Pernilongo comum não transmite zika


Cientistas do Instituto Oswaldo Cruz (IOC) concluíram que o pernilongo ou muriçoca, mosquito de hábitos doméstico e noturno, de nome científico Culex quinquefasciatus, não transmite o vírus Zika. A pesquisa foi divulgada ao público nesta terça-feira (6), em conjunto com a revista científica PLoS (Public Library of Science) Neglected Tropical Diseases, e tem parceria do Instituto Pasteur de Paris.

Os trabalhos foram coordenados pelo médico veterinário Ricardo Lourenço, do IOC, e envolveram um total de 42 pesquisadores. Em uma primeira fase, no ano passado, eles coletaram cerca de 1.600 mosquitos, cerca da metade deles Culex e o restante Aedes aegypti, em quatro bairros da cidade do Rio: Copacabana, Manguinhos, Triagem e Jacarepaguá. Uma pequena parte, só 26 indivíduos, era de Aedes albopictus.

aedes_0

Os mosquitos foram testados e nenhum dos Culex era portador do vírus Zika. Em uma segunda fase, foi criada uma colônia de mosquitos no IOC e eles foram expostos, alimentados e contaminados com sangue contendo o vírus Zika. Os insetos foram minuciosamente examinados para detectar se havia vírus vivo neles, incluindo o estômago, a cabeça e a saliva, mas mesmo assim não foi identificado o causador da Zika nos pernilongos.

“Nós examinamos a saliva do mosquito, para ver se o vírus ativo infectante estava ali. Nós não encontramos nenhuma vez o vírus. Isto nos convenceu de que esse mosquito não era capaz de transmitir a Zika. Já os Aedes aegypti se infectavam de 80% a 100% das vezes, com uma quantidade de saliva com muitos vírus”, disse Ricardo Lourenço.

O cientista afirmou que o trabalho, que descarta a transmissão do Zika pelo pernilongo comum, representa um direcionamento importante para as políticas públicas de combate à doença, pois evitará desperdício de recursos financeiros e esforços de saúde no combate a esse inseto em particular.

Um bebe com dna de três pessoas nasce


Um bebê, de cinco meses, nascido no México foi fruto de uma nova técnica de fertilização que combina o DNA de três pessoas diferentes, segundo a revista científica “New Scientist”.

De acordo com o Daily Star, após consulta com o Dr John Zhang do Centro de Fertilidade New Hope, em Nova York e, devido a vários abortos e tratamentos para engravidar sem resultado, os pais tomaram a decisão de se submeter ao procedimento. Além do material genético do pai e da mãe, foi somado o DNA de uma doadora.

Tres dnas
Foto: divulgação

A Patrulha do Bem estar entra em ação


A tristeza de estar longe dos familiares deu lugar aos sorrisos estampados nos rostos dos 42 idosos que habitam o abrigo Nosso Lar, em Itapuã. Na tarde desta quinta-feira (22) a ‘Patrulha do Bem’, projeto social da Polícia Militar, levou apresentações musicais e teatro para a instituição.

Maria Damiana Oliveira, 60 anos, manteve a atenção na peça ‘A peleja de João para ser um cidadão’, que discutiu as dificuldades que a vida apresenta. Nativa do município de Alagoinhas, interior do estado, a idosa tirou o pé do chão enquanto a banda cantava antigos sucessos de forró. “Este ano tivemos uma festa junina no lar e me acabei de dançar”, lembrou.

Sucessos como evidências (Chitãozinho e Xororó) e Oceano (Djavan) foram entoados pelo músico Daniel Vieira nesta primeira visita ao local. A solidariedade dos policiais chamou a atenção do cantor convidado pela enfermeira, Nadja Barbosa, esposa do secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, que já conhecia o serviço prestado no abrigo.

Para ela, madrinha da ‘Patrulha do Bem’, os moradores do abrigo formam uma grande família e merecem momentos de descontração e alegria. “Este lar atende pessoas com diferentes histórias de vida. Algumas trazidas para receberem cuidados, pois seus familiares precisam trabalhar, outras esquecidas”, lamentou.

