Lives: saiba quais as mais vistas em 2020; oito são de artistas brasileiros


Por: Thais Paim

Com a pandemia, as lives acabaram se popularizando e ganhando grandes proporções. Com todo esse destaque, um resultado impressiona. Oito, das 10 transmissões ao vivo de música com maior audiência no YouTube são de artistas brasileiros. A rainha da sofrência, Marília Mendonça, garantiu o posto do show ao vivo mais assistido do ano, com a marca de 3,3 milhões de visualizações simultâneas.

A artista superou os únicos dois nomes internacionais da lista, o fenômeno sul-coreano BTS e o tenor italiano Andrea Bocelli. Além de garantir a liderança, Marília é a única a aparecer duas vezes e também está na 8ª posição do ranking.

Confira abaixo quais foram as lives mais assistidas do mundo em 2020 no YouTube:

Marília Mendonça – #LiveLocalMariliaMendonca (8 de abril): 3,31 milhões de visualizações

Jorge & Mateus – Live na Garagem (4 de abril): 3,24 milhões de visualizações

Andrea Bocelli (12 de abril): 2,86 milhões de visualizações

Gusttavo Lima (11 de abril): 2,77 milhões de visualizações

Sandy & Junior (21 de abril): 2,55 milhões de visualizações

Leonardo – #CabareEmCasa (1º de maio): 2,52 milhões de visualizações

BTS (18 de abril): 2,31 milhões de visualizações

Marília Mendonça – #TodosOsCantosDeCasa (9 de maio): 2,21 milhões de visualizações

Henrique & Juliano (19 de abril); 2,06 milhões de visualizações

Bruno e Marrone (16 de maio): 2,05 milhões de visualizações

A plataforma considerou o pico de visualizações simultâneas de cada uma das lives para montar o ranking. Essa avaliação representa o número de dispositivos conectados naquela transmissão pela plataforma ao mesmo tempo, ou seja, pode ser que o número de pessoas assistindo seja bem maior, já que mais de uma pessoa pode ver a live em um mesmo dispositivo.

O ano do sertanejo e da sofrência

Além dessa conquista, Marília também é dona do clipe mais assistido do ano no YouTube. Outros artistas como Gusttavo Lima e as duplas Jorge e Mateus e Henrique e Juliano, que estão na lista de lives, tiveram grande participação na composição da trilha de “sofrência” do auge da quarentena no país.

As apresentações, que no início tinham um estilo simples, acabaram por se tornar eventos muito profissionais, graças a nomes conhecidos do sertanejo no Brasil.  Popstars globais, como Chris Martin, John Legend e Elton John foram os primeiros a adotarem os shows on-line do isolamento.

No fim de março, a primeira live de Gusttavo Lima, com cinco horas de transmissão movidas a muito álcool e uma produção luxuosa, foi o prenúncio das apresentações que viriam depois.

Bebidas em lives e muita polêmica

Cantores como Jorge e Mateus, Léo Santana e outros artistas foram criticados por reunirem, em meio à pandemia, um número considerado alto de músicos e profissionais técnicos em suas lives, contrariando as orientações de isolamento social.

Por outro lado, o formato sofisticado e bem mais profissional é um bom ponto de partida para explicar por que o Brasil ocupa a maioria das posições do ranking do YouTube.

Grandes artistas internacionais seguiram realizando apresentações caseiras, com voz e violão em frente às câmeras. Apesar da onda de grandes festivais de lives para arrecadar doações a instituições de caridade.

Uma outra novidade que surgiu com o período de shows na pandemia foi o modelo de live com venda de ingressos. É o caso do próprio BTS, que atingiu recorde em número de espectadores simultâneos em um show on-line pago.

Em 14 de junho, a live “Bang Bang Con” feita pelo grupo, chegou a ser visualizada por 756 mil fãs ao mesmo tempo, uma marca já reconhecida pelo Guinness World Records.

