Ilhéus articula plano emergencial de combate ao aedes aegypti


Grupo busca combate mais efetivo ao aedes aegypti
Grupo busca combate mais efetivo ao aedes aegypti       Foto:SECOM

 

Com o objetivo de debater e executar plano emergencial de combate ao aedes aegypti – mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya, além de definir estratégias de atenção aos pacientes com suspeita de contaminação no município. Um grupo de trabalho coordenado pelo prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, tem coordenado um grupo de trabalho desde o último dia 14. Uma das medidas já definidas é a descentralização do Pronto Atendimento, atualmente instalado no bairro Cidade Nova, na região central da cidade. O prefeito já autorizou o funcionamento de outra unidade de atendimento, a princípio na zona sul, onde se concentra boa parte da população urbana.

De acordo com o prefeito, a “situação a que chegou os níveis de infestação do mosquito e os casos suspeitos de uma das três doenças por ele transmitidas exige do poder público uma estratégia diferente para enfrentar o problema, com o risco de vermos o quadro piorar, se não formos efetivos”. O esforço conta com a participação do corpo técnico da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), da Procuradoria Geral do Município (Proger), secretarias de Comunicação Social (Secom), Relações Institucionais (Serin), do vice-prefeito, Cacá, e colaboração dos médicos infectologistas Júlio Guzman, Gustavo Cunha e Edmundo Patury.

A descentralização do atendimento é defendida pelo prefeito Jabes Ribeiro como forma de desafogar o PA, que tem capacidade para atender até 200 pessoas diariamente. O médico Gustavo Cunha salientou que isso vai facilitar o acesso da população ao equipamento de saúde. “Estamos trabalhando com dois polos de atuação, primeiro na prevenção e segundo no tratamento daquelas pessoas que estão contaminadas. Com isso, pretendemos dar uma atenção completa a esse problema”, argumentou Ribeiro.

Por determinação do prefeito, para as próximas semanas, estão sendo preparados mutirões de limpeza, com o objetivo de eliminar possíveis focos do mosquito em áreas com altos índices de infestação, conforme dados do Serviço de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde. Essa ação será feita no âmbito da operação Ilhéus em Ação e deve envolver a iniciativa privada, igrejas, escolas, faculdades, clubes de serviços, entre outros.

Residências – Outra medida que será colocada em prática, nos próximos dias, diz respeito às vistorias de agentes de endemias em residências que estão fechadas, principalmente as casas de veraneio, que ficam fechadas durante boa parte do ano e podem conter focos. De acordo com a procuradora do município Silvana Lins, já foi solicitado alvará à Justiça que permita o trabalho de prevenção nesses imóveis.

Parque industrial e tecnológico de Ilhéus já tem comissão


Na tarde de ontem (17) o prefeito Jabes Ribeiro deu posse aos membros da comissão responsável pelo processo de implantação do Parque Logístico e Industrial Multissetorial de Ilhéus, nomeada pela portaria 052/2016. Por meio de decreto, assinado em 5 de janeiro, o gestor declarou de utilidade pública para fins de desapropriação uma  área de 2,7 milhões de metros quadrados, localizada às margens da BR-415 (Rodovia Ilhéus-Itabuna), entre o bairro do Salobrinho e o hipermercado Atacadão, onde será implantado o distrito industrial e logístico.

Comissão do Parque industrial e tecnologico de ilheus é empossada - Autor: Secom
Comissão do Parque industrial e tecnologico de Ilheus é empossada – Autor: Secom

 

A comissão é composta pelo secretário municipal de Administração, Ricardo Machado (presidente) ; pelo secretário de Meio Ambiente e Urbanismo, Antônio Vieira, secretário de Indústria e Comércio, Roberto Garcia;  diretor de Desenvolvimento Empresarial da Sudic (Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Governo da Bahia), João Álvaro das Virgens Filho, e  pelo assessor chefe da Assessoria Técnica (Astec) da Sudic, Bruno Martinez Carneiro Ribeiro Neves. Logo após à solenidade de posse, realizada no Centro Administrativo do Município, no bairro da Conquista, a comissão realizou a primeira reunião institucional.

