Quem são e como vivem os ciganos do Brasil


Andie Carolina

Certamente pelo menos uma vez na vida, você já imaginou a figura de uma mulher cigana representada por roupas de estampas coloridas, peças longas, lenços na cabeça e claro, dançarinas e que possuíam o dom de adivinhar o futuro. É desta forma que a mídia tem vendido a imagem do povo cigano ao longo dos anos. Mas será que você realmente conhece e sabe como vivem os ciganos, sobretudo no Brasil? Continue lendo esse artigo e descubra.

Preconceito universal

Estudos descrevem os ciganos como um povo nômade, que perambulava por toda a Europa, atingidos pelo preconceito, já que esse estilo de vida causava repulsa na sociedade europeia. E um fato interessante é que, por não possuírem um idioma próprio, sua história foi descrita justamente pelo povo não-cigano. E esses historiadores apontam a Índia como o país de origem dos ciganos, que anos mais tarde, também teriam adentrado o Egito e a Espanha.

Foi no território espanhol, aliás, que surgiu o primeiro documento que atestava a presença de ciganos em um local. Esse fato ocorreu no ano de 1423, quando esse povo teria pedido permissão para cruzar o país e assim, peregrinar até a cidade de Santiago de Compostela.

Visita ao assentamento da comunidade cigana Calon. Foto: divulgação

Ciganos no Brasil

Falando especificamente sobre o Brasil, os ciganos chegaram em terras Tupiniquins junto aos navegantes de Portugal, país que, por sua vez, longe de ser um “amigo” deste povo, os enxergava apenas como “seres indesejáveis”.

Independente disso, a chegada foi bem-sucedida e a permanência também, pois é estimado que o Brasil o segundo país com o maior número de habitantes (800 mil), ficando apenas atrás dos Estados Unidos (1 milhão). Os ciganos se espalharam por todo território nacional, mas é na Bahia onde vivem a maior porcentagem deles.

Esses moradores ilustres são divididos em três grandes grupos. O primeiro, originário de Portugal e da Espanha, são falantes do dialeto Caló. O segundo, originário do Leste Europeu, são falantes do dialeto Romani. E o último, originário da Alemanha e da França, também falantes do mesmo dialeto.

Profissões e linha de conduta

Mulheres ciganas. Foto: Fabrio Rodrigues pozzebom

Os homens ciganos costumam trabalhar em ofícios comuns como os outros de culturas diferentes. No Brasil, eles exercem as funções de ferreiros, comerciantes e cuidadores de animais. Já as mulheres, como mencionado no início deste artigo, realmente costumam se dedicar à leitura das mãos e das cartas com a intenção de adivinhar o futuro, mas são muito mais do que isso!

As ciganas também são vistas em grande número como costureiras e rendeiras, enquanto uma outra parte se dedica aos cuidados do lar. Um fato curioso sobre a cultura cigana é que eles costumam se casar apenas entre si, sendo extremamente apegados às suas famílias.

E um detalhe bastante triste em relação aos ciganos é que, durante muitos anos, e inclusive nos dias atuais, é que eles roubam crianças e que costumam mentir sobre diversos assuntos. O que muitas pessoas desconhecem, é que, na verdade, existe um código na cultura cigana que condena qualquer tipo de desonestidade entre eles e para com o próximo.            

Para finalizar, um fato que vale muito mais a pena ser citado: existem diversas datas para celebrar a vida e a cultura cigana ao redor do mundo. No Brasil, a comemoração acontece no dia 24 de Maio. A data foi celebrada pela primeira vez em 2007 e leva o nome de Dia Nacional do Cigano.

Andie Carolina é graduada em Publicidade e Propaganda. E, apaixonada por música, séries, televisão e cinema. Instagram: @AndieCarolinaP