Após dois ataques de tubarão em 15 dias, veja por que praia no Grande Recife é perigosa para banhistas


Ataques acontecem em trecho do mar próximo à Igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes

Thais Paim

Recentemente um assunto tem se tornado bem atual após acontecer, em 15 dias, dois ataques de tubarão na praia de Jaboatão dos Guararapes, no trecho próximo à Igrejinha de Piedade, no Grande Recife. Além disso, um a cada cinco ataques de tubarão notificados no estado desde a década de 1990 aconteceu nessa área. 

O biólogo Leandro Alberto explicou os motivos desse local ser perigoso para banho de mar e faz alerta sobre os riscos para a população que frequenta esse local. 

“[A praia] tem uma profundidade de mais ou menos dois a três metros, e logo após, passando por essa faixa, nós temos uma área de um canal que tem a profundidade de 5,5 metros a 6,5 metros fazendo com que esses peixes maiores, esses tubarões, possam entrar nessa área e se alimentar”, afirmou.

Ainda segundo o biólogo, os tubarões vêm até áreas mais próximas da faixa de areia devido à ação humana.

“É uma área muito povoada, porque a população utiliza para banho, acontece o descarte de lixo, acontece o descarte de matéria orgânica, de latinhas de alumínio, fazendo com que esses animais tenham essa percepção e, como qualquer animal curioso, vá para o banco de areia”, explicou.

Ataques recentes 

No domingo (25), Everton dos Reis Guimarães, 32 anos, foi atacado e teve ferimentos na parte posterior da coxa esquerda e glúteo. Segundo testemunhas, ele foi alertado pelo Corpo de Bombeiros e por outras pessoas que estavam na praia, mas, mesmo assim, entrou no mar.

Ele foi socorrido para o Hospital da Aeronáutica, também em Jaboatão, e depois foi transferido para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, área central da capital pernambucana. Ele passou por cirurgia ainda no domingo e seu estado de saúde é considerado estável na manhã desta segunda-feira (26).

No dia 10 de julho, o auxiliar de serviços gerais Marcelo Rocha Santos, de 51 anos, morreu após ter uma mão arrancada e um ferimento profundo na coxa. Ele foi encaminhado para o HR, mas chegou sem vida na unidade de saúde.

Antes disso, o último caso envolvendo tubarões na Região Metropolitana havia sido registrado em 2018. 

Estatísticas dos ataques

Os dados sobre ataques de tubarão em Pernambuco começaram a ser registrados em 1992, pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit). Antes do caso ocorrido no domingo (25), o estado havia contabilizado outras 67 ocorrências.

Na área de Igrejinha de Piedade, foram notificados casos de 13 pessoas atacadas. Do total, 12 eram banhistas e uma era surfista. Ao todo, sete morreram.

Segundo o presidente do Cemit, coronel do Corpo de Bombeiros Valdy Oliveira, é importante respeitar a sinalização e os locais com alertas de incidentes.

O litoral pernambucano conta com placas com orientações para a população. Entre os critérios para um trecho receber a sinalização, estão ser um trecho de mar aberto, canal submarino e local com incidência de animal marinho.

Fonte: G1 

No Dia dos Avós, conheça a história de pessoas que aderiram os exercícios físicos na terceira idade


Especialistas apontam benefícios da corrida para a saúde 

Thais Paim

Hoje (26) é celebrado o Dia dos Avós e por isso nada melhor do que conhecer algumas histórias inspiradoras de quem adotou os exercícios físicos na terceira idade em busca de uma vida mais saudável. Esse é o caso do Belisário, que é avô da Luiza, de 8 anos, e do Noah de 1 ano. 

Além dele, a Alvelina é avó do Eric, de 6 anos; e Anita é avó do Vitor, também de 6 anos. Mais do que serem avós apaixonados pelos netos, o que estes três personagens têm em comum é uma outra paixão, pela corrida, que os coloca em movimento e traz diversos benefícios para quem é idoso.

