Robson Conceição comandará projeto de boxe


Um projeto que beneficia todas as comunidades atendidas por Bases
Comunitárias de Segurança (BCS) com aulas de boxe gratuitas. Esse será
o grande legado deixado por Robson Conceição – pugilista baiano
campeão da categoria 60 kg nas Olimpíadas Rio 2016 – e anunciado pelo
governador Rui Costa durante recepção do atleta realizada na noite desta
quinta-feira (18), na sede da Governadoria.

5

Ao lado do secretário Maurício Barbosa e de crianças de Boa Vista do
São Caetano, onde dá aulas para a comunidade carente, o jovem campeão
de 28 anos aceitou o desafio de iniciar centenas de crianças e
adolescentes ao mundo do esporte.

Cercado de amigos e familiares, Robson desfilou em um caminhão do
Corpo de Bombeiros do aeroporto até a Governadoria, onde foi
recepcionado pelo governador Rui Costa, pelo secretário Maurício
Barbosa e por alunos da BCS de São Caetano, onde dá aulas de boxe.
Emocionado, agradeceu o apoio dos baianos na torcida pela vitória.

E a emoção continuou com o convite feito pelo governador a Robson para
liderar um projeto que beneficie todas as 13 BCSs no estado com aulas
de boxe. “Sempre tive o sonho de criar um projeto social que atenda
crianças carentes e que proporcione a mesma oportunidade que eu tive
com o projeto Campeões da Vida”, lembrou emocionado. E concluiu:
“Quero multiplicar essa medalha por mil”, destacou.

Na ocasião, o governador também anunciou a construção do Centro de
Treinamento de Boxe e Outras Lutas, em Cajazeiras. O espaço será
destinado à introdução de jovens aos esportes de luta. “Já tínhamos um
projeto pronto, que foi enviado ao governo federal, mas que por conta
da crise, não foi aprovado. A história de Robson é um incentivo a
todos e por conta disso aproveito para anunciar que nós vamos bancar
com recursos próprios a construção desse centro”, afirmou Rui.

7
Fotos: divulgação

Já o secretário Maurício Barbosa, destacou a importância do esporte
para a educação e disciplina dos jovens. “Robson é a prova de que o
esporte pode mudar vidas e essa realidade também é constatada nas
comunidades onde policiais atuam voluntariamente na formação de
atletas”, finalizou. Atualmente os municípios de Salvador, Camaçari,
Lauro de Freitas, Feira de Santana e Porto Seguro possuem BCSs.

Mesmo sem entender direito a representatividade de uma medalha de ouro
nas Olimpíadas, Vitor Dias da Silva, 9 anos, um dos alunos de Robson
da BCS de São Caetano, diz enfático. “Quero uma igual. Eu já estou
treinando”, garantiu.