Entenda a treta entre Antônia Fontenelle e Klara Castanho


Andie Carolina

Clique aqui para ouvir,

E a Rainha das Polêmicas ataca novamente! É isso mesmo. A atriz, youtuber, influenciadora digital e empresária Antônia Fontenelle se envolveu em mais um escândalo. E tudo começou na última terça-feira (23), quando a loira abriu uma live em seu canal Na Lata, para comentar sobre o caso da menina de 11 anos que teve um aborto legal após abuso sexual negado por uma juíza de Florianópolis.

            Até aí, tudo bem. O problema, no entanto, é que Antônia decidiu comentar sobre uma entrevista do jornalista Léo Dias ao apresentador Danilo Gentili, onde o carioca comentou sobre uma história pesada envolvendo uma atriz da Globo e da Netflix de 21 anos, que havia engravidado, escondido a gestação do público e entregado o bebê para adoção após o nascimento. No entanto, Dias não citou nenhum nome em específico durante sua passagem pelo programa do SBT.

Impulsiva e sem papas na língua, Antônia Fontenelle se envolve em mais uma polêmica. Foto: divulgação

            Como é de costume, Fontenelle decidiu expressar sua opinião também sobre este caso, que segundo ela, chegou em seu conhecimento através de Léo, com quem mantinha uma amizade próxima até então. Sem citar o nome da jovem, a viúva de Marcos Paulo fez comentários agressivos sobre o caso, revelando detalhes bastante íntimos sobre a situação enfrentada pela atriz. E isso foi o suficiente para que uma onda de posts invadissem as redes sociais. Os internautas, claro, começaram a sugerir vários nomes, até que o de Klara Castanho passou a ser o mais cogitado como o personagem principal desta polêmica.

Destruindo a falsa narrativa

            No sábado, veio a confirmação por parte da estrela em suas redes sociais. A artista de fato, afirmou ser a pessoa citada por Léo e Antônia, mas que todo esse episódio trágico em sua vida se deu também após ser vítima de estupro. Sem entrar em detalhes sobre as datas ou nomes de pessoas envolvidas, a eterna Paulinha da novela Amor à Vida publicou uma carta aberta em seu Instagram onde disse ter entregado a criança por não ter condições mentais e emocionais de criá-la após sofrer a violência sexual. E que agora, se sentia novamente violentada, mas desta vez, pela mídia e pelas figuras públicas que revelaram a história, que, até então, era sigilosa. Desde então, a jovem ganhou um apoio massivo nas redes sociais por parte do público e artistas em todo o Brasil.

Maju Coutinho e Poliana Britta abordaram o caso durante o Fantástico. Foto: divulgação

            Mas se engana quem pensa que Antônia se calou após Klara revelar ter sido vítima de um estupro. Sem papas na língua, ela causou revolta na internet ao chamar a escolha de entregar a criança para adoção de “desova de bebês”. A fala da artista deixou até mesmo os seus seguidores indignados e após uma avalanche de críticas, unfollows e publicações de perfis e sites de entretenimento afirmando que não mais publicariam notícias que envolvessem o seu nome, Fontenelle gravou um vídeo afirmando que não sabia do drama enfrentado por Klara. Além disso, ofereceu ajuda para tentar encontrar o homem que violentou a jovem. Mas obviamente, essa “retratação” não agradou em nada aos internautas, que passaram a classificá-la como “oportunista”. Chamada de “subcelebridade” por alguns meios de comunicação, ela bloqueou os comentários em sua rede social.

Tentando mudar o foco

            Para colocar ainda mais lenha na fogueira, no último domingo (26), o programa Fantástico divulgou uma matéria falando do caso, e fez duras críticas à atriz, por ter revelado informações de cunho confidencial. Após a exibição da atração comandada por Maju Coutinho e Poliana Abritta, Antônia voltou às redes sociais para criticar a produção global, afirmando que estão colocando nela, uma culpa que não a pertence, e que deveriam, ao invés de torná-la a vilã da história, tentar encontrar o agressor. A loira fez uma sequência de storys comentando que, inclusive, pedirá ajuda ao jornalista Roberto Cabrini, da Record TV, para tentar solucionar essa questão.

            Mas, como toda polêmica é pouca quando o assunto é Antônia Fontenelle, ela, que é dona de uma ótica e uma linha de cosméticos, afirmou nesta segunda-feira (27), em tom de deboche que, após toda essa repercussão de suas falas sobre Castanho, as vendas de seus produtos aumentaram, o que só multiplicou o seu faturamento. Para ela, apesar de todo esse escândalo, o bom desempenho de seus negócios só demonstra uma coisa: respeito e credibilidade.

            Será? Agora, só nos resta continuar acompanhando para saber qual será o próximo passo das Rainhas das Polêmicas.

Andie Carolina é graduada em Publicidade e Propaganda. E, apaixonada por música, séries, televisão e cinema. Instagram: @AndieCarolinaP

Caso Klara Castanho: vale tudo por um furo de reportagem?