O aposentado Belisário Pessoa da Rocha, de 65 anos, também pedala e pratica corrida três vezes por semana. Ele começou há quatro anos por incentivo do filho e hoje colhe os resultados da atividade. “Corrida é tudo para mim. Traz benefícios em tudo, no humor, melhora o astral, é excelente”. 

Belisário lembra que ficou seis meses sem fazer nenhuma atividade física quando começou a isolamento social, ano passado. “Fui ficando muito estressado, chato mesmo, depois voltei a correr sozinho”. E ele tem um lema que o faz acordar às 5h para correr. “Nem sempre teremos motivação. Por isso é fundamental que tenhamos sempre disciplina. Esse é meu lema, não podemos parar”.

Colega de grupo de corrida, a autônoma Anita Hermann Gionfredo, de 59 anos, também tem um lema. “Não me preocupo com a idade é a idade que se preocupa comigo!”. Ela pratica corrida há dez anos. 

A corrida também ajudou Anita com um problema de saúde. “Tinha endometriose e com a prática associada a exercícios focados para corrida, eu melhorei. Fora a disposição que ganhei, não me sinto com a minha idade”, revela. 

Já a pedagoga Alvelina Machado Costa, de 61 anos, corre desde 2011 e coleciona várias medalhas de competições em que participou, tendo alcançado vários pódios como a Corrida Sargento Gonzaguinha e a Ultramaratona de Revezamento Bertioga x Maresias, por exemplo.

Ela tinha três hérnias de disco e sentia dores nas costas. Com orientação médica, iniciou a prática e, hoje, conta que a corrida trouxe outros benefícios. “A corrida traz qualidade de vida, educação corporal, disposição, desafios pessoais, novas amizades e educação alimentar”. 

Benefícios

A atividade física para idosos é de importância multifatorial, diz o profissional de educação física e instrutor de atividades aquáticas da Bodytech Goiânia, Alexandre Ricardo da Silva. 

A corrida é uma boa sugestão, mas o profissional destaca que existem treinos que atendem de forma segura a terceira idade. “A indicação deve ser feita individualmente, de acordo com o gosto, histórico e necessidade de cada aluno. A individualização e adaptação dos treinos, melhora a adesão ao processo proposto e proporciona resultados significativos de curto e médio prazo”.  

Colega de profissão dele, o professor de Educação Física, Wagner Roberto Benevenuto Junior, concorda. “A atividade mais indicada é a que mais agrada a pessoa”. 

Ele destaca que nesta faixa etária as principais lesões são as ortopédicas, como fraturas de ossos longos (o fêmur, principalmente), musculares e articulares (tendinites e artrose) e ainda as doenças socioemocionais, como a depressão. “A atividade física é essencial em todas as idades, mas na terceira idade ela é fundamental para a melhora física, mental e social”, reforça Wagner.

Fonte: Agência Brasil 

Pensou que acabou? Netflix anuncia 6ª temporada de Lúcifer; confira


Novidade surpreendeu os fãs 

Thais Paim

Para quem a companha Lúcifer e estava triste após o fim da 5ª temporada, a Netflix divulgou uma novidade que vai deixar os fãs bastante empolgados. O motivo? A 6ª temporada da série foi confirmada e já tem data para a estreia. 

Com seu icônico personagem inspirado no Vertigo/DC Comics criado por Neil Gaiman nos quadrinhos de Sandman, a produção provocou grande repercussão e empolgação entre os fãs e está chegando a sua reta final. 

Data de estreia

Lúcifer vai estrear na Netflix em 10 de setembro de 2021. O dia tão esperado pelos fãs foi divulgado na Comic-Con at Home 2021, durante painel especial da série.

As filmagens começaram em 6 de outubro de 2020. Vale lembrar que, anteriormente, a quinta temporada de Lúcifer seria a última. “O diabo nos forçou a isto. Lúcifer retornará para a sexta e última temporada. Será a ÚLTIMA mesmo”, declarou a Netflix, em junho de 2020.

