Eles dão o melhor de si para arrancar seu aplauso na avenida


Os passistas são uma atração a mais nos desfiles da escolas de samba

Marcelo Carvalho

À primeira vista, eles são sinônimo de alegria, dedicação e muito samba no pé. Eles são os passistas! Um grupo para lá de motivado, que faz a diferença na avenida. Afinal, eles influenciam diretamente no desempenho da escola nos quesitos Harmonia e Evolução.

Além disso, de acordo com o compositor e presidente da Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá, Mato Grosso do Sul, Victor Raphael de Almeida, em um desfile de escolas de samba, a ala dos passistas fica posicionada estrategicamente antes ou depois da bateria. Além de ouvir melhor o ritmo para facilitar a dança, esta ala, especificamente, não possuía obrigatoriedade de abrir os espaços com o mesmo rigor que as demais alas do desfile. Isso porque o samba exige um espaço maior para sua desenvoltura.

Vestindo a camisa do samba

Fábio Silva é passista da Escola Unidos da Alvorada, há três anos. Ele também é o atual Rei Momo da Escola. “Como Rei Momo não represento apenas a escola de samba, mas sim todos os pavilhões do Carnaval de Manaus.  Sou o rei do carnaval”. Resume ele orgulhoso.

Rei Momo, Fábio Silva, durante o desfile da Escola Unidos da Alvorada. Foto: arquivo pessoal

Silva garante que não há sensação melhor que se presentar para o público durante o carnaval. “O passista veste a camisa do samba para transmitir amor e alegria para o público que o assiste”, explica.

O passista ressalta que os sambistas representam a cultura de um povo. “O carnaval não é brincadeira, como muitos acham. Ele gera empregos, movimenta a economia e estimula o turismo. Muita gente tira o seu sustento do carnaval”, ressalta.

O necessário para ser um passista

Acima de tudo, o passista usa de gestos para compor a sua apresentação de forma elegante e eficiente. Além do tão falado samba no pé, é necessário ter graça e sexualidade. Se você deseja se tornar um passista também precisa ter mais de 18 anos.

Cabelos bonitos e saudáveis e uma estima alta


Marcelo Carvalho

Primeiramente, no “vale tudo” para manter a auto estima em dia, cuidar da saúde e do bem estar dos cabelos é essencial para homens e mulheres. Nessa tarefa um bom cabeleireiro pode ajudar e muito.

Além disso, o profissional capilar, que pode atuar em salões de beleza ou mesmo de forma autônoma, alia talento, criatividade, bons produtos, simpatia para literalmente dar “um tapa” no visual da clientela.

Porém, engana-se quem acredita que a vida deste “artista” não possui desafios. “A carreira requer muito comprometimento e dedicação, além de um olhar atento às tendências”, esclarece o cabeleireiro Fábio Silva.

O amazonense revela que aprendeu a profissão aos 13 anos. ” Foi minha primeira profissão”, conta ele que após um período decidiu atuar como modelo e dançarino, indo trabalhar na distante China. “Fiquei lá por dois anos”, lembra.

Ao retornar ao Brasil, Silva decide voltar a retomar a profissão que tanto amava e monta o seu próprio negócio. “Estou há 13 anos na profissão, auxiliando os clientes a manterem sua estima elevada”, comemora.

Nesse interim, o profissional garante que esse trabalho lhe traz uma sensação muito boa. “É gratificante fazer o que se gosta e conseguir tirar dali o seu próprio sustento”, afirma.

O empresário, Fábio Silva, em frente ao seu salão Lufaro Studio Hair. Foto: arquivo pessoal

O Sucesso na Profissão

Celso Kamura, Anh Cotran, Marco Antonio de Braggi, Marcos Proença, bem como, Rodrigo Cintra são algumas das nossas referências quando o assunto é cabelos. Eles são os famosos hair stylists, que além de fazer os mesmos cortes e procedimentos que o cabeleireiro, trabalham como consultores de imagem.

Nesse sentido, os cabeleireiros conhecem os cortes e procedimentos existentes e os aplicam nos clientes, normalmente, como são solicitados.

