Bahia terá tecnologia em segurança utilizada em Nova Iorque


Marcelo Carvalho

A Bahia é vitrine na tecnologia que está sendo aplicada em prol da segurança através do Projeto Video-Polícia. A avaliação é dos CEOs da empresa Hexagon, que visitaram o Centro Operações e Inteligência na tarde desta quinta-feira (19). Eles foram recepcionados pelo secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino, e pelo Superintendente de Gestão Tecnológica e Organizacional, coronel Marcos Oliveira.

Integrante da comitiva, o americano Bill Campbell, vice-presidente sênior da Hexagon, explicou o motivo da visita. “Eu realmente precisava conhecer o estado que está contratando um dos serviços mais atuais do mundo, o mesmo que é utilizado em Nova Iorque”, afirmou Campbell, durante o encontro. Segundo ele, “a Bahia se tornou uma vitrine no Brasil em relação a tecnologia aplicada na Segurança Pública”.

Georeferenciamento

Os representantes da empresa americana também elogiaram a integração da atuação das polícias, bem como o uso da tecnologia de forma sistêmica e conjunta, no mesmo local.

A Bahia possui o maior Centro de Operações e Inteligência da América Latina, de onde são acompanhadas as imagens das câmeras espalhadas pelo estado, além do acompanhamento da localização das viaturas, através do georeferenciamento.

A Hexagon é a empresa responsável por disponibilizar o Sistema Integrador de Missão Crítica do Projeto Vídeo Polícia Expansão. Na prática, é a detentora do software que vai promover a integração de todos os sistemas da área de segurança pública, que permitirá a produção de relatórios e dashboards, pela comunicação banda larga, acesso remoto de informações necessárias aos policiais que estão nas ruas, além da atualização do sistema que gerencia o despacho de viaturas através das demandas do atendimento via 190.

Projeto Vídeo-Política

O secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino, lembrou que o Projeto Vídeo-Polícia representa, atualmente, o maior investimento do Governo do Estado na Segurança Pública. “São R$ 665 milhões distribuídos na expansão do Sistema de Reconhecimento Facial, mas que também traz outros benefícios, como a comunicação mais rápida e a atualização no sistema utilizado no gerenciamento de recepção e despacho de chamadas através do 190”, detalhou.

Ainda da Hexagon, participaram do encontro o vice-presidente sênior (líder geral para a América Latina) Sérgio Nunes, o diretor comercial do Brasil, Marcos Telles, e o gerente de contas de São Paulo, Nelson Lavieri.

O diretor de Desenvolvimento e Organização da SGTO, coronel Taylon Teixeira Cavalcante, e o Coordenador Técnico e Gerente do Projeto Vídeo-Polícia, capitão Jefferson Araújo.

Pequenos provedores auxiliam na inclusão digital


Eles são responsáveis por quase 50% do acesso a internet no Brasil

Marcelo Carvalho

Muitos não se dão conta mas, quase a metade (47%) do acesso à internet no Brasil é fornecido por provedores de pequeno porte (PPP). Segundo os especialistas, eles são hoje os responsáveis pela inclusão digital no país.

Cerca de dez mil pequenas operadoras fornecem atualmente banda larga para 41 milhões de assinantes em todo o território nacional. Somente na Bahia são 4.123 PPPs atuando no setor.

Muitas vezes oferecendo navegação mais rápida (500 GB), preços mais em conta (a partir de  R$ 30), e soluções para empresas, PPPs costumam conectar lugares os quais as grandes telecoms pouco têm interesse.

Em tese, locais de baixa renda, como os bairros mais afastados dos centros urbanos (periféricos), o interior do estado, a zona rural.

Mercado fragmentado

Antes dominados por cinco grandes companhias, como Vivo, Tim, Claro, Oi, e Sky, os dados revelam um setor pulverizado, com os pequenos negócios se consolidando. Os números são da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e da Associação de Provedores de Internet do Brasil (Apieb).

As concessionárias são obrigadas a compartilhar as estruturas (dos postes). Para operar, o PPP não precisa de outorga da Anatel, apenas a comunicação dos serviços. Todos reconhecem a atuação de “clandestinos”.

Gerente de Universalização e Amplicação do Acesso na Anatel, Eduardo Jacomassi destaca que um grupo de trabalho discute o preço do aluguel de poste, e outro comitê os PPPs. Ainda segundo ele, “existe um movimento de consolidação das empresas de pequeno porte”.