Elenco confirmado 

Além de Tom Ellis como o protagonista, a última temporada de Lúcifer tem outros nomes confirmados. Veja todos abaixo:

Tom Ellis como Lúcifer Morningstar

Lauren German como Chloe

Lesley-Ann Brandt como Maze

Rachael Harris como Linda Martin

Aimee Garcia como Ella Lopez

Kevin Alejandro como Dan Espinoza

Scarlett Estevez como Trixie Espinoza

D.B. Woodside como Amenadiel

Novos episódios 

A Netflix informou que a última temporada contará com 10 episódios, sendo seis a menos que a quinta temporada. Além disso, alguns títulos dos próximos capítulos foram revelados, exceto o último. 

Episódio 1 da 6ª temporada: “Nothing Ever Changes Around Here”

Episódio 2 da 6ª temporada: “Buckets of Baggage”

Episódio 3 da 6ª temporada: “Yabba Dabba Do Me”

Episódio 4 da 6ª temporada: “Pin the Tail on the Baddie”

Episódio 5 da 6ª temporada: “The Murder of Lucifer Morningstar”

No Instagram, o ator Tom Ellis anunciou o fim das filmagens da última temporada de Lúcifer em março de 2021.

“Hoje é o dia. Há seis anos, comecei a jornada com o grupo de pessoas mais incrível, e hoje dizemos um afetuoso adeus uns aos outros. Obrigado a cada membro da equipe que ajudou a trazer a história de Lúcifer à vida. Que jornada!”, escreveu. 

A atriz Lesley-Ann Brandt também agradeceu à toda a equipe de Lucifer e aos fãs: “A família Lucifer cresceu ao longo dos anos e vai além dos estúdios da WB. Inclui as equipes das temporadas 1 e 2 […] Isso cresceu para incluir nossa família da Netflix, que serviu como uma luva quando nos mudamos para finalmente nos estabelecer e expandir nosso mundo para 190 países. Começa na página e termina com tudo o que vocês assistem em tela, mas é preciso de uma família inteira para fazer acontecer.”

Fonte: IGN Brasil 

WhatsApp lança programa para capacitar gratuitamente 10 mil empreendedores


Iniciativa é uma parceria com o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS)

Thais Paim

O Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS) e o WhatsApp lançaram uma grande oportunidade para quem busca uma capacitação. O programa Conecta+ Brasil pretende dar suporte a profissionais formais e informais de comunidades e periferias do país.

O lançamento foi realizado na última sexta-feira (23). Lembrando que as inscrições são gratuitas e estão abertas para empreendedores de todo o Brasil. 

Sobre a iniciativa 

O objetivo é apoiar a retomada econômica de um dos grupos mais afetados pela pandemia. O programa vai trabalhar conteúdos sobre empreendedorismo, boas práticas comerciais, além das ferramentas gratuitas do WhatsApp Business. A estimativa é de que cerca de 10 mil empreendedores sejam atendidos.

“Num momento em que já se discute o pós-pandemia, é muito importante levarmos em consideração os mais afetados pela crise. O Conecta+ Brasil tem esse objetivo de capacitar trabalhadores de todos os tipos, para que eles também sejam protagonistas nessa fase de retomada”, comenta Vandré Brilhante, presidente do CIEDS. “Acreditamos que o empreendedorismo vai além de abrir um negócio, tem também o potencial de ser um forte agente de mudança”, completa.

Além da capacitação para um uso mais abrangente das funcionalidades do WhatsApp Business, os participantes também vão poder participar de treinamentos exclusivos voltados para o cenário empreendedor como inovação, criatividade, finanças pessoais e finanças para negócios, a fim de otimizar o desenvolvimento destes pequenos negócios.

Dados e cenário atual 

Pesquisa realizada pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) mostra que 66% das micro e pequenas empresas brasileiras ainda estão em um nível analógico ou emergente, buscando tecnologias e melhorias para seu modelo de negócio.

 “Um programa como esse permitirá que as empresas tenham mais possibilidades para engajar-se com seus clientes, entrando no mundo tão importante da economia digital”, afirma Igor Calvet, presidente da ABDI.

