Voce é sincero mesmo ou apenas grosseiro?


Estava no Facebook conferindo e curtindo as postagens de meus amigos, quando me deparei com um post que dizia o seguinte: “Sinceridade é uma arma perigosa. Se você usa demais, as pessoas se afastam. Se utiliza pouco, os falsos se aproximam.” A mensagem ficou um tempo em minha mente, me obrigando a refletir sobre o que seria de verdade a sinceridade, e da sua real importância em nossas vidas.

Garanto que você já ouviu algumas pessoas fazendo a seguinte afirmação: “Sou franco e falo tudo na cara.” Bem, quem sou eu para criticar as pessoas que costumam dizer a verdade sem temer as consequências? Entretanto, devemos tomar muito cuidado, pois ser sincero é necessário, mas saber como falar é demonstração de amadurecimento emocional e intelectual.

sincero

Está comprovado, que as palavras possuem uma força muito grande. Elas podem levar um indivíduo ao céu ou jogá-lo no chão, dependendo da forma que são disparadas. Mas, voltando a minha pergunta inicial: “Voce é sincero mesmo ou apenas grosseiro”? Por que na maioria das vezes quem afirma, com orgulho, ser sincero, o faz nos momentos mais inoportunos possíveis? Atitudes assim acabam levando os demais a ter a certeza de que o tal sincero é na verdade deselegante, agressivo, arrogante e descontrolado, entre outros “predicados” nada edificantes.

Alguém pode até questionar: “Então devo ser falso para agradar?”. Claro que não! Seja apenas cortez e diplomático. Você conseguirá dizer a verdade e ser franco, sem fazer uso de doses desnecessárias de agressividade ao falar.  É óbvio que em algumas situações será necessário pegar pesado e dizer o que se pensa sem rodeios. Porém, isso não acontecerá muito. Espero !

Marcelo Carvalho é jornalista profissional especializado em Marketing Empresarial e Comunicação Corporativa.

 

Itabuna: Minha Casa Minha Vida tem imóveis entregues


A titular do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Nilma Lino Gomes, o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, e o superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Marcus Vinícius Nascimento, entregaram nesta sexta-feira, 19, às famílias cadastradas no Programa Minha Casa, Minha Vida, os 900 apartamentos do Condomínio São José, no bairro Ferradas. O evento contou com participação da presidente Dilma Rousseff e do governador da Bahia, Rui Costa, em transmissão simultânea de Feita de Santana.

Em Itabuna, a ministra Nilma Lino lembrou que o Minha Casa, Minha Vida é um programa criado pelo Governo federal para assegurar moradias dignas em locais seguros para milhões de brasileiros que durante anos sonhavam com a casa própria. “Hoje é um dia muito feliz para todos nós, que conhecemos a dificuldade do povo carente. Já entregamos mais de 2,5 milhões de unidades habitacionais em todo o país, beneficiando 10 milhões de pessoas e vamos contemplar muito mais”, discursou.

Ministra Nilma Lino Gomes ao lado do prefeito Claudevane Leite e de autoridades faz entrega das chaves- Foto Gabriel de Oliveira
Ministra Nilma discursa na entrega das chaves- Foto Gabriel de Oliveira

O prefeito Vane destacou que o sonho de quase todo o brasileiro é ter um lugar para abrigar sua família com segurança e que Itabuna está entre os municípios com maior volume de recursos investidos na construção de imóveis da Minha Casa, Minha Vida. O prefeito de Itabuna adiantou que ainda neste semestre serão entregues os conjuntos habitacionais Gabriela e Jubiabá, também no bairro de Ferradas. São mais 2.502 unidades habitacionais nos dois condomínios que vão atender às necessidades de famílias da cidade.

Vane destacou a parceria com o Governo federal que possibilitou investimentos de mais R$ 300 milhões em moradias populares para quem mais precisa. “Uma das coisas mais importantes na vida de uma pessoa é terminar o dia cansativo de trabalho e ter um lugar decente para descansar. Ao final do nosso governo serão mais de 20 mil pessoas beneficiadas com moradias em locais com toda a infraestrutura necessária à boa qualidade de vida”, afirmou o prefeito. Além do Gabriela e Jubiabá, também está em andamento o Itabuna Parque, no bairro São Roque.