Para o prefeito Jabes Ribeiro, a iniciativa vai preparar o município e a região para o futuro, criando uma estrutura capaz de receber grandes e importantes empresas. “Muitas delas, inclusive, chegarão aqui vinculadas a projetos fundamentais, como o Porto Sul e a própria Ferrovia de Integração Oeste-Leste”, comenta. Na visão dele, o Parque Logístico e Industrial de Ilhéus constituirá uma futura região metropolitana e poderá gerar centenas de empregos.

Como pontos positivos do projeto, o prefeito de Ilhéus ressalta que a nova área fica próxima a equipamentos importantes, como a Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA). “A criação e, principalmente, a consolidação de um parque industrial exige a presença de massa crítica e a formação de mão de obra qualificada. Além disso, é uma área onde praticamente não encontraremos problemas ambientais”, avalia Jabes.

Ainda segundo Ribeiro, a localização do novo parque industrial demonstra a preocupação da administração municipal com o desenvolvimento regional. “Não cabem mais discussões de natureza bairrista. Ou buscamos o desenvolvimento conjunto ou fracassaremos”, enfatiza, salientando que o novo equipamento nasce com espaço para abrigar cerca de 300 empresas. “A partir da implementação desse projeto, o empresário chegará a Ilhéus e, finalmente, terá área disponível para instalar sua empresa”, completa o prefeito.

Eduardo cunha passa a ser alvo de piadas


Eduardo Cunha Foto: O Globo
Eduardo Cunha                   Foto: O Globo

 

Um dia após ser reconduzido à liderança do PMDB na Câmara com apoio do Planalto, o deputado Leonardo Picciani (RJ) vai almoçar no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente Michel Temer, que comanda o partido.

Candidato derrotado por 37 votos a 30, Hugo Motta (PB), que foi para a disputa com apoio irrestrito do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), também foi convidado para o encontro desta quinta-feira (18).

Temer já havia telefonado para Picciani para cumprimentá-lo. A presidente Dilma Rousseff ainda não havia conversado com o líder reconduzido até esta madrugada.

Picciani passará o dia em Brasília resolvendo questões da liderança e deve voltar ao Rio de Janeiro ainda hoje. Com isso, um encontro com Dilma deve acontecer apenas na próxima semana.

Após a vitória, Picciani reuniu seus apoiadores em um restaurante italiano em Brasília. Mas não só peemedebistas compareceram. Deputados de outras legendas, como Paulo Teixeira (PT) e Julio Delgado (PSB) também foram ao jantar.

Assim como na noite anterior, Eduardo Cunha foi o principal alvo de comentários e piadas. Para peemedebistas, a derrota sofrida ontem pelo presidente da Câmara servirá para que ele “coloque os pés no chão”.

A avaliação geral era de que ele ficou bastante abatido após o resultado. Uma imagem de TV congelada em que Cunha aparece com feição de perplexidade circulou em um celular na festa, provocando risos.

O que também provocou risos foram as piadas feitas com o ministro da Saúde, Marcelo Castro, exonerado na quarta-feira para votar em Picciani e já readmitido hoje, segundo publicação no Diário Oficial da União (DOU).

“Este ministro é bom mesmo. Acabou com o ‘chicunCunha’. Agora só falta dengue e zika”, diziam parlamentares fazendo trocadilho com a chikungunya e citando as demais doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypt.

Aos colegas deputados, Castro se dizia aliviado por sua polêmica decisão de deixar o cargo em plena crise ter surtido efeito positivo para Picciani e, consequentemente, para o Planalto.

Mesmo não tendo votado para dar oportunidade ao seu suplente, o ministro Celso Pansera (Ciência e Tecnologia), também apareceu ao jantar. Castro e Pansera foram indicados por Picciani para ocupar ministérios em outubro do ano passado.

Apesar das considerações sobre Cunha feitas pelos convidados do jantar, Picciani explicitava sua intenção de retomar diálogo com o presidente da Câmara, seu ex-aliado de quem se afastou no ano passado ao ficar mais próximo do Planalto. Picciani buscou deputados próximos a Cunha, inclusive o próprio Hugo Motta, para conseguir restabelecer a ponte.

