Saiba o significado das cenas pós-créditos do filme ‘O Esquadrão Suicida’


Fãs tinham grande expectativa para o lançamento do longa

Thais Paim

Os fãs não precisam mais aguardar, O Esquadrão Suicida já chegou aos cinemas e streamings do mundo todo trazendo de volta a equipe formada por vilões do Universo DC. Sendo escrito e dirigido por James Gunn (Guardiões da Galáxia), o filme conta com as já tradicionais cenas pós-créditos, que são ansiosamente esperadas.

Confira abaixo quais são elas e como podem impactar o futuro do DCEU.

A primeira cena pós-créditos é exibida logo após o final do longa. Ela revela que um dos membros do Esquadrão mortos durante a missão, na verdade está vivo. É o caso do Doninha, besta mutante interpretada por Sean Gunn.

Para a grande surpresa dos espectadores, o personagem é dado como morto logo no início do filme, quando o grupo chega à ilha de Corto Maltese pelo mar. Como não sabe nadar, o Doninha aparentemente se afoga e é deixado na praia. Após o final do longa, é revelado que na verdade ele sobreviveu para contar história e segue livre no país sul-americano.

Já a segunda cena é exibida após o final dos créditos e também surpreendeu os fãs. Nela, descobrimos que outro integrante do Esquadrão sobreviveu aos eventos do filme: o Pacificador. Durante o filme, o personagem de John Cena é baleado na garganta pelo Sanguinário e acaba deixado para morrer em Corto Maltese.

Mas na verdade, ele é salvo pelo governo dos EUA e passa a ser responsabilidade da equipe de Amanda Waller, que deixa o grupo à cargo do psicótico Pacificador como uma espécie de vingança por desrespeitarem suas ordens.

Considerando que Emilia Harcourt afirma que precisam dele para “salvar a p**** do mundo”, a cena se revela um gancho para Peacemaker, a série derivada do longa.

O Esquadrão Suicida está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Fonte: Jovem Nerd