Baleia Rossi conquista apoio do PT em reunião particular, e Lira viaja para negociar com líderes de partidos


Evolução de Rossi é clara e Lira vai perdendo a vantagem que construiu enquanto Maia não tinha candidato

André Lucas

O assunto mais importante das ultimas seis semanas ganhou páginas novas nessa segunda feira. A corrida pela presidência da Câmara é de estrema importância para os dois lados políticos dentro do congresso. 

A base do governo de Jair Bolsonaro ainda lida com as consequências da incapacidade de Jair de conseguir dialogar com as casas legislativas. Diversos projetos, principalmente na área da economia, mas também em outras áreas como por exemplo o pacote anti crime, foram bloqueado pelo atual presidente da Câmara dos deputados federais, Rodrigo Maia, fazendo com que Maia se torna-se um grande obstáculo para Bolsonaro governar. 

Por outro lado  a oposição ao governo atual, disfruta e quer continuar desfrutando de ter maioria da casa e um presidente da Câmara que possa “regular” o governo federal, não permitindo que ideias “ radicais” (como a pena de morte por exemplo) ou até mesmo ideias não tão radicais porém que feri as bandeiras da oposição, como por exemplo os ataques ao meio ambiente, fossem aceitas e tivesse parecer positivo e consequentemente ser tornar-se lei.  

Para Bolsonaro que hoje tem Maia com um grande obstáculo, as eleições para a Câmara dos deputados federais é um grande objetivo, é a chance de tirar Maia do caminho e pode governar. 

Para a oposição deixar o Presidente da República ter influência ou pior mandar na Câmara é um grande passo para trás, além de tirar a força da oposição, por isso a importância de não permitir que o candidato do Bolsonaro chegue a cadeira da presidência da Câmara. 

O candidato de Bolsonaro, Arthur Lira

Arthur Lira do PP lançou sua candidatura a 4 semanas atrás, no dia 9 de dezembro do ano passado. 

Lira vem costurando bons acordos e firmando boas alianças, ele deu um passos gigante quando conseguiu trazer deputados de esquerda para sua base de apoio, o que é muito importante a essa altura do campeonato. 

 Nos últimos dias Lira tenta fugir do rótulo de candidato do governo e para isso diz apenas ser conveniente ao governo ou a oposição dependendo da situação, em um tentativa de atrair deputados da oposição que não querem um sucessor de Maia. 

Em entrevista a Jovem Pan o candidato do governo fez criticas a Maia, e deixou claro seu posicionamento para as próximas pautas na Câmara caso seja ele a sentar na cadeira de presidente. 

“A minha candidatura é fruto do apoio do partido e do apoio de partidos que pensam parecido. Partidos de centro que sempre trabalharam para dar previsibilidade nas pautas necessárias. Não faço nem apoio ao governo e também não faço oposição de ocasião, quando é conveniente. Já deixei claro. Quem votar na outra chapa vai votar na continuação da centralização do poder. E eu não defendo isso. A pauta é prerrogativa do presidente, mas deve ser aceitada por maioria. O presidente deve servir como mediador, como conciliador. O que nós precisamos é que, todos os partidos, mesmo com as dificuldades ideológicas, encontrem saídas para o crescimento do nosso país. Não existe candidato de A ou B. São versões colocadas e que, internamente, não estão funcionando. Disputa da Câmara não pode virar disputa de governador, presidente de partido e de líder sem consultar bancada.” 

O candidato de Maia, Baleia Rossi

A candidatura mais demorada precisou correr contra o tempo para alcançar Lira que conquistava apoio enquanto Maia nem tinha decidido ainda qual seria seu candidato. Porém até agora Rossi do MDB estar indo muito bem,  lançado como candidato no dia 23 de dezembro do ano passado, Baleia Rossi já conseguiu seu primeiro apoio importante, a bancada do PT anunciou seu apoio ao candidato. Uma das maiores bancadas com 52 deputados é um passo muito importante rumo aos 257 deputados. Rossi comemorou o apoio do PT e continua buscando apoio. 

“A frente ampla ficou ainda maior. O PT anunciou apoio a nossa candidatura. É um grande dia para quem defende uma Câmara livre e independente. Somos 11 partidos diferentes. Divergimos em muitos assuntos. Mas estamos juntos na defesa de uma democracia viva e forte!”, escreveu o deputado em uma rede social.   

