Nova mutação do covid-19 é detectado em 5 países diferentes, Brasil é um deles


Reino Unido, Dinamarca, Holanda, Austrália e Brasil estão na lista.

André Lucas

O Reino Unido divulgou que detectou uma nova variante do covid-19, o diretor médico da Inglaterra, Matt Hancock, disse a imprensa que essa nova variante é muito mais contagiante do que o anterior. 

“Não há nenhuma evidência atual que sugira que a nova cepa cause uma taxa de mortalidade mais alta ou que afete vacinas e tratamentos, embora um trabalho urgente esteja em andamento para confirmar isso”, disse ele em um comunicado.  Além disso o Ministro ainda falou sobre a preocupação em relação ao novo vírus.

“Esta nova variante é altamente preocupante porque é ainda mais transmissível e parece ter sofrido mais mutação do que a (primeira) nova variante descoberta no Reino Unido”, o país vive um medo de que a nova variante venha ser pior que as anteriores. Outros países enxergam a situação da mesma forma e por conta disso proibiram a entrada de voos vindo do Reino Unido.

Matt disse ainda que estar sendo feito um “trabalho urgente” para saber se o novo corona vírus é mais letal ou não que o covid-19. O ministro  Hancock afirmou ainda aos deputados da Câmara dos Comuns do Reino Unido que, ao longo da última semana, houve aumentos agudos e exponenciais no número de infecções pelo coronavírus em Londres, Kent, partes de Essex e Hertfordshire. Após a divulgação das informações o Primeiro Ministro da Inglaterra Boris Jhonson informou que as medidas de isolamento serão retomada em nível de rigor maior. Nesse período de natal as restrições seriam relaxadas mas o governo voltou atrás e resolveu aplicar restrições para as reuniões familiares.  Os governos dos países vizinhos, Escócia e País de Gales, também adotaram medidas mais rigorosas por conta da aproximação.

Os casos do novo corona vírus não são exclusividades na Inglaterra, outros países também registraram casos do novo corona vírus. A Austrália por exemplo anunciou que registrou dois casos do novo covid em instalações de quarentena. A OMS confirmou que tem registros de casos na Dinamarca e Holanda do novo vírus, o que mostra que estar havendo propagação do novo Covid.

“Sabemos que essa variante foi identificada também na Dinamarca, na Holanda e houve um caso na Austrália e não se espalhou por lá, É preocupante que o vírus esteja se espalhando e tenha tantas mutações. Compreendemos que o vírus não causa infecções mais graves com base nas informações preliminares que o Reino Unido compartilhou conosco, embora esses estudos estejam em andamento para examinar pacientes hospitalizados com esta variante. Quanto mais tempo esse vírus se espalhar, mais oportunidades ele tem de mudar. Portanto, realmente precisamos fazer tudo o que pudermos agora para evitar a propagação”. Disse Maria Van Kerkhove, líder técnica da Organização Mundial dos médicos, nesse domingo, dia 20 de dezembro. 

Infelizmente as mutações do covid já foram registradas no Brasil, mas especificamente no Rio de Janeiro. Cientistas da UFRJ analisaram 180 genomas virais e detectaram mutações em 38 desses. Apesar da notícia ruim, o cientista Amilcar Tanuri, esclarece que “não há motivo para pânico”.

“Salientamos que não há motivo para pânico. Vírus estão sujeitos a mutações. A identificação dessa linhagem mostra que devemos intensificar a testagem e a vigilância genética. A descoberta também evidencia a importância das medidas de distanciamento social e o uso de máscara”.