Outro tema da noite foram as especulações em torno de quem era o segundo voto em branco da tarde de ontem. Apenas José Fogaça (RS) havia comunicado aos dois lados da disputa que adotaria postura neutra.

Picciani esperava ter ontem ao menos 41 votos, mas comemorava a vantagem de sete votos. Na eleição do ano passado, derrotou Lúcio Vieira Lima (BA) por apenas um voto de diferença.

Polícia Militar da Bahia completa 191 anos


Polícia Militar da Bahia
Polícia Militar da Bahia           Foto: SSPB

 

Presente nas ruas desempenhando o importante papel de prevenir e reprimir crimes, a Polícia Militar da Bahia completou, ontem, 191 anos de serviços prestados. Além da ação ostensiva, a instituição se destaca também pelos trabalhos transversais realizados nas Bases Comunitárias de Segurança implantadas em localidades carentes no estado.

 O secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, ressalta o empenho dos policiais militares distribuídos nos 417 municípios baianos. “Quero agradecer a dedicação dos soldados, cabos, sargentos, subtenentes e oficiais, além daqueles que estão na reserva, mas fizeram parte dessa história e contribuíram com a credibilidade conquistada por esta instituição”, destacou Barbosa.

 Em abril, mês de homenagem a Tiradentes, patrono das polícias militares do Brasil, será realizada solenidade comemorando a data.

Salão nacional para São João terá R$13 milhões


O ministro Henrique Eduardo Alves, do Turismo, deu inicio nesta quarta-feira (17), ao projeto de nacionalização do São João do Nordeste, em evento aue reuniu forrozeiros, deputados e senadores da região.

Entre as primeiras medidas anunciadas estão a realização em Brasília do Salão Luiz Gonzaga de turismo, reunindo trade, operadores, promotores, artistas e imprensa de todo o país no mês de maio, além do direcionamento de R$ 13 milhões para a promoção do São João do Nordeste dentro e fora do país. “A partir de hoje qualquer salão de turismo que o Brasil participar terá a presença de um forrozeiro”, assegurou o ministro.

Para promover o forró, será colocado um palco exclusivo para o ritmo na Casa do Brasil, espaço para turistas no Rio durante a Olimpíadas. O ministério também realizará pesquisa nacional para avaliar o impacto para a renda e economia dos festejos juninos em todo o país, bem como o potencial de expansão da festa.

“Para tornar o Sao Joao numa festa nacional, é fundamental que ele entre no calendário das pessoas em todo o Brasil, nao só do nordeste. Isso tem que ser discutido desde o calendário escolar ao dos feriados nacionais, para viabilizar o fluxo de turismo nacional nessa época. Por outro lado, é fundamental também valorizar o nosso forró nas grades das festas, dentro do Sao Joao e fora dele, é um produto cultural nosso que precisa ser fortalecido”, destacou o deputado Jorge Solla (PT). O deputado defendeu ainda que os bancos públicos também patrocinem o São João, já que atualmente já apoiam o carnaval.

Reunião com forrozeiros, deputados e senadores da região        Foto: ASCOM
Reunião com forrozeiros, deputados e senadores da região Foto: ASCOM

 

CULTURA – Após o encontro com Alves, a comitiva baiana foi recebida pelo ministro Juca Ferreira, da Cultura. O secretário estadual de Turismo, Nelson Pelegrino, pleiteou a ampliação do escopo da Lei Rouanet pra também apoiar projetos de São João. “Tanta coisa recebe apoio cultural da Lei Rouanet, por que o Sao Joao, que é a legítima festa cultural de todo o nordeste não está apto a receber apoio? É uma distorção que precisa ser corrigida”, disse Pelegrino.

Juca salientou que o ministério prepara uma reforma na Lei Rouanet para enviar ao Congresso e assegurou que irá contemplar mudanças que permitam a contratação de festas juninas. O ministro destacou a importância do Ministério da Cultura na formulação das políticas para o São João, para que as tradições sejam preservadas ante às “demandas mercadológicas”.

