Mário Frias não irá a Rússia


Saulo Santos

O secretário especial da Cultura, Mario Frias, está no ‘olho do furacão’ literalmente. O ex-ator foi obrigado a cancelar sua viagem à Rússia. Frias levaria mais quatro assessores nessa turnê. A ordem partiu da Presidência da República, que decidiu por uma comitiva mais enxuta e repassou a orientação a todos os ministérios que contavam com representantes na agenda

O presidente Jair Bolsonaro (PL) parte nesta segunda-feira, dia 14, para visitas de Estado a Moscou e a Budapeste (Hungria), em meio a uma escalada da tensão geopolítica na região, envolvendo a Ucrânia. Com a iminência de um conflito militar, o presidente foi aconselhado a adiar a visita, mas optou por mantê-la.

Além das capitais russa e húngara, a previsão era a de que Frias e seus assessores também estendessem a viagem a Varsóvia, na Polônia. Este destino também foi suspenso, ao menos por enquanto, informou a Secretaria Especial da Cultura, vinculada ao Ministério do Turismo.