Boletins de ocorrências policiais podem serem registrados na Delegacia Virtual através da internet


Para fazer o registro, a pessoa interessada tem que ser maior de idade e ter acesso a uma conta no portal Gov.br

William Gama

A Delegacia Virtual do Ministério da Justiça (Devir), é uma ferramenta criada para facilitar a vida das pessoas, que por algum motivo circunstancial, precisam com urgência formalizar uma queixa perante os órgãos policiais.

O cidadão que precisa registrar um boletim de ocorrência, pode contar com este serviço também através da internet. A Devir foi desenvolvida para ser assistida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), interligada ao Ministério da Justiça. 

Em agosto de 2020, a Delegacia Virtual foi implantada inicialmente no Acre. Posteriormente, foi integrada nos sistemas de mais nove estados: Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins. Vale destacar, que esses procedimentos policiais podem ser registrados em todo o Brasil.

Conta Gov.br

O cadastro gera um boletim de ocorrências (BO) e demais serviços solicitados de acordo com a demanda do internauta. Os serviços oferecidos são os mesmos que seriam prestados da modalidade presencial.  

Para fazer o registro do BO, a pessoa interessada tem que ser maior de idade, ou seja, maior de 18 anos. E necessário também ter acesso a uma conta do Gov.br.

Ao entrar, é só acessar a Delegacia Virtual. É importante destacar o estado em que foi cometida a infração. Após esse procedimento, será mostrado outra página que contém informações que facilitam as pessoas escolherem a demanda que precisam formalizar seu registro.

Ministério da Justiça

Com o registro feito, é só acompanhar a sua solicitação através do número gerado no site da Devir. O serviço é disponibilizado 24 horas por dia, durante os 7 dias da semana e pode ser acessado pelo computador, Smartphones ou tablets.  

Na delegacia, é permitida e registradas diferentes tipos de ocorrências policiais, onde as unidades federativas de cada estado são as responsáveis e precisam integrar ao sistema, para que a demanda do solicitante seja atendida.

Caso contrário, não será finalizada pela equipe que administra o sistema, pois eles não têm a obrigação de dar continuidade ao pleito desejado se não houver esse manifesto do estado onde foi cometida a ocorrência. 

De acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Justiça, o maior índice de ocorrências está na perda de documentos ou objetos, onde este número corresponde a 34,71% das solicitações.

Em segundo lugar, estão as ocorrências realizadas por roubos e furtos, onde este número corresponde por 14,02% e estelionato, com 11,92% das solicitações.

A vantagem para quem opta por realizar este tipo de serviço da delegacia virtual, é que esta integrada diretamente a bases externas, como o Denatran, Gov.br, Correios, Google Maps e dentre outros órgãos que fazem parte de sistema de segurança do governo.

Todas as informações prestadas pelos serviços são encaminhadas diretamente ao e-mail dos solicitantes, em tempo real. 

Fonte: Agência Brasil