Conhecida como a cidade de ar mais puro na América do Sul, Natal (RN) comemora 421 de fundação


O lugar é considerado um dos mais belos litorais do Brasil

Júlia Vitória

A capital do Rio Grande do Norte foi fundada no ano de 1599, às margens do Rio Potengi. Com uma população de 817.590 habitantes, Natal é considerada uma cidade com belezas naturais, dunas e praias. A capital também chama atenção pelo sol praticamente o ano todo. A cidade também tem de ser conhecida pelo ar mais puro da América do Sul e um dos mais belos litorais do Brasil.

Uma das praias mais badaladas da cidade, é ponta negra com águas boas para banhos e uma vida noturna bem agitada. As praias vizinhas são bem paradisíacas e ao sul da capital também tem Barra de Tabatinga e as dunas de Genipabu ao norte. A partir de Natal é possível conhecer os mais belos lugares do Estado do Rio Grande do Norte.

Dunas de Genipabu, Natal. Foto: divulgação.

A história de Natal começa ainda com as Capitanias Hereditárias, na época o rei de Portugal dividiu o Brasil  em lotes e as terras que hoje é o estado do Rio Grande do Norte ficaram com João de Barros e Aires da Cunha. Anos depois uma expedição para  tentar colonizar as terras aconteceu porém os franceses já estavam nas terras para contrabandear o pau Brasil, e isso fracassou na primeira expedição.

Em 25 de dezembro de 1597 uma nova expedição aconteceu. E construíram um forte chamado João de Barros e Aires da Cunha, Concluído o forte, logo se formou um povoado que, segundo alguns historiadores, foi chamado de Cidade dos Reis. Depois, Cidade do Natal. O nome que a cidade ganhou é explicado de duas formas: dia que a esquadra entrou na barra do Potengi ou a data da demarcação do sítio, realizada por Jerônimo de Albuquerque no dia 25 de dezembro de 1599.

Natal possui um dos mais belos litorais do Brasil. Foto: divulgação

Natal teve um crescimento lento durante os anos, contudo no final do século dezenove a cidade já possuía mais de 15 mil habitantes.  Desde  1922 Natal tem ganhado um ritmo acelerado com o aparecimento das atividades urbanas. No período de guerra serviu como base militar. E logo depois da guerra teve um desenvolvimento notável.

O aniversário da cidade é comemorado no dia 25 de dezembro. E enquanto o mundo celebra o nascimento de Jesus a cidade de Natal comemora também o seu aniversário. Neste ano com a pandemia do novo coronavírus as festividades serão diferentes, o espetáculo um presente de Natal este ano será de forma virtual.

O espetáculo foi gravado e transmitido pelas digitais às 20h no dia de Natal. A cidade comemora 421 anos. E o roteiro do espetáculo tem como direção de Diana Fontes e músicas de de Danilo Guainais O espetáculo tem ainda textos adicionais de Racine Santos, figurinos e adereços de Marcos Leonardo e cenário de Igor Fortunato e Diana Fontes.

O espetáculo de 2020 foi feito com as medidas de segurança contra a covid 19, com um elenco menor, e todos os ensaios e gravações foram feitos em uma quadra aberta. No dia ainda estiveram presentes atores e bailarinos, também conhecidos como presenteiros, máscaras, álcool gel, tapetes sanitizantes, distanciamento social e adaptações em algumas cenas para evitar aglomerações. O projeto integra a programação do Natal em Natal 2020 e conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal do Natal, Programa Djalma Maranhão e Colégio Cei Romualdo, além do apoio da Rio Center e da Escola Estadual Professor Luís Antônio.

O site Carvalho News (CN)felicita aos natalenses pela data tão importante para o Brasil. 

Países suspendem voos do Reino Unido após mutação do coronavírus; saiba mais


OMS confirma surgimento do vírus na Dinamarca, Holanda e Austrália

Thaís Paim

Nos últimos dias uma grande preocupação tem surgido após a confirmação de uma nova cepa do novo coronavírus – que, de acordo com as próprias autoridades britânicas, se espalha mais rápido que as outras variantes do vírus. 

Como forma de medida de prevenção e evitar a disseminação dessa nova cepa, diversos países do mundo estão interrompendo o fluxo de voos com o Reino Unido após a descoberta. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a mutação também já foi identificada na Dinamarca, Holanda e Austrália.

Até o início da madrugada desta segunda-feira, na América do Sul, Argentina, Chile e Colômbia já haviam suspendido todos os voos diretos de e para o Reino Unido. Além deles, o Equador também está considerando fortalecer as medidas de prevenção. 

Os Ministérios da Saúde e do Interior da Argentina emitiram comunicado em conjunto afirmando que o país só permitirá que mais um voo da Grã-Bretanha pouse no aeroporto internacional de Buenos Aires na manhã de hoje (21). Após isso, todos os outros voos foram cancelados.

Já no Chile, o governo anunciou no Twitter que todos os voos de e para o Reino Unido serão suspensos, a partir de amanhã (22) e que os viajantes que estiveram no Reino Unido nos últimos 14 dias precisarão entrar em quarentena. 

Confira outros países que já tomaram medidas semelhantes:

– Hong Kong 

– Argentina

– Chile 

– Índia 

– Itália

– Canadá

– Irã

– Noruega

– Dinamarca

– Polônia

– Colômbia 

– Marrocos

– Bulgária

– França

– Alemanha 

– Turquia 

– Bélgica

– Holanda

– Letonia

– Portugal

– Irlanda

– El Salvador 

– Arábia Saudita 

– Rússia

– Suíça

– Áustria

– Israel

O Governo do Canadá anunciou que vai proibir a maioria das viagens de passageiros vindos ou com destino ao Reino Unido a partir da meia-noite de domingo por no mínimo 72 horas.

Por sua vez, a França anunciou que suspenderia as viagens de e para o Reino Unido por 48 horas a partir da meia-noite, horário local, devido ao “novo risco para a saúde”, disse o primeiro-ministro francês, Jean Castex. 

A Irlanda anunciou que proibirá voos da Grã-Bretanha ao menos na segunda e terça-feira. “No interesse da Saúde Pública, as pessoas na Grã-Bretanha, independentemente da nacionalidade, não devem viajar para a Irlanda, por via aérea ou marítima”, afirmou o governo irlandês em um comunicado.

A Itália também suspenderá os voos de e para o Reino Unido, bem como proibirá a entrada de qualquer pessoa que esteve no Reino Unido nas últimas duas semanas, disse o ministro da Saúde, Roberto Speranza, no Facebook no domingo.

O primeiro-ministro Boris Johnson irá presidir uma reunião governamental que vai ocorrer nessa segunda. O motivo é a onda de proibições de viagens que tem isolado viajantes do Reino Unido e boa parte da Europa, além de diversas localidades do mundo. 

A reunião se concentrará nas restrições ao movimento internacional e “em particular no fluxo constante de carga de entrada e saída do Reino Unido”, disseram eles. “Mais reuniões estão acontecendo esta noite e amanhã de manhã para garantir que planos robustos estejam em vigor.”