Ilhéus: prefeitura no combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes


A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), realizou, na última quarta-feira, 22, ação educativa de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes nos receptivos dos navios cruzeiros aportados na cidade. A mobilização organizada pela SDS teve a participaçãodo Centro Especializado de Assistência Social – Serviço de Proteção e Atendimento a Famílias e Indivíduos (CREAS/PAEFI) e do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes (CMDCA) e o Conselho Tutelar do Município de Ilhéus.

Durante toda a manhã foram distribuídos folhetos e adesivos (praguinhas) para os cerca de 3.800 turistas que visitavam a cidade. A abordagem também se estendeu a profissionais ligados ao turismo, como taxistas e guias, bem como pessoas que circulavam na região situada entre o Porto do Malhado e a Praça Dom Eduardo, em frente à Catedral de São Sebastião, no centro da cidade.

Na ação, personagens fantasiados de Colombina e Pierrot e voluntários da SDS utilizando perucas sensibilizavam e interagiam com o público por meio de brincadeiras educativas alusivas ao carnaval. Na oportunidade, a secretária de Desenvolvimento Social, Soane Galvão, afirmou o compromisso da gestão de assegurar cada vez mais as garantias e direitos das crianças e adolescentes. “Antecipamos a ação que é realizada nacionalmente, no mês de maio, devido ao número expressivo de denúncias registradas no município, através do Disque 100, cuja média chegou a 15 ocorrências numa semana. Logo, é preciso envolver toda a sociedade nessa luta”, acrescentou.

Prefeitura de Ilhéus realiza ação de combate ao abuso sexual 2
Ilhéus realiza ação de combate ao abuso sexual           Foto: Ascom Prefeitura de Ilhéus

Em Ilhéus, as mobilizações itinerantes serão realizadas nos meses de março a maio, nas escolas municipais e estaduais e pontos turísticos, locais estratégicos para a conscientização quanto à importância da denúncia e o frequente combate e prevenção ao crime. A próxima abordagem ocorrerá no dia 8 de março, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, e o ponto escolhido para a ação será o Porto do Malhado. Outras mobilizações estão sendo planejadas, cujo ponto alto dacampanha se dará no dia 18 de maio, o “Dia D”, conhecido como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

A proposta é intensificar o combate ao crime sexual e a ação surgiu por conta de uma inquietação, por parte do município, devido às denúncias que se tornam conhecidas no CRAS, CREAS, Ministério Público e Conselho Tutelar, afirmou a coordenadora do CREAS/PAEFI, Lidyane Marques.

No Brasil, estima-se que 500 mil crianças e adolescentes são exploradas sexualmente, cuja maioriatem idade entre 7 e 14 anos. Nas rodovias federais, são mais de dois mil pontos de exploração de meninos e meninas. Através do“Disque 100”, é possível denunciar qualquer situação de violência contra a criança e o adolescente no país. O serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. Apenas sete em cada 100 casos são denunciados, por isso a importância da divulgação do telefone e da campanha de conscientização que a SDS faz.

Diferença entre abuso e exploração sexual – Abuso Sexual pode ocorrer  dentro ou fora da família e acontece quando o corpo de uma criança ou adolescente é usado para a satisfação sexual de um adulto, com ou sem uso da violência física. Já exploração sexual é o uso de crianças e adolescentes em atividades sexuais remuneradas, ou seja, em troca de dinheiro.