Fonset agora é vinculado a OIT e a Unesco


Secretário do Trabalho de Pernambuco, Alberes Lopes também foi reeleito para presidir a entidade por mais um ano

Aline Moura e Luciana Queiroz

Na 123ª reunião do  Fórum Nacional de Secretarias Estaduais do Trabalho (Fonset), realizada no Paraná, o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes, anunciou duas notícias que colocam o fórum que ele preside na vitrine.

A entidade que reúne todos os secretários da área trabalhista do Brasil e seus principais representantes está vinculada, agora, a dois organismos internacionais: a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). 
Os anfitriões do evento no Estado paranaense foram o Secretário da Justiça, Família e Trabalho do Governo do Paraná, Rogério Helias Carboni, e a economista e Chefe do Departamento do Trabalho do Paraná, Suelen Glinski e, nesse encontro, Alberes Lopes também foi reeleito para um mandato de mais um ano, permanecendo no cargo até 2023.

“Participar da OIT e da Unesco significa que estaremos por dentro de todos os debates internacionais que se relacionam aos trabalhadores e trabalhadoras. Vamos estar discutindo questões do trabalho no mundo e isso, por tabela, ajuda Pernambuco”, disse o secretário. 

Segundo o secretário, a Organização Internacional do Trabalho é a única agência das Nações Unidas na qual representantes de governos, de organizações de empregadores e de trabalhadores de 187 Estados-membros  participam, em situação de igualdade, das diversas instâncias da Organização.

Já a Unesco é a agência especializada do Sistema ONU que tem o papel de ajudar para a consolidação da paz, a erradicação da pobreza, o desenvolvimento sustentável e o diálogo intercultural por meio da educação, da ciência, da cultura, da comunicação e da informação.

PARTILHA – De acordo com Suelen Glinski, a reunião realizada nos estados ajuda a compartilhar as dores, mas também as boas práticas das gestões. “A gente apresentou todas as políticas, programas e ações e os representantes estaduais viram o mutirão de emprego que fizemos em parceria com o Exército para colocação dos soldados que cumpriram suas funções militares no mercado profissional.

O mutirão contou com a presença de 11 empresas e realizou a intermediação de cerca de 200 soldados.Também visitamos um município do litoral (Morretes), onde tem uma carreta do conhecimento, uma unidade móvel, com 10 tipos de cursos, dentre eles o de instalação de ar condicionado, em parceria com a Volkswagen e o Senai. Este ano vamos atender a 63 localidades do Paraná com mais de R$ 2 milhões de investimentos próprios e mais duas mil vagas somente este ano”, declarou Suelen.