Para o presidente do Sebrae Carlos Melles, o programa é importante para o cenário dos empreendedores no Brasil. “As pesquisas nos mostram a força do WhatsApp como ferramenta fundamental para os pequenos negócios nesta pandemia. O aplicativo ajudou os donos de micro e pequenas empresas a manter contato com clientes e fechar vendas. A utilização do WhatsApp pelo empreendedor foi transformadora e muito positiva”, ressalta Melles.

Fonte: IstoÉ 

Professor de história faz sucesso com audios de WhatsApp e cativa os alunos


Cenário de pandemia fez com que profissional precisasse se adaptar 

Thais Paim

O professor da rede estadual do Ceará, Octavianus Cesar, acabou se destacando pela forma que se adaptou e passou a lhe dar com os seus alunos através do WhatsApp. “Na escola que trabalho, cada turma ficou com um professor responsável como padrinho para encaminhar as atividades dos outros professores. Ou seja, esse professor assumiu o papel de intermediador entre os alunos e a escola, para a realização das atividades. Esse foi o meu caso e sentia que precisava otimizar os canais de comunicação com os estudantes”, explica ele. 

O desejo de mudar e inovar nessa comunicação veio da experiência do ano passado e que também precisou ser realizada de forma online. Segundo Cesar, ele teve a ideia de mandar áudios para os alunos todos os dias quando abria o grupo e no início, a intenção era somente começar as atividades com um áudio positivo, alegre e lembrando as atividades do dia, mas depois, tentando melhorar o formato, passou a fazer áudios com músicas e sempre tentando relacionar as músicas com os estudos ou com a época em que estavam: dia das mães, dia da mulher, dia dos namorados, músicas temas de filmes ou séries como “A Casa de Papel”, “Rock: o lutador”,  “Missão Impossível”, “A Pantera Cor de Rosa” e, por último, um mês inteiro com temas juninos.

Os áudios são curtos, a maioria não passa de dois minutos e contém mensagens que misturam bom humor e motivação, sem esquecer de salientar que os alunos devem entrar na plataforma do Google Sala de Aula e fazer as atividades, mantendo o foco nos estudos. 

O professor explica como essa interação dinâmica tem desempenhado um importante papel no desempenho da turma: “Perguntam sobre o que falei, sobre as atividades, riem, comentam, e, dos 35 alunos da turma, com exceção de dois com necessidades educacionais especiais que não interagem muito e um desistente, todos os outros 32 entregam as provas parciais e bimestrais – sendo que a maioria entrega as atividades propostas pelos professores”, pontua ele.

De acordo com Cesar, a iniciativa trouxe resultados tão positivo que com o passar dos meses, outros professores começaram a querer utilizar os seus áudios em outras turmas também. Atualmente, ele todos os dias dois áudios pela manhã, um para a sua turma e outro mais geral, para ser usado indistintamente por outros professores. 

“Isso sem falar nos parentes de outros estados que também envio para reforçar o vínculo, já que a presença física ainda está difícil. Acredito que nessa pandemia todos tivemos que nos reinventar, mas o principal foi reaprender a utilizar os nossos sentidos. Ver quem gostamos ao vivo, ficou sendo pelo celular ou pela tela do computador, beijar, também ficou mais difícil, um abraço, o toque, esse também não pode, mas o que mais foi exercitado, foi o escutar”, conclui ele. 

Fonte: Por Vir 

Empresária Gracielle Gatto conta sua história de superação e sucesso


Dificuldades e falta de financiamento não foram empecilhos para realizar o seu sonho 

Thais Paim

Fazem 23 anos desde o nascimento de uma empresa que iria revolucionar o mundo da beleza no Brasil, um sonho que se tornou realidade, mas essa história não foi tão fácil assim e precisa ser contada do começo. 

No ano de 1977 nascia na cidade de Santos uma menina chamada Gracielle Gatto em uma família humilde de 7 filhos. Apesar de poucos recursos, a sede de conhecimento sempre foi uma característica muito forte na vida dela. Desde o primeiro emprego aos 10 anos em uma padaria já se podia notar que ela perguntava demais e essas perguntas foram suas amigas e inimigas de caminhada.

