Itabuna: Troféu Estrelas Itabuna resgata a memória e cultura


Marcelo Carvalho

A Fundação Itabunenses de Cultura e Cidadania (FICC) realizou na quarta-feira passada, dia 28, Dia da Cidade, a entrega do Troféu Estrelas Itabuna. O evento fez parte das comemorações dos 111 anos de emancipação político-administrativa do município. Foram homenageados com a láurea 20 personalidades envolvidas com a cultura local, sendo cinco homenagens póstumas.

Segundo o presidente da FICC, Aldo Rebouças, o projeto busca reconhecer e difundir elementos da memória itabunense através de sua gente e dos bens culturais. “Essa premiação é uma forma de resgatar e valorizar a memória cultural da cidade. Além de reconhecer nomes que contribuíram na construção da nossa cultura”, disse.

Em sua primeira edição, receberam o Troféu Estrelas Itabuna: Ramiro Aquino (jornalista e escritor), Renart Souza (artista plástico), Ritinha Dantas (fundadora da FICC), Ruy Póvoas (antropólogo  e ícone da cultura afro-brasileiras), Zélia Lessa (maestrina), Clóvis Leite – Kocó (cantor), Alba Cristina Soares (atriz), Josenildo Sousa Santos, Aldo Bastos (diretor e ator) Valdirene Borges (artista plástica), Norma de Assis (cantora), Neide Prado (cantora), Margarida Fahel (escritora), Yara Smith Lima (atriz e precursora da FICC) e Mestre China (capoeirista).

As homenagens in memorian foram prestadas a Railda Prudente Silva (bailarina), Alceu Pólvora (artista plástico), José Dantas de Andrade, Dantinhas (memorialista e escritor), Telmo Padilha (jornalista, poeta e escritor) e Ignez Maria Carvalho. O evento contou ainda com as apresentações da Opus Music, Centro de Dança Luísa Selman. Muitos dos homenageados abrilhantaram a noite com canções e discursos de agradecimento.