O superintendente regional da CEF, Marcus Vinícius Nascimento, pediu aos moradores que cuidem bem do local, preservem os imóveis e espaços de recreação e lazer. Ele informou que cada imóvel custa em média R$ 60 mil e que cada beneficiário, no período de 10 anos, pagará em torno de R$ 6 mil. O saldo restante será de responsabilidade do Governo federal. Atualmente, a prestação varia entre R$ 25 e R$ 80 mensais para cada uma das famílias.

SONHO REALIZADO

Entre os contemplados está a aposentada Maria Senhora de Jesus, 82 anos, que recebeu um apartamento todo mobiliado no bloco 23 do Condomínio São José. Ela ganhou da construtora Módulo móveis como sofá, duas camas de solteiro, um fogão, televisor colorido, dois guarda-roupas, mesa, armário de pia e rack. A aposentada não conseguiu segurar as lagrimas ao entrar no imóvel pela primeira vez.

Dona Maria Senhora contou que passou um filme em sua vida, de quando ficou desabrigada após o teto da casa em que mora, atualmente, em Nova Ferradas desabar e destruir quase todos os móveis. “Já não tinha mais esperança de contar com um canto só meu, mas foi uma grande surpresa ao chegar aqui. Tive que esperar mais de 80 anos para ter o meu maior sonho em vida realizado”, comemorou.

Quem também está em clima de festa é a dona de casa Annaieyre Kelly Macedo Conceição, mãe de cinco filhos menores. Representando todos os moradores, a dona de casa recebeu as chaves de sua casa própria das mãos da ministra Nilma Lino Gomes. Contente, afirmou que esta sexta-feira foi o dia mais importante de sua vida. “Não tenho palavras para agradecer a Deus e à presidente Dilma por esse grande presente. Estou muito feliz”, contou Kelly.

MAIS UNIDADES

Além de Itabuna, nesta sexta-feira, por meio de transmissão simultânea, a presidenta Dilma Rousseff entregou unidades do Minha Casa Minha Vida em quatro estados, beneficiando mais de 22 mil pessoas municípios de Feira de Santana (BA), Ananindeua (PA), Itapeva (SP), Suzano (SP), Votorantim (SP) e Teresina (PI). Os 5.684 imóveis entregues hoje são destinados a famílias com renda de até R$ 1,6 mil (Faixa 1).

Em Itabuna, mais de 1.200 pessoas – entre beneficiários e familiares, participaram da cerimônia que contou com a presença do secretário estadual de Relações Institucionais, Josias Gomes, do deputado federal Davidson Magalhães, dos secretários municipais Wenceslau Júnior, de Planejamento e Tecnologia, e Francisco Edes, da Assistência Social. Também prestigiaram a solenidade, o presidente da Câmara de Vereadores, Aldenes Meira, e a vice-reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Joana Angélica Guimarães.

 

Itapé: obra da barragem do Colônia reinicia aos poucos


Aos poucos, a obra da barragem do Rio Colônia volta à ativa. Tendo como responsável o Consórcio Rio Colônia, a construção ocupará uma área de 1.621 hectares, com altura de 19 metros. Os mais atentos perceberam que, nos últimos dias, o número de caçambas circulando na área e de máquinas pesadas aumentou. Mais precisamente no Km 8 da rodovia, sentido Itaju, na sede de uma antiga fazenda de cacau, um grupo de homens trabalham na reorganização de um canteiro de obras. Um novo trecho de rodovia já está sendo cortado.

M--quinas-pesadas-abrem-novo-trajeto-da-BA-120-etapa-essencial----obra-da-barragem-Foto-Lucas-Fran--a
Fotos: Itapé Notícias

Uma empresa terceirizada utiliza máquinas pesadas para vencer uma pedreira e avançar na construção de um novo caminho. A BA-120 vai ganhar um novo trajeto para que os 62 milhões de metros cúbicos das águas da barragem sobre o Rio Colônia possam ocupar parte da pista atualmente existente. Tudo indica que em breve serão contratados cerca de 80 anos para trabalhar no local.

Quando estiver concluída, a barragem vai beneficiar cerca de 250 mil moradores de Itapé e Itabuna. Além de funcionar como reservatório regional por um período de até 30 anos, a obra de engenharia permitirá a contenção de cheias, diluição de efluentes e perenização dos rios Colônia e Cachoeira nos trechos em territórios de Itapé, Itabuna e Ilhéus.