História e desafios 

Essa sede de conhecimento e crescimento a levou por alguns caminhos, a busca por seus sonhos e o desejo de conquistar uma vida melhor sempre foi permeada por princípios e valores ensinados por seus pais que se solidificaram em seus passos. Em 1990 ela começava a se aproximar do encantador mundo da beleza ao cobrir desfiles e ensaios como fotógrafa, quando então decidiu se tornar cabeleireira.

De uma inquietação sobre as questões envolvendo o mundo da beleza, nasceu a Hair School International 1998. Unindo conteúdo científico à prática de embelezar pessoas, e empoderando profissionais que até então se sentiam em uma profissão menor ou de menor importância. A revolução Hair School foi além de meros cursos, ela mostrou aos profissionais que eles podiam mais. 

O impacto causado foi aumentando exponencialmente, cidades, estados e países foram alcançados pelas respostas que a Hair School trazia. Muitos profissionais foram transformados no Brasil e em muitos países da América Latina. Mas o crescimento não parou por aí.

A empreendedora Gracielle Gatto. Foto: acervo pessoal

Conquistas e sucesso 

Em 2017 esse sonho atravessou o Atlântico. Não apenas em mais uma das viagens de Gracielle Gatto, afinal, conhecer novas culturas e viajar é uma de suas paixões. Mas desta vez para ficar.  Nascia assim a Hair School International em Portugal. 

Não existem fronteiras quando temos dedicação para realizar nossos sonhos a história da Gracielle representa muito isso. Mas essa história não se encerra por aí. 

Algumas das suas várias perguntas continuavam sem resposta, afinal, um bom profissional, mesmo com todo o conteúdo científico e técnicas precisa de ferramentas. E mais uma vez o mercado não atendia a essa demanda de maneira eficaz. Não poderia ser de qualquer maneira, afinal o mercado já está saturado de “mais do mesmo”. 

Após essa longa gestação, no momento mais improvável, enquanto o mundo e o mercado desabavam em meio à pandemia, nascia então a Gatto Rosa! Uma linha que veio trazer toda a expertise de longos anos e tecnologia avançada em ativos cosméticos. A cereja do bolo, a peça que faltava no quebra-cabeça para atender os profissionais em todas as suas necessidades!

Fonte: Criativa Online 

Veja como se inscrever no curso de empreendedorismo para pessoas trans


Aulas começam na próxima segunda-feira (26) 

Thais Paim

Começa nesta segunda-feira (19) o curso gratuito de empreendedorismo voltado à população trans. Se você se interessou pela oportunidade é só se inscrever através da internet. Lembrando que as aulas acontecem até sexta (23), das 19h às 22h, no canal do Youtube da Agência Besouro.

A coordenadora dos Direitos da Diversidade Sexual e de Gênero, Camila Rodrigues, explica um pouco sobre a iniciativa. “O objetivo do projeto é tirar as boas ideias do papel e fazer com que a comunidade trans conquiste, cada vez mais, sua autonomia”. 

A proposta do curso é usar a vivência de cada um dos participantes para a criação de um negócio com baixo ou nenhum custo. Ao final das 11 etapas do método, o aluno está pronto para tirar o negócio do papel. Nas aulas, são abordados temas como: produto/serviço, ações de divulgação, pesquisa de mercado, projeção de vendas, fluxo de caixa e comunicação.

O material didático inclui apostila, matriz e cartões, que auxiliam na visualização e organização da abertura e manutenção do negócio. Após o curso, o novo empreendedor e a nova empreendedora contam com acompanhamento por 90 dias (mentoria), para tirar dúvidas e assegurar a continuidade do negócio.

As aulas são uma parceria da coordenação dos Direitos da Diversidade Sexual e de Gênero da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), com o programa IGM Impulsiona, do Instituto General Motors (IGM), e executado pela Agência Besouro.

