Temer, Maia e Oliveira pedem fim da grave dos caminhoneiros


Os presidentes da República, Michel Temer, da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), divulgaram uma nota conjunta nesta terça-feira pedindo aos caminhoneiros que voltassem ao trabalho, depois do acordo fechado com o governo, e que evitem que o movimento seja usado com “objetivos políticos”.

“Em face do acordo firmado para por fim à greve dos caminhoneiros, que tiveram as suas reivindicações acolhidas, os presidentes da República, Michel Temer, do Senado Federal, Eunício Oliveira, e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, conclamam todos os envolvidos nas manifestações a retornarem ao trabalho e propiciar normalidade à vida de todos os brasileiros”, afirma a nota conjunta.

“Há necessidade indispensável de abastecer todos os setores da economia nacional, particularmente aos que dizem respeito a alimentação, medicamentos e combustíveis.”

Na nota, os três presidentes se comprometem ainda a aprovar a colocar em prática “no menor tempo possível” as medidas do acordo assinado com os caminhoneiros e afirmam que “este momento, os Poderes Executivo e Legislativo estão unidos na defesa dos interesses nacionais”.

Fonte: Agência Reuters