Universidades públicas perdem mais de 13 mil vagas


Através de decreto, Jair Bolsonaro elimina 21 mil vagas, extinguindo  cargos, funções e gratificações principalmente nas universidades federais. Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, pelo menos 13.710 vagas estavam em instituições de ensino, o que corresponde a 65% do total do corte. Ainda segundo a publicação, cargos de direção, funções comissionadas em coordenação de cursos e gratificações concedidas a professores foram extintas.