Em conjunto ao Salão Luiz Gonzaga de Turismo, o ministro da Cultura se comprometeu a realizar um seminário para discutir as formas de apoio, preservação e indução por parte do poder público para o São João e para o forró tradicional. “Algumas coisas podemos aprender com o axé. Uma delas é estabelecer um circuito com datas diferenciadas, como são as micaretas, para o forró ter uma agenda perene em todo o país durante todo o ano”, destacou.

Estiveram presentes a senadora Lidice da Mata (PSB), o deputado estadual Marcelo Nilo (PDT), o ex-secretário Domingos Leonelli, Leo Macedo, da Estakazero, Targino Godin, Adelmario Coelho, Zelito Miranda, Alcimar Monteiro, Carlos Pitta, Genival Lacerda e Del Feliz.

Fonte: Rafael Rodrigues e Renata Alves

Universidade do Texas autoriza armas de fogo em sala de aula


Foto: Getty Imagens
Foto: Getty Imagens

 

A partir do próximo período letivo, os estudantes da Universidade do Texas (UT), nos Estados Unidos, poderão levar armas para as salas de aula junto com seus computadores, livros e cadernos, anunciou nesta quarta-feira o presidente da instituição após meses de controvérsia.

“Não acredito que as armas pertençam à Universidade, tomar esta decisão foi o maior desafio da minha vida”, afirmou o presidente da UT, Greg Fenves, que também anunciou que a medida não será aplicada nas repúblicas estudantis, nos eventos esportivos e nos laboratórios.
A norma, à qual Fenves e a maior parte da comunidade universitária se opõem, foi aprovada há alguns meses nas duas câmaras legislativas do Texas, que são controladas pelos republicanos, dentro de um pacote de medidas que também inclui o livre porte de armas nas vias públicas.

A Universidade do Texas, que conta com cerca de 50 mil estudantes e é uma das maiores e mais prestigiadas do país, é obrigada a implementar a norma, enquanto as instituições particulares podem escolher se irão fazê-lo ou não, e a maioria já rejeitou tal medida.

O reitor da Universidade, William McRaven, um ex-militar que comandou a operação que resultou na morte de Osama bin Laden, também se manifestou contra a lei.

“As armas não têm lugar em uma instituição de ensino superior cuja missão investigativa e educativa se baseia no debate e na liberdade de expressão”, disse McRaven.

O único Nobel que a UT tem em seu corpo docente, Steven Weinberg, laureado pela Academia Real de Ciências da Suécia com o prêmio de Física em 1979, já adiantou que proibirá a entrada de estudantes armados em suas aulas, por sua própria segurança e dos alunos.

Assim como Weinberg, centenas de professores e milhares de estudantes se posicionaram contra essa norma.

Por outro lado, os partidários, grupos ativistas alheios à comunidade universitária, argumentam que a medida pode salvar vidas, já que um estudante armado poderia prevenir um massacre.

Ironicamente, a nova legislação entrará em vigor no 50º aniversário do dia mais triste da história da Universidade do Texas: um massacre protagonizado por um estudante que deixou 14 mortos e mais de 30 feridos no campus de Austin.

Fonte: Site Terra

Leonardo Picciani é novo líder do PMDB na Câmara


Leonardo Picciani Foto: Agência Brasil
Leonardo Picciani                                                          Foto: Agência Brasil

 

Com 37 votos, o deputado Leonardo Picciani (RJ) foi reconduzido ao cargo de líder da bancada do PMDB na Câmara dos Deputados. Mais próximo ao Palácio do Planalto, Picciani venceu Hugo Motta, que obteve 30 votos. Motta era o candidato do presidente da Casa, o também peemedebista Eduardo Cunha (RJ).  Dos 71 deputados aptos a votar, dois não votaram.

Além do apoio do governo, Picciani teve a seu favor a ampliação da bancada na Câmara com o retorno de titulares que ocupavam cargos no Executivo e foram exonerados para participar das eleições de hoje à tarde. É o caso de Marcelo Castro, que foi exonerado do cargo de ministro da Saúde somente para participar da votação. Castro foi indicado para a pasta por Picciani nas negociações com o Planalto na última reforma ministerial.

