Passagem da Tocha Olímpica movimenta Sul baiano


Por volta das quinze horas do último sábado (21), o comboio da tocha olímpica Rio 2016, entrou no município de Ibicaraí na Bahia, e, logo foi saudado por atletas de capoeira com seus timbaus e birimbaus, em seguida, foi à vez dos representantes do candomblé, que saudaram a todos e em especial ao fogo olímpico com banho de pipoca e água de cheiro, desejando há todos muito axé.

O fogo olímpico chegou à Terra Santa, pelas mãos de três alunos do colégio Estadual Eduardo Spínola, também estava presente na recepção, o prefeito Lenildo Santana acompanhado do Deputado Estadual Rosemberg Pinto, de vereadores, do prefeito de Firmino Alves Lero Cunha, de secretários de governo e varias outras autoridades regionais.

Durante todo o percurso, aconteceram apresentações, por parte do alunado das redes estaduais, municipais e particulares de ensino, sempre com o tema voltado para os jogos olímpicos.

Foram os condutores, Raimunda do Correio, Alexon Silva, Joel Gomes, Maria Raimunda, Julival Pereira, Cassio e finalizando e grande campeão Pompilio Céo Neto, todos muito aplaudidos em seus percursos.

Em Itabuna, o revezamento da Tocha Olímpica foi repleto de emoção e alegria.  Desde que o símbolo das Olimpíadas Rio 2016 chegou à Vila Olímpica Professor Everaldo Cardoso, no São Caetano, em todo o percurso de cerca de 5,5 quilômetros atletas condutores e o público pode ver um pouco da diversidade oferecido pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).

Adriely Valter, primeira grávida a conduzir a Tocha
Adriely Valter, primeira grávida a conduzir a Tocha

O evento contemplou a participação de cinco personalidades locais indicadas pelo prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, diante do destacado trabalho de cada um e do empenho e incentivo à prática de esportes ou mesmo pelos resultados alcançados como desportistas. Nesta lista, entraram a professora Oscarlina Magalhães Silva (Kalila), uma das maiores incentivadoras do esporte e atleta de Vôlei do Grapiúna Tênis Clube; Maruse Dantas Xavier, nadadora premiada nacionalmente; Pedro Sebastião Filho (Pedro das Medalhas), medalhista do Atletismo nacional e participante de maratonas; Paulo Roberto da Silva Rezende (Paulão), ex-atleta de Handebol; e Dinamar Guimarães, chefe da Força Tarefa Local que preparou a cidade para o evento.

O momento da passagem da Tocha Olímpica por Ilhéus foi uma oportunidade de mostrar à população e visitantes o potencial artístico-cultural desta terra. No decorrer dos 5,8 quilômetros do percurso, foram realizadas apresentações de diversos segmentos culturais, como as baianas estilizadas, rodas de capoeira, grupos afro e indígena, e talentos da dança e música locais. Na praia do Cristo, a Tocha foi recepcionada pelo show inédito da Orquestra de Berimbau, atração recém-lançada pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

A Orquestra de Berimbaus emocionou o público com a interpretação do hino nacional no momento em que a Tocha Olímpica chegou à praia do Cristo. A banda é formada por músicos de vários grupos de capoeira, apoiados por meio do programa Calendário da Capoeira, da Secult, que, desde 2014, apoia eventos, projetos e iniciativas voltadas a esse esporte.

Outra manifestação bastante aplaudida pelo público foi a do grupo indígena Paranã, formado por jovens da aldeia Tupinambá, que se apresentou no palco principal, na Avenida Soares Lopes, antes da chegada da Tocha Olímpica. Outro grupo oriundo de Olivença que também se apresentou foi o da Festa do Divino, que atraiu o público com suas bandeiras e cânticos.

Grande parte das atividades realizadas integra programas desenvolvidos pela Secretaria de Cultura. Para o secretário Paulo Atto, “tivemos a oportunidade de dar visibilidade às ações que já empreendemos na secretaria, e momentos emocionantes marcaram o evento com as nossas apresentações artísticas e culturais. Na ocasião, o lançamento da Orquestra de Berimbaus foi um dos pontos altos da festa”.

O secretário de Esporte e Turismo, Josenaldo Cerqueira, que chefiou a força-tarefa local do revezamento, destacou o apoio de todos envolvidos para o êxito do evento. “Temos que agradecer o empenho de todas as equipes envolvidas, tanto no governo como na sociedade civil. Houve um trabalho conjunto de todas as secretarias, e outros apoiadores como as forças policiais, voluntários, enfim, todos aqueles que se empenharam para que conseguíssemos realizar um belo evento”, concluiu.