“Muitas estão crescendo, incorporando outras, atendendo com equipamentos de melhor qualidade. Às vezes, a estrutura de determinado lugar é antiga, e entram com fibra óptica, oferecendo internet com até 500 gigabytes de velocidade, que poucas grandes conseguem atender”, conta. Na página da Anatel na internet há a relação de todas as empresas autorizadas.

Inclusão digital

Um dos clientes da AN Telecom é a Clivale, rede de clínicas médicas com 80 anos de mercado e seis unidades em Salvador. O gerente de TI, Wu Wai Kong, conta que precisava de um “link mais rápido” para rodar o sistema de agendamento e marcação de consultas, entre outros,  quando a AN ofereceu a melhor solução.

Quem são e como vivem os ciganos do Brasil


Andie Carolina

Certamente pelo menos uma vez na vida, você já imaginou a figura de uma mulher cigana representada por roupas de estampas coloridas, peças longas, lenços na cabeça e claro, dançarinas e que possuíam o dom de adivinhar o futuro. É desta forma que a mídia tem vendido a imagem do povo cigano ao longo dos anos. Mas será que você realmente conhece e sabe como vivem os ciganos, sobretudo no Brasil? Continue lendo esse artigo e descubra.

Preconceito universal

Estudos descrevem os ciganos como um povo nômade, que perambulava por toda a Europa, atingidos pelo preconceito, já que esse estilo de vida causava repulsa na sociedade europeia. E um fato interessante é que, por não possuírem um idioma próprio, sua história foi descrita justamente pelo povo não-cigano. E esses historiadores apontam a Índia como o país de origem dos ciganos, que anos mais tarde, também teriam adentrado o Egito e a Espanha.

Foi no território espanhol, aliás, que surgiu o primeiro documento que atestava a presença de ciganos em um local. Esse fato ocorreu no ano de 1423, quando esse povo teria pedido permissão para cruzar o país e assim, peregrinar até a cidade de Santiago de Compostela.

Visita ao assentamento da comunidade cigana Calon. Foto: divulgação

Ciganos no Brasil

Falando especificamente sobre o Brasil, os ciganos chegaram em terras Tupiniquins junto aos navegantes de Portugal, país que, por sua vez, longe de ser um “amigo” deste povo, os enxergava apenas como “seres indesejáveis”.

Independente disso, a chegada foi bem-sucedida e a permanência também, pois é estimado que o Brasil o segundo país com o maior número de habitantes (800 mil), ficando apenas atrás dos Estados Unidos (1 milhão). Os ciganos se espalharam por todo território nacional, mas é na Bahia onde vivem a maior porcentagem deles.

Esses moradores ilustres são divididos em três grandes grupos. O primeiro, originário de Portugal e da Espanha, são falantes do dialeto Caló. O segundo, originário do Leste Europeu, são falantes do dialeto Romani. E o último, originário da Alemanha e da França, também falantes do mesmo dialeto.

Profissões e linha de conduta

Mulheres ciganas. Foto: Fabrio Rodrigues pozzebom

Os homens ciganos costumam trabalhar em ofícios comuns como os outros de culturas diferentes. No Brasil, eles exercem as funções de ferreiros, comerciantes e cuidadores de animais. Já as mulheres, como mencionado no início deste artigo, realmente costumam se dedicar à leitura das mãos e das cartas com a intenção de adivinhar o futuro, mas são muito mais do que isso!

As ciganas também são vistas em grande número como costureiras e rendeiras, enquanto uma outra parte se dedica aos cuidados do lar. Um fato curioso sobre a cultura cigana é que eles costumam se casar apenas entre si, sendo extremamente apegados às suas famílias.

E um detalhe bastante triste em relação aos ciganos é que, durante muitos anos, e inclusive nos dias atuais, é que eles roubam crianças e que costumam mentir sobre diversos assuntos. O que muitas pessoas desconhecem, é que, na verdade, existe um código na cultura cigana que condena qualquer tipo de desonestidade entre eles e para com o próximo.            

Para finalizar, um fato que vale muito mais a pena ser citado: existem diversas datas para celebrar a vida e a cultura cigana ao redor do mundo. No Brasil, a comemoração acontece no dia 24 de Maio. A data foi celebrada pela primeira vez em 2007 e leva o nome de Dia Nacional do Cigano.