Klara Castanho sofre com o trauma de ser estuprada e também pelo ataque de jornalistas querendo furos e influenciadores que buscam curtidas.

Marcelo Carvalho

Clique aqui e ouça o artigo.

Já repararam como o Brasil, nos últimos anos, tem se tornado um verdadeiro caldeirão lotado de injustiças, de escândalos e outras barbaridades. São tantas ocorrências estranhas sobre os mais diversos temas, que se eu fosse listar aqui, esse artigo seria imenso e talvez você não teria paciência para ler.

Entretanto, há um caso que tem mobilizado as redes sociais, emissoras de rádio e televisão e também jornais. Sim, me refiro ao estupro, gravidez secreta e doação do bebe para adoção da atriz da Rede Globo, Klara Castanho.

A atriz Klara Castanho, intimidade exposta e julgada. Foto: divulgação.

Essa história envolvendo essa jovem é tão dura, cruel, bizarra, que por si só já deveria chocar a todos. Entretanto, o mais triste é se dar conta que isso acontece diariamente com outras mulheres pelo mundo e nem nos damos conta.

Porém, nada não é tão ruim que não possa piorar. E Léo Dias, Antônia Fontenelle, Matheus Baldi e Danillo Gentille provaram que isso é verdade.

Léo, no Programa do Danillo Gentille, informou por alto sobre o fato sem citar o nome de Klara e que a mesma havia sido vítima de um estupro. Dias depois, Matheus Baldi deu a notícia em primeira mão citando o nome de Klara, sem mencionar a violência que a atriz sofrerá. Depois retirou a postagem com a informação, mas já era tarde pois a notícia já havia caído na boca do povo, que já criticava a atriz.

Antônia Fontenelle e Léo Dias, envolvidos em outra polêmica. Foto: divulgação

A participação de Antônia Fontenelle talvez tenha sido a mais tóxica nesse processo lamentável. A atriz, empresária e influencer atacou Klara, sem citar seu nome, acusando-a de ter abandonado o filho pelo fato deste ser negro e pela mesma desejar encobrir um erro. Fontenelle chegou a ameaçar expor a atriz. Simplesmente sinistro e desnecessário.

Mas, pensando bem… Lady Fontenelle geralmente age assim mesmo. Não é à toa que volta e meia responde a processos. Sendo, inclusive, condenada a 1 ano de prisão por associar os irmãos Felipe e Lucas Neto a pedofilia. A pena foi convertida em serviços comunitários. Além disso, ela teve de pagar multa de R$ 8 mil.

Analisando a situação

Matheus Baldi foi o primeiro a divulgar a notícia sobre Klara. Foto: divulgação

Matheus Baldi afirma que desejava apenas conseguir um furo, quando divulgou a notícia de que Klara Castanho havia dado à luz secretamente e entregaria o bebe a adoção. “Após ser procurado pela assessoria da atriz e soube da história completa removi a notícia”, justifica.

Léo Dias também veio a público pedir desculpas, reconhecendo que errou ao também publicar a notícia.

Já Antônia Fontenelle manteve sua postura e mesmo tomando conhecimento da violência sexual que Klara sofrera, ainda a acusou de abandono de incapaz. O que não era verdade pois a atriz havia entregue seu bebe para adoção seguindo os transmites legais.

Falta empatia

Me pergunto, o que leva essas pessoas a agirem de forma tão pouco empáticas com os outros? E, não é o meu lugar de fala, mas por que mulheres vítimas de estupro são quase sempre “responsabilizadas” pelo ocorrido. Inclusive por outras mulheres como a Antônia por exemplo.

Léo quando teve seu problema com drogas foi “protegido” pela maioria de seus colegas. Que não ficaram expondo ocorrido. Entretanto, o jornalista costuma não pensar duas vezes antes de jogar os segredos do povo no fogo. Anitta que o diga.

Algumas perguntas não querem calar. Até que ponto é liberdade de expressão expor fatos misteriosos alheios? Vale tudo para conseguir um furo de reportagem? Léo e Matheus são jornalistas. Por que então não checaram as fontes, incluindo a própria família da atriz?

Tudo bem, eles pediram desculpas, mas isso não ajuda muito, não é? Klara teve sua intimidade exposta. Foi julgada e condenada por muitos que não sabiam do que realmente havia ocorrido. Sem falar, que teve que reviver todo o horror que havia sofrido.

E não podemos esquecer da tal enfermeira do Hospital e Maternidade Brasil e do seu marido que tentaram vender as informações dobre o nascimento da criança para a Rede Record, que não aceitou. Esperamos que o Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) apure o caso e puna os envolvidos.

A nós resta tentar aprender com toda essa situação. É importante ter um pouco de empatia e também não comprar de cara certas versões que este ou aquele influencer nos apresenta. Afinal toda história tem dois lados.