O projeto em execução também prevê planos e programas de conservação ambiental na região sul do Estado. A meta, segundo o Governo do Estado, é oferecer segurança hídrica para a região, sem comprometer a captação do Rio Almada e diminuindo a pressão sobre outros sistemas.

Polícia reduz roubos a bancos em 2016


hqdefault
Imagem de Internet

O trabalho integrado das polícias Militar e Civil, juntamente com o suporte da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e o monitoramento das câmeras através do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), resultou na diminuição em 63% dos roubos a bancos (explosões de caixas eletrônicos, arrombamentos, dentre outras modalidades) em 2016 na Bahia, numa comparação com o mesmo período do ano passado.

Os dados foram anunciados na reunião de avaliação semanal, realizada na tarde desta segunda-feira (14), na sede da SSP, coordenada pelo secretário Maurício Teles Barbosa. Foram 17 casos registrados em janeiro e fevereiro deste ano, enquanto em 2015, no mesmo período, tinham sido computadas 46 ações criminosas contra estabelecimentos financeiros. A utilização de explosivos nos roubos também teve diminuição: no ano passado foram 35 casos, ao passo que, em 2016, as quadrilhas usaram deste tipo de artefato em 13 ocasiões.

“Reúno a cúpula da polícia baiana toda semana para analisarmos os índices criminais no estado e hoje estamos também comemorando a atuação das unidades especializadas no combate ao crime organizado. As ações integradas de inteligência e a parceria com o Exército na fiscalização da venda de explosivos nos renderam esse excelente começo de ano”, ressaltou Barbosa.

Ele acrescentou que os encontros com representantes dos bancos também resultaram em atitudes para ampliação dos sistemas de seguranças das instituições financeiras. “Estamos com novos efetivos capacitados nas academias das polícias Militar e Civil e colocaremos alguns desses servidores para reforçar o interior”, informou o secretário.

Polícia aumenta em 558% apreensão de artefatos explosivos


A redução de 63% de roubos a bancos nos dois primeiros meses de 2016, comparado ao mesmo período do ano passado, é reflexo das operações policiais, alicerçadas no trabalho de inteligência, iniciadas desde o final de 2014. Em 2015, foram apreendidas 224 bananas de dinamite, índice 558% maior do que no ano anterior, quando foram retirados das mãos de quadrilhas especializadas nesses ataques 34 artefatos explosivos.

A produtividade policial, em relação ao combate aos roubos contra instituições financeiras, teve também um crescimento de 31,4% no item prisão de assaltantes. Foram 180 bandidos capturados no ano passado contra 137 em 2014. Além disso, 49 assaltantes morreram em confronto. “Desarticulamos 19 organizações criminosas, que atuavam na Bahia e em outros estados. O trabalho integrado das forças de segurança federal e estadual nos permitiu desmantelar bandos que invadiam pequenas cidades baianas”, ressaltou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Com essas quadrilhas foram apreendidas 118 armas, número 25,5% maior do que no ano de 2014 (94 armamentos). “Avançamos muito com a implantação do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), das unidades especializadas da Polícia Militar no interior baiano e com o trabalho de inteligência”, enfatizou.

Operação no Oeste

Em mais uma ação que ratificou a integração e o trabalho de inteligência realizado no combate aos roubos a bancos, a polícia desarticulou, na quarta-feira da semana passada (9), uma quadrilha que agia na região Oeste da Bahia. Dez pessoas foram presas, sendo sete nas cidades de Luís Eduardo Magalhães e Barreiras, uma em Jacobina e duas no estado de Tocantins.

Com os criminosos a polícia encontrou três pistolas ponto 40, bananas de dinamite, munição, coletes balísticos e quatro veículos adulterados, dentre outros materiais. “Na semana anterior, numa ação integrada, no município de Santa Rita de Cássia, capturamos três bandidos e um morreu em confronto. Eles faziam parte de um bando que também roubava bancos”, explicou o coordenador da 11ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Barreiras), delegado Rivaldo Luz, acrescentando que “o trabalho feito com a Polícia Militar tem sido ponto importante no combate à violência na região”. (Fotos: Asvom/PC)