Os deputados Pedro Paulo (RJ) e Marco Antônio Cabral (RJ), que são secretários no governo do Rio de Janeiro também deixaram seus postos para participar da eleição, com a missão de apoiar a recondução de Picciani.

A escolha da liderança da bancada do partido é uma das mais esperadas neste início de ano em função dos reflexos que o nome terá sobre as decisões na Câmara, entre elas a pauta de votações do governo e o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

A eleição de Picciani é entendida como favorável ao Planalto e enfraquece uma parcela do PMDB que defende o rompimento com o governo. A escolha também pode ter impacto no destino de Cunha, que enfrenta um processo de cassação de mandato no Conselho de Ética.

Maior bancada na Câmara, o PMDB tem força sobre a tramitação de projetos importantes para o governo. Além disso, também compete ao líder a indicação dos oito integrantes do partido na comissão especial que analisará o pedido de impedimento da presidenta.

Nota do Brasil é reduzida


Cinco meses após retirar o selo de bom pagador do Brasil, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) voltou a rebaixar o país. A nota foi reduzida de BB+ para BB. A agência concedeu ainda perspectiva negativa, significando que pode reduzir ainda mais a classificação do país nos próximos meses.

A agência tinha sido a primeira a retirar o grau de investimento (que funciona como garantia de que o país não dará calote na dívida pública) em setembro do ano passado. Em dezembro, a Fitch seguiu a decisão. Entre as três principais agências do mundo, somente a Moody’s mantém o selo de bom pagador do Brasil.

Quando rebaixou o país pela primeira vez, a S&P citou a deterioração do cenário político e os problemas fiscais como fatores que impediriam a estabilidade da dívida pública brasileira. Desta vez, a agência ainda não se manifestou.

Por meio da assessoria de imprensa, o Ministério da Fazenda informou que pretende soltar uma nota sobre o novo rebaixamento, mas não adiantou o teor do comunicado.

seta

Austrália possui o maior crocodilo do mundo


O naturalista Matt Wright e sua equipe capturou, ao que parece ser, o segundo maior crocodilo da Austrália.

Segundo informações do G1, o imenso réptil mede 5,58 metros e pesa 890 kg, o que o torna maior que o icônico crocodilo Brutus, que vive em um rio do Território do Norte e teria cerca de 5,5 metros.

De acordo com a publicação, o crocodilo foi levado para um parque de Green Island, no estado de Queensland.

O maior crocodilo já registrado segundo o Guiness (livro dos recordes) foi capturado no rio Finniss, no Território do Norte, e possui 5,48 metros de comprimento e mais de 950 quilos.

Foto: G1
Foto: G1

Combate ao Zika vírus da OMS será no valor de US$ 56 milhões


A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou um plano estratégico global no valor de US$ 56 milhões para combater a epidemia do vírus Zika. O projeto, denominado Quadro de Resposta Estratégica e Plano de Operações Conjuntas, deve servir para orientar a resposta internacional à propagação da infecção e de casos de malformação congênita e síndromes neurológicas possivelmente associados ao Zika.

A estratégia, segundo a OMS, visa a mobilizar e coordenar parceiros, especialistas e recursos para ajudar os países a ampliar a vigilância em torno do vírus e de desordens que possam estar associadas a ele; melhorar o controle do vetor; comunicar riscos de forma eficaz; elaborar medidas de orientação e proteção; providenciar cuidados médicos aos afetados e acelerar pesquisas relacionadas ao desenvolvimento de vacinas, técnicas de diagnóstico e terapias.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Dos US$ 56 milhões definidos pela organização, US$ 25 milhões serão destinados à Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), enquanto US$ 31 milhões financiarão o trabalho de parceiros.

No dia 1º de fevereiro, a OMS declarou situação internacional de emergência em saúde pública em razão do aumento de casos de infecção pelo vírus Zika em diversos países e de uma possível relação da doença com quadros registrados de malformação congênita e síndromes neurológicas.