Pressão total para aprovar a Reforma da Previdência


Novo chefe da articulação do governo Michel Temer (MDB), Carlos Marun (MDB-MT) tem usado da pressão para conseguir a adesão de deputados à reforma da Previdência.De acordo com a coluna Estadão, faz parte da estratégia adotada pelo ministro ameaçar barrar empréstimos aos estados caso os deputados não referendem a matéria.O primeiro a sofrer pressão foi o governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB), que deixou o Planalto na última quarta-feira (20) reclamando.“Marun me falou que há vários contratos com a Caixa, mas o governo só vai liberar após a votação da reforma. Achei uma coisa fora de propósito. Me deixou frustrado”, disse.