Primeira universitária paraense com síndrome de Down tem 17 anos


marina3-27-10-2016-14-31-29
Marina Viana Foto: arquivo pessoal

Marina Gutierrez Nunes Viana, de 17 anos é a primeira pessoa com Síndrome de Down a ingressar em uma faculdade no Pará.

Ela foi a 34ª colocada na aprovação do vestibular para Gestão de Recursos Humanos em uma faculdade particular de Belém.

Francisco Viana, pai de Marina, emociona-se ao ver a filha superando os obstáculos e conquistando seus sonhos.

“É uma vitória. É uma pessoa portadora de Síndrome de Down entrar em uma universidade concorrendo com pessoas ditas ´normais´”, comemora.

Os pais de Marina relembram que a chegada da menina foi um susto, mas que não se acovardaram e buscaram um jeito de estimular suas habilidades, conseguindo o que para muitos viam como impossível.

A família passou a adotar o Método de Reorganização Neurológica, feita em casa e pelas pessoas que compunham o ambiente familiar desde os três meses de vida.

“A minha esposa, quase que basicamente abandonou a profissão dela para poder se dedicar a Marina e hoje estamos tendo o retorno de todo esse trabalho”, afirma Francisco emocionado.