1 (1)
Foto: SSP

De acordo com o diretor do grupo de teatro da PM, o capitão Elton Santana, a arte deve ser usada para apresentar o trabalho da polícia e ferramenta de transformação. “Hoje usamos nosso dom para trazer alegria e afeto para aqueles que precisam”, concluindo que essa também é uma forma de fazer Segurança Pública.

Com dificuldade de andar, o aposentado, João Nogueira, 80, ficou ouvindo as apresentações no segundo andar do prédio. Ao ver os policiais fardados, ele rememorou os tempos em que usava uniforme, “cheguei ao posto de subtenente do exército”, falou orgulhoso.

Lapa Acústico é opção de música com qualidade


A Concessionária Nova Lapa lançou, ontem (21), a primeira edição do Lapa Acústico, que oferecerá aos usuários apresentações musicais gratuitas com artistas baianos no horário de pico. A primeira convidada é a ex-vocalista da banda Cheiro de Amor Carla Visi, que subiu ao palco a partir das 18h30.

O Lapa Acústico é um projeto piloto, que segundo o presidente da Nova Lapa, Zilney Campello, vai integrar as ações do Beco das Artes – espaço cultural reservado na estação para apresentações diversas direcionadas ao  público circulante. “A expectativa é sempre oferecer boas condições aos usuários do sistema, principalmente nos momentos de grande fluxo de pessoas, como nos horários de pico, geralmente mais estressantes”, explicou.

carla visi
Carla Visi                                Foto: divulgação

Ainda na quarta-feira, a Nova Lapa também inaugura os equipamentos de mídia interativa digital da estação, dentre eles um videowall de 20 telas, dois de quatro telas, além de 18 monitores individuais, que exibirão informações de sites parceiros e publicidade dos lojistas que integram o espaço. (www.varjao.com)

Usuários do WhatsApp podem sofrer golpes


Criminosos voltaram a agir focando usuários do WhatsApp. Eles tentam atrair vítimas usando como isca falsos cupons para as lojas McDonald’s. A empresa de segurança digital PSafe descobriu e alertou para o golpe.
O usuário recebe a mensagem de um contato conhecido ou de um de seus grupos no aplicativo, sendo convidado a participar de uma promoção. Quando se clica no link do falso cupom de R$ 500, a vítima é levada até uma página que tem a imagem do McDonald’s e pede que se compartilhe a url com pelo menos 10 amigos pelo WhatsApp.
enviodewhatsapp06
A partir daí, o usuário é orientado a se cadastrar em sites maliciosos que fazem cobranças indevidas e baixas apps que podem prejudicar o smartphone.
Ao Uol, Marco DeMello, CEO da PSafe, disse que é preciso estar atento para golpes. Ele também sugere instalação de antivírus no aparelho, que alertariam para ameaças em casos de páginas maliciosas.
Outros conselhos incluem estar com sistema operacional sempre atualizado, não abrir anexos executáveis (final .exe) e desconfiar de links. Ibahia

Terceirizados fazem protesto por conta de atraso de salários


Chamar atenção e sensibilizar o governador da Bahia Rui Costa para agilizar o pagamento de salários. Este foi o objetivo de dezenas de trabalhadores terceirizados da rede estadual da educação que fizeram um apitasso durante a visita do governante a Itabuna, ontem (21) em frente à sede da Embasa.

protesto_terceir_rui_21_09_2016
Foto: divulgação
De acordo representantes Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza do Sul e Estremo Sul (Sindilimp) “a categoria está indignada com o tratamento dado pelo governo aos terceirizados pela falta de pagamento de salários e os atrasos de vale transporte e vale alimentação por parte das empresas responsáveis pela contratação”.
“Até mesmo a nova empresa Convic que realizou os novos contratos deve dois meses de salários”, reclama uma trabalhadora terceirizada.  Há informações de que os  contratos em dívida, o Estado fará nova contratação direta via o regime especial-REDA.

