Um horror de programa


Oi gente bonita! Euzinha, Vanessa Merendolinna Barcellos, Vivi para os mais íntimos, estou na área para falar um pouco de televisão, cinema ou teatro. Desta vez quero focar em um dos programas da Rede Brasil de Televisão. Sim, aquela emissora paulista que não respeita os horários da própria programação e que não gosta nem um pouco quando seus telespectadores a criticam.

Mas deixemos essa “grande” rede para lá. Nosso tema é o Programa da Lucimara Parisi, que vai ao ar toda quarta-feira, às 21h. E posso resumi-lo com uma simples pergunta: “O que é aquilo?”. Lucimara é uma profissional experiente. Já trabalhou anos na produção do Fausto Silva, é atriz, jornalista e diretora de tv. A loira atualmente faz parte da equipe vitoriosa do Programa do Ratinho.

A apresentadora é talentosa e muito experiente. É bonita, carismática e agradável. Mas, infelizmente, não podemos dizer o mesmo da atração que ela comanda há um ano. A primeira vez que assisti ao seu programa foi por acidente. Zapeando pelos canais dei de cara com a senhora em uma espécie de terraço rodeada de “amigos”. Lu, toda sorridente, se revezava entre um convidado ou outro para ouvir amenidades. A impressão que tive é que ela não sabia o que perguntar e os convidados o que dizer. Xi!

lucimara2 parisi
Lucimara tenta tirar leite de pedra em atração desinteressante Foto: divulgação

Outra coisa que me chamou a atenção foram os participantes, que eram divididos em dois grupos: um composto por estrelas do sexto escalão do SBT, como por exemplo, Carlinhos Aguiar. E, o outro por meros desconhecidos com muito pouco de interessante a revelar. Nesse dia, algo muito constrangedor ocorreu: os microfones dos convidados não funcionavam e só a apresentadora ouvia as respostas às suas perguntas.

apresentador-ratinho-foto-reproducao_1373747
Ratinho Foto: divulgação

Para não ser injusta, sintonizei o canal na outra semana para fazer uma nova tentativa com a atração. Não consegui permanecer lá nem por 20 minutos. Lu estava alegre e simpática com sempre. À sua volta convidados insignificantes, alguns do SBT para variar, perdoem-me a franqueza. Um dos donos de uma grande empresa, que deveria ser patrocinador, pois falou durante um longo tempo sobre suas novidades empresariais alimentado pelas perguntas da apresentadora. Ou seja, jabá puro. Nada contra a Lucimara,mas tudo em seu programa é um tédio sem fim. O cenário meu Deus é de uma pobreza sem limites! Tudo se limita há uma mesa grande paupérrima, com uma toalha cafonérrima de dar dó!Havia também um garçom que trazia na bandeja uma bebida que mais parecia àqueles refrescos de pozinho, Ki Suco de uva se não me engano.

Resumindo, não perca tempo assistindo a esse programa. A menos que você sofra de insônia.