É de Salvador? Prazo para recadastramento do cartão SUS é prorrogado; confira


Nova data limite está prevista para abril

Thais Paim

Se você é beneficiário em Salvador e ainda não fez a sua atualização cadastral do cartão SUS, esse fim de ano tem uma boa notícia. O prazo máximo para realizar esse procedimento foi prorrogado para 2021. 

De acordo com as informações, a nova data limite é 30 de abril do próximo ano. A prefeitura informou que, até o momento, mais de 2,5 milhões de moradores da capital já realizaram o procedimento, que é obrigatório. 

Apesar de ter ultrapassado a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para o recadastramento, fixada em pelo menos 70% da população, a prefeitura optou por prorrogar o prazo. Cerca de 84% dos moradores de Salvador já fizeram o recadastramento. 

“É importante que todos os moradores de Salvador realizem a atualização cadastral, uma vez que o governo federal irá estabelecer o repasse dos recursos públicos da saúde com base no número de pessoas cadastradas em nosso sistema. Isso vai possibilitar que a gente continue de maneira intensa a expansão da oferta dos serviços na cidade, além de definir políticas mais eficazes baseadas na compilação dos dados levantados durante o recadastramento”, explicou o titular da SMS, Leo Prates. 

Ainda de acordo com Prates, é importante que toda a população seja cadastrada, até mesmo as pessoas que possuem plano de saúde e aqueles usuários que não utilizam com frequência as unidades municipais. 

A medida segue determinação do governo federal, que instituiu um novo modelo de financiamento para a Atenção Primária, sendo o cadastramento a principal estratégia de transferência de recursos da União para as prefeituras. 

Recadastramento cartão Sus Foto: Arisson Marinho

Atualização e procedimento 

O site da Secretaria Municipal de Saúde é o principal meio para que o recadastramento seja realizado, mas além dele, o usuário pode realizar o recadastramento de forma presencial em uma das 153 unidades básicas da rede municipal, com o agente comunitário de saúde. 

É preciso informar o RG ou certidão de nascimento, CPF ou cartão SUS e o comprovante de residência em nome do usuário ou de algum parente de primeiro grau em Salvador. 

Uma pessoa da família também pode realizar o cadastro dos demais moradores, caso apresente toda documentação necessária. Nesta situação, a validação do cadastro será realizada após acesso à unidade de saúde.