Por isso. mesmo é importante buscar inovações e aperfeiçoamento profissional para ficar sempre a par das novas técnicas e produtos lançados e produtos lançados. “Tem que amar verdadeiramente a profissão, pois o cabeleireiro cria arte e trabalha com a sensibilidade, a autoestima e até mesmo os sonhos das pessoas”, finaliza Silva.

Uma das “obras” do cabeleireiro Fábio Silva. Foto: arquivo pessoal

Saiba Mais

Origem do Dia do Barbeiro

Essa data comemorativa foi instituída através da Lei nº 12.592, de 18 de janeiro de 2012. No seu artigo 5º, consta que a mesma deve ser comemorada no dia da promulgação da lei.

Acontece que a lei foi promulgada no dia 18, mas se tornou comum considerá-la no dia seguinte. Isso porque no artigo 6º consta que a lei entra em vigor na data da sua publicação, o que aconteceu em 19 de janeiro.

Enfim, o mesmo acontece com as comemorações relativas aos dias do barbeiro, esteticista, manicure, pedicure, depilador e maquiador.

Cursos de Cabeleireiro

https://www.institutoloreal.com.br/curso/curso-de-cabeleireiro-intensivo/

https://www.institutomix.com.br/cursos/cursos-de-beleza

https://mundodecursos.com.br/curso-cabeleireiro-senac/

Lado místico do turismo religioso


Júlia Vitoria

Religiosos ou não, os turistas do Estado do Espírito Santo (ES) buscam o lado místico da vivência humana. ES possui conventos, igrejas e terreiros e até um  dos maiores mosteiros zen-budistas do Brasil.

O cartão postal capixaba mais famoso é o convento de Nossa Senhora da Penha que fica  localizado  em Vila Velha. As homenagens à padroeira do estado trazem visitantes e devotos de todas as partes do Brasil.A maioria se impressiona com quadros a capela,  imagens e a vista privilegiada do templo que tira o fôlego de muita gente. 

O branco das paredes sobre a luz natural harmoniza com o azul das portas e janelas, o convento da Penha traz uma leveza e sensação de refúgio das coisas que acontecem fora dali. Mas ele é somente um dos refúgios que tem no estado, no norte do Espírito Santo tem a igreja dos Reis Magos  no século 16, localizado no bairro de NoVa Almeida na Serra, ele recebe os visitantes com uma praça com palmeiras imperiais, e um mirante que permite ver as ondas do mar, dando uma harmonia a tudo. 

Santuário da Virgem

Santuário Nossa Senhora das Lágrimas tem uma história repleta de reviravolta. Ela está ligada às aparições da Virgem Maria, além de ocorrências de fenômenos sobrenaturais, uma dessas ocorrências e as chamadas formigas bordadeiras que até então começaram a desempenhar mensagens cifradas e desenhos religiosos até frases legíveis, na árvore que pertence a casa, isso tudo estaria alertando sobre um tempo onde  discórdia entre homens e mulheres traria guerra a humanidade.

Dentro do santuário existe uma exposição das folhas que já foram desenhadas pelas formigas mensagens formadas por pontos quase invisíveis a olho nu ou informações e imagens perfeitamente legíveis desenhadas por elas, o fato é que o museu é o lugar ideal para investigar o enigma: é ver para crer, como diz o ditado  popular.

Festival sem aglomeração


Julia Vitoria

Nesta semana começa o festival de verão sem aglomeração. A emissora TVE integrante do Sistema de Rádio e  Televisão do Espírito Santo e a TVE Bahia apresentam a nova programação com estilos de músicas e shows bem variados sempre às 20 Horas.

Hoje, 18/01,  acontece o lançamento do do single deixa sossegar em formato de live do cantor Vitor Lucarelli, ele começou a carreira como vocalista e guitarrista da banda Moreati, e hoje inicia sua carreira solo sob um universo mais íntimo e silencioso entre  o MPB e o Folk, na apresentação ele traz versões acústicas das músicas de Moreati além de apresentar dois single de carreira solo lançado ano passado, ele ainda outras referências a canções contemporâneas que conversam com sua nova proposta.