Ex-goleiro Bruno pode ser libertado


bruno_fernandes
Foto: divulgação

O pedido de anulação da certidão de óbito de Eliza Samúdio pode resultar no habeas corpus e cancelamento do julgamento do ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes.

Desembargadores aceitaram o pedido dos advogados de Bruno, mas ainda não há data para o novo julgamento, de acordo com matéria do Portal Terra.

Se não há óbito, não há crimes e nem acusados. Bruno e os demais suspeitos seriam soltos.

Em 2013 a juíza Marixa Rodrigues já havia negado o pedido de cancelamento da certidão de óbito de Eliza.

Polícia dos EUA investiga Brad Pitt


O ator Brad Pitt está sendo investigado pela polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, e agentes do serviço social da região, após relatos de que ele supostamente “abusou verbalmente e fisicamente de seus filhos”, informou o site “TMZ”. O caso aconteceu na última quarta-feira, quando o astro estava em um jatinho particular com a família, incluindo sua mulher, a atriz Angelina Jolie, e, bêbado, começou a gritar e teria batido nos filhos. A confusão continuou até a aeronave pousar e seguiu para a pista de pouso, de onde ele, então, tentou fugir em um caminhão de combustíveis. No dia seguinte, irritada com o comportamento do marido, a atriz decidiu se divorciar.

Para a “CNN”, no entanto, um porta-voz da Polícia de Los Angeles negou que haja uma investigação de abuso contra os filhos envolvendo o ator. “A Polícia de Los Angeles não está ligando com nenhuma alegação de abuso infantil do Sr. Brad Pitt”, dusse Jenny Houser, representante da corporação.

Ainda de acordo com o “TMZ”, uma testemunha da confusão – não se sabe se da equipe de bordo ou da pista de pouso – teria denunciado Brad Pitt às autoridades, o que deu início às investigações do caso. A publicação afirma ainda que tanto o ator quanto a mulher já teriam, inclusive, sido ouvidos por agentes do Departamento de Serviço Social de Los Angeles.

Uma fonte do “TMZ”, no entanto, afirmou que Pitt “está levando a situação muito a sério e não cometeu nenhum tipo de abuso contra os filhos” e lamentou ainda que as pessoas “o vejam da pior forma”.

Brad Pitt e Angelina Jolie Foto divulgação
Brad Pitt e Angelina Jolie                 Fotos: divulgação

Pego de supresa

Brad Pitt ainda é apaixonado por Angelina Jolie e foi pego de surpresa pela notícia de que ela queria terminar o casamento, diz a coluna “Page Six”, do jornal americano “New York Post”.

Segundo o veículo, Jolie pediu o divórcio a Pitt um dia antes de dar entrada nos documentos, o que teria ocorrido na última segunda-feira. De acordo com fontes ouvidas pelo “NY Post”, o casal tinha acabado de voltar da Europa e o ator relutou para que o casamento não terminasse. “Brad não queria que isso acontecesse, ele ainda ama Angelina”, revelou uma fonte próxima ao casal.

Pitt, além de precisar lidar com o divórcio, também estaria atordoado pela forma agressiva com que a equipe de assessores da mulher vem tratando o caso, espalhando rumores negativos sobre o galã.

“Seu primeiro instinto foi pensar como proteger as crianças durante o divórcio. Então, histórias começaram a surgir sobre seu suposto vício em maconha e álcool, além dos ataques de fúria”, comentou a fonte ao “NY Post”.

“Ele não tem problemas com drogas ou comportamento agressivo. Sim, ele fuma um pouco de maconha e bebe socialmente, mas nada fora de controle”, teria dito a fonte ao jornal, também pontuando a os distintos momentos nas carreiras do casal.

“Ele ainda é uma das principais estrelas de Hollywood, ama Hollywood e adora atuar. Ela tem tido uma série de fracassos e quer se concentrar em seu trabalho político-humanitário, que é admirável”, analisa a fonte.

