A estreia de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura e os próximos passos do Universo Marvel


A aventura divide opiniões mas vai indo muito bem nas bilheterias.

Isabelle Carvalho

O novo filme da Marvel mal estreou e já arrecadou cerca de 185 milhões de dólares e isso só nos cinemas norte-americanos. No Brasil, não poderia ser diferente. Doutor Estranho no Multiverso da Loucura levou os fãs ao desespero na expectativa sobre a produção, ainda mais sobre os rumos da fase 4 da Marvel nos cinemas.

Até agora já foram lançados Viúva Negra, Os Eternos, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, Homem-Aranha: Longe de Casa e, na última semana, a sequência de Doutor Estranho. Além dos filmes, também foram promovidas algumas séries: Wandavision, Falcão e o Soldado Invernal, Loki, What it…?, Gavião Arqueiro e Cavaleiro da Lua. Todos esses títulos estão disponíveis na plataforma de streaming Disney Plus

Para compreender o contexto do segundo filme do Doutor Estranho, não é totalmente imprescindível ter visto outras obras, mas torna a experiência mais interessante. Assistir o primeiro Doutor Estranho, Homem-Aranha 3, Wandavision, Loki e What if…? possibilita um maior entendimento sobre o filme, mas ler um resumo também te ajudará a entender melhor esse multiverso da loucura. 

Até agora o filme em questão dividiu opiniões entre os espectadores. Há tanto críticas quanto elogios à trama. Pode-se dizer até que faltou história, no sentido de que o multiverso da loucura teve pouco de loucura e pouco de multiverso. O conceito foi pouco explorado, no entanto, é fato que o longa abre caminhos para os próximos projetos da Marvel. 

É interessante o desenrolar da trajetória de Wanda como Feiticeira Escarlate e é, de longe, a personagem mais bem desenvolvida na obra. Suas motivações fazem sentido e, mais do que isso, são passíveis de identificação por parte de quem assiste. Conseguimos entender de onde vem sua dor (principalmente quem viu Wandavision).

Já a introdução de América Chavez, que será a heroína Miss America, foi um tanto superficial. Apesar do seu potencial, a personagem torna-se quase uma figurante. Esperamos que seu perfil seja mais desenvolvido nas próximas histórias. 

O futuro do MCU

E quais são os caminhos que virão em 2022  dentro do Universo Marvel? Os próximos títulos a serem lançados incluem Mrs. Marvel, Thor: Amor e Trovão, Pantera Negra: Wakanda Para Sempre, She-Hulk e um Especial de Natal dos Guardiões da Galáxia. Mas para além de 2022, a Marvel tem muitos planos pela frente. The Marvels (2023),  Os Guardiões da Galáxia – Vol. 3  2023), Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania (2023), X-Men ’97 – Série Animada (2023), Eu Sou o Groot, Marvel Zombies, Homem-Aranha: Freshman Year , Agatha: House of Harkness, Armor Wars, Echo, Ironheart, Secret Invasion, Loki: Segunda Temporada, What If…?: Segunda Temporada, Blade, O Quarteto Fantástico , Sequência de Capitão América, Deadpool 3 e uma Série sobre Wakanda.  

São muitas as expectativas para as próximas fases do MCU (Universo Cinematográfico Marvel). A grande novidade tem sido o formato das séries, que têm atraído uma boa quantidade de espectadores e fãs. Wandavision (primeira série lançada) foi um sucesso estrondoso que combinou estilos e fez referências a clássicos sitcoms, como A Feiticeira, Modern Family e The Office. Podemos aguardar grandes projetos para o futuro. Além disso, temos uma infinidade de universos de possibilidades com a introdução do multiverso (muito desenvolvido em Loki) e sua apresentação “oficial” em Doutor Estranho 2. 

Isabelle Carvalho é carioca, tem 27 anos, sendo formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Também é graduada em Cinema. Além de possuir especialização em Jornalismo Cultural, é apaixonada por cultura, cinema, ciência e atualidades.