 Bernardo Mesquita, conhecido no meio musical como “Bernardo John” trás toda sua personalidade e estilo na apresentação de terça feira, um estilo diferenciado entre o MPB e o rock ele já tocou em bandas Domingo a Fevereiro, Auria, Lordose Pra Leão, Crivo, Rajar, Confeito da Mafalda, Super Combo e banda 2ois ele também se apresentou em shows e gravações no estúdio com vozes famosas da música brasileira  como Dead Fish, Sidney Magal, Badauí (CPM 22), o single por aqui já ultrapassou mais de 80 mil visualizações e o vídeoclip mais de 70 mil visualizações no YouTube.

Na quarta-feira dia 20 de janeiro  têm Brazil Afro Symphonic com Armandinho Macêdo e Olodum New Generation e a Orquestra St. Petersburg Studio”. Eles apresentam uma mistura de música baiana com a tradicional orquestra Russa que tem 24 músicos de instrumentos de corda, feito dentro da igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Pelourinho, em Salvador a apresentação aparecerá no Espírito Santo por causa da parceria com a TVE Bahia.

Sarau do Léo Marzé”, apresentado no Cultura Conecta (Secult), será exibido na TVE na quinta-feira dia 21 de janeiro, o músico e compositor Leomar Miranda faz parte da banda Macucos e tá em fase de gravação do álbum Léo Marzé em um trabalho autoral cantando histórias do cotidiano

Na sexta feira dia 22 de janeiro Nara Couto trás sua estreia em carreira solo o espetáculo Outras Áfricas a apresentação  faz parte do seu projeto Voltando aos palcos Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador. 

No último dia de apresentação no sábado dia 23 de janeiro André Prando se apresenta com o repertório de todos os seus discos Vão (2014), Estranho Sutil (2015), Voador (2018) e Calmas Canções do Apocalipse (2020). Ele ainda conta algumas histórias de sua  carreira e também de como tem trabalhado durante a pandemia. 

Para saber mais detalhes sobre o Festival de Verão sem Aglomeração, acesse: https://rtv.es.gov.br/Not%C3%ADcia/festival-divulga-os-multiplos-sons-de-artistas-capixabas-e-nacionais

Empatia e fim da intolerância em instituições


Júlia Vitória

Há vinte anos um atentado contra o terreiro de candomblé Ilê Axé Abassá de Ogum, localizado nas imediações da Lagoa do Abaeté, em Salvador na Bahia, por causa da intolerância religiosa provocou um ataque cardíaco na ialorixá Gildásia dos Santos, conhecida como Mãe Gilda de Ogum que acabou falecendo em decorrência deste ato.

No dia 21 de janeiro, dois meses depois do ataque a idosa de 65 anos teve um ataque cardíaco fulminante e não resistiu. Essa data foi estabelecida como Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, que foi instaurada em 2007, mais de dez anos depois da data ser instituída os ataques a pessoas de diferentes religiões de matrizes africanas ainda continuam.

Pura Intolerância

O professor de história e babalorixá do Ilê Asè Omo Odé Láíláí, Vagner de Jesus Santos de 39 anos, afirma que a intolerância religiosa contra as pessoas de matrizes africanas é algo diário. Ele também compara a intolerância religiosa ao racismo, que está enraizado na sociedade. “É bem sutil que quase não se percebe mas se olhar atentamente, pode se perceber que sofre de intolerância”, garante.

Santos declara que isso nasce apenas de um olhar, que quando veem com algum adereço que representa a religião ou vestido de branco, querem mostrar como prêmio, ou converter.

Para o babalorixá o grande motivo da intolerância e a falta de conhecimento que em grande parte vem dos líderes religiosos. Ele acredita que para não obterem o conhecimento eles fazem o discurso de ódio muita das vezes baseado em achismos. Ele também completa que o conhecimento e a informação são as melhores ferramentas para o combate à Intolerância.

Antissemitismo é a aversão aos semitas, ou seja, contra judeus. Ele se sustenta principalmente com estereótipos e preconceitos que mesmo sem fundamentos vai se fixando em culturas diferentes, espalhando efeitos maléficos como o discurso de ódio e até a hostilidade e violência. 