Marisqueiras de Maragogipe ganham base comunitária


Lancamentodecampanha_MarisqueirasdeMaragogipe_CreditoMaisaAmaral_02 (1)
Lançamento de campanha       Fotos: Maisa Amaral
“Marisqueira com orgulho, quilombola para sempre”. Esse é o lema das 30 mulheres marisqueiras das comunidades de Capanema e Baía do Iguape, localizadas no município de Maragogipe, na Bahia. A partir de agora, elas passam a cultivar ostras, utilizando estruturas semelhantes a travesseiros, o que irá possibilitar a recuperação do estoque de ostras em vida livre, além de melhores práticas de manejo, e da geração de renda com sustentabilidade e respeito ao meio ambiente.
Foram disponibilizados 30 travesseiros flutuantes, para início do cultivo dos moluscos em estuários, além de kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), contendo blusas com filtro solar UV e boné em tactel, que também tem bloqueio de 98% dos raios UVA e UVB.
Marisqueira desde os sete anos, Janete Barbosa Sena, 44, ressaltou a importância do projeto para as mulheres das comunidades, que têm mais de 50% da renda gerada pela mariscagem.
“Uma experiência nova para todas. Sempre pescamos da forma tradicional, e com esse projeto estamos com o pleito de criar ostras, para o aumento da renda familiar e também contribuir para que a espécie não entre em extinção, aumentando assim a quantidade de ostras na reserva extrativista”, explicou Janete.
Lancamentodecampanha_MarisqueirasdeMaragogipe_CreditoMaisaAmaral_01
Apoio ao projeto
A Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres (SPM-BA), uma das parcerias do projeto, está realizando curso de formação para as marisqueiras, solicitação das próprias mulheres da região.
Também foram disponibilizados, através do Fundo de Combate à Pobreza, R$46.600,00 (quarenta e seis mil e seiscentos reais) para a compra de mais travesseiros e equipamentos para fortalecer o cultivo das outras.
A Coordenadora Executiva de Ações Temáticas, Jucinalva Peruna, e as assessoras técnicas, Kátia Santos e Flora Brito, marcaram presença no lançamento da campanha, representando a SPM-BA.
O projeto é realizado pela ONG Rare, Fundação Vovó do Mangue e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), e conta com apoio da SPM-BA, Bahia Pesca e da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB).

Redição de crimes violentos é tema de evento


1
Fotos: Jorge Cordeiro

índices criminais foram os principais assuntos da reunião técnica realizada, pela Secretaria da Segurança Pública, na manhã desta sexta-feira (18).

Promovida no auditório do Departamento de Apoio Logístico (DAL) da Polícia Militar, localizado no Centro Administrativo da Bahia, participaram do encontro, além da cúpula da SSP, os responsáveis pelas unidades policiais existentes nos 12 municípios que integram a RMS.

Os CVLIs (homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte) na RMS em 2015 tiveram uma redução de 11,8%, em comparação com o ano anterior. Em números absolutos, 97 vidas foram poupadas por conta das ações preventivas, repressivas e investigativas e do trabalho de inteligência do Sistema Estadual de Segurança Pública. No ano passado, a polícia contabilizou 724 casos, contra 821 em 2014.

“Quero parabenizar vocês, que atuam nas 12 cidades da Região Metropolitana de Salvador. Sei das inúmeras dificuldades que enfrentam, daí esse resultado agora obtido ganhar ainda mais importância”, ressaltou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, acrescentando que os policiais, que vêm sendo capacitados nas academias, serão encaminhados para algumas daquelas unidades, “ampliando e qualificando o serviço ali prestado”.

Secretário de Justiça articula pactuação


O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (Justiça Social), Geraldo Reis, está reunindo esforços junto às instâncias de Governo para garantir a pactuação do cofinanciamento para a Assistência Social. O assunto, que será tratado na próxima reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), dia 22, no auditório da Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária, foi encaminhado pelo gestor nos últimos dias junto ao Fundo de Combate à Pobreza (Funcep), à Secretaria da Fazenda e ao governador Rui Costa.

As negociações estão sendo feitas no sentido de assegurar o maior repasse possível de recursos, o não contingenciamento, a não restrição dos repasses mensais, entre outras demandas do setor. “Apesar das dificuldades, estou confiante no diálogo realizado, principalmente pela oportunidade de defender a politica da Assistência Social do ponto de vista dos seus princípios, conceitos e diretrizes, com foco no resgate da dignidade humana”, afirmou o secretário, acrescentando que “no atual cenário de crise econômica, que impacta sobretudo nas populações mais vulneráveis, é imprescindível garantir esses recursos que asseguram proteção social para prevenção e superação das violações de direitos”.