Fonte: G1 

Mensalidades da Netflix vão ficar mais caras; confira as mudanças


Anúncio tem provocado grande insatisfação entre os usuários 

Thais Paim

A Netflix anunciou que os seus serviços vão ficar mais caros e a notícia tem deixado os usuários bastante insatisfeitos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (22) e confirma que o valor do serviço será reajustado no Brasil, com as mensalidades podendo chegar a R$ 55,90 dependendo do plano usado pelo usuário. A mudança começou a valer no mesmo dia do anúncio.

Desde 2019, este é o primeiro aumento na tarifa. De acordo com a plataforma, os novos preços são justificados pela quantidade de produções ofertadas e pela grande quantidade de conteúdo original que vem sendo produzido tanto dentro quanto fora do país.

 “Com isso, continuaremos oferecendo os melhores conteúdos, entre filmes e séries, além de uma vasta variedade de gêneros”, explica em nota. “Oferecemos diversos planos, a partir de R$25,90 por mês, para que as pessoas possam escolher um preço dentro de suas necessidades”.

Os novos valores apresentados pela plataforma são:

Plano Básico: R$ 25,90 (antes era de R$ 21,90 — aumento de 18,2%)

Plano Padrão: R$ 39,90 (antes era de R$ 32,90 — aumento de 21,2%)

Plano Premium: R$ 55,90 (antes era de 45,90 — aumento de 21,7%)

Os novos assinantes já pagam esses valores, mas quem já possui uma conta ainda vai levar mais um tempo antes de precisar pagar o reajuste. Nesses casos, um e-mail será enviado informando sobre os novos preços ao longo dos próximos 30 dias e os usuários terão, a partir disso, mais um mês para decidir se mantêm seu plano ou assinatura.

Diferença e peso no bolso 

E o que chama a atenção é que, em alguns casos, o reajuste faz com que a Netflix se torne tão cara quanto assinar mais de um serviço concorrente. No caso do pacote Premium, que garante quatro telas simultâneas e conteúdo em 4K, os R$ 55,90 superam uma assinatura conjunta das rivais Prime Video (R$ 9,90), Disney+ (R$ 27,90) e HBO Max (R$ 13,95), levando em consideração que esta está com uma promoção de lançamento pela metade do preço por tempo indeterminado.

E isso acende mais uma vez o alerta para a bolha dos streamings, que passam a custar uma parcela cada vez maior do orçamento do brasileiro. 

Fonte: Canaltech 

Marta atinge marca histórica e se torna a primeira jogadora a fazer gol em 5 Olimpíadas


A seleção brasileira feminina goleou a China por 5 a 0

Thais Paim

Para os amantes do futebol, a abertura do Grupo F dos Jogos Olímpicos de Tóquio trouxe muita emoção. Com uma grande estreia, dois gols de Marta, um ataque envolvente e participativo, com Bia Zaneratto, Debinha e a reserva Andressa Alves também marcando, e a goleira Bárbara brilhando nos momentos mais difíceis, a seleção brasileira feminina goleou a China por 5 a 0. 

O embate aconteceu nesta quarta-feira (21), em Miyagi. O placar repete a melhor estreia brasileira em Olimpíadas, a goleada sobre Camarões em Londres-2012, e mantém a escrita da seleção feminina, que venceu todas as partidas iniciais em suas sete participações nos Jogos.

Marca histórica 

Marta se tornou a primeira jogadora a fazer gol em cinco edições de Olimpíadas. Com os dois que fez na estreia, chegou a 12 na história do torneio, e agora está a apenas dois de igualar a também brasileira Cristiane, a maior artilheira do futebol olímpico – nessa corrida Marta tem a companhia da canadense Christine Sinclair, que fez o gol da sua seleção no empate em 1 a 1 com o Japão e também chegou a 12 nos Jogos. 

Marta poderia ter feito três nesta quarta, mas abriu mão da cobrança de pênalti convertida por Andressa Alves no segundo tempo. Após o jogo, Marta exaltou o espírito de união na equipe: “Aqui não tem vaidade”.