Para a diretora voluntária da Associação Cultural Israelita de Brasília (ACIB), Kelita Cohen de 43 anos quase todo o preconceito que o judeu recebe no Brasil é de viés positivo, ela explica que essa visão pode ser preconceituosa pelo sentindo de ser um conceito formado, como falar, por exemplo, que todo judeu é rico e próspero, mesmo assim com esse viés positivo também vem o negativo que fala que são avarentos e frio e calculistas.

Uma barreira chamada preconceito

O preconceito também faz com que uma barreira seja criada impedindo  a pessoa judia de ter uma relação com pessoas não judias. Ela também ressalta o ápice da intolerância quando os judeus foram levados para os campos de concentração na segunda guerra mundial.

Segundo o monge Sato Ademar Kyotoshi, 78, regente do Templo Shin Budista de Brasília no Brasil não tem intolerância e sim ignorância, ele fala que o budismo expandiu os passes ocidentais, Estados Unidos, Europa e África. Ele fala que o budismo aceitou as universalização dos valores humanos e as tradições locais mantendo a não violência, a paz social e o bem estar emocional e espiritual, o monge relembra quando tinha sete anos e os meninos de sua rua corriam atrás dele falando para voltar para sua terra ele fala ainda que a intolerância com as pessoas amarelas continuou por toda a infância contundido foi se apaziguado com o fim da ignorância. Para o fim da violência é preciso esclarecimento, fala o monge.

A solução

Adilson Mariz de Morais de  55 anos, é presidente da Comunhão Espírita e relata que com o educador dentro da evangelização espírita já ouviu diferentes situações de intolerância religiosa, ele fala que os alunos relataram uma prevenção contrariedade por ser espírita nas escolas que frequentavam e a maioria deles passou por isso em escolas particulares.

Ele acredita que quando você só olha o seu ponto de vista, seja da religião ou qualquer outro assunto, está inclinado a ter um posicionamento parcial, e que isso leva a ignorância e extremismo. Ele também defende o conhecimento como o principal instrumento de Combate à Intolerância. O presidente também relata já para se tornar um espírita é preciso estudar e que a doutrina espírita foca na filosofia, na ciência e na religião, e que deve se buscar o esclarecimento que sentem pelas mídias sociais. 

A data é um convite para que as religiões tenham uma convivência fraterna e pacífica, um incentivo a reflexão sobre as tradições e crenças e sobre o quanto cada uma pode colaborar para um mundo melhor.

Para o professor de filosofia da religião da Universidade de Brasília (UnB) Agnaldo Cuoco Portugal a religião é uma realidade muito diversa tanto no contexto histórico quanto no atual é uma busca comum que se manifesta de diferentes maneiras. Para o especialista as religiões por muito tempo, foram relacionadas com os termos geográficos elas se estabeleceram em diferentes territórios.

As religiões não tinham problema historicamente por se restringir a um território, a dificuldade começa com as guerras em nome da religião e a partir daí surge a associação entre política e religião os primeiros pontos de intolerância religiosa acontecem no século 17 A relação entre grupos políticos e religiosos querendo o poder.

Para o professor hoje a intolerância religiosa no Brasil acontece porque alguns grupos religiosos veem a religião como mercadoria e que eles veem outras como uma ameaça a isto. Para em a solução é que o estado proteja os grupos que sofrem de violência além de de apuração de responsabilidade aqueles que cometem a intolerância, ele também afirma que precisa aumentar o espaço de convivência religiosa e que o ensino religioso pode ajudar essa convivência positiva e ampliar o conhecimento do outro. 

Vacinação pode começar ainda nesta segunda no Espírito Santo


Julia Vitoria

Nesta segunda dia 18 de janeiro,  o governador do Estado do Espírito Santo Renato Casagrande viajou para São Paulo num ato simbólico para a entrega das vacinas, e a última frase do governador foi que assim que chegar as vacinas no estado as aplicações começam.

Está previsto para que o estado receba 100 mil doses da coronavac- que foi criada pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Butantan  e teve o uso emergencial aprovado pela Anvisa neste domingo, dia 17 de janeiro.

O governador disse que o plano estadual está pronto. O estado tem agulhas e seringas, preparados para a imunização. No ano passado, foram adquiridos mais de 6 milhões de seringas, para aplicação do primeiro lote da vacina contra o Covid-19.