Apesar das inovações e adaptações, nem as lives mais profissionais, muito menos as mais simples, foram capazes de manter um nível auto de audiência ao longo da pandemia.

A lista do YouTube mostra que todos os shows recordistas de audiência aconteceram entre abril e maio, ainda no primeiro trimestre da pandemia do coronavírus, declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 11 de março.

Artistas continuando fazendo apresentações on-line, mas público hoje é bem menor e menos entusiasmado, o que também reduz o interesse de patrocinadores.

Evento on line comemora Dia do Super-Herói Brasileiro


O dia 24 de outubro será marcado no calendário brasileiro como um dia de vitórias e homenagens para o setor de histórias em quadrinhos brasileiras. Por iniciativa do ator e quadrinhista Elyan Lopes, em conjunto com um grupo de autores nacionais, foi criado o Dia do Super-Herói Brasileiro. A data foi escolhida por marcar a estreia do seriado As Aventuras do Capitão 7, exibido pela TV Record de 1954 a 1966.

Primeiro super-herói brasileiro, o Capitão 7 foi uma criação de Rubens Biáfora e adquirido os direitos pelo ator mineiro Ayres Campos, que também foi seu intérprete na TV. Embora com os poucos recursos da época, o seriado foi um grande sucesso e migrou para os quadrinhos em 1959, publicado pela Editora Continental/Outubro. Ao mesmo tempo em que homenageia o pioneiro super-herói, a data pretende chamar a atenção para o gênero, que, embora seja muito rico e diverso, encontra pouco reconhecimento pelo público e mídia especializada.

Visando aumentar a exposição desses personagens, a data será celebrada com um evento on line no dia 13 de dezembro de 2020, à partir das 10h, no canal Elyan Meu Heroi no YouTube (http://youtube.com/elyanmeuheroi). “Este ano, excepcionalmente, estamos comemorando em dezembro, mas a partir de 2021, o evento será na data correta”, comenta Lopes. Estão previstas muitas atrações como lançamentos, discussões, homenagens e a entrega do Troféu Dia do Super-Herói Brasileiro aos destaques 2020, lançamento do ano e do Super-Herói BR do Ano.

Primeiro Super Heroi Brasileiro

Esta escolha se deu via votação on line nas plataformas digitais criadas por Lopes e contou com a participação de todos os seguidores. “O Capitão 7 também foi o escolhido para ser a figura do nosso troféu por seu pioneirismo”, explica o quadrinhista. “É uma forma de homenagear o autor deste que foi o primeiro super-herói genuinamente brasileiro e que acabou esquecido pela mídia”, comenta.

Mas não pense que as super-heroínas foram deixadas de lado! O autor Emir Ribeiro será homenageado por sua criação mais icônica, a heroína Velta. Outro que também receberá uma homenagem é Lancelott Martins, criador do personagem Catalogador dentre outros e responsável pelo site HQ Quadrinhos (http://hqquadrinhos.blogspot.com), que divulga publicações de super-heróis BR.

Para que o evento aconteça, o grupo busca a colaboração de patrocinadores. “Nossa ideia inicial era fazer um evento físico, mas por conta da pandemia de Covid-19, isso se tornou inviável neste primeiro momento. Mesmo sendo on line, temos alguns custos a cobrir, como a confecção do troféu, por exemplo, e precisamos da ajuda de todos que se interessem em valorizar e incentivar a produção nacional e seus respectivos artistas”, explica Lopes.

Para isso, está sendo criada uma campanha no Catarse a fim de arrecadar fundos que cubram essas despesas. O financiamento coletivo é aberto a todos os interessados, mas as empresas que desejarem patrocinar o evento terão seus nomes e logomarcas associados ao material promocional. Os interessados podem acessar o link www.catarse.me/diadosuperheroibr e colaborar com as cotas disponíveis.

Mais informações: www.diadosuperheroibrasileiro.com.br

A música popular brasileira perde Vanusa


A cantora Vanusa morreu na manhã deste domingo (8), aos 73 anos, em uma casa de repouso em Santos, no litoral de São Paulo, onde estava morando há mais de 2 anos. Ela deixa três filhos: Amanda, Aretha e Rafael.

Vanusa chegou a ficar internada cerca de dois meses por problemas respiratórios e retenção de líquido. A família da cantora emitiu um comunicado, informando que causa da morte foi insuficiência respiratória.

Um dia feliz antes de partir

“O enfermeiro percebeu por volta das 5h30 da manhã que ela estava sem batimentos cardíacos. Imediatamente chamaram a UPA que constatou insuficiência respiratória como a causa mortis”, diz o comunicado.

“Ontem [ela] teve um dia muito feliz com a visita da Amanda, a filha mais velha. Cantou, brincou, riu, se alimentou bem. Nos últimos anos Vanusa teve depressão, problemas gerados pelo uso de medicamentos tarja preta em excesso, o que a deixaram muito debilitada”, acrescenta a nota.

O anime “Sangue de Zeus” estreia na Netflix


A Netflix já está disponibilizando seu novo anime que é focado na mitologia grega. Trata-se da produção “O Sangue de Zeus”, queO-Sangue-de-Zeus possui na primeira temporada oito episódios, com aproximadamente 20 min de duração. O enredo é o seguinte: “Na Grécia antiga, uma guerra entre os deuses do Olimpo e os titãs está para começar. Ao descobrir segredos de seu passado, o plebeu Heron se torna a melhor chance da humanidade de sobreviver a um exército de demônios”.

Canal da cantora Anitta bate a marca das 5 bilhões de visualizações


Anitta, está com tudo e não está prosa! A cantora é um dos maiores sucessos da história da música no Brasil e vem conquistando cada vez mais espaço no mercado internacional! A prova disso é que a “funkeira” acaba de conquistar a marca de 5 bilhões de visualizações de seus vídeos no YouTube, onde tem mais de 15 milhões de inscritos.  Em seu canal é possível acessar os principais clipes da carreira da cantora, incluindo álbuns completos, que estão disponíveis de graça para os internautas.

A nova Mulher Maravilha é brasileira e inspirada em uma atriz cearense


A DC anunciou recentemente que a nova Mulher Maravilha seria brasileira. A personagem se chama Yara Flor e foi inspirada na

Atriz Suyane Moreira, inspiração para a nova Mulher Maravilha. Foto: divulgação.
Atriz Suyane Moreira, inspiração para a nova Mulher Maravilha. Foto: divulgação.

modelo e atriz cearense Suyane Moreira. A informação foi descoberta após o fã Marcus Lucon entrar em contato com autora Joelle Jones via Instagram, em que agradeceu a quadrinista e comentou a semelhança entre Yara Flor e a modelo. A autora, por sua vez, confirmou a comparação: “Isso é bem legal! Na verdade, eu a usei como ponto de referência para o design de Yara!”

Como parte da linha DC Future Slate, a brasileira Yara Flor, da Amazônia, assumirá o manto da heroína. Além disso, ela também se juntará com uma nova versão do Superman, que será o filho de Clark Kent.

O inferno astral de Marina Ruy Barbosa


As coisas parecem não estar tão bem para a atriz Marina Ruy Barbosa. Circulou recentemente boatos de que a atriz e o marido Alexandre Negrão estariam passando uma crise no casamento. Assim como da ultima vez que esses boatos vieram à tona, a atriz veio a público negar, inclusive anunciando uma viagem que o casal fará junto nos próximos dias.
Não se pode negar que Marina está sempre com muitas pessoas ao seu redor: funcionários, fãs, amigas . E uma “amiga invejosa” e madrinha de casamento da ruiva que tem batido para uma influencer linguaruda, tudo que acontece na casa e no casamento da global. A tal amiga, com síndrome de gata borralheira, finge dar apoio a Marina só para estar a par de todos os detalhes. Fora isso, essa mesma madrinha tenta copiar tudo o que a afilhada faz.

Teatro: muito mais que uma forma de entretenimento


Em pleno, Dia Nacional do Teatro, atores refletem sobre sua paixão por esse tipo de arte e a importância da mesm para a sociedade.

O diretor Anselmo Soares Farias Foto: divulgação
O diretor Anselmo Soares Farias Foto: divulgação

Uma das manifestações artísticas mais antigas da humanidade está sendo homenageada hoje: o teatro! Esta forma de arte surgiu na Grécia Antiga, sendo muito importante para o desenvolvimento da cultura grega, servindo inclusive de influência e inspiração para outros povos da antiguidade, principalmente os romanos.

Em terras brasileiras o teatro surgiu no século XVI, com o objetivo de espalhar a crença religiosa. Só em 1808, com a chegada da Família Real Portuguesa, que o teatro passou a ser visto como uma forma de entretenimento. Para se ter uma ideia, naquela época era hábito os reis convidarem companhias de teatro estrangeiras para fazer as suas apresentações para a nobreza.

Em seu projeto de pesquisa, realizado para a Universidade de Brasília – Instituto de Artes Cênicas, o ator, diretor e produtor cultural, Anselmo Soares Farias analisa que, embora tenha se originado como uma expressão acessível de identidade cultural, em tempos recentes o teatro passa a ter um corte socioeconômico que não é uma característica sua, mas de todas as demais expressões artísticas. “Não somente as plateias são selecionadas a partir de sua capacidade de pagar para ter acesso a grandes espetáculos com grupos e atores renomados; como também uma parcela considerável de pessoas só tem acesso ao teatro por meio de grupos amadores que atuam de forma mambembe, despendendo esforços que vão desde sua organização até a produção”, declara Farias.

Elyan Lopes(E) na peça Três Reportagens Malditas, de Plínio Marcos. Foto|: divulgação
Elyan Lopes(E) na peça Três Reportagens Malditas, de Plínio Marcos. Foto: divulgação

Mas, quem apenas assiste a uma apresentação teatral talvez nem imagine os desafios que são enfrentados para que uma peça, finalmente, entre em cartaz. O ator e quadrinista, Elyan Lopes sabe bem o que é isso. “É sempre muito difícil encontrar empresas dispostas a investir nesse tipo de projeto”, lamenta.

O ator Frank Araújo. Foto: divulgação
O ator Frank Araújo. Foto: divulgação

Segundo o ator, que fez este ano uma participação na novela “Malhação” da Rede Globo, uma das estratégias utilizadas é buscar o apoio logístico de pequenas empresas como, por exemplo, restaurantes e lojas que vão oferecer itens de figurino. “Pequenos empresários são mais receptivos a esse tipo de parceria”, avalia Lopes.

Para muitos, a paixão pelo teatro é algo difícil de se explicar com palavras. “O teatro é algo magnífico. Ele faz a gente se desenvolver todos os dias, despertando emoções diversas. Você pode ter 15, 20, 30 anos, mas a cada apresentação que faz é uma emoção diferente”, declara o ator Frank Araújo.

Segundo Araújo, que também é modelo e empreendedor, o teatro é uma espécie de terapia, que prepara o indivíduo para qualquer situação da vida. “O teatro é vida, é alma, é uma sementinha que é plantada diariamente por quem representa”, finaliza.

O teatro é uma das manifestações artísticas mais completas e encantadoras. Nós do Carvalho News parabenizamos a todos os profissionais que contribuem para que o espetáculo literalmente aconteça: figurinistas, coreógrafos, aderecistas, iluminadores, cenógrafos, auxiliares de camarins, atores, atrizes, diretores…

Bacurau será exibido no YouTube


Já temos uma ótima opção de entretenimento gratuito. Trata-se do filme Bacurau, dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. O longa, que conta com a atriz Sônia Braga no elenco, será exibido pela rede Telecine em seu canal no YouTube. A atração será transmitida nesta quinta-feira (18) às 20h e contará com parte do elenco interagindo com o público via chat. A iniciativa tem o objetivo de comemorar o Dia do Cinema Brasileiro, celebrado na sexta-feira (19).

Fotos:divulgação
Fotos:divulgação

Vencedor do prêmio do júri no Festival de Cannes, Bacurau gerou buzz na internet no último ano. O filme conta a história de uma comunidade no sertão nordestino que começa a enfrentar eventos misteriosos.

A sequência da HQ ALFA – A Primeira Ordem terá lançamento Oficial Online


Desenvolvida pelo selo Meu Herói e publicada em parceria com a Editora Kimera, a revista em quadrinhos ALFA – A Primeira Ordem é uma obra que se divide em duas partes. Na primeira, lançada no final de 2017 após atingir a meta no Catarse, são apresentados os heróis da atual geração como Capitão R.E.D, Lagarto Negro e Velta tentando desvendar uma ameaça de proporções cósmicas, desencadeada pelo vilão Aéris que envia seu mais terrível assecla, o General Zeta, para impedir que os heróis desvendem seus planos de dominação mundial.

Na época o primeiro volume, teve um lançamento físico em vários eventos nas cidades de Rio de janeiro e também em São Paulo. Porém, para evitar aglomerações e seguindo as orientações para conter a pandemia de Covid 19, os responsáveis pelo projeto decidiram realizar um evento simbólico através de uma transmissão ao vivo no Youtube no Canal: ELYAN MEU HERÓI do autor e criador Elyan Lopes.

A Live contará com os principais responsáveis pelo projeto e uma grande variedade de autores de personagens que tiveram participação nesta histórica HQ nacional.super live

Mas, voltando a publicação, a segunda e última parte: ALFA – A Primeira Ordem Parte 2, destaca a equipe da Primeira Ordem: Capitão 7, Raio Negro, Homem Lua, O Flama e Capitão Gralha ressurgindo nos dias de hoje para lutar ao lado dos maiores super-heróis do nosso tempo contra o conquistador Aéris, e tudo acontece em Brasília, para o desespero de todos.

A mega-saga pode contar com a belíssima arte de Marcio Abreu, estonteante cores de Vinícius Townsend e com roteiro do magistral Gian Danton sobre argumentos de Elyan Lopes. A HQ conta com nada mais, nada menos, do que 80 super-heróis de diferentes autores do Brasil inteiro. Apesar dos problemas de atraso com a revista o autor se diz realizado e com sensação de dever cumprido. “É o fechamento de um ciclo e mais um sonhos realizado” Afirma Lopes.

As entregas das revistas aos APOIADORES já começaram, e esperamos atender a todos o mais rápido que for possível. “É uma promessa e compromisso que fizemos com os nossos apoiadores. Em respeito a quem acreditou e nos apoiou diretamente no site Catarse. Mas na semana seguinte após a postagem de nossos apoiadores começaremos a entregar quem já reservou a sua no site.” Acrescenta Vanderley Sadrack CEO da Editora Kimera. A editora também é a casa de outras publicações de sucesso como do destemido Capitão R.E.D e do Lagarto negro, e de uma outra equipe já conhecida dos leitores chamada Dragões do Futuro, a nova equipe de super-heróis que também está presente na HQ ALFA.

A Live de lançamento acontece dia 07 domingo as 19:00 no canal do autor Elyan Lopes e já tem nomes confirmados como Ricardo Quartim autor do livro Os Senhores de UR, Emir Ribeiro autor da heroína Velta, Altemar Domingos autor da heroína Jaguara e Gabriel Rocha autor do herói carioca Lagarto negro além de outros autores presentes na revista.