Vitória: prefeito quer retomar as aulas o quanto antes


Mesmo sendo liberadas desde o dia 13 de outubro as aulas presenciais ainda não voltaram

Júlia Vitoria

Vitória (ES) foi um dos municípios que preferiram optar pelas aulas online até o final de 2020. Assim, não arriscaria a saúde da comunidade. Contudo, esse panorama pode mudar. Em entrevista, o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini revelou que tem a intenção de retomar as aulas presenciais o mais rápido possível, tomando todas as medidas de segurança. 

Esse ano os novos prefeitos têm um dos maiores desafios a enfrentar: a pandemia do covid 19; Os gestores possuem a missão de conduzir os municípios para que possam vencer essa crise. Para o chefe executivo municipal de Vitória é importante dialogar com as pessoas sobre o risco das aglomerações, e que mais medidas devem ser adotada, como ampliar o horário de atendimento nas unidades de saúde e atendimentos especializados.

Em entrevista o prefeito da Serra disse que ficou espantado por não ter um computador em sua sala, para ele  uma cidade transparente deve ter as informações online disponíveis a todo tempo para o gestor. Informatização é uma das principais ações para serem tomadas pelo novo gestor, serviços como marcação de consultas e matrícula escolar poderão ser informatizadas e feitas por um aplicativo.

Em Cariacica (ES) a prioridade da nova gestão será a  saúde, em reunião com seu secretariado eles falaram das pautas e prioridades para os primeiros 100 dias de gestão destacou também a segurança pública e a zona rural. 

A semana também começou com o retorno da Assembleia Legislativa com três vagas abertas na casa das leis. E, alguns deputados que voltaram a ocupar cadeiras no legislativo estadual.

Para trabalhar em projetos pessoais o economista Maurício Duque deixou a presidência do Bandes, cargo que assumiu no início do atual mandato de Renato Casagrande (PSB). Para k lugar do economista foi escolhido diretor-geral da ARSP, Munir Abud de Oliveira, contudo sua contratação depende do alvará do banco central.

Nesta terça o governador se reúne com os novos giberbabtes da grande Vitória, a pauta vai falar principalmente das medidas de enfrentamento à pandemia, os secretários de saúde também estarão presentes e a reunião será se modo virtual.

As reais causas do machismo estrutural


Julia Vitória

O machismo estrutural, o contexto histórico, que coloca as mulheres abaixo dos homens, a desigualdade hoje. Esses fatos fazem com que as mulheres tenham que lutar cada vez mais pelos seus direitos, e em muitos casos pela própria vida.

Os casos de violência contra mulher não são de hoje, contudo a pandemia deu o gatilho que faltava para os casos aumentarem. O ano mal começou e denúncias de violência já foram registradas. 

Para a especialista em direitos das mulheres Lia Zanotta Machado, existe um sexismo estrutural devido a desigualdade de gênero na questão social. A ideia que o gênero  feminino é inferior ao masculino está escrito em lei, sendo mais difícil desconstruir essa questão de que a mulher valha menos que o homem. A violência doméstica no Brasil é histórica, a pandemia também acabou por da uma segunda onda oar6a isso pois com o isolamento os familiares ficam mais juntos e pode acarretar mais brigas e o casos de agressões.

O poder pátrio faz com que os homens tenham um certo poder sobre as mulheres, pais com filhas, maridos com esposas. Antigamente se o marido desconfiasse que a mulher estivesse o traindo com outro alguém ele poderia agredi-la ou até mesmo matá -la. Mas as leis Maria da Penha e do feminicidio veio para da um basta nisso, geralmente as agressões começam de forma verbal ou psicológica, o indivíduo projeta na mulher  suas frustrações, algo que ele trás de fora como por exemplo o desemprego, culpando-a de qualquer coisa, o motivo da violência geralmente tem alguma causa frívola.

Os xingamentos constantes, a tentativa de tirar a dignidade da mulher, usar a culpa como desculpa, esses são gatilhos que devem ser observados, a agressão começa assim de uma forma que ninguém percebe, pode vim de um trabalhador que é calmo e gentil com todos, mas que com a esposa, bate e xinga, ou até um traficante que  acha que tem o mundo aos seus pés e pode tratar a mulher da forma que que ele quiser, a violência não está situada Somente em um meio social, ela pode estar dentro de casa ou na casa da vizinha, o fato é que tem que ficar atenta.

