Eduardo Paes anuncia compra de vacinas do Butantã, e campanha de vacinação da cidade do Rio deve começar em Janeiro


Paes postou um vídeo ao lado do governador de São Paulo e explicou os próximos passos

André Lucas

O prefeito eleito Eduardo Paes anunciou, no último domingo dia 20, que fez um acordo com o Instituto Butantã e o Governo de São Paulo para a aquisição das vacinas no combate ao covid -19. O anúncio foi feito em suas redes sociais, e contou com a presença do governo João Doria, simbolizando a parceria entre o Governo do Estado de São Paulo e o Governo da Cidade do Rio de Janeiro. 

“Estive hoje com o Governador de São Paulo, João Dória, assinamos um termo de cooperação com o Instituto Butantã para a aquisição da vacina contra o coronavírus. Entendemos que o ideal é que tenhamos um plano nacional de imunização — aquilo que pretendemos seguir”, informou Paes pelo Twitter.   

João Dória (E) e Eduardo Paes firmam parceria. Foto: divulgação

Desde a ultima quinta feira  dia 17, Eduardo Paes vem falando sobre a campanha de imunização. O prefeito eleito anunciou em uma live, que a distribuição de vacinas no Rio de Janeiro deverá ocorrer até Janeiro de 2021. Anunciou também que apresentará um plano de vacinação em breve. “Se Deus quiser, em Janeiro a gente começa a vacinar”, prevê Paes.       

“Essa é uma realidade. O vírus voltou com força e todo mudo que está aqui conhece alguém que se contaminou ou que veio a falecer em razão do coronavírus. Eu acredito que lockdown, essas coisas, eu acredito que não têm mais espaço para isso. Mas as pessoas têm que ter compreensão”, aconselha o político.

Paes também falou sobre as pessoas idosas, sobre o risco maior que elas correm, além da necessidade desse grupo de ter atenção redobrada, não só usar máscara e álcool gel o tempo todo, mas principalmente evitar o máximo possível de transitar pela cidade. “Esse grupo tem que fazer o próprio lockdown”, declara.

Apesar de boatos sobre a aproximação entre Paes e a família Bolsonaro, o prefeito tomou uma posição bem oposta ao governo de Jair. No meio desse debate politizado sobre a vacina, Paes falou sobre a importância de vacinar a população o mais rápido possível, com a promessa de apresentar um plano mais detalhado e com datas no dia 28 de dezembro (informações apuradas pela CNN).

O prefeito eleito terminou a live dizendo: ” é muito importante que a gente tenha a cultura de entender esse momento difícil. Se Deus quiser em janeiro a gente começa a vacinar, Vamos priorizar o pessoal da saúde, priorizar o servidor da educação, para que a gente possa voltar a ter aulas para as nossas crianças. Tem um conjunto de desafios importantes, mas que eu tenho a certeza de que sem a parceria da população será impossível”

Essa decisão de comprar e distribuir a vacina no município do Rio, só foi possível após o STF permitir que estados e municípios comprem vacinas aprovadas fora do país. Com a indecisão do governo federal, sobre o Plano Nacional de Imunização (PNI), Estados e Municípios viram a necessidade de elaborar um “plano b” para o combate ao covid 19. 

O Debate sobre a vacina continua politizado e dividido, e você? Qual a sua opinião, deixe nos comentários.