Expectativa para os próximos jogos 

A seleção brasileira volta a campo sábado, às 8h (horário de Brasília), pela segunda rodada do Grupo F, de novo em Miyagi, para enfrentar a Holanda, que também estreou com goleada: 10 a 3 sobre Zâmbia. Depois, o Brasil enfrentará Zâmbia, dia 27, encerrando a fase inicial. 

A primeira rodada do torneio olímpico já teve uma grande surpresa: pelo Grupo G, a Suécia venceu a favorita seleção dos Estados Unidos por 3 a 0; no Grupo F, a Grã-Bretanha estreou derrotando o Chile por 2 a 0. Confira a tabela completa do torneio feminino de futebol nos Jogos de Tóquio.

Primeiro tempo e desempenho 

Com um primeiro tempo praticamente perfeito, o Brasil resistiu à pressão inicial da China, confirmando a confiança de Pia Sundhage no sistema defensivo, e mostrou o “samba style” no ataque, abrindo 2 a 0 em jogadas de muita movimentação do trio Marta-Debinha-Bia Zaneratto. No primeiro gol, aos oito, Debinha cabeceou no travessão, Bia brigou pelo rebote, e a bola sobrou para Marta chutar e fazer seu 11º gol em Olimpíadas. Aos 21, Bia chutou forte, a goleira deu rebote, e Debinha ampliou para o Brasil.

Fonte: G1

Quer empreender na área da música? Curso ensina a construir a marca pessoal no universo musical


Lançamento acontece após a 2ª Semana do Empreendedorismo 

Thais Paim

Apesar das oportunidades abertas pela indústria musical, como em toda profissão, para alcançar o sucesso, é essencial conhecer algumas técnicas tanto da área musical como de comunicação e divulgação do produto.

Na 2ª Semana do Empreendedorismo Musical foi possível conhecer um pouco sobre esse cenário no ano de 2020 e ouvir dos convidados o debate sobre alguns desses temas. O evento que ocorreu do dia 12 a 16 de julho foi transmitido pelo Instagram de Guga Gonçalves, o organizador do evento.

Gustavo, que também é empreendedor musical e dono do Blog Empreendedorismo Musical, contou um pouco sobre a experiência: “O evento foi bem bacana, os nossos convidados trouxeram discussões muito importantes, mostraram que existem problemas, existem desafios, mas que tudo é superável. Os convidados contaram um pouco das suas experiências, os obstáculos que precisaram enfrentar e também os cases de sucesso. E essa era a proposta do nosso evento, compartilhar quem são os caras que fazem o negócio acontecer e faz o mercado girar”. 

O evento abordou temas como produção musical, negócios musicais, educação musical, mulheres na música e comércio musical. 

De acordo com o organizador do evento, as lives tiveram mais de 1 hora, porque o assunto rendeu bastante e também registrou um grande engajamento nas redes sociais. 

“O José Celso Guida falou sobre o motivo de tantas músicas serem lucrativas e outras não, quais são as partes que muita gente não conhece de burocratização da música, da gestão das músicas, como funciona para comprar ou vender músicas para uma peça publicitária de televisão ou para um filme, como funciona a gestão e distribuição de direito autoral de cada um”, explicou Guga Gonçalves.

Além disso, ele está lançando um curso de Empreendedorismo Musical para estudantes, profissionais e empreendedores da música, onde ele ensina tudo sobre construção de uma marca pessoal, para que o profissional obtenha demandas constantes dos trabalhos ou serviços que irá oferecer no fascinante universo do mercado musical. 

O curso será realizado em 10 encontros semanais feitos pelo Zoom, terá início dia 3 de agosto e contará com módulos de planejamento, neuro music, personal branding, produção multimídia, fotografia, áudio, roteiro, edição, tráfego Online e ferramentas do Facebook e de Produtividade. O curso também ficará gravado para quem desejar assistir em outras ocasiões. Ao final, os inscritos receberão um certificado de conclusão digital.

Para se inscrever basta acessar o link: https://bit.ly/3iudHp4

Fonte: A Cidade ON