À desconstrução da memória social é algo difícil, mas que precisa acontecer, de fato a Lei Maria da Penha mudou o olhar sobre o famoso ditado ” em briga de marido e mulher ninguém mete a colher”, hoje as pessoas denunciam ajudam e até mesmo muitas vezes tentam apartar a briga. Mas o conceito tem um âmbito muito maior, para que a violência acabe  e o direito da mulher prevaleça precisa de muito mais. Deve-se mudar as relações dentro de casa, e familiares, tirar dos estereótipo que a culpa é dela quando se sabe que na verdade não é. A violência contra mulher é crônica e abusiva, n época colonial existe um manual de concessões que diz que cabe o marido fazer a mulher obedecer o homem. Então a desigualdade está instaurada, na sociedade de forma histórica, religiosa e jurídica o que demora muito mais para poder ser desconstruída.

Mesmo com a questão enraizada, já se pode ver uma boa mudança, algumas pequenas vitórias como o homem não se deve bate e na mulher, outro avanço importante é as medidas protetivas, as leis e as delegacias especializadas em mulheres, contudo nas cidades do interior muitas vezes não se encontra essas medidas necessárias. 

Eduardo Pazuello será substituído após o início da distribuição da vacina


A confusão em torno do Plano Nacional de Imunização e os erros de logística, desgastaram a imagem do ministro da saúde

André Lucas

Informações divulgadas pela jornalista Thaís Oyama, afirma que o ministro Eduardo Pazuello será substituído após o início da vacinação  contra o Covid 19 no Brasil. O militar da reserva será trocado possivelmente por Ricardo Barros do Partido Progressista.  O atual líder do governo na Câmara, Barros, já foi ministro da saúde na gestão do governo de Michel Temer.   

Pazuello foi lançado como ministro da saúde em meio a crise do corona vírus, após as saídas seguidas dos ex ministro  Mandetta  e Teich respectivamente, o presidente da República Jair Bolsonaro enxergou que médicos formados não iam se posicionar ao lado do governo, que defendia uma quarentena  vertical e o uso da cloroquina (sem comprovação da eficácia) como tratamento preventivo ao vírus.

 As contradições dos pensamentos entre os ministros da saúde e o presidente da República causaram atritos que desgastaram o governo durante a crise sanitária. Com o objetivo de evitar esses atritos internos que tiravam a credibilidade do próprio governo federal, Bolsonaro optou por botar alguém de confiança no comando da pasta. 

Eduardo Pazuello é homem de confiança de Bolsonaro, e se destacou entre os demais por ter habilidades na área da logística, o que seria importante para a tarefa de obter insumos para a produção da vacina, aparelhos respiradores, utensílios médicos e distribuição da vacina para a população brasileira. 

Uma das vezes em que o militar mostrou sua capacitação na área da logística foi quando liderou a operação acolhida, que ajudou refugiados venezuelanos que fugiram para o estado de Roraima. 

A alguns messes atrás o próprio ministro da saúde ( por enquanto) já vinha desgastando  a própria imagem com declarações sobre sua relação com presidente, Pazuello chegou a dizer: 

 “Senhores, é simples assim: um manda e o outro obedece. Mas a gente tem um carinho, entendeu? Dá para desenrolar, dá para desenrolar”. 

O ministro se coloca como submisso do presidente e fica evidente que não existe autonomia no ministério da saúde, ao que tudo indica o Ministério da Saúde é comandado por um “fantoche” que apenas segue as vontades política do Bolsonaro, algo que incomodou muita gente, até mesmo dentro do próprio governo. 

Porém o que realmente levou a atual gestão da pasta da saúde a uma sinuca de bico foi o vai e vem do Plano Nacional de Imunização da população brasileira, que não estar definido completamente, e erros de logística retardaram ainda mais o início da distribuição da vacina no país. O ministro falhou em arrecadar insumos para a aplicação das vacinas, das 339 milhões de unidades de seringas necessárias , o ministério só arrecadou 7,9 milhões até agora, o que colocou em duvida a capacidade do ministro de gerenciar o processo de Imunização da população. 

Pazuello pede ajuda ao ministério da economia. 

Como solução para o problema da falta de agulhas e seringas, o ministro da saúde pediu ao ministério de Paulo Guedes que restringisse a exportação desses insumos necessários (e em falta) para a distribuição da vacina no país. O argumento do ministério da saúde é que o decreto assinado pelo presidente em junho do ano passado, que proíbe que o país exporte utensílios e insumos usados na higienização e no tratamento contra o covid 19, inclui seringas e agulhas na lista de produtos com a exportação vetada até o fim da pandemia.  