Andie Carolina é graduada em Publicidade e Propaganda. E, apaixonada por música, séries, televisão e cinema. Instagram: @AndieCarolinaP

TPI estreia sua programação artística com “Sonhos”


A peça foi apresentada com sucesso ao público de nove cidades baianas do sertão baiano ao longo do mês de abril de 2022.

Marcelo Carvalho

Após um período de quase três anos sem apresentações presenciais devido a pandemia da Covid-19, o grupo Teatro Popular de Ilhéus (TPI) estreia um novo espetáculo-instalação “Sonhos – o que restou de nós depois da tempestade”. A apresentação será realizada no próximo dia 13 de maio, às 21 h, na Praça São João Batista, no bairro do Pontal. A entrada é gratuita e livre para todos os públicos.

A estreia de “Sonhos” marca o início da programação artística do TPI para o mês de maio, com atividades realizadas a partir desta data também em outros locais da comunidade pontalense.

De rua e itinerante

Segundo informações de Elson Rosário, coordenador de comunicação do TPI, “Sonhos” é um espetáculo de rua, itinerante, que leva o público num passeio pela história do grupo Teatro Popular de Ilhéus, suas montagens, suas estéticas e seus sonhos.

A carroça do espetáculo “Uma certa Mãe Coragem” (2019) conduz o público e atores por três espaços distintos: O museu, o voo e o sonho. No museu estão recortes de uma memória em processo de construção. O voo é a representação da vivência do grupo na Tenda, seu espaço cultural entre 2013 e 2021, que caiu depois de uma forte tempestade no dia 26 de agosto de 2021.

O grupo Teatro Popular de Ilhéus (TPI) retorna após quase três anos de paralisação. Foto: Márcia Mascarenhas

De volta à carroça, o grupo voa para o sonho de construção de seu espaço, de seu teatro – ou re-teatro, o teatro refeito. E os artistas põem mãos à obra para construir um espaço de afetos e sensibilidade, colocando na cena a memória recente da montagem de Sonho de Uma Noite de Verão, livremente inspirada na obra clássica de William Shakespeare, que foi  interrompida pela pandemia.

“Sonhos – o que restou de nós depois da tempestade” foi apresentado com sucesso ao público de nove cidades baianas do sertão baiano ao longo do mês de abril de 2022.

“Shakespeare no Sertão”

O espetáculo fez parte da segunda etapa do projeto de circulação, “Shakespeare no Sertão” contemplado pelo Edital Setorial de Teatro 2019 e tem apoio financeiro do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural do Estado da Bahia, Secretaria de Cultura e Governo do Estado da Bahia.

O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural privada, parcialmente mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia e Governo do Estado da Bahia.

Meia Maratona do Descobrimento terá a participação de mais de 3 mil atletas


A 6ª edição da Meia Maratona do Descobrimento será realizada no próximo dia 24 de abril. A prova terá quatro distâncias:3k, 5k, 10k e 21k (corrida principal do evento), sendo disputada na orla norte. 

Porto Seguro será o ponto de partida, para correr e conhecer as primeiras páginas da História do Descobrimento Brasil. Além de passear, comer bem, ou simplesmente relaxar.

A Meia Maratona do Descobrimento terá a participação de mais 3 mil atletas inscritos e contará com a participação do cantor Marcos Val, recepcionando os atletas com sua banda. O aquecimento será ao som de muito axé e música baiana. “Venha você também fazer parte dessa festa ao som de Marcos Val”, convida o cantor.

Governo da Bahia lança o Fazcultura


Marcelo Carvalho

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) abre, a partir desta terça-feira (08/02), as inscrições para o Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural (Fazcultura). Propostas culturais podem ser apresentadas até 1º de dezembro de 2022, pelo Sistema de Informações e Indicadores em Cultura (SIIC), disponível no endereço https://siic.cultura.ba.gov.br/. O Sistema é simples e auto-explicativo. Após a inscrição o proponente receberá um e-mail automático, certificando a inscrição.

🎯 O Governo da Bahia assegurou por mais um ano 15 milhões de reais para o Fazcultura, o documento foi assinado pelo governador Rui Costa no dia 25 de janeiro de 2022. A legislação do programa aprova o patrocínio de propostas de qualquer segmento cultural, realizadas por pessoas físicas ou jurídicas sediadas no estado da Bahia. A iniciativa tem gestão compartilhada entre a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) e SecultBA.