Segundo o “NY Post”, Pitt teria se surpreendido tanto com a notícia, que mal teve tempo de procurar um advogado antes dos rumores se tornarem realidade. Por fim, a fonte consultada pelo jornal afirma que o ator fará de tudo para que o divórcio saia da forma mais tranquila possível, mas ressalta que Pitt lutará pela guarda compartilhada dos seis filhos.

Enem pode ter mudanças


As mudanças propostas para reformulação do ensino médio podem trazer também um novo modelo para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com a intenção de flexibilizar a trajetória dos alunos, o Ministério da Educação (MEC) terá que pensar também em formas de avaliar as ênfases de formação. Uma das possibilidades é que haja modelos diferentes de Enem, mais direcionados para o que os estudantes aprenderam na etapa de ensino. As possíveis mudanças não valerão para o Enem de 2016.

O governo quer aprovar a reforma do ensino médio até o final do ano. Hoje (22), às 15h, o presidente Michel Temer deverá anunciar o texto que será enviado para a aprovação do Congresso Nacional. Uma das possibilidades é o envio de uma medida provisória, que passa a valer assim que for publicada no Diário Oficial e tem 120 dias para ser aprovada ou não no Parlamento.

De acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), o texto final ainda não foi disponibilizado aos secretários estaduais, responsáveis por essa etapa de ensino, mas grande parte das sugestões dadas pelos gestores foi acatada. A intenção é que o ensino médio tenha, ao longo de três anos, metade da carga horária de conteúdo obrigatório, definido pela Base Nacional Comum Curricular – ainda em discussão. O restante do tempo deve ser flexibilizado a partir dos interesses do próprio aluno e das especificidades de cada rede de ensino no Brasil.

Os alunos poderão escolher seguir algumas trajetórias: linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas – modelo usado também na divisão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os secretários propõe ainda a inclusão de um quinto eixo de formação: técnica e profissional.

“Essa formação vai possibilitar que o aluno passe no Enem? O Enem vai mudar por conta disso, com certeza”, disse o diretor institucional do Consed, Antônio Neto. “Inclusive, o Enem vai mudar a partir do momento que houver uma Base Nacional Comum Curricular para o ensino médio, o Enem vai ter que seguir essa base”, acrescentou.

A reforma ganhou destaque após a divulgação dos dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que mede a qualidade do ensino no país. Pelo segundo ano consecutivo, a meta estabelecida para o ensino médio não foi cumprida e a etapa está estagnada desde 2011. Uma reforma da etapa está em tramitação na Câmara dos Deputados, por meio do Projeto de Lei (PL) 6480/2013, mas o ministro da Educação, Mendonça Filho, defende que, dada a urgência da questão, é necessário o envio de uma medida provisória.

Atualmente, o ensino médio concentra 8 milhões de alunos. Os problemas identificados nessa etapa estão presentes tanto na rede pública quanto na privada. “O Enem vai ter que se ajustar a esse novo desenho de ensino médio”, disse a presidente executiva do movimento Todos pela Educação, Priscila Cruz. “Deve ter o Enem com os conteúdos definidos pela Base e o Enem da área de concentração. Isso não é algo que logisticamente é complicado e é positivo”, defendeu.

enem

O MEC ainda não falou sobre mudanças no Enem, questão que também não estará contemplada no texto da reforma que será apresentado hoje.

Ontem (21), após evento que marcou os 10 anos do movimento Todos pela Educação na Câmara dos Deputados, o ministro Mendonça Filho garantiu que não haverá mudanças no Enem de 2016, marcado para os dias 5 e 6 de novembro.

A secretária executiva do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro, disse que, primeiramente, será discutida a reforma e, depois, mudanças no Enem.

Para o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação (CNDE), Daniel Cara, o Enem deve ser mantido como mecanismo de acesso ao ensino superior.