Inep: locais de prova do Enem 2020 são divulgados hoje


As provas impressas estão marcadas para 17 e 24 de janeiro

Thais Paim

Depois da espera devido aos adiamentos por conta da pandemia do novo coronavírus, os inscritos para o Exame Nacional do Ensino Médio 2020 (Enem) vão poder acessar o cartão de confirmação de inscrição a partir desta terça-feira (5).

As informações contidas no documento são, entre outras orientações: o local do exame, o número de inscrição, a data e o horário em que a prova será aplicada.

Para quem não sabe onde acessar, basta entrar na Página do Participante, no site do Enem. Lembrando que as provas impressas já estão previstas para ocorrer nos dias 17 e 24 de janeiro. Por sua vez, a aplicação da versão digital ocorrerá em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Além disso, o cartão também registra que o participante deve contar com determinado atendimento especializado, assim como tratamento pelo nome social, caso essas solicitações tenham sido feitas e aprovadas.

A recomendação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é de que o participante leve o documento nos dias de aplicação da prova. Ao todo, 5.783.357 inscrições foram confirmadas.

Como é comum acontecer nas primeiras horas, diversos candidatos relataram nas redes sociais que estavam com dificuldade para visualizar o local de prova através do site. Alguns têm tido uma maior facilidade para ter acesso às informações pelo aplicativo oficial do Enem. 

O cronograma do Enem e suas alterações após pandemia da Covid-19:  

O uso de máscaras de proteção passou a ser obrigatório durante toda a aplicação do exame.

Haverá possibilidade de reaplicação da prova. O participante que estiver com Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas nos dias de realização do Enem vai ter a opção de realizar o exame em 23 e 24 de fevereiro de 2021.

Se necessário, a reaplicação pode ser solicitada após o candidato comunicar a condição de saúde por meio da Página do Participante antes da aplicação do exame.

Além da Covid, são consideradas doenças infectocontagiosas para pedir a reaplicação: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, e varicela.

Se os sintomas aparecerem somente na véspera ou no dia da prova o candidato não deve comparecer para a realização do exame.

Você sabia? Pedágio na BA-099 é reajustado a partir desta terça-feira; confira


Ajuste anual está previsto no contrato de concessão 

Thais Paim

O ano começou e junto com ele mudanças também estão chegando. Uma novidade que não vai deixar os motoristas muito felizes é de que a partir desta terça-feira (5) as tarifas básicas do pedágio sob administração da Concessionária Litoral Norte (CLN) serão reajustadas.

Segundo a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), outras categorias de veículos, a exemplo de caminhões, ônibus e motocicletas também vão sofrer reajuste no valor da tarifa. 

Sobre os novos valores 

Na praça de pedágio da BA-099, operada pela CLN, a tarifa aplicada para automóveis, caminhonetes e furgão será no valor de R$ 7,20 em dias úteis e de R$ 10,80 aos finais de semana e feriados. 

A resolução Agerba n° 59 determina que o reajuste deve ser de 2,44%, correspondente a readequação tarifária anual. O contrato de concessão prevê o ajuste anual. Além disso, a mudança de valores foi readequada com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para cada categoria de veículo, segundo informou a Agerba. 

O trecho administrado pela CLN possui 217 quilômetros de extensão, do KM 7,5 (ponte do Rio Joanes), divisa entre os municípios de Lauro de Freitas e Camaçari, até Jandaíra, na divisa com Sergipe. Além dessa área, os acessos às localidades de Arembepe, Praia do Forte, Porto de Sauípe, Baixios/Palame, Subaúma e Conde também são administrados pela concessionária.

Além de ser responsável por manter a boa trafegabilidade da estrada concedida, com a realização de serviços de manutenção e conservação da rodovia, a CLN também oferece serviços de apoio e inspeção do trecho, atendimento a usuários em caso de emergências médicas e mecânicas iniciais. 

Coronavírus: Ministério da Saúde solicita estoques de fabricantes de seringas para vacinação


A informação foi confirmada nesta segunda-feira (04)

Thais Paim

A vacina contra o novo coronavírus, que já se tornou realidade em alguns países, ainda é motivo de dúvidas e muita expectativa no Brasil. Na última segunda-feira (04), o Ministério da Saúde anunciou que irá solicitar os estoques excedentes dos fabricantes de seringas e agulhas do país como parte dos preparativos para a campanha de vacinação. 

