centro da cidade.

Na ação, personagens fantasiados de Colombina e Pierrot e voluntários da SDS utilizando perucas sensibilizavam e interagiam com o público por meio de brincadeiras educativas alusivas ao carnaval. Na oportunidade, a secretária de Desenvolvimento Social, Soane Galvão, afirmou o compromisso da gestão de assegurar cada vez mais as garantias e direitos das crianças e adolescentes. “Antecipamos a ação que é realizada nacionalmente, no mês de maio, devido ao número expressivo de denúncias registradas no município, através do Disque 100, cuja média chegou a 15 ocorrências numa semana. Logo, é preciso envolver toda a sociedade nessa luta”, acrescentou.

Prefeitura de Ilhéus realiza ação de combate ao abuso sexual 2
Ilhéus realiza ação de combate ao abuso sexual           Foto: Ascom Prefeitura de Ilhéus

Em Ilhéus, as mobilizações itinerantes serão realizadas nos meses de março a maio, nas escolas municipais e estaduais e pontos turísticos, locais estratégicos para a conscientização quanto à importância da denúncia e o frequente combate e prevenção ao crime. A próxima abordagem ocorrerá no dia 8 de março, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, e o ponto escolhido para a ação será o Porto do Malhado. Outras mobilizações estão sendo planejadas, cujo ponto alto dacampanha se dará no dia 18 de maio, o “Dia D”, conhecido como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

A proposta é intensificar o combate ao crime sexual e a ação surgiu por conta de uma inquietação, por parte do município, devido às denúncias que se tornam conhecidas no CRAS, CREAS, Ministério Público e Conselho Tutelar, afirmou a coordenadora do CREAS/PAEFI, Lidyane Marques.

No Brasil, estima-se que 500 mil crianças e adolescentes são exploradas sexualmente, cuja maioriatem idade entre 7 e 14 anos. Nas rodovias federais, são mais de dois mil pontos de exploração de meninos e meninas. Através do“Disque 100”, é possível denunciar qualquer situação de violência contra a criança e o adolescente no país. O serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. Apenas sete em cada 100 casos são denunciados, por isso a importância da divulgação do telefone e da campanha de conscientização que a SDS faz.

Diferença entre abuso e exploração sexual – Abuso Sexual pode ocorrer  dentro ou fora da família e acontece quando o corpo de uma criança ou adolescente é usado para a satisfação sexual de um adulto, com ou sem uso da violência física. Já exploração sexual é o uso de crianças e adolescentes em atividades sexuais remuneradas, ou seja, em troca de dinheiro.