Já a Prova Brasil, aplicada de forma amostral no 3º ano do ensino médio, necessita de mudanças. “É preciso saber se essa reforma vai passar, primeiro. E se ela vai ser implementada de fato ou se ela vai ser aprovada, mas ficar no limbo até 2018, quando vai acabar esse governo. Porque não basta aprovar uma lei, ela precisa ser implementada e quem implementa são os professores”, afirmou.

“Se a reforma passar, a depender de como ela passar, aí sim, se avalia como é possível reformar o Enem. Na minha opinião, tudo está muito aligeirado”, completou.

Governo Temer quer reformar o ensino médio


O presidente Michel Temer assinou e vai encaminhar, ainda hoje (22), ao Congresso Nacional, Medida Provisória (MP) para reestruturação do ensino médio que, quando aplicada, possibilitará que o aluno escolha diferentes trilhas de formação e formação técnica. O governo também anunciou plano de ampliar a educação integral a partir de 2017.

A intenção é que o ensino médio tenha, ao longo de três anos, metade da carga horária de conteúdo obrigatório, definido pela Base Nacional Comum Curricular – ainda em discussão. O restante do tempo deve ser flexibilizado a partir dos interesses do próprio aluno e das especificidades de cada rede de ensino no Brasil. Os alunos poderão escolher seguir algumas trajetórias: linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas

As mudanças pretendem favorecer, também, a aplicação dos conhecimentos em diversas áreas – inclusive no dia a dia dos alunos e na realidade do Brasil e do mundo. Pelo Plano Nacional de Educação (PNE), até 2024, 50% dos matriculados cumprem jornada escolar em tempo integral de, no mínimo, sete horas por dia, somando 4,2 mil horas em todo o ensino médio.

De acordo com o ministro da Educação, Mendonça Filho, a pasta investirá R$ 1,5 bilhão para ofertar o ensino integral a 500 mil jovens até 2018. O tempo integral passará a ser fomentado a partir do ano que vem. “O tempo integral retira os jovens da vulnerabilidade nas grandes e médias cidades do Brasil e garante uma educação de qualidade”, disse.

Ao discursar durante o evento de assinatura da MP, o presidente Michel Temer garantiu que “não haverá redução das verbas para educação”. Segundo Temer, a reforma no ensino médio pretende fazer com que seja dado um “salto de qualidade na educação brasileira”.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

A expectativa é de que essas mudanças comecem a ser aplicadas a partir de 2017, de acordo com a capacidade de cada rede de ensino. Conforme Mendonça, não há prazo de implementação para a reforma, mas a primeira turma deve ingressar no novo modelo em 2018.

A reforma do ensino médio passou a ser priorizada pelo governo após o Brasil não ter conseguido, por dois anos consecutivos, cumprir as metas estabelecidas. De acordo com dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que mede a qualidade do ensino no país, o ensino médio é o que está em pior situação quando comparado às séries iniciais e finais da educação fundamental: a meta do ano era de 4,3, mas o índice ficou em 3,7.

Atualmente, o ensino médio tem 8 milhões de alunos, número que inclui estudantes das escolas publica e privada. Segundo o Ministério da Educação, enquanto a taxa de abandono do ensino fundamental foi de 1,9%, a do médio chegou a 6,8%. Já a reprovação do fundamental é de 8,2%, frente a 11,5% do médio.

Projeto de lei que tramitava na Câmara dos Deputados já previa algumas das mudanças no currículo do ensino médio. A edição de medida provisória foi criticada por grupos e entidades ligadas à educação, que defendem uma maior discussão das mudanças.

No discurso de anúncio medida, Mendonça Filho rebateu as críticas: “Quando se fala em educação, muitas ou algumas vozes se levantam para dizer: ‘que pressa é essa?’. Pressa de termos crianças e jovens relegados à educação pública de baixa qualidade, comprometendo seus futuros e suas vidas. Não podemos ser passivos e tolerantes diante de um quadro como esse”.