Recentemente, a baixa quantidade de material para realizar a imunização foi motivo de críticas no governo e o anuncio traz novas expectativas sobre a realidade da vacinação estar mais próxima.

 “Isso, enquanto não se concluiu o processo licitatório normal, que será realizado o mais breve possível. Essa requisição visa a atender às necessidades mais prementes para iniciar o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19”, afirma a pasta por meio da assessoria de imprensa.

O ministério também declarou que aguarda a informação sobre as quantidades disponíveis em estoque e que pretende iniciar o pregão para compra desses insumos “o mais rápido possível”.

Segundo informações, o pronunciamento sobre a requisição feita pelo ministério acontece depois de uma licitação aberta pela pasta no final de 2020 ter conseguido comprar apenas cerca de 8 milhões de unidades dos insumos, quando o objetivo era conseguir mais de 330 milhões.

Outra medida adotada para tentar controlar a produção e uso desses materiais foi o anuncio de que o governo vai passar a exigir uma licença especial para que fabricantes de seringas e agulhas exportem esses produtos para outros países. 

SETEQ oferece mais de três mil vagas EAD para trilhas de capacitação profissional e empreendedorismo


Marcelo Carvalho

A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco (SETEQ), em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI/DN), oferece mais de três mil vagas em trilhas de educação profissional e empreendedorismo na modalidade EAD. A atividade faz parte do “Projeto Educação Livre”, que tem a intenção de desenvolver as competências dos participantes através do uso de novas tecnologias.  

Ampliar o acesso da população ao mercado de trabalho e capacitar os cidadãos para o universo do empreendedorismo são objetivos da SETEQ, como explica o secretário Alberes Lopes. “Mesmo diante da pandemia do novo coronavírus e das medidas de isolamento social, continuamos oferecendo possibilidades tanto para as pessoas que desejam se inserir no mercado de trabalho e buscam as Agências do Trabalho como também para aquelas que almejam empreender, ou procuram o trabalho autônomo, a inclusão social e o resgate da cidadania. A parceria com o SESI/DN contribui neste processo, fazendo com que as pessoas busquem capacitação”. 

Educação Livre é um programa do SESI/DN no qual oferece educação divertida e aplicada ao mundo real, especialmente para jovens que procuram oportunidade de trabalho e estudo, tendo como principal ferramenta a plataforma online (https://www.edulivre.org.br/) que oferece conteúdos em habilidades como: trabalho em equipe, planejamento e organização, educação financeira, matemática, inteligência emocional e muito mais.

Temas atuais e de grande relevância no universo do Trabalho e do Empreendedorismo são vivenciados nas trilhas. Durante a experiência, além do acesso ao conteúdo audiovisual, os participantes responderão um Quiz relacionado ao assunto abordado. Ao final do processo, um certificado digital é gerado pelo sistema. Confira as vagas: 

Passos para se tornar um empreendedor – 800 vagas 

Período: 04/01/2021 até 08/01/2021

Processos Seletivos – 800 vagas

Período:  18/01/21 a 31/01/21 

Tenha a profissão dos seus sonhos! – 800 vagas

Período: 01/02/21 a 14/02/21

A grama do vizinho é mesmo mais verde – 800 vagas – 

Período: 15/02/21 a 28/02/21

Para se inscrever, basta acessar o link  (sistemas.seteq.pe.gov.br/sima/inscricao_login/), realizar o login ou fazer o cadastro e selecionar a trilha.

Paralisação na grande Vitória


Os ônibus convencionais não estão circulando na grande Vitória e a paralisação gerou alguns transtornos essa manhã

Júlia Vitória

O primeiro dia útil do ano começou com a paralisação das garagens do sistema transcol na grande Vitória, os membros do sindicatos estão em frente às garagens para garantir que não saia ônibus sem os cobradores. A ação já tinha sendo aniciada há alguns dias pelas redes sociais os rodoviários convocaram os cobradores para aparecerem em seus postos de trabalho nesta segunda as 4 da manhã para não deixar nenhum veículo sair da garagem sem a presença dos cobradoresafastados desde maio de 2020.

Rodoviários em greve na Grande Vitória. Foto: Fábio Nunes

Em Cariacica os motoristas usaram uma rota alternativa para retiraram os ônibus das garagens, já em.outras empresas somente ônibus com ar condicionados e microoonibus conseguiram sair, pois não circulam com cobradores. A paralisação continua na grande Vitória, somente os ônibus que não precisam dos profissionais estão circulando nas ruas. A paralisação gerou transtorno nas ruas da capital, com atrasos e coletivos lotados.