Vacinação no Espírito Santo

Desde o ano passado, o estado se prepara para vacinar a população em janeiro com devida aprovação. Se as primeiras doses chegarem nesta segunda, o Espírito  Santo pode começar a vacinação antes do previsto pelo Ministério da Saúde, e os municípios da Grande  Vitória já estão preparados.

Em Vitória quem  irá receber as vacinas primeiro serão os idosos, que vivem em instituições de longa permanência e o profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate a pandemia. Estes profissionais serão vacinados no próprio local onde trabalham. Assim que chegar mais vacina os idosos com mais de segentabe cinco anos serão vacinados e o agendamento será feito online, o grupo de prioridade da cidade pode chegar a trinta e duas mil pessoas, conforme o processo de vacinação for prosseguindo o município vai estudar postos volantes além de outras estratégias.

Na Serra, os idosos com mais de setenta e cinco anos receberão a vacina em casa, a cidade ainda espera saber a quantidade de doses que receberá para montar um estratégias de vacinação, estão previstas as vacinações pelos drives thrus e agendamento pela internet. Maternidades, escolas, associações comunitárias e hospitais poderão servir como pontos de vacinação.

Já em Cariacica os primeiros vacinados serão os idosos que vivem nas instituições de longa permanência, eles receberão a vacina no local mesmo, o sistema de escalonamento tem previsão de aumentar os horários nas unidades de saúde que serão pontos de vacinação, haverá um site para agendar a vacinação. O município também aguarda para saber a quantidade de doses que receberá para ver se implanta o drive thru e outros métodos de vacinação.

Apesar da sinalização do Ministério da Saúde, Bahia não confirma início de vacinação nesta segunda


Previsão é de que posicionamento final seja divulgado ao longo do dia

Thais Paim

Após sinalização do Ministério da Saúde para início da vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira (18), a expectativa se tornou grande em diversos estados e na Bahia não seria diferente. Até o momento, o governo não confirmou se vai iniciar a aplicação de doses do imunizante ainda hoje. 

A vacinação estava marcada para começar na quarta-feira (20), mas a pasta federal antecipou e abriu possibilidade para que os estados iniciem logo após receber as doses, que já começaram a ser distribuídas a alguns estados. 

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmou não ter recebido documento oficial sobre a autorização de antecipação, até o momento. Além disso, segundo ele, o voo com as doses para a Bahia estava previsto para sair de São Paulo, inicialmente, às 8h50min, mas o horário foi mudado para as 18h. 

Com isso, ele afirmou que: “Se for assim, dificilmente haverá possibilidade de iniciar hoje na Bahia”. 

A Bahia não está entre os 10 primeiros estados a receberem as doses. Serão destinadas 319.520 doses das 6 milhões disponíveis no Brasil, de acordo com informações do G1 Bem Estar. 

“O importante é fazer a distribuição com muita cautela e responsabilidade. São produtos imunobiológicos perecíveis que necessitam cuidado especial. Além da questão de segurança”, completou Vilas-Boas.

Saiba qual o motivo do cancelamento do Crossover entre Batwoman e Superman & Lois


Decisão foi confirmada por produtora durante entrevista

Thais Paim

Para os fãs que estavam esperando o novo crossover do Arrowverso, com Batwoman e Superman & Lois sendo as séries principais, precisarão esperar, pois o encontro entre os personagens foi cancelado. 

Apesar de ser sempre um ponto forte das séries do canal CW, por conta da pandemia, está complicado de fazer isso acontecer, dado o grande volume de pessoas necessárias para que a produção seja feita.

Quem confirmou o cancelamento foi Caroline Dries, produtora da série da Batwoman, durante entrevista para a Entertainment Weekly. Ela lamentou que os personagens das duas séries não vão se encontrar, ao menos por enquanto, mas ainda tem esperanças de conseguir um crossover com Supergirl.

“Eu amo a Melissa [Benoist] e eu amaria ter Kara no nosso programa e ensinar Ryan, a nova Batwoman algumas coisas ou vê-la na Batcaverna”, disse.