De acordo com o gestor, trata-se de um processo de diálogo interno no sentido de demonstrar que, exatamente por estarmos em uma situação de crise econômica, onde há aumento do desemprego, crescimento dos segmentos vulneráveis e desagregação social, se faz necessário garantir o pleno funcionamento dos equipamentos e serviços da Assistência Social, tais como os CREAS, CRAS e Centros POP.

Reunião na Secretaria da Fazenda

Reunião da CIB – Para discutir questões da Assistência Social na Bahia e a pactuação do cofinanciamento 2016, gestores municipais estarão em Salvador, nos dias 21 e 22 deste mês, nas reuniões da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas). Eles contarão, também, com assessoramento técnico da Superintendência de Assistência Social da Secretaria de Justiça Social. A reunião da CIB, a do Coegemas e o assessoramento acontecerão no auditório da Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária, no Centro Administrativo da Bahia.

Durante todo o dia 21 ( segunda-feira), técnicos da Superintendência de Assistência Social prestarão assessoramento técnico aos gestores, com orientação para a adequação da legislação às normativas do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Na terça-feira (22), pela manhã, será a vez da reunião do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas) onde se discutirá sobre cofinanciamento 2016 e se definirá quais regiões sediarão as reuniões decentralizadas de maio e setembro deste ano.

Na oportunidade, será apresentado o cenário dos serviços de acolhimento para população adulta e famílias na Bahia, os indicadores para ranqueamento dos municípios com fragilidade de gestão, e se discutirá sobre o cofinanciamento 2016.

Segundo o secretário Geraldo Reis, nos últimos 13 anos, a Bahia promoveu a universalização da proteção social básica em todos os municípios, entre outros avanços no tocante à qualificação, apoio técnico e oferta de serviços. Também houve significativo aumento percentual da execução das ações orçamentárias da Superintendência de Assistência Social no ano passado em relação aos anos de 2013 e 2014,

O crescimento da renda per capta e familiar em todas as classes sociais, a redução significativa da pobreza e extrema pobreza, o aumento do número de pessoas com ensino fundamental e o acompanhamento pelos serviços de saúde, são algumas das conquistas da Assistência Social na última década. Para Reis, garantir essas conquistas e continuar avançando é a função da Justiça Social.

Governo do Estado promete apoio ao Aleluia Ilhéus Festival


Em audiência com o governador Rui Costa nesta quinta, 17, o prefeito Jabes Ribeiro assegurou o apoio do Estado ao Alelui Ilheus. Foto Secom Ilhéus
Governador Rui Costa assegurou o apoio do Estado ao Aleluia Ilheus. Foto Secom Ilhéus

Durante audiência mantida com o prefeito Jabes Ribeiro, na manhã de quinta-feira, no Centro Administrativo da Bahia, o governador Rui garantiu apoio ao Aleluia Ilhéus Festival, evento promovido no município durante o período da Semana Santa, e que já entrou para o calendário turístico oficial do Estado. O evento multicultural acontecerá de 23 a 26 de março, com show de abertura do cantor gospel Regis Danese, que, na oportunidade, gravará seu novo DVD na cidade.

O prefeito Jabes Ribeiro destacou a sensibilidade do governador Rui Costa e do secretário estadual de Turismo, Nelson Pelegrino, ao apoiarem o evento, que é realizado em parceria também com a iniciativa privada, através do Convention Bureau Costa do Cacau e da Associação de Turismo de Ilhéus (Atil). O governo baiano também incentiva a participação da exposição dos produtores do programa de agricultura familiar, além da participação de pescadores e marisqueiras no contexto do evento, com apoio da Secretaria de Agricultura da Bahia e da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR).

Shows – Um dos pontos altos do Aleluia, que já trouxe artistas como Roupa Nova, Nando Reis e Padre Fábio de Melo, é a presença de grandes nomes da música nacional. Além de Regis Daneses, na primeira noite (dia 23), a cantora Adriana Arydes sobe ao palco no dia 24. Na sexta, será a vez de Jorge Vercillo. A última noite ficará por conta do rock do Paralamas do Sucesso. Em 2014, a edição mais recente do Aleluia Ilhéus Festival reuniu 120 mil pessoas e proporcionou uma taxa de 100% da ocupação hoteleira da região.