Segundo presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Espírito Santo (Sindirodoviários), Marcos Alexandre da Silva, os cobradores que estão a disposição das empresas foram surpreendidos a decisão do governador de não retornar com as atividades deles ele ainda destaca que não tem nenhum comprometimento do sindicato oara os trabalhadores retomarem seus postos, e as empresas não querem circular com os veículo convencionais sem os cobradores.

À Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) em nota afirma que os cobradores não serão demitidos e que a continuidade da suspensão deve-se ao decreto de estado de emergência em saúde pública do Espírito Santo medidas sanitárias e administrativas para prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos decorrentes do surto de novo coronavírus (COVID-19) e a função dos cobradores fica suspensa com esse decreto. No estudo fica amparado pelo prazo de estabilidade da lei Federal nº 14.020 e do acordo firmado com o Tribunal Regional do Trabalho em 2019. 

Mochila analisa o cérebro enquanto o usuário se locomove


Júlia Vitória

À mochila que  ajudará no estudo da epilepsia e da compreensão humana  tem um dispositivo sem fio Como um computador avançado  e analisa o cérebro humano 

Sendo o órgão mais complexo do corpo humano e principal alvo dos estudos científico o celebro tem encantado cada vez mais os cientistas que buscam compreende-lo desta vez com uma mochila especial equipada com um sistema único e computacional que permite ler ondas cerebrais  dos usuários. Como não possui fios faz com que as ondas podem ser analisadas enquanto o usuário se locomove os testes iniciais com o novo dispositivo revelam alguns segredos relacionados ao rastreamento de objetos e pessoas essas descobertas foram publicadas da revista nature.

O projeto desenvolvido por cientistas dos Instituto Nacional de Doenças Neurológicas e Derrame (NIH, em inglês), nos Estados Unidos. Tem como objetivo auxiliar a compreensão da cognição humana. O John Ngai, diretor do projeto fala que muitas das conquistas mais importantes na sobre o cérebro foram tecnológicas e o Brain Initiative (BI) tem esse objetivo desafiar os pesquisadores a criar ferramentas para revolucionar nossa compreensão do cérebro. Em parceria com os cientistas da Universidade da Califórnia fizeram uma mochila para pesquisas neurocientificas. A mochila não possui fios e conta com um cristal robusto que ajuda na realização de experimentos mais complexos.

Até hoje todos os estudos cerebrais tinham os pacientes ficassem deitados e quietos em um scaner cerebral , já essa mochila liberta o paciente tendo assim uma nova formando estudar o órgão mais complexo. Os primeiros testes ficaram em saber se o computador alocado na mochila conseguiria conectar os outros dispositivos eletrônicos. As análises abriram portas para a segunda fase de testes focada no desenvolvimento do cérebro enquanto uma pessoa se locomove.

A equipe trabalhou com pessoas que tem epilepsia resistentes aos medicamentos que receberam implantes para controlar as crises. Os dispositivos ficam no centro da memória o lóbulo temporal médio, e eles descobriram que em ratos eram o controle da navegação e ajudam a saber onde os outros ratos estão, e eles queriam saber se também ocorria isso em humanos.

Para examinar isso, os pesquisadores pediram pata que os pacientes participantes entrassem em uma sala vazia, com as paredes coloridas numeradas de um a cinco. Um alto falante pedia para que os participantes fosse até um ponto da sala e depois procurassem um ponto negro escondido em algum lugar da sala e assim a mochila registrava as ondas cerebrais com o movimento.

A mochila revelou um padrão distinto quando os participantes estavam a procura de algo, os níveis era mais elevados diferente de quando os participantes estavam somente vagando pela sala, o que mostra que a atividade neural ajuda o cérebro diante uma navegação espacial princioamnete qundo se está a procura de algo. Os cientistas observaram semelhança de quando eles viam outris oaryicioange procurarem algo, o cérebro usa um código para buscar elementos em comum e também localizar pessoas quando estamos em ambientes sociais, vários indícios apontavam sobre isso, mas somente agora conseguiram validar as suspeitas.

À mochila tecnológica será usada para estudo relacuonados a locomoção humana, o principal objetivo é entender melhor como o cérebro denuma pessoa desenvolve noção de tempo e espaço com a proximidade de outros indivíduos. As atividades cotidianas exigem uma constante navegação em ambientes sociais e os cientistas agoram podem explorar a fundo essa questão, sem se limitar apenas ao laboratório.