Sobre o Arrowverso

O crossover mais recente do Arrowverso adaptou o arco Crise nas Infinitas Terras, dos quadrinhos, e foi um grande sucesso. Tendo como participações especiais o John Wesley Shipp como o Flash da série dos anos 90, Tom Ellis como Lucifer e Ezra Miller como o Flash do Universo Estendido da DC.

O chamado Arrowverso é uma franquia de séries do canal CW, todas baseadas em heróis e personagens da DC. O nome vem pelo fato de que a primeira dessas séries foi Arrow, que conta a história do Arqueiro Verde. Outros títulos incluem The Flash, Supergirl, Legends of Tomorrow, Supergirl e Batwoman.

As séries se passam em um universo compartilhado e frequentemente acontecem eventos de crossover. Os primeiros deles envolviam apenas duas séries, geralmente Arrow e The Flash, mas todo o Arrowverso passou a participar a partir de Crise na Terra-X, ocorrido entre 2017 e 2018.

O Arrowverso também é famoso por incluir participações especiais de séries antigas da DC, como Constantine, Smallville e a série do Flash da década de 90. Outras produções atuais, como a série do Raio Negro, também acabam participando dos eventos.

Adaptação de arcos clássicos dos quadrinhos, sempre com uma visão relativamente realista da história e de alguns personagens também é muito comum. 

Pelo menos 14 bairros de Salvador ficam sem abastecimento de água durante manutenção emergencial


Embasa prevê a regularização do serviço em até 24 horas

Thais Paim

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou que o fornecimento de água será interrompido ou terá sua pressão reduzida em pelo menos 24 bairros de Salvador na segunda-feira (18), a partir das 8h. 

A Embasa afirmou que a interrupção é necessária para a realização de um serviço de manutenção emergencial em equipamento na captação de água de Joanes I.

Segundo a empresa, a previsão é que o serviço seja concluído no fim da tarde do mesmo dia, quando o fornecimento começará a ser retomado, de forma gradativa, nas áreas afetadas, com plena regularização em até 24h após a conclusão do serviço. 

Nas localidades que tiverem redução de pressão, o fornecimento de água terá períodos de intermitência em horários de pico de consumo.

A Embasa recomenda o uso racional da água armazenada nos reservatórios domiciliares, evitando os consumos que possam ser adiados e qualquer forma de desperdício. Os imóveis que têm reservatório com capacidade para atender as necessidades diárias de seus ocupantes não devem ser afetados por essa interrupção temporária do fornecimento.

Confira abaixo os bairros que vão ter abastecimento interrompido:

Imbuí;

Boca do Rio;

Pituaçu;

Piatã;

Pituba;

Itaigara;

Costa Azul;

Caminho das Árvores;

Bom Juá;

Parte de Fazenda Grande do Retiro;

Parte do Curuzu;

Parte de Santa Mônica;

Parte de Pero Vaz;

Parte do Retiro.

Coronavírus: governador anuncia chegada da vacina nesta segunda-feira em Alagoas


Estoque de seringas e agulhas também está garantido

Thais Paim

Os alagoanos iniciaram a semana com um bom motivo para comemorar. O governador Renan Filho (MDB) anunciou que as doses das vacinas contra a Covid-19 devem chegar em Alagoas nesta segunda-feira (18). O pronunciamento foi realizado através das redes sociais, neste domingo (17). 

“A vacina contra COVID-19 foi liberada pela Anvisa. Recebi convite do Ministério da Saúde para receber as doses correspondentes aos alagoanos nesse primeiro momento. A expectativa é que a vacina chegue em Alagoas amanhã. Ao longo do domingo, passarei todas as informações”, disse Renan Filho.

O governador se pronunciou minutos depois que a Anvisa autorizou por unanimidade o uso emergencial das vacinas Coronovac e de Oxford.

Além disso, no último sábado (16), o governador havia determinado que as forças de segurança de Alagoas participem da distribuição da vacina contra a Covid-19. O Ministério da Saúde ainda não informou quantas doses serão enviadas para Alagoas.

O estado tem estoque de 1 milhão e 250 mil unidades de seringas e agulhas para a vacinação contra Covid-19, segundo o próprio governo.