Múltiplos espaços – A Avenida Soares Lopes abrigará, durante os quatro dias, exposição literária, instalações artísticas e vernissages de artistas plásticos baianos, manifestações da cultura regional, feira de economia criativa com artesanato local e pavilhão de exposição de marcas de chocolate de origem do Sul da Bahia.

Outro segmento valorizado durante o Aleluia Ilhéus Festival é o de produtores de chocolate, cujas marcas locais se destacaram bastante nos últimos anos e estarão expostas nos estandes montados na Avenida, proporcionado experiências novas aos apreciadores da guloseima.

Paixão – Na Sexta-feira da Paixão, dia 25, a emoção ficará por conta da encenação da Paixão de Cristo, que será feita às 18h, nas escadarias da Catedral de São Sebastião, na Praça Dom Eduardo. A performance terá duração de quase duas horas, envolvendo mais de 80 atores do grupo de teatro Jovens em Cristo.

O Aleluia Ilhéus Festival é uma realização da Prefeitura Municipal de Ilhéus e do Governo do Estado da Bahia com apoio do Sebrae, Bahiagás, Bahiapesca, Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Supermercados Meira, Ilhéus Convention Bureau, Associação de Turismo de Ilhéus (Atil), Bahiatursa e Secretaria Estadual de Turismo.

Ópera na Tela apresenta “Alceste” em versão francesa


A programação de março do projeto Ópera na Tela, do Cine Lìbero Luxardo, irá exibir duas peças. Amanhã, 15, o público assiste “Alceste”, ópera em três atos dirigida por Krzysztof Warlikowski, com regência de Ivor Bolton, incluindo a participação da Orquestra e Coro do Teatro Real de Madrid. Na próxima terça-feira, 22, será a vez do clássico “O Barbeiro de Sevilha”. Ambas as exibições ocorrem às 19h, com ingressos a R$ 10 e meia-entrada para estudantes.

alceste03-695x461
Alceste                          Foto: divulgação

Em “Alaceste”, o Rei da Tessália, Admeto, está à beira da morte. Porém, seu Sumo Sacerdote revela que ele será poupado, caso alguém morra em seu lugar. Sua esposa se oferece em sacrifício, mas ao se recuperar, Admeto não quer viver sem ela. Promessa feita, a esposa, Alceste, morre. Nas palavras do maestro Ricardo Prado, uma história fascinante e próxima de uma personagem bem real:

“Uma rainha loira, elegante, contida. Uma entrevista para a televisão, dividida entre o desejo do alívio da confissão e o dever do recato protocolar. O assédio de funcionários e clérigos, o institucional sobre o emocional, a eminência da tragédia. Não há relação direta entre as histórias de Alceste e Lady Di. Mas há as circunstâncias: mulheres apaixonadas e mães zelosas diante de reis e príncipes que podem fraquejar diante de suas escatologias”, afirma.

A verdade é que quando Christoph Willibald Gluck (1714-1787) a compôs, ambicionava reformar a Ópera, queria fazer ela voltar a ser teatro sofisticado, grande arte, e entendia que a música deveria estar a serviço do texto poético. Para isso, reduziu o contraste entre árias e recitativos, criando um fluxo dramático pela continuidade musical; como no teatro grego, transformou o coro em mais um protagonista, em sua obra, representando o povo da Tessália – sempre presente.

De forma genial, o autor deu à orquestra uma expressividade que permite, desde a abertura, sensibilizar a plateia para as emoções que virão. “Esta obra mostra, com a transmissão de óperas nos cinemas, como a linguagem cinematográfica passa a influir – feliz e decisivamente – na linguagem das óperas. Além da música, do texto e dos elementos cênicos, somos tocados, a todo momento, quase que em ‘sustos’, por detalhes expressivos, olhares, trocas de olhares – sutilezas que a ópera, na distância dos palcos, não permitia”, declara o maestro.

alceste02-695x461

Assista

Ópera na Tela apresenta:

“Alceste”| Amanhã, 15, às 19h

“O Barbeiro de Sevilha| Dia 22, às 19h

Onde: Cine Líbero Luxardo (Térreo do Centur)

Quanto: R$ 10 (R$5, meia)