💰 A iniciativa, através de incentivo fiscal concedido pela Lei n° 7.015, de 09/12/1996, tem por objetivo promover as atividades culturais mediante parceria entre o poder público estadual – que disponibiliza até 80% dos recursos advindos da renúncia fiscal do ICMS (Imposto de Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) e a iniciativa privada. Pessoas Jurídicas no Estado da Bahia, contribuintes do ICMS, podem financiar propostas culturais em qualquer segmento, com benefício fiscal de até 80% do valor total do projeto. Para receber o abatimento, é necessário que a empresa patrocinadora contribua com recursos próprios equivalentes a, no mínimo, 20% dos recursos totais transferidos à proposta.

SecultBA #CulturaqueMovimenta #EditaisdaCultura #ProducaoCultural #LeideIncetivoCultural #GovBA #Bahia

Hospital de Base ganha novos recursos para ampliação de atendimento


Saulo Santos

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria Municipal de Saúde definiu novo aporte de recursos para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, o contrato firmado no valor de R$ 67.513.571,88 ao ano permitirá avanços no serviço ofertado pelo hospital. O Hblem é o maior hospital ‘portas abertas’ do sul da Bahia, com atendimento para urgência e emergência 24 horas para toda região.

Segundo Augusto Castro: “Junto com toda equipe da Saúde estamos empenhados em devolver à cidade de Itabuna o papel de referência nesta área. O Hospital de Base é um dos maiores do interior da Bahia e a atual gestão realiza um trabalho de excelência. A injeção de novos recursos trará avanços significativos em todas as áreas, fazendo com que o atendimento melhore ainda mais”, garante.

A presidente da Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (Fasi), instituição mantenedora Hblem, enfermeira Fernanda Cândida Ludgero, afirma que os novos recursos vão contribuir de forma significativa para o processo já implantado de humanização do atendimento na unidade hospitalar.

“O prefeito Augusto Castro é um gestor comprometido com a saúde de Itabuna e região. Com esse aporte financeiro, o hospital tende a aprimorar o processo de humanização no trato com os pacientes e ser referência em todo o Estado”, destaca Ludgero.

Planos de Cargos

A presidente da Fasi também ressalta outros avanços obtidos na administração do prefeito Augusto Castro. Foram atualizados os valores de progressão do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) dos funcionários efetivos, com ganhos de 20% sobre os vencimentos.

“Essa atualização dos valores do PCCS era uma antiga reivindicação dos funcionários do Quadro Efetivo e a atual gestão reconheceu a necessidade de assegurar esse ganho. Além disso, os técnicos de enfermagem contratados tiveram incorporado aos seus vencimentos-base um acréscimo de R$ 200,00 e concessão de férias”, salienta Fernanda Ludgero.

Já o funcionário do Hospital de Base e diretor do Sindicato dos Servidores e Servidoras do Município de Itabuna (Sindserv), Levi Araújo, em texto publicado no site oficial do Sindicato, não escondeu o contentamento pelo atendimento da antiga reivindicação.

“Esta foi uma luta de sete anos, organizada pelo Sindserv e pelos servidores e servidoras do HBLEM. Uma luta que deu frutos e representa o reconhecimento e a merecida valorização para nossa categoria”, cita Araújo.

O dirigente sindical também agradeceu ao prefeito Augusto Castro e a administração da Fasi por reconhecerem a importância do Plano de Cargos para os servidores do Hospital de Base. “Nós, trabalhadores e trabalhadoras, já sofremos muito com gestões e administrações truculentas. É um alento para nós, depois de anos de resistência e luta, sermos reconhecidos e valorizados”, conclui Levi.

Cantor Marcos Val anima o Band Verão 2022


Marcelo Carvalho

Uma atração que revelará as belezas naturais, gastronomia e cultura de Porto Seguro: Band Verão! O Programa já percorreu nove estados do Nordeste, captando tudo o que existe de melhor da região.

Marcos Val (centro), ao lado das apresentadoras do Band Verão. Foto: divulgação.

O Band Verão é apresentado por Juliana Guimarães, que também é influenciadora digital, e pela cantora da banda Babado Novo, Mari Antunis. O programa que contará com a participação de artistas locais, entre eles, o cantor Marcos Val, que cantará clássicos do Axe, levando alegria e descontração para o telespectador.

A atração é imperdível! Anote para não esquecer. Band Verão, hoje 05/02,)às 18:50, direto de Porto Seguro (BA), na TV Band Bahia.