Maria da Penha marca presença em lançamento de campanha


À frente Olívia Santana e Maria da Penha Fernandes (à direita)          Fotos: Secom Bahia
À frente Olívia Santana e Maria da Penha Fernandes (à direita) Fotos: Secom Bahia
“Vá na moral ou vai se dar mal”.  Este é o nome da campanha de enfrentamento à violência contra as mulheres do Carnaval 2016, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA), que contou com a presença da madrinha Maria da Penha Fernandes. O evento, que foi realizado no Sheraton da Bahia Hotel, contou também com a presença da Secretária de Políticas para as Mulheres da Bahia, Maria Olívia Santana; da Promotora e Coordenadora do Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher do Ministério Público, Márcia Teixeira; do Diretor-presidente da Bahiagás, Luís Gavazza; do Coronel Admar Fontes, Superintendente de Prevenção à vida da Secretaria de Segurança Pública; da cantora Margareth Menezes e do músico Armandinho.
Maria Olívia Santana agradeceu ao público presente e a todas/os envolvidas/os que apoiam não apenas esta campanha, mas a causa do enfrentamento à violência contra as mulheres. Ela também realizou um agradecimento especial à Maria da Penha, por ter aceitado o convite para ser madrinha da campanha, e ter vindo primeiramente à Bahia, para celebrar os 10 anos da Lei Maria da Penha.
A gestora apresentou a campanha que está em sua segunda edição, com o mesmo slogan, por ter sido incorporada e bem sucedida em 2015. Ela explicou que o objetivo é conscientizar a população sobre os tipos de violência que ocorrem durante a festa de rua e os direitos das mulheres, proporcionando um carnaval de paz.
A madrinha, Maria da Penha, elogiou o trabalho que é desenvolvido na Bahia, e afirmou estar lisonjeada em participar da campanha. Em relação à comemoração dos 10 anos da Lei 11.340, ela ressaltou que a implementação da Ronda Maria da Penha no estado é a prova de esta legislação contribuiu para mudanças reais.
O evento foi encerrado com a execução de uma Marchinha alusiva ao Ligue 180, importante ferramenta da rede de proteção às mulheres; e com uma contagiante apresentação da Banda Didá, formada apenas por mulheres, que junto à Margareth Menezes, Larissa Luz e Ludmillah Anjos, fecharam o evento em clima de carnaval e de paz.
O encontro contou com o apoio da Bahiagás, da Comissão dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia e da Comissão de Defesa dos Direitos das Mulheres da Câmara de Vereadores.
A ação contou com a adesão de, entre outros, Margareth Menezes e Armandinho
A ação contou com a adesão de, entre